quarta-feira, 16 de março de 2022

Filha de ex-prefeito de Dois Córregos morre em acidente automobilístico

A jovem de 18 anos que morreu em um acidente de carro na noite de domingo, 13, na região de Brotas, voltava do aniversário da avó, acompanhada do irmão, quando sofreu o acidente.
Mariana Galastri Prado Telles era filha do ex-prefeito de Dois Córregos, Francisco Augusto Prado Telles Júnior (PSDB), e vivia o sonho de estudar jornalismo na Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Campinas.
Em meio às festividades de 80 anos da avó, a jovem havia passado o fim de semana com a família na região de Brotas. O retorno a Campinas com o irmão mais velho terminou no trágico acidente, que ainda abala a família.
De acordo com Francisco Augusto Prado Telles, avô da jovem e pai do ex-prefeito de Dois Córregos, ainda é difícil acreditar na morte da neta, por quem ele era apaixonado e não poupa palavras para retratar a saudade.
"Se você perguntasse a qualquer avô sobre a neta que acaba de falecer, certamente ouviria que ela era especial, única, linda, inteligente e amorosa. É como todo avô vê sua neta. Contudo, neste caso especial, sou forçado, a bem da verdade, a dizer que ela era especial, não somente para mim, mas como um verdadeiro anjo de Deus", diz Francisco em entrevista ao g1.
O avô contou que o irmão de Mariana, Eduardo, dirigia o veículo no momento do acidente que a família ainda não sabe com detalhes como aconteceu, mas de acordo com Francisco por motivos ainda a serem investigados, o motorista perdeu o controle e o carro capotou várias vezes.
Eduardo sofreu apenas uma luxação no braço esquerdo e ainda se recupera fisicamente do acidente. Ainda segundo o avô, a morte da irmã tem sido o ponto mais difícil na recuperação do jovem, de 20 anos, que cresceu ao lado dela.
"Estamos todos abalados, em especial o irmão, que estava com ela no momento do acidente e era tão próximo dela. Como não se sentir culpado? Esse é o problema humano: julgar a si e julgar os outros. Ele ainda está fragilizado, mas penso que terá forças para superar a perda e conquistar o mundo em homenagem à irmã", pontua o avô.
Após o acidente, cujos circunstância e local ainda não foram divulgados, ambos os irmãos foram socorridos e levados para o Hospital de Brotas, mas a jovem não resistiu aos ferimentos. O corpo de Mariana foi enterrado na última segunda-feira, 14, no Cemitério Municipal de Dois Córregos.
"Eu me divertia com eles. Me alegrava, me completava! Brincávamos de banco imobiliário, de escola, de autorama, de tribunal do júri, de delegado de polícia, que é a profissão do pai, e de cinema, o qual eu possuo em Dois Córregos. Viajávamos para a praia, brincávamos na areia, pulávamos onda. E eles cresciam em estatura, inteligência e espirito", rememora o avô Francisco.
A paixão pelo cinema, fruto da relação com o avô, não veio à toa. Francisco, que também é chamado carinhosamente de Chico, é proprietário do cinema centenário de Dois Córregos, um dos mais antigos do país.
A neta Mariana, por sua vez, trilhava um caminho diferente daquele percorrido pelo avô. Considerada uma aluna dedicada, o empenho a levou a passar em jornalismo em duas instituições de renome em jornalismo: a PUC-Campinas e a Cásper Líbero, em São Paulo.
Por conta do irmão, que cursa engenharia mecânica na Unicamp, a escolha pela primeira opção pareceu natural. Por ironia do destino, os dois retornavam a Campinas para continuar os estudos quando ocorreu o acidente, como conta o avô Chico sobre o último momento na presença da neta.
"Depois de comemorarmos os 80 anos da avó Neusa em uma festinha na chácara, eles se preparavam para viajar até Campinas e voltar aos estudos. Eles se despediram do pai e da mãe. Mariana estava preocupadíssima com o pai, que se preparava para um plantão policial noturno, e fez inúmeros 'nome-do-pai', abençoando-o com as mãos", relembra.

Fonte: G1



Nenhum comentário:

Postar um comentário