sexta-feira, 11 de março de 2022

Incendiário do hospital São Lucas é absolvido, mas vai ser internado

Absolvição imprópria. É esse o termo jurídico na sentença judicial que afastou punição criminal para A.L.S.C., 31 anos, preso por invadir e iniciar incêndio na recepção do Hospital São Lucas em Garça. Em vez de cadeia, ele será encaminhado para uma instituição de tratamento psiquiátrico.
O caso ocorreu em abril de 2020. O homem invadiu a recepção armado com pelo menos duas facas. Segundo os depoimentos colhidos no local, disse que iria até o berçário, depois ameaçou atear fogo ao próprio fogo.
Acabou iniciando um incêndio na recepção, que provocou muita fumaça e sujeira mas não deixou feridos. A decisão do juiz Jamil Ros Sabbag lembra ainda que o acusado, representado pelo advogado Fernando Oliveira, confessou o crime.
“Porém, não se recorda de querer ir ao segundo andar. Apenas no vídeo mencionou que queria ir na maternidade. Sua intenção era chamar a atenção da Polícia, forçando-a a lhe matar. Na noite anterior havia bebido bastante. Sua intenção era unicamente suicida e não a de causar mal a ninguém”, diz a decisão.
O documento aponta ainda que “com o tratamento hospitalar está melhor, arrependido e envergonhado de sua atitude”.
O laudo médico-legal concluiu pela inimputabilidade do acusado à época da prática da conduta descrita na denúncia e, considerando a periculosidade evidenciada, recomendou a manutenção da internação em instituição psiquiátrica por pelo menos dois anos.

Fonte: Giro Marília



Nenhum comentário:

Postar um comentário