terça-feira, 1 de março de 2022

Autorizada construção do Hospital da Mulher e da Criança em Marília

O vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB) autorizou, na última sexta-feira, 25, em Marília, a construção do novo Hospital da Mulher e da Criança, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Marília (HCFAMEMA). Ele também inaugurou a duplicação da rodovia Dona Leonor Mendes de Barros (SP 333), no trecho entre Júlio Mesquita e Marília e entregou nova frota e equipamentos para reforçar as ações de fiscalização da Artesp no Estado.
Em Iepê, inaugurou duas creches e anunciou R$ 20,8 milhões em investimentos para educação e, em Assis, visitou a Carreta da Mamografia.
“Estamos aqui hoje fazendo um anúncio fundamental para a saúde da região, que é a construção da nova sede do Hospital da Mulher e da Criança. São mais de 13 mil metros quadrados de obras, que serão iniciadas nos próximos meses. Isso vai trazer não só mais qualidade no atendimento, mas também uma otimização, já que o novo hospital estará dentro do complexo do HC”, destacou Rodrigo Garcia.
O novo Hospital da Mulher e da Criança irá melhorar o atendimento aos pacientes e centralizar a assistência hospitalar do HCFAMEMA em uma estrutura única. O Governo de São Paulo já havia repassado cerca de R$ 600 mil para a contratação do projeto executivo para a construção deste prédio, com previsão para finalização da obra em dois anos e investimento de R$ 66 milhões. Atualmente, a unidade está instalada em um prédio cedido pelo município de Marília e a nova construção irá ampliar a capacidade do atendimento SUS aos pacientes, com possibilidade de 100 novos leitos.
Na unidade, hoje, são realizadas ações de cuidados nas áreas de atenção à saúde da criança e mulher, com uma capacidade de 102 leitos. O hospital ainda conta com um centro cirúrgico e centro obstétrico e a unidade de urgência e também presta assistência ambulatorial nas diversas especialidades, como pediatria, onco-ginecologia, ginecologia geral e pré-natal de risco.
Rodrigo Garcia entregou oficialmente 19 quilômetros de duplicação da Rodovia Dona Leonor Mendes de Barros (SP 333), do km 295 ao km 314, entre os municípios de Marília e Júlio Mesquita. A obra, que recebeu investimentos de R$ 79,4 milhões da Entrevias Concessionária de Rodovias, vai beneficiar mais de 320 mil moradores das cidades de Marília, Júlio Mesquita, Guarantã, Guaimbê, Álvaro de Carvalho, Getulina e Garça e otimizar a circulação de cerca de quatro mil veículos que trafegam diariamente na região.
Com a duplicação, as conversões, acessos e retornos passam a ser realizados com maior segurança, por meio de dois novos dispositivos, localizados nos quilômetros 299 e 309. A rodovia passa a contar, no trecho duplicado, com duas faixas de rolamento em cada sentido de direção e nova sinalização, além da restauração de todo o pavimento e implantação de um novo sistema de drenagem nas laterais das pistas. As melhorias proporcionaram a geração de 480 novos empregos diretos e indiretos.
A ampliação deste trecho da rodovia faz parte do cronograma de obras da concessionária, que prevê a duplicação, no total, de 211 quilômetros da SP-333. Além do trecho entregue, outros dois estão em obras no momento, entre Marília e Echaporã e entre Echaporã e Assis, que, juntos, somam mais 63 quilômetros a serem duplicados na SP-333, que neste trecho é denominada Rodovia Rachid Rayes.
Na ocasião, foram entregues 50 novas viaturas para reforçar as ações de fiscalização da ARTESP em rodovias e terminais de ônibus da capital e do interior paulista. Os agentes também estão recebendo 60 tablets e 30 rádios, que facilitarão a comunicação nos pontos de fiscalização.
A Artesp tem poder de polícia para fiscalizar o Transporte Intermunicipal de Passageiros na capital e interior paulista e realiza auditorias de frota, garagem e instalações, e ações fiscais na operação das linhas regulares, nos terminais rodoviários e em todas as rodovias paulistas.
O investimento anual para locação e manutenção das viaturas será de cerca de R$ 2,1 milhões. Para a contratação dos tablets serão investidos, anualmente, cerca de R$ 100 mil.

Redação do Garca.Jor



Nenhum comentário:

Postar um comentário