segunda-feira, 14 de fevereiro de 2022

IPTU e outros tributos: boletos já podem ser gerados na internet

A Secretaria Municipal da Fazenda, Planejamento e Finanças informou que já estão sendo disponibilizados no site www.garca.sp.gov.br os boletos do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) de 2022, Taxa Polícia e ISS (Imposto Sobre Serviços), para todos os contribuintes que quiserem imprimir antecipadamente o carnê. Tais documentos de cobrança também serão entregues em breve nos endereços de correspondência. 
Os vencimentos, como já ocorreu em anos anteriores, continuam a ocorrer de acordo com a letra do nome do contribuinte e começam a partir de 23 de março.
A Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia criou um atalho para facilitar o acesso do contribuinte aos valores, descontos e parcelas, assim como para imprimir o boleto. Basta acessar o site da Prefeitura de Garça, descer o cursor até o menu de acesso rápido, clicar em IPTU, preencher os dados com o número do cadastro do imóvel, CPF ou CNPJ, na sequência clicar em emitir carnê do IPTU e clicar em imprimir carnê, possibilitando tanto a visualização do boleto, quanto a sua impressão.
Com relação às opções de pagamento, o esquema continua com os descontos tradicionais. Contará com 15% de desconto para o pagamento o contribuinte que efetuar a quitação em uma cota única. A data de vencimento já estará definida no boleto de acordo com a letra inicial do nome do contribuinte.
Outra opção prevê 10% de desconto, sendo que nesse caso deverá ser observado o pagamento da primeira parcela no mês de março e as demais quitadas em cota única no mês de abril, com o vencimento relativo à inicial do nome.
Por fim, a terceira opção é a do parcelamento em até dez vezes, sendo que o valor mínimo das parcelas não poderá ser inferior a R$ 48,24.
Segundo o Departamento de Rendas, neste ano foram gerados 19.432 boletos de IPTU, 500 boletos de ISS e 3.291 de Taxa Polícia. A previsão de receita gerada pelo pagamento do IPTU é de R$ 12.918.936,10, já computada a reposição de 10,25%, calculada com base na inflação (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) referente ao período de outubro de 2020 e setembro de 2021, assim como os valores referentes ao aumento de área construída constatado por meio de geoprocessamento.

Fonte: Jornal Debate



Nenhum comentário:

Postar um comentário