quinta-feira, 30 de junho de 2022

Homem que matou vizinho em Vera Cruz é internado em instituição psiquiátrica

A juíza Josiane Patricia Cabrini Martins Machado, da 1ª Vara Criminal de Marília, determinou a internação em uma instituição psiquiátrica o homem acusado de matar outro por decapitação em julho de 2017, em Vera Cruz.
A sentença foi publicada nesta terça-feira (28). Marcos Alfredo Ribeiro foi reconhecido pelo Tribunal do Júri, no dia 23 de junho, como autor do homicídio contra Natalino Lemes Rafael em uma propriedade rural em julho de 2017.
Natalino foi decapitado por Marcos, que disse na época ter sido ameaçado pela vítima. O acusado também acrescentou que Natalino teria mantido relações sexuais com sua namorada.
Apesar da confirmação do crime de homicídio qualificado por motivo torpe, emprego de meio cruel e utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima, o acusado teve reconhecida sua imputabilidade.
Laudo psiquiátrico reconheceu que Marcos, preso preventivamente, é portador de doenças psiquiátricas, como esquizofrenia paranoide e dependência de substâncias psicoativas.
Segundo a juíza, o Conselho de Sentença, reconhecendo que Marcos não possuía capacidade de entender o caráter criminoso do ato cometido, foi absolvido.
De acordo com a sentença, além da internação mínima por três anos, Marcos deve “ser submetido à avaliação a cada ano, por perito médico, podendo, pois, ser estendido o prazo anteriormente fixado para a internação pelo máximo de tempo de pena imposta ao delito”, ou seja, 30 anos.
A juíza responsável também mandou oficiar as instituições competentes “com urgência, solicitando vaga em hospital psiquiátrico apropriado para o cumprimento da medida de segurança imposta”.
Após o homicídio, Marcos confessou ter matado e decapitado Natalino, vizinho da propriedade rural onde morava. A cabeça da vítima foi encontrada a cerca de 50 metros do local onde o corpo foi localizado. O caso chocou a cidade.
Segundo informações da Polícia Civil de Vera Cruz, na ocasião um homem ligou para a Polícia Militar para informar que seu irmão, Marcos, havia matado um vizinho, de 22 anos.
A PM iniciou as buscas e encontrou o autor dentro de uma igreja. Detido, ele indicou a localização do corpo e as motivações do crime.

Fonte: g1



Nenhum comentário:

Postar um comentário