terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Casos de covid-19 crescem em Garça e cidade vai ter tenda para atendimento de síndromes respiratórias

Com mais de 200 casos positivos de covid-19 em apenas 15 dias, o número preocupa o setor de Saúde em Garça que se movimenta buscando medidas que melhores o atendimento aos pacientes. O número de casos registrados neste ano supera os três últimos meses de 2021, e é grande a movimentação nas unidades de saúde e na UPA. 
Na última sexta-feira, 14, foi preciso suspender a realização de um drive por falta de profissionais de saúde, que também se tornaram vítimas do vírus.
De acordo com a secretária Municipal de Saúde, Deyse Regina Serapião Grejo, uma parceria entre a Secretaria e a AHBB (Associação Hospitalar Beneficente do Brasil) vai resultar na estruturação de uma tenda para atender os pacientes com síndromes respiratórias. A medida, segundo ela, vai ‘desafogar’ as unidades básicas e a própria UPA.
“Estamos nos mobilizando para estruturar essa tenda para atendimento de pacientes com síndrome gripal. Ela será colocada atras da UPA.  É uma tenda para acolhimento, para receber os pacientes. Essas pessoas serão triadas e encaminhadas para dentro da UPA onde já existe um consultório médico e uma ala de isolamento para síndrome gripal”, explicou a secretária.
Segundo ela, a finalização do processo deve acontecer ainda esta semana e, depois que tudo estiver estruturado, as pessoas deverão procurar atendimento diretamente na UPA. Quem, por ventura for até a unidade de saúde será encaminhado para a UPA.
“Nós estamos nos estruturando, montando a tenda, contratando equipe médica para poder atender as pessoas com síndrome gripal e tirar do fluxo da UPA e do de dentro das unidades de saúde. Tudo para dar um melhor atendimento”, falou Deyse.
Falando sobre o número de casos, a proliferação registrada na cidade, a secretária comentou que a variante Ômicron tem um poder de contaminação maior, embora evoluía de forma branda, o que justifica a baixa internação. 
No entanto Deyse acredita que a contaminação também se deu por relaxamento das pessoas, pelas festas de final de ano, aglomeração, pessoas que vieram de fora, pessoas que viajaram. 
“Estamos vivendo este momento por um relaxamento. Então eu gostaria de reforçar, que quem tem uma viagem próxima, se puder cancelar, se puder ficar em casa, manter o distanciamento, é bom. É muito importante a prática das medidas sanitárias, o uso de máscara, o distanciamento social, isso para que a gente se proteja e proteja o próximo”, falou a secretária.
“Nós precisamos suspender o drive da última sexta-feira por conta de vários funcionários que estavam afastados e comprometia o funcionamento do drive, e, também, para preservar também os que estão na linha de frente, que estão exaustos. Sabemos que essa contaminação vai continuar. Não sabemos exatamente quando vai parar”, continuou ela.
Apesar do número de contaminados, dentro do cenário pandêmico, a secretária acredita que Garça não contabiliza mais casos ou maior número de casos graves em razão do alto índice de vacinação.
“O que estamos vivendo hoje é reflexo da vacinação. Temos 99% de aplicação da primeira dose e 98% da segunda dose. Estávamos caminhando bem com a dose adicional que tivemos que suspender, mas com os funcionários voltando, teremos uma data de aplicação e pedimos que todos que estiverem no prazo que tomem a vacina”, salientou Deyse.
Junto com a montagem de tenda para atendimento exclusivo de pacientes com síndrome respiratória a secretária de Saúde comenta que a Secretaria da Saúde junto com a AHBB vai possibilitar a abertura de quatro leitos clínicos para atender os casos mais graves de covid-19 no município.
A grande procura pelos serviços levou os laboratórios em Garça a ficarem sem os produtos para a realização de testes rápidos. Na sexta-feira, dia 14, o Laboratório Diag Lab informou em sua rede social que havia recebido material para realização dos testes. Os laboratórios Miotelo e Labiomed estão esperando receber os produtos.
“Temos os testes rápidos e aqueles que encaminhamos para o Adolfo Lutz. A prioridade é para as Unidades de Saúde, UPA e profissionais de saúde”, colocou a secretária ao comentar sobre a disponibilidade dos exames na rede básica de atendimento.
Deyse lembra que as empresas que tiverem condições de adquirir o teste particular para viabilizar a realização de seus funcionários, podem fazê-lo, mas toda a população que necessitar será atendida na rede básica e na UPA.
“Garça está preparada para atender essa demanda. Mas de fato o que devemos é nos atentar ao uso das medidas sanitárias. O uso de álcool em gel, máscara, distanciamento social. Vamos proteger nossas famílias e nos proteger para sair dessa pandemia melhor do que quando entramos. Estamos em um momento confortável na evolução da doença devido a vacinação. Quem não tomou assim que for anunciado o próximo drive vá tomar a vacina”, finalizou Deyse.

Fonte: Garça On-line



Nenhum comentário:

Postar um comentário