segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

Garça fecha 2021 sem homicídios e com aumento nos casos de estupro

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo divulgou as estatísticas referentes ao índice de criminalidade e produtividade policial relativo ao ano de 2021. Em Garça, ao longo do ano passado, foram verificados números oficias que apontam a redução de homicídios e roubos, mas com aumento nos furtos e estupros.
Segundo a Secretaria, no ano passado, o município não registrou homicídios, contra cinco verificados ao longo de 2020. Também não houve registros de tentativa de homicídio ao longo do ano passado, tal qual em 2020. Os homicídios culposos por acidente de trânsito, que foram dois no ano de 2020, subiram para quatro no exercício passado.
Os registros de lesões corporais dolosas tiveram pequeno aumento em 2021. Eles atingiram 151, ao passo que em 2020 o número ficou em 148. 
Os estupros, ao longo do ano passado, atingiram 18, o dobro do registrado em 2020.
Já os roubos chegaram a 19 ao longo do ano terminado recentemente. No exercício de 2020, esse tipo de ocorrência teve um total de 38 registros. Naquele mesmo ano, um caso de roubo de carro foi identificado, contra duas ocorrências observadas em 2021.
O maior número de ocorrências policiais em Garça continuou a ser de furtos, que somaram 541 durante o ano passado, número um pouco maior que o observado em 2020, quando 510 furtos foram reportados às autoridades policiais. Os furtos de carro em 2021 chegaram a 22, contra 25 registros em 2020.

SP — O Estado de São Paulo terminou o ano de 2021 com as menores taxas de homicídios dolosos desde 2001. No período, além das mortes intencionais, houve redução nos casos e vítimas de latrocínios, bem como nas ocorrências de roubos a banco.
No ano passado, os casos e vítimas de mortes intencionais recuaram 6,2% e 6,3%, respectivamente, se comparado a 2020.  O primeiro indicador passou de 2.893 para 2.713, enquanto o segundo caiu de 3.038 para 2.847. Ambos os totais são os menores da série histórica, iniciada em 2001.
Em contrapartida, os estupros subiram 6,7% em 2021, se comparado ao ano anterior. Foram 739 ocorrências a mais, somando 11.762 boletins no ano passado.
Os furtos em geral e de veículos tiveram alta de 19,9% e 21,2%, respectivamente, em 2021. O mesmo ocorreu com os roubos de carga, em geral e de veículos, os quais cresceram 10,3%, 3,1% e 3,6%, nesta ordem.

Fonte: Jornal Debate



Nenhum comentário:

Postar um comentário