segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Santa Cruz do Rio Pardo anuncia adiamento de festa do peão

A covid voltou a provocar mortes em Santa Cruz do Rio Pardo. A doença, cujos casos aumentaram muito nas últimas semanas, fez suas primeiras vítimas desde o dia 1º de setembro do ano passado. O número de mortes na cidade agora chega a 181. O agravamento da situação provocou hoje o adiamento da Festa do Peão, que estava marcada para começar dentro de dois dias.
As primeiras vítimas de 2022 foram registradas na noite de ontem e hoje. São duas mulheres de 76 anos, que tinham comorbidades. Uma delas, que já estava acamada em razão de problemas de saúde, morreu na noite de sábado, 15, na Santa Casa de Misericórdia.
A outra vítima havia sido transferida para a UTI do hospital de Marília quando seu estado de saúde se agravou. A transferência aconteceu porque o Governo do Estado centralizou o atendimento de vítimas graves da covid-19 em Marília depois que as unidades próprias para a doença foram desativadas em praticamente todos os municípios.
O governo de São Paulo expediu comunicado confirmando que desde quarta-feira, 5, a estratégia e a centralização de internados graves pelo SUS serão feitas exclusivamente no sistema especial de Marília. O Hospital das Clínicas da cidade sede da região administrativa possui 62 leitos, dos quais 32 de UTI. Na quinta-feira, 6, apenas quatro leitos estavam ocupados, mas o número deve aumentar.
Com a situação da pandemia se agravando, a ‘Festa do Peão de Boiadeiro’ de Santa Cruz do Rio Pardo, a principal atração do aniversário da cidade, foi adiada. Em nota, A Marrero Rodeio e a prefeitura disseram que o evento será realizado “em data mais oportuna”.
O comunicado foi divulgado hoje e é assinado pelo prefeito Diego Singolani (PSD) e pelo empresário Edson Marrero. A nota diz que o evento será remarcado para “uma data mais oportuna” e anunciada “o mais breve possível”.
O texto também esclarece que a decisão foi tomada em decorrência dos óbitos ocorridos neste domingo “e em respeito aos familiares, ao cidadão santa-cruzense e visando a manutenção da saúde pública”.
A Marrero Rodeios esclareceu, na mesma nota, que os camarotes e ingressos adquiridos serão válidos para a nova data.
O prefeito Diego Singolani já havia informado, quando autorizou o evento, que qualquer mudança crítica no quadro da pandemia seria motivo para cancelar a festa neste momento.
A Festa do Peão de Boiadeiro iria começar dentro de dois dias, na terça-feira, 18. A montagem da arena, das arquibancadas, dos camarotes e do palco estava praticamente pronta. O evento tinha um custo aproximado de R$ 3 milhões.
Edson Marrero e o prefeito Diego Singolani afirmaram que o adiamento foi “uma decisão necessária”.
A pandemia se agravou com a chegada da variante ômicron. O Carnaval de Santa Cruz do Rio Pardo também foi cancelado depois que os três blocos que deveriam desfilar na avenida Tiradentes anunciaram a decisão de suspender a festa.
Em Santa Cruz, o atendimento médico para pessoas com suspeita de covid-19 será centralizado no Centro de Saúde II – o “Postão” – a partir desta segunda-feira, 17.

Fonte: Jornal Debate News



Nenhum comentário:

Postar um comentário