quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Falta de energia prejudica agricultores na região de Assis

A falta de energia elétrica na região de Assis já perdura por mais de 65 horas, após a tempestade do fim de semana, que deixou muitos estragos. Na zona rural os danos persistem, principalmente para aqueles que dependem de poços artesianos, como explica o agricultor Paulo Boná, de 62 anos.
"Meu gado é de corte, preciso dar o que beber pra ele e com a falta de energia a caixa está vazia. São mais de três dias lutando para restabelecer e até agora nada", explicou o agricultor que tem sua propriedade no bairro Mumbuquinha, entre Assis e Lutécia.
Albert Manfio também procurou a reportagem para contar a dificuldade dos produtores rurais e agricultores. "Estamos tendo que nos virar, tem gente buscando água no rio para o gado não passar sede, isso é um descaso. Não sabemos mais o que fazer com essa situação", desabafou.
A situação não é diferente em Maracaí. No bairro rural Barra Mansa, os moradores também enfrentam problemas de falta de água. "Nossos alimentos estragaram, estamos com falta de água e os animais da propriedade estão sofrendo com a situação", explicou José Aparecido Rolim.
Além disso, Rolim cuida de um tio com Síndrome de Down e também pessoas idosas. "Estamos tendo que locomover eles diariamente para tomar banho na cidade. A situação está difícil demais", pontuou José.
Para Carlos Alves, morador do Tabajara, a situação é um descaso, já que, a longo prazo, sempre solicitou o apoio da concessionária Energisa para fazer reparos em fiações e caixas de energia que, segundo ele, já apresentavam problemas.
"Ficamos com o prejuízo. São mais de 60 horas sem energia. Em outros momentos já havia pedido manutenção na rede elétrica, mas nuca fui atendido", desabafou o agricultor.
Gabriel Mafio entrou em contato com o Portal Assiscity para relatar os estragos que a falta de energia fez em sua propriedade, localizada na Água da Cruz, em Lutécia.
"Além do combustível para estar na cidade a todo o momento, já foram mais de 10 sacos de gelo comprados para conseguir manter nossos alimentos frescos e não perder as carnes do freezer. Tivemos que levar quase tudo para a cidade", contou o agricultor.
A Energisa emitiu uma nota ao Portal AssisCity explicando que a situação em alguns pontos dos bairros rurais é mais complicada, por isso a demora no restabelecimento. "A maior parte das ocorrências em andamento se encontra na área rural e a recomposição do sistema elétrico nessas localidades se torna ainda mais complexa devido à intensidade dos danos e os desafios de localizar os estragos provocados pelo temporal do último sábado".
Além disso, a empresa ressalta que alguns serviços demandam o deslocamento de máquinas grandes em lugares de difícil acesso. "Em casos específicos, enquanto as equipes realizam os reparos, a concessionária tem viabilizado a logística para abastecimento por meio de geradores".

Fonte: AssisCity



Nenhum comentário:

Postar um comentário