sexta-feira, 29 de outubro de 2021

Campanha de multivacinação em crianças e adolescentes é prorrogada

O Ministério da Saúde decidiu nesta sexta-feira, 29. prorrogar a campanha de multivacinação em crianças e adolescentes, menores de 15 anos, até 30 de novembro. O objetivo da campanha é promover a mobilização social para a atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente.
Em meio a queda da cobertura vacinal desse público, especialmente durante a pandemia de covid-19, a ação, que começou no dia 1º de outubro, conta com a oferta de cerca de 18 imunizantes: BCG, hepatite A e B, penta (DTP/Hib/Hep B), pneumocócica 10 valente, VIP (vacina inativada poliomielite), VRH (vacina rotavírus humano), meningocócica C (conjugada), VOP (vacina oral poliomielite), febre amarela, tríplice viral (sarampo, rubéola, caxumba), tetraviral (sarampo, rubéola, caxumba, varicela), DTP (tríplice bacteriana), varicela e HPV quadrivalente (papilomavírus humano).
Até agora, mais de 3,2 milhões de doses foram aplicadas. São Paulo foi responsável pela maior parte delas (456.487), seguido por Bahia (283.230), Minas Gerais (261.673) e Ceará ( 226.298). Doses da meningocócica (444.491), febre amarela ( 349.551 ) e pentavalente (335.945) foram as mais procuradas, de acordo com o LocalizaSus.
Segundo o ministério, todas as vacinas que integram o Programa Nacional de Imunizações (PNI) são seguras e estão registradas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A atualização da situação vacinal, ressalta a pasta, aumenta a proteção contra doenças imunopreveníveis, evitando a ocorrência de surtos e hospitalizações, sequelas, tratamentos de reabilitação e óbitos. Crianças menores de 2 anos de idade foram as mais atingidas pela campanha, com mais 1,5 milhão de doses aplicadas.

Fonte: Agência Brasil



Jovem colide moto em traseira de carro e morre na SP-333

Acidente envolvendo uma motocicleta e um veículo na Rodovia Transbrasiliana (BR 153), em Marília, resultou na morte de um jovem identificado apenas pelas iniciias J.W.
De acordo com as primeiras informações apuradas, o rapaz conduzia a motocicleta no sentido Marília/Lins em alta velocidade. Ele não teria tido tempo de frear e colidiu violentamente contra a traseira de um veículo Fiat Uno, que trafegava no mesmo sentido da pista, no km 228.
A vítima, que estava sem documentos, morreu ainda no local do acidente, com sinais de traumatismo cranioencefálico e fraturas em membros inferiores.
O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) e deve ser investigado pela Polícia Civil. 

Fonte: Marília Notícia





Jovem colide moto em traseira de carro e morre na SP 333

Acidente envolvendo uma motocicleta e um veículo na Rodovia Transbrasiliana (BR 153), em Marília, resultou na morte de um jovem identificado apenas pelas inicias J.W.
De acordo com as primeiras informações apuradas, o rapaz conduzia a motocicleta no sentido Marília/Lins em alta velocidade. Ele não teria tido tempo de frear e colidiu violentamente contra a traseira de um veículo Fiat Uno, que trafegava no mesmo sentido da pista, no km 228.
A vítima, que estava sem documentos, morreu ainda no local do acidente, com sinais de traumatismo cranioencefálico e fraturas em membros inferiores.
O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) e deve ser investigado pela Polícia Civil. 

Fonte: Marília Notícia






Cantora de Vera Cruz é destaque em programa exibido em rede nacional

A cantora Bruna Gonçalves, de 30 anos, moradora de Vera Cruz, foi selecionada nas audições às cegas do The Voice Brasil, na noite desta quinta-feira, 28.
Antes da apresentação, o reality exibiu um pouco do dia a dia da artista do interior de São Paulo. O vídeo mostrou que Bruna mora em uma chácara há cerca de 15 anos.
“Morar no mato é a minha vida e eu não trocaria isso aqui por nada”, disse a cantora ao programa.
Bruna mostrou que na casa dela tem peru, ganso, galinha da Angola, pato, seis cachorros e também um mini pig, que ela ganhou.
“Ele cresceu um pouco demais, pesa hoje 200 quilos, e se chama Miguel”, falou a cantora ao exibir o animal de estimação.
Bruna também contou que chegou a cursar quatro anos de Medicina Veterinária, mas o que ela ama mesmo é a música.
A artista arrebentou na apresentação ao cantar “Never Enough”, canção presente no sucesso de bilheteria “O Rei do Show”. Bruna foi escolhida pela cantora Claudia Leitte para integrar seu time na competição.
No Instagram @brunagoncalvesoficial, a cantora já tem mais de 15,2 mil seguidores.

Fonte: Marília Notícia



Empresas de Marília recebem notificações falsas sobre horário e barulho

A Ouvidoria Geral do Município em Marília divulgou um alerta sobre distribuição de falsas notificações encaminhadas a comerciantes da cidade sobre respeito a horários de funcionamento e barulho nos locais.
Os documentos não pedem qualquer valor, mas ameaçam com aplicação de multas, uso de força policial e “possivelmente o fechamento e suspenção (sic) das atividades”.
“A Prefeitura de Marília condena veemente essa atitude e informa que qualquer tipo de notificação será feita através de ofício e sempre por um servidor totalmente identificado da fiscalização junto com o proprietário do estabelecimento”, diz o alerta.
A Ouvidoria Geral anunciou que vai levar o caso para a polícia e buscar identificação dos responsáveis. Divulgou ainda o canal oficial de contato por mensagens pelo telefone (14) 997996361.
Embora use de forma indevida nome da Ouvidoria, o documento cita uma lei em vigor na cidade, que estabelece proteção e sossego público.
A lei 6356, de 2005, alterada pela lei 8373, de 2019, i estabelece a organização das condições básicas de bem-estar, proteção e sossego público no que tange à emissão de níveis sonoros e ruídos.
Define regras gerais de fiscalização e controle de perturbação além de punições para situações de abuso.

Fonte: Giro Marília



Últimos dias para conhecer a exposição 'Tupã pelos Olhos de seus Artistas' no Museu Índia Vanuíre

Tupã, localizada no interior de São Paulo, foi fundada em 12 de outubro de 1929. Em comemoração ao aniversário da cidade, o Museu Índia Vanuíre, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela ACAM Portinari, preparou uma exposição temporária que exibe o trabalho de 21 artistas plásticos locais. A mostra ficará disponível na instituição até o próximo domingo (31), das 9h às 17h, com entrada gratuita.
A exposição Tupã pelos Olhos de seus Artistas contempla obras em óleo sobre tela, onde cada artista apresenta sua expressão, sensibilidade e múltiplos olhares, retratando cenas da cidade na arte da pintura, como a Matriz de São Pedro Apóstolo, a Prefeitura municipal, a antiga escola Bartira, o Solar "Luiz de Souza Leão" e o Hotel Tamoios, tradicionais locais escolhidos pelos artistas para serem retratados em quadros.
O objetivo da exposição é o de resgatar a trajetória histórica de Tupã por meio do olhar, da emoção e da memória sobre as obras apresentadas, além de homenagear todos os artistas plásticos, principalmente, os que participam do projeto, como colocar em evidência suas artes ao público de forma direta.
Vale lembrar que o museu está aberto à visitação presencial, de terça a domingo, das 9h às 17h; às quintas-feiras até às 20h, seguindo todos os protocolos de segurança sanitária para seus funcionários e visitantes.

Redação do Garca.Jor



Grupo CCR ganha leilão de concessão das rodovias Dutra e Rio-Santos

O grupo CCR venceu hoje, 05, o leilão de concessão de 625,8 quilômetros das rodovias BR-101 (Rio-Santos) e BR-116 (Presidente Dutra) nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. O certame ocorreu na B3, a bolsa de valores de São Paulo. 

O leilão foi feito com critério de julgamento híbrido: pelo maior desconto nos valores dos pedágios (limitado a 15,31%) e o maior valor de outorga fixa. A CCR ofereceu desconto máximo, de 15,31% e outorga de R$ 1,77 bilhão. A outra concorrente que participou da disputa, o grupo EcoRodovias, ofereceu desconto de 10,6%. 
Segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a concessão, de 30 anos, prevê investimentos de R$ 14,83 bilhões, custos operacionais de R$ 10,9 bilhões e geração de 218,7 mil empregos (diretos, indiretos e efeito-renda).
O trecho concedido na rodovia BR 116 (rodovia Presidente Dutra) terá 355,5 quilômetros, do entroncamento da rodovia com a BR 465, no município de Seropédica (RJ), até o entroncamento da BR-381 e a SP-015 (Marginal Tietê), na capital paulista. Já a concessão da rodovia BR-101 (Rio-Santos), terá 270,3 km: do entroncamento da rodovia com a BR  465, no município do Rio de Janeiro (bairro Campo Grande), até Ubatuba (SP).
No total, nos trechos concedidos, a companhia vencedora do leilão deverá realizar a construção de 590,9 quilômetros de faixas adicionais; 25,2 km de faixas reversíveis; 46 km de barreiras antirruído; 144 km de vias marginais; 4 postos de descanso, e 129 passarelas, entre outras obras. Também está prevista a duplicação de 80,1 quilômetros na rodovia Rio-Santos (do km 416 ao km 496,1), o que deverá ocorrer a partir do sexto ano da concessão. 
Serão instaladas dez praças de pedágio nas rodovias concedidas: na BR-116, no trecho paulista, em Arujá (duas praças), Guararema, Jacareí (duas praças), e Moreira César. No trecho do Rio de Janeiro, haverá um pedágio em Itatiaia. Já na BR-101 haverá três praças: em Paraty, Mangaratiba e em Itaguaí. 
Segundo previsão do valor dos pedágios divulgada pela ANTT, antes do leilão, os preços variarão de R$ 3,83, em Arujá e Guararema; a R$ 14,49, em Moreira César.
"Eu fico imaginando o que vai ocorrer daqui a poucos anos com as obras dessa concessão, quantos empregos, quantos pais de família trabalhando, quanto desenvolvimento. O Brasil vai ser um grande canteiro de obras porque tem hoje o maior programa de infraestrutura do mundo", destacou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

Fonte: Agência Brasil



Tonga registra primeiro caso de covid-19 no país desde o início da pandemia

Tonga, um país-arquipélago no Oceano Pacífico, registrou nesta sexta-feira, 29, o primeiro caso de covid-19 desde o começo da pandemia, que foi oficialmente declarada em março de 2020. De acordo com autoridades locais, o coronavírus chegou por lá em um viajante da Nova Zelândia.
O primeiro-ministro de Tonga, Pohiva Tu'i'onetoa, disse que o passageiro chegou da cidade neozelandesa de Christchurch na quarta-feira e está isolado em um hotel. Na segunda, o governo tonganês vai anunciar se há planos para um lockdown ou outra medida.
Uma medida como essa mesmo apenas com um caso confirmado teria precedente na Oceania: com apenas um caso de covid em agosto, a Nova Zelândia chegou a decretar um lockdown.
O voo de repatriação em que o caso foi detectado incluía integrantes da equipe olímpica de Tonga que participaram dos Jogos de Tóquio, e que ainda não tinham retornado ao país desde o fim das competições.
Por exemplo, Fiji conseguiu ficar livre da crise sanitária até abril, quando um surto atribuído à variante delta, mais contagiosa, matou 673 pessoas.
A vacinação ainda caminha lentamente em Tonga, com pouco mais de 30% da população completamente vacinada contra a Covid-19 segundo dados do Our World In Data.
Há a preocupação agora com o recente aumento de casos na Austrália e na Nova Zelândia, dois países que controlaram bem o vírus no início da pandemia mas que agora viveram surtos de Covid-19. Ambos os países respondem pela maioria das chegadas e partidas nas ilhas da Oceania, o que preocupa as autoridades sanitárias.

Fonte: G1



TRE reforma sentença que cassou o diploma do prefeito de Duartina

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em sessão realizada na tarde de quinta-feira, 28, reformou sentença que determinava a cassação do diploma do prefeito de Duartina , Aderaldo Pereira de Souza Junior "Juninho Aderaldo" (Progressistas), pela suposta prática de promoção pessoal e distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios durante ano eleitoral. Apesar de anular a cassação, o Tribunal manteve multa aplicada no valor de 10 mil Unidades Fiscais de Referência (Ufirs), o correspondente a R$ 10.641,00.
O relator do processo considerou que as condutas apontadas nos autos não eram suficientes para cassação do diploma, justificando que os eventos impugnados ocorreram em datas distantes do pleito, e pelo fato de não ser possível aferir se a quantidade de eleitores atingidos pelas ações foi suficiente para resultar em um desequilíbrio na disputa eleitoral.
Conforme divulgado pelo JC, em dezembro de 2020, Juninho Aderaldo e o seu vice Luciano Aparecido de Oliveira tiveram seus diplomas cassados pela Justiça Eleitoral por suposta distribuição gratuita de brindes e de kits maternidade e de alimentos durante o ano eleitoral, prática considerada abuso de poder político, vedada pela legislação eleitoral.
Eles também receberam multa de 10 mil Ufirs cada. A sentença previa, ainda, a inelegibilidade do prefeito reeleito para as eleições realizadas nos oito anos seguintes. A decisão atendeu parcialmente pedidos feitos pela coligação "Um Novo Tempo para Mudança" e pelo Ministério Público Eleitoral (MPE). Na ocasião, por meio de nota, Juninho Aderaldo negou as acusações e informou que iria recorrer.

Fonte: Jornal da Cidade do Brasil




quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Garça recebeu neste ano mais de R$ 26 milhões de repasses do Estado

A Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo transferiu, na última terça-feira, 19, R$ 481,16 milhões aos caixas dos 645 municípios paulistas. O depósito é referente ao montante de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) arrecadado entre 11 e 15 de outubro.
Os valores correspondem a 25% da arrecadação do Imposto, que são distribuídos às administrações municipais com base na aplicação do IPM (Índice de Participação dos Municípios) definido para cada cidade.
Os municípios já haviam recebido R$ 573,61 milhões no repasse anterior, realizado em 13 de outubro, relativo à arrecadação do período de 04 a 08 de outubro. Com os depósitos efetuados nesta semana, o valor destinado aos municípios em outubro sobe para R$ 1,05 bilhão.
Nos primeiros nove meses de 2021, a Secretaria da Fazenda e Planejamento depositou R$ 27,02 bilhões aos municípios paulistas.
Do início do ano até o último dia 19 de outubro, Garça recebeu R$ 19.313.400,73 referentes ao ICMS e mais R$ 6.483.518,70 do IPVA (Imposto para Veículos Automotores). Outros R$ 153.719 foram relacionados ao Fundo do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI e mais R$ 64.688,20 de complemento. Sendo assim, no ano, a cidade já recebeu um montante de R$ 26.015.326,70. 
A cidade de Garça finalizou 2020 registrando um total de repasses do ICMS de R$ 20.508.850,64, sendo que o município também contou com recursos do IPVA (Imposto para Veículos Automotores) que atingiram a marca de R$ 6.898.700,00. 
A cidade de Gália, por sua vez, recebeu, entre 01 de janeiro e 19 de outubro, um total de recursos da ordem de R$ 5.504.036,68, sendo que esse montante foi formado com R$ 4.642.341,52 do ICMS, R$ 809.205,00 do IPVA, R$ 36.949,70 do Fundo do IPI e R$ 15.540,46 de complemento.
Fernão, por seu turno, teve o recebimento, ao longo do mesmo período, de R$ 1.961.107,87 do ICMS, contra R$ 166.359,21 do IPVA, R$ 15.608,43 do Fundo Expedidor e R$ 6.576,83 de complemento. Diante disso, os cofres de Fernão já receberam neste ano um total de R$ 2.149.652,34.

Fonte: Jornal Debate



Inquérito vai apurar morte de jovem em evento de arrancada em Ourinhos

A Polícia Civil de Ourinhos instaurou na tarde de quarta-feira, 27, um inquérito para apurar a morte de uma adolescente que morreu na terça-feira, 26, após ficar 14 dias internada na Santa Casa da cidade.
Ana Carolina Figueiredo Silva, de 16 anos, estava internada no hospital desde o último dia 12, quando foi vítima de um atropelamento na pista de arrancada do Recinto da Fapi.
Segundo a polícia, ela filmava o namorado que fazia manobras com moto no local quando foi atingida por outro motociclista e bateu a cabeça no chão.
O rapaz que atingiu a jovem fugiu depois do acidente, mas foi identificado pela Polícia Civil dias depois. Ele tem 21 anos e é de Jacarezinho (PR). Ele ainda será ouvido pela polícia.
O motociclista que atropelou a adolescente deve responder por homicídio culposo na direção, omissão de socorro e fuga do local do acidente. Outras testemunhas também serão ouvidas durante a investigação.
A reportagem consultou a prefeitura, dona do local onde está instalada a pista de arrancada, mas até a publicação desta matéria a administração não havia se manifestado.

Fonte: TV Tem



Projeto de lei moderniza regras para produção de queijos, mel e outros produtos artesanais

Os produtos artesanais - linguiças, queijos, mel, pães, bolos e todos os derivados de carnes, ovos, leite, pescados e demais comidas de origem animal - têm ganhado cada vez mais destaque na mesa do paulista e também na economia do Estado de São Paulo. Por essa razão, um projeto de lei em tramitação na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) busca modernizar e desburocratizar a legislação em torno da produção e comercialização desses produtos.
O Projeto de Lei 607/2021, de autoria do Executivo, substitui a Lei 10.507/2000. A propositura foi elaborada após estudos da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento, que entendeu que a legislação atualmente em vigor não atende as necessidades do setor, que se fortificou ao longo dos anos, especialmente no que se refere às demandas da agroindústria de pequeno porte e do pequeno produtor sobre produção, inspeção e fiscalização sanitária.
O projeto foi protocolado na Alesp no dia 16 de setembro deste ano e recebeu 27 emendas de parlamentares. Atualmente, está para análise na Comissão de Constituição, Justiça e Redação. Após receber aval do colegiado, a proposta seguirá para outras duas comissões do Parlamento, a de Atividades Econômicas e a de Finanças, Orçamento e Planejamento. Finalizado esse trâmite, a proposta fica pronta para votação em Plenário. Até agora, não há data para a votação.
O presidente da Comissão de Atividades Econômicas, deputado Professor Walter Vicioni (MDB), propôs sete emendas que, segundo ele, servem para aperfeiçoar o projeto. "As emendas apenas aperfeiçoam esse instrumento legal, na medida em que vão ao encontro das necessidades desses produtores. Elas oferecem a possibilidade de flexibilização e descentralização da inspeção desses produtos, sendo possível, através da Secretaria da Agricultura, delegar a competência pela fiscalização desses alimentos no próprio local, desde que esse local tenha as condições higiênico-sanitárias adequadas, agilizando, assim, o processo produtivo", afirmou o parlamentar.
O deputado Sergio Victor (Novo), juntamente com a deputada Marina Helou (Rede), também redigiu emendas para o projeto. Segundo ele, a emenda principal vai permitir que o Estado faça convênios de inspeção com os municípios, o que facilitaria o acesso dos produtores ao Selo Arte - certificado que assegura que o produto alimentício de origem animal foi elaborado de forma artesanal - para poder comercializar os produtos para todo o país.
"Com essas emendas, nós conseguiríamos dar uma segurança e ajudar muito mais pequenos produtores a se formalizarem e até a possibilidade de venderem e comercializarem seus produtos para todo o país", disse Sergio Victor.
A atual legislação possui determinadas diretrizes que restringem a quantidade de estabelecimentos aptos para adequarem-se aos requisitos de registro sob o status de artesanal. Se aprovado, o PL 607/2021 vai desburocratizar o processo de produção artesanal de alimentos, que incluem: carnes; ovos; leite; produtos apícolas; pescados; e outros produtos comestíveis de origem animal e seus derivados.
Além disso, a propositura atende a pedidos antigos do setor, como a permissão da produção de queijo com leite cru, aumento permitido de produção de área e produtos, e a fiscalização orientativa.
Outras mudanças são a restrição do uso de ingredientes industrializados ao percentual máximo previsto em normas regulamentares, sendo vedada a utilização de corantes, aromatizantes e outros aditivos considerados cosméticos -o que deixaria de caracterizar os produtos como artesanal.
Ademais, o registro do estabelecimento, que deverá ser realizado junto ao Centro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (CIPOA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, terá validade de um ano, devendo ser renovado em até 15 dias antes da data de seu vencimento, e não em 30 dias como diz a Lei 10.507/2000.
Para o deputado Vinícius Camarinha (PSB), a propositura vai impulsionar, facilitar e melhorar a comercialização dos produtos artesanais e desenvolver ainda mais um setor em ascensão. "Nós temos uma legislação muito antiga, arcaica, que não dialoga mais com a tecnologia e a dinâmica que temos hoje. Por isso, é fundamental que nós avancemos para a modernização dos produtos artesanais. Com isso, vamos impulsionar um setor que gera muito emprego", afirmou o parlamentar.

Redação do Garca.Jor



Família de assisense que morreu em acidente de trânsito em 2018 é indenizada

A família de Luiz Ernesto Pires Galvão, que morreu em acidente de carro no dia 15 de dezembro de 2018, vai receber R$ 90 mil como indenização pela sua morte.
O acidente aconteceu na Rodovia Rachid Rayes (SP 333) km 385,300, entre Assis e Echaporã, em trecho que passava por manutenção e a sinalização era precária, conforme constam dos autos.
Os condenados a indenizarem a família são a Entrevias Concessionárias de Entrevias S.A., a Zapone Engenharia e Comércio, empresa terceirizada contratada para fazer o serviço de manutenção e sinalização no trecho, e Reginaldo Aparecido Dalberto, motorista do caminhão VW/10.160 de Jaú, que bateu na traseira do veículo Siena Fiat de Assis, de Luiz Ernesto, que estava parado, onde era realizado o sistema de 'siga e pare".
O pedido inicial de danos morais sofridos pela morte de Luis Ernesto nesse acidente de trânsito era no valor de R$.1.116.060,00.
As partes envolvidas apresentaram suas defesas, mas não foram eximidas da responsabilidade do acidente. Porém, o juiz decidiu pela indenização no valor de R$ 90 mil, sendo R$ 30 mil para cada condenado, considerando que a indenização deve ser como uma reparação dos danos causados e elemento de penalização aos responsáveis pelo acidente. O processo é extinto com resolução de mérito.
Luiz Ernesto era muito conhecido na cidade, tinha uma lanchonete na Avenida Dom Antonio, onde costumava reunir muitos amigos, e se destacava pela sua alegria e bom humor. Amante do carnaval, integrava a Escola de Samba da Vila Operária. Mesmo passados quase três anos de sua morte, familiares e amigos ainda lamentam nas redes sociais.

Fonte: AssiCity



Falta de energia prejudica agricultores na região de Assis

A falta de energia elétrica na região de Assis já perdura por mais de 65 horas, após a tempestade do fim de semana, que deixou muitos estragos. Na zona rural os danos persistem, principalmente para aqueles que dependem de poços artesianos, como explica o agricultor Paulo Boná, de 62 anos.
"Meu gado é de corte, preciso dar o que beber pra ele e com a falta de energia a caixa está vazia. São mais de três dias lutando para restabelecer e até agora nada", explicou o agricultor que tem sua propriedade no bairro Mumbuquinha, entre Assis e Lutécia.
Albert Manfio também procurou a reportagem para contar a dificuldade dos produtores rurais e agricultores. "Estamos tendo que nos virar, tem gente buscando água no rio para o gado não passar sede, isso é um descaso. Não sabemos mais o que fazer com essa situação", desabafou.
A situação não é diferente em Maracaí. No bairro rural Barra Mansa, os moradores também enfrentam problemas de falta de água. "Nossos alimentos estragaram, estamos com falta de água e os animais da propriedade estão sofrendo com a situação", explicou José Aparecido Rolim.
Além disso, Rolim cuida de um tio com Síndrome de Down e também pessoas idosas. "Estamos tendo que locomover eles diariamente para tomar banho na cidade. A situação está difícil demais", pontuou José.
Para Carlos Alves, morador do Tabajara, a situação é um descaso, já que, a longo prazo, sempre solicitou o apoio da concessionária Energisa para fazer reparos em fiações e caixas de energia que, segundo ele, já apresentavam problemas.
"Ficamos com o prejuízo. São mais de 60 horas sem energia. Em outros momentos já havia pedido manutenção na rede elétrica, mas nuca fui atendido", desabafou o agricultor.
Gabriel Mafio entrou em contato com o Portal Assiscity para relatar os estragos que a falta de energia fez em sua propriedade, localizada na Água da Cruz, em Lutécia.
"Além do combustível para estar na cidade a todo o momento, já foram mais de 10 sacos de gelo comprados para conseguir manter nossos alimentos frescos e não perder as carnes do freezer. Tivemos que levar quase tudo para a cidade", contou o agricultor.
A Energisa emitiu uma nota ao Portal AssisCity explicando que a situação em alguns pontos dos bairros rurais é mais complicada, por isso a demora no restabelecimento. "A maior parte das ocorrências em andamento se encontra na área rural e a recomposição do sistema elétrico nessas localidades se torna ainda mais complexa devido à intensidade dos danos e os desafios de localizar os estragos provocados pelo temporal do último sábado".
Além disso, a empresa ressalta que alguns serviços demandam o deslocamento de máquinas grandes em lugares de difícil acesso. "Em casos específicos, enquanto as equipes realizam os reparos, a concessionária tem viabilizado a logística para abastecimento por meio de geradores".

Fonte: AssisCity



Entidades pedem urgência para análise da situação do Sudão pós-golpe

Um total de 36 organizações não governamentais (ONGs), a maioria africanas, pediram hoje, 28, em carta às Nações Unidas, que o Conselho de Direitos Humanos realize sessão de emergência sobre o Sudão, depois do golpe de Estado de segunda-feira, 25.
Na carta conjunta, as ONGs destacam que "é necessária ação decisiva para proteger a transição, a ordem constitucional e os direitos humanos do povo sudanês" e que o Conselho de Direitos Humanos tem "a responsabilidade de agir urgentemente".
Os signatários da carta, citada pela agência Efe, pedem ainda a adoção, na sessão, de medida que estabeleça uma comissão de inquérito sobre a situação das liberdades fundamentais no Sudão onde, de acordo com o documento, só aumentou com o golpe de Estado.
No dia do golpe militar, a alta-comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, condenou o golpe e pediu aos militares para "respeitarem a ordem constitucional e saírem das ruas".
A ex-presidente chilena afirmou que o golpe de Estado ameaçou o Acordo de Paz de Juba, firmado em 2020 para pôr fim a décadas de conflito no Sudão.
O general Abdel Fattah al-Burhan, chefe das Forças Armadas sudanesas, anunciou na segunda-feira, na televisão estatal do país, a dissolução do governo e do Conselho Soberano - o mais alto órgão executivo do país -, a suspensão de vários pontos da carta constitucional aprovada em agosto de 2019, que estabelece um roteiro para a realização de eleições, e a instauração do estado de emergência.
A tomada de poder pelos militares foi amplamente condenada pela comunidade internacional. A ação seguiu-se a semanas de crescente tensão política no país, intensificadas como uma tentativa de golpe de Estado em 21 de setembro último.
Esforços de membros civis do governo para reformar o setor de segurança no país geraram forte reação dos militares, inclusive de Al-Burhan.
Eles deixaram de participar de reuniões com membros civis, o que atrasou, por exemplo, a aprovação, por parte do Conselho de Ministros, da entrega do antigo ditador Omar al-Bashir e mais dois representantes do regime deposto, em abril de 2019, ao Tribunal Penal Internacional.
Nas primeiras horas de 25 de outubro, os militares prenderam pelo menos cinco ministros, bem como outros funcionários e líderes políticos, incluindo o primeiro-ministro Abdalla Hamdok, levando-os para local não revelado.
Ao meio-dia de segunda-feira, o general Abdel Fattah al-Burhan, presidente do Conselho Soberano - órgão do governo composto por civis e militares - anunciou que dissolvia o governo, o próprio Conselho Soberano e decretava  estado de emergência no país.

Fonte: Agência Brasil



Deputado bolsonarista tem mandato cassado por fake news

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu hoje, 28), por 6 votos a 1, cassar o mandato do deputado estadual do Paraná Fernando Francischini (PSL), por uso indevido de meios de comunicação social na corrida eleitoral de 2018.
A decisão foi tomada em decorrência de uma transmissão ao vivo feita por Francischini no dia da eleição, em que o parlamentar, então deputado federal, disse estar ocorrendo fraude no cômputo de votos, de modo a impedir a eleição de Jair Bolsonaro como presidente.
As declarações foram feitas cerca de meia hora antes do fechamento das urnas, por meio de uma live no Facebook. De acordo com os autos do processo, o vídeo teve mais de 70 mil visualizações ao vivo e 400 mil compartilhamentos, tendo recebido 105 mil comentários.
No entender da maioria do TSE, o deputado sabia não haver provas de suas declarações, mas ainda assim seguiu com a narrativa de fraude eleitoral, com o intuito de influenciar o resultado final da votação, conduta considerada grave. Esta é a primeira vez que um deputado é cassado pelo TSE por disseminar fake news (notícias falsas) sobre o processo eleitoral.
O julgamento havia sido iniciado na semana passada, mas seu desfecho acabou adiado em função de um pedido de vista (mais tempo de análise) do ministro Carlos Horbach. Nesta quinta-feira (28), ele foi o único a votar contra a cassação, por entender que não ficou comprovado que a transmissão teve de fato influência sobre o resultado eleitoral.
Votaram pela cassação todos os demais seis ministros do TSE – Luís Felipe Salomão, relator, Mauro Campbell, Sergio Banhos, Edson Fachin, Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, atual presidente da corte eleitoral. Com esse desfecho, o TSE atendeu a recurso do Ministério Público e reverteu decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), que havia absolvido o deputado.
Último a votar, Barroso destacou que, no entender da maioria, as declarações do deputado estadual eram sabidamente inverídicas e tiveram como objeto atacar a credibilidade de todo o processo eleitoral, motivo pelo foi necessário fazer um “exemplo” do parlamentar.
“No caso específico, periciadas as urnas, constatou-se que era mentira”, disse o ministro. “Nós precisamos passar a mensagem clara de que não é possível, no dia das eleições, se difundir falsamente a informação de que as urnas são fraudadas, comprometendo o processo democrático, tirando a credibilidade das eleições e atacando a Justiça Eleitoral”, afirmou o presidente do TSE.
Poucos minutos após o fim do julgamento, Francischini publicou um vídeo comentando a cassação de seu mandato. “Lamento demais essa decisão que afeta mandatos conquistados pela vontade do eleitor. Agora reassumo meu cargo de delegado da Polícia Federal. Mas não vou desistir, vamos recorrer e reverter esta decisão no STF, preservando o voto e a vontade de meio milhão de paranaenses”, disse ele.
Da tribuna do TSE, o advogado Gustavo Swain Kfouri sustentou que as declarações do então candidato foram “infelizes”, porém incapazes de afetar a normalidade do pleito.

Fonte: Agência Brasil



Estudo aponta impactos climáticos sobre aves migratórias na América do Sul

Pesquisa desenvolvida no Instituto de Biociências do câmpus de Rio Claro da Unesp atestou que as mudanças climáticas causarão impactos significativos sobre aves canoras migratórias na América do Sul, alterando a dinâmica de áreas de reprodução e sítios de invernada (locais de alimentação e repouso durante o período não reprodutivo), que são de extrema importância para a conservação e a manutenção destas espécies.
O trabalho é um extrato da tese de doutorado intitulada “Efeito das mudanças climáticas e do ambiente nas rotas de migração de aves na América do Sul”, defendida pela bióloga Natália Stefanini da Silveira sob orientação dos professores Marco Aurélio Pizo Ferreira (Unesp) e Thadeu Sobral-Souza (UFMT), e foi publicado na edição de maio deste ano da The Condor – Ornithological Applications, periódico científico especializado.
Como existem poucos trabalhos científicos a respeito de pássaros que se reproduzem e migram no Hemisfério Sul, em comparação com seus pares do Hemisfério Norte, os resultados deste estudo estão entre as primeiras evidências sob essa temática, com base em dados de ocorrência de três sabiás (família Turdidae) migratórios na América do Sul.
A pesquisa coletou dados de ocorrência dessas espécies por meio de ciência cidadã, museus e artigos científicos, associando modelos de nicho ecológico e simulações climáticas para predizer modificações futuras nas áreas de reprodução e de invernada do sabiá andino, ou Turdus nigriceps, que migra latitudinalmente e em altitude na Cordilheira dos Andes; do sabiá ferreiro, ou Turdus subalaris, que migra latitudinalmente na Mata Atlântica; e do sabiá-una, ou Turdus flavipes, que migra em altitude na Mata Atlântica.
“As três espécies de sabiás enfrentarão grandes reduções no tamanho de suas áreas de reprodução no futuro”, diz Natália Stefanini da Silveira, ligada ao Departamento de Biodiversidade do Instituto de Biociências de Rio Claro e que já trabalhara no mestrado com a temática, estudando como as aves se movimentavam em paisagens fragmentadas. (Veja nos mapas abaixo.)
Gráficos mostram as áreas de reprodução e invernada das três espécies de sabiás, e os diferentes cenários projetados para o futuro, de acordo com intensidade da mudança climática.
O capítulo da tese de doutorado publicado como artigo científico aponta também que, no futuro, locais mais elevados deverão se mostrar como climaticamente mais adequados para essas três espécies; prevê que o sabiá ferreiro sofrerá uma grande diminuição do tamanho de sua área de invernada; e relata um cenário provável no qual o sabiá-una terá sítios de invernada e de reprodução sobrepostos, ou climaticamente semelhantes.
Nossos resultados estão entre os primeiros a mostrar como as mudanças climáticas podem afetar as aves canoras migratórias na América do Sul ao longo do ano, e sugerem que mesmo aves migratórias aparentadas e com requisitos ambientais semelhantes na América do Sul serão afetadas de maneiras diferentes, dependendo das regiões onde se reproduzem e invernam
Para desenvolver esse primeiro capítulo do doutorado, Natália teve como desafio inicial trabalhar sem realizar coleta de campo, em função de dificuldades logística e de infraestrutura. Decidiu usufruir dos dados públicos disponíveis na internet, com o uso de plataformas como, por exemplo, o WikiAves e o eBird, que armazenam bancos de dados baseados em registros de observadores de aves amadores, os birdwatchers. Assim foram verificados os pontos de ocorrência nos quais as aves foram avistadas.
“Sabemos que essas espécies migram e temos ideia de onde são os sítios de invernada e as áreas de reprodução. Fiz a divisão desses pontos de ocorrência baseada no que já existe na literatura científica e nas próprias coletas”, conta.
Além de utilizar dados públicos, a pesquisadora frisa que teve bastante apoio da ciência cidadã, prática que consiste na parceria entre cientistas e colaboradores de fora do meio acadêmico para a coleta de informações para pesquisa, posteriormente examinadas por um especialista para validação.
“Diante das mudanças climáticas, podemos esperar impactos em uma ampla variedade de espécies, com algumas sendo mais afetadas do que outras. A família de pássaros que estudamos (Turdidae) é amplamente conhecida por ser generalista e cosmopolita. Como as espécies especializadas em habitat e dieta serão afetadas ainda é uma questão em aberto”, diz a pesquisadora. “Esperamos que este estudo inspire mais pesquisas sobre a ecologia e conservação de aves migratórias na América do Sul”, afirma.
O artigo intitulado “Future climate change will impact the size and location of breeding and wintering areas of migratory thrushes in South America”, assinado por Natália Stefanini da Silveira, Maurício Humberto Vancine, Alex E Jahn, Marco Aurélio Pizo e Thadeu Sobral-Souza, pode ser acessado pelo link https://academic.oup.com/condor/advance-article-abstract/doi/10.1093/ornithapp/duab006/6237321.

Fonte: Unesp




Sindicato: Dia do Servidor é marcado pelo temor à sobrevivência da categoria

No próximo 28 de outubro é comemorado o Dia do Servidor Público. A data ressalta uma classe de extrema importância e que tem ampla abrangência, já que na categoria estão inseridos profissionais de variados ramos, desde os serviços gerais até médicos, passando por escriturários, advogados, pedreiros, entre diversos outros. Os serviços públicos são imprescindíveis , ainda mais, em um país como o Brasil, que conta com tantas mazelas e dificuldades, principalmente para as parcelas mais baixas da escala social.
O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Garça,  Antônio Carlos Moreira de Castro "Totonho", avalia que lembrar a data se dá num momento extremamente delicado e com diversos desafios a serem vencidos.
Ele indicou que, no âmbito municipal, o Sindicado tem buscado um bom entendimento com o Executivo, com a premissa principal da negociação. Mesmo havendo algumas divergências nessa busca de entendimento, a entidade vem buscando o melhor acerto.
Por outro lado, na visão de Totonho, o temor dos servidores vem da esfera federal e das políticas recentes que buscam fazer com que esses profissionais sejam cada vez mais desvalorizados, sob a justificativa de reformas no âmbito administrativo.
"O que mais entristece a gente é que não temos nada a comemorar em nível nacional, tendo em vista a atuação do governo federal, que é claro, é nítido que quer acabar com o funcionalismo, voltar ao modo que era antigamente, que se contratava quem se queria, da forma que queria. Isso é muito triste. Quem perde com isso é a população. É claro que o servidor vai perder, não o que já está no quadro, mas os que forem entrando e que irão sofrer demais se realmente ocorrer da forma que está. Então, a gente não tem de comemorar nada, é muito triste e tem sido um trabalho muito difícil para nós, que procuramos representar a classe", sustentou o presidente.
O dirigente lembrou que o governo federal praticamente acabou com a previdência para os trabalhadores e agora avança para o funcionalismo público. O objetivo seria abrir espaço para que um prefeito, governador ou presidente, logo que eleito, pudesse mandar quem quiser embora e contratar aqueles que são próximos a ele.
"Esse quadro eu posso falar com segurança, já que eu vivi isso daí, eu passei por essa experiência. É muito triste e duvido que um prefeito, um presidente vai manter um bom funcionário lá. É o interesse político, ele vai por quem ele acha que deve", explicou Totonho. 
"Não fui um funcionário concursado e sim efetivado com a Constituição de 1988. Para chegar às conquistas que tivemos, imagine o sofrimento, e agora chega um grupo de patrões que acha que só o direito deles valem. Entrei na Prefeitura sem concurso e, num determinado período, fui mandado embora. Chegou um 'decretão' com a demissão. Depois eles foram revendo, funcionário por funcionário, e me reintegraram novamente. A coisa é muito triste, de ficar na dependência de político", complementou.
Para o presidente, essas mudanças que estão sendo propostas no âmbito de uma reforma administrativa irão afetar fortemente aqueles que necessitam de um serviço público de qualidade e que as mudanças atingem, principalmente, as classes menos favorecidas, ao passo que algumas categorias, de maior poder aquisitivo, foram blindadas.
Totonho lembrou que a grande maioria dos funcionários públicos se mostra muito responsável de suas funções e trabalha efetivamente para cumprir suas incumbências. Porém, os defensores das reformas que podem acabar com os servidores usam exemplos de uma ínfima parte da categoria para justificar mudanças absurdas. O Sindicato, por sua vez, vai buscar conscientizar o funcionalismo e ressaltar sua força e a importância dele para a sociedade.
"A gente tem procurado orientar, tem tentado mostrar que será um desastre, as pessoas vão tendo conhecimento disso, mas a gente nota que eles não estão muito empolgados com isso. Vamos continuar trabalhando, vamos continuar mostrando esse lado nosso, o que realmente é a realidade disso e se vier acontecer vai ser um desastre", complementou.
O Dia do Funcionário Público foi instituído pelo presidente Getúlio Vargas, a partir da criação do Conselho Federal do Serviço Público Civil, em 1937. As leis que regem os direitos e deveres dos funcionários que prestam serviços públicos estão dispostas no decreto 1.713, de 28 de outubro de 1939, motivo pelo qual é o dia da comemoração desse profissional.

Fonte: Jornal Debate



Idosa é vítima do falso empréstimo em Osvaldo Cruz

Uma idosa 70 anos foi vítima de golpe do falso empréstimo em Osvaldo Cruz. Os bandidos tentaram levar mais de 14 mil em seu nome.
Segundo os familiares da idosa, a mesma recebeu uma ligação do Banco do Brasil, agência de Curitiba-PR, onde a interlocutora dizia se a vítima estava em comum acordo com o empréstimo realizado no Banco Pan, no valor de R$ 14.630,88 a ser descontado em seu benefício do INSS.
Após a idosa contestar que não realizou nenhum empréstimo, foi informada que o dinheiro já estaria em sua conta.
A vítima procurou a agência do Banco do Brasil e do INSS no qual foi informada que o desconto das parcelas será iniciado no mês de março de 2022, no valor de R$ 384,90 em 88 parcelas.
A vítima tentou devolver o dinheiro ao banco mas não teve sucesso, então a mesma procurou a Polícia Civil do município no qual passa a investigar o caso.

Fonte: OCNet



Mega-Sena: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 40 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.423 da Mega-Sena, realizado na noite de quarta-feira, 27, no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O prêmio acumulou.
Veja as dezenas sorteadas: 16 - 18 - 38 - 48 - 51 - 60.
A quina teve 40 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 82.766,60. A quadra teve 3.295 apostas vencedoras; cada uma levará R$ 1.435,36.
O próximo sorteio será no sábado, 30. O prêmio é estimado em R$ 40 milhões.
As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Fonte: Rádio Musical FM



quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Atividade nesta quinta-feira em Garça dá destaque ao Outubro Garça

O Fundo Social de Garça, a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social e a Secretaria de Saúde, com participação do Grupo Amigas da Dalvinha, realizarão nesta quinta-feira, 21,  a “Noite Rosa”, evento de conscientização e de continuidade às atividades relacionadas ao Outubro Rosa.
O evento será desenvolvido no Teatro Municipal, a partir das 19h30, e é aberto ao público. Aqueles que se interessarem em participar devem levar o comprovante de vacinação para terem acesso ao local.
Outubro Rosa é uma campanha anual realizada mundialmente em outubro, com a intenção de alertar a sociedade sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama. A mobilização visa também à disseminação de dados preventivos e ressalta a importância de olhar com atenção para a saúde, além de lutar por direitos como o atendimento médico e o suporte emocional, garantindo um tratamento de qualidade.
Durante o mês, diversas instituições abordam o tema para encorajar mulheres a realizarem seus exames e muitas até os disponibilizam. Iniciativas como essa são fundamentais para a prevenção, visto que nos estágios iniciais, a doença é assintomática.
O câncer de mama é um tumor maligno que ataca o tecido mamário e é um dos tipos mais comuns, segundo o Instituto Nacional do Câncer. Ele se desenvolve quando ocorre uma alteração de apenas alguns trechos das moléculas de DNA, causando uma multiplicação das células anormais que geram o cisto.

Redação do Garca.Jor



Aves silvestres em cativeiro são identificadas no Centro de Gália

Nesta terça-feira, 19, após denúncia, equipe da Polícia Militar Ambiental flagrou seis aves silvestres mantidas em cativeiro em um imóvel no Centro de Gália.
No local, havia três pássaros da espécie trinca-ferro - um deles com anilha com indícios de falsificação, dois canários-da-terra e um brejal. 
O proprietário recebeu auto de infração ambiental de R$ 3 mil e as aves e gaiolas foram apreendidas.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru



Reginópolis vai ter eleição para prefeito e vice no dia 05 de dezembro

Os eleitores de Reginópolis voltarão às urnas no próximo dia 05 de dezembro para escolher novo prefeito e vice. Resolução que regulamenta realização do pleito suplementar na cidade foi aprovada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), por unanimidade, em sessão ocorrida na última segunda-feira, 18. A candidata mais votada em novembro de 2020, Carolina Araújo de Sousa Veríssimo, a Carola, do MDB, teve o registro indeferido em segunda instância e o órgão determinou nova eleição.
De acordo com o TRE, estarão aptos a votar eleitoras e eleitores em situação regular perante a Justiça Eleitoral e com domicílio no município até o último dia 07 de julho. Para se candidatar, é necessário que o interessado tenha domicílio eleitoral em Reginópolis desde 05 de junho e filiação partidária deferida.
As convenções partidárias para escolha dos candidatos aos cargos e para formação de coligações ocorrerão no período de 28 de outubro a 02 de novembro. O registro das candidaturas deverá ser solicitado até as 19 horas do dia 05 de novembro. Já a propaganda eleitoral será permitida a partir do dia 06 de novembro.
Carola teve o registro de candidatura indeferido em razão de condenação por improbidade administrativa nos autos de ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público (MP) em 2006. Segundo a ação, ela teria contratado irmão e cunhada de vereador para cargo em comissão durante seu mandado de 2001 a 2004.
A decisão transitou em julgado em outubro de 2020. Na ocasião, por determinação da Justiça, Carola foi afastada da prefeitura e deu posse ao vice-prefeito, filho dela. A sentença previa a suspensão dos direitos políticos dela pelo prazo de cinco anos.
A ex-prefeita se candidatou para a reeleição e, com o registro indeferido, mas com recurso pendente, pôde disputar o pleito de 2020. Ela foi reeleita com 1.772 votos (46,73% dos votos válidos), mas não assumiu o cargo. Desde janeiro deste ano, a cadeira do Executivo é ocupada pelo presidente da Câmara, Ronaldo Correa (Podemos).
O advogado de Carola, Luiz Fernando Piccirilli, explicou que ainda aguarda a análise, pelo Tribunal de Justiça (TJ), de julgamento de agravo para que o início da suspensão dos direitos políticos seja considerado a partir de 2014, quando o TJ negou seguimento a um recurso apresentado por ela e ela foi tentando, segundo ele, "destrancar" a ação.
"Ela foi tentando fazer esse recurso subir para instâncias superiores. Eu entendo, e já tem decisões nesse sentido, que deve retroagir (essa suspensão) para 2014. O início do cumprimento dos cinco anos deveria ser 2014", afirma.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru



Polícia apreende celulares e notebooks de esposa de ex-prefeito de Guarantã

A Polícia Civil apreendeu celulares e notebooks da esposa do ex-prefeito de Guarantã, Cláudio Trindade (MDB), na última terça-feira, 19.
Segundo a polícia, Andressa Pereira da Silva é investigada em caso de postagens ofensivas nas redes sociais contra o atual prefeito do município, Marcos Frugeri (Avante).
O g1 procurou Andressa e a defesa dela para falar sobre o caso, mas ninguém foi encontrado até a publicação desta reportagem.
De acordo com o boletim de ocorrência, durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão, Andressa confessou ser a responsável pela página no Facebook chamada "Guarantã Nosso de Cada Dia", assumindo também a autoria do conteúdo.
Os policiais apreenderam dois notebooks, dois telefones celulares e um HD externo que pertencem à investigada. Os mandados eram apenas de busca e apreensão. Ninguém foi preso.

Fonte: g1



Jafense que atua em Marília tem negada pela Justiça isenção do pedágio

Uma motorista de aplicativo que trabalha em Marília, mas mora no distrito de Jafa, em Garça, teve negado seu pedido de isenção da tarifa do pedágio – instalado na rodovia SP-294, entre as localidades. Cabe recurso.
A juíza Renata Lima Ribeiro Raia, da 1ª Vara da Justiça Estadual de Garça, julgou improcedente a ação movida pela motorista contra a concessionária Eixo-SP. A decisão foi publicada nesta terça-feira, 19.
A autora do processo alegou que não existe uma rota alternativa que ligue sua moradia ao local de trabalho “o que compromete seu direito de ir e vir em razão do alto custo da tarifa”.
Já a concessionária defendeu a licitude do pedágio e alegou que o Judiciário não pode interferir no caso, sob risco de afronta ao princípio da separação dos poderes.
A empresa argumentou ainda que a concessão de isenções pode ocasionar “desequilíbrio econômico-financeiro do contrato” e que “já concede desconto ao usuário frequente”.
A magistrada acatou o posicionamento da Eixo-SP e apontou que “qualquer cidadão que trafegue por uma rodovia pedagiada possui, em princípio, a incumbência de desembolsar o valor da tarifa, que é devida em razão da fruição do serviço de conservação daquela pista de rodagem”.
“Ao Poder Judiciário só cabe examinar o aspecto da legalidade da cobrança, pelo que não se atém ao critério utilizado pela administração pública na privatização das rodovias estaduais ou aos locais escolhidos para a instalação de praças de pedágio”, continua a juíza.
“Apenas em situações excepcionais, expressamente contempladas em norma regulamentar, a isenção é concedida, como no caso de veículos oficiais (…) e não há norma prevendo isenção para a hipótese dos autos de deslocamento entre cidades vizinhas”, conclui.

Fonte: Marília Notícia



Cafés especiais: Cup of Excellence define finalistas e lotes para marketplace

O júri nacional do Cup of Excellence - Brazil 2021 definiu, hoje, as 40 amostras que passaram para a Fase Internacional da competição e disputarão o título de melhores cafés especiais do Brasil na safra 2021. Esses lotes tiveram notas superiores a 88 pontos na escala de zero a 100 do principal concurso de qualidade do mundo, que é realizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Alliance for Coffee Excellence (ACE).
Entre os cafés classificados para a última fase, 12 (30% do total) são da Indicação de Procedência Matas de Minas. Na sequência, vêm Denominação de Origem Mantiqueira de Minas, com nove (22,5%); Chapada Diamantina, com oito (20%); Média Mogiana, Montanhas do Espírito Santo e Denominação de Origem Região do Cerrado Mineiro, cada uma com três (7,5%); e Indicação de Procedência Alta Mogiana e Sul de Minas, com uma cada (2,5%). A lista completa está disponível no site da BSCA (https://bit.ly/3E2NZRF).
"Os cafeicultores brasileiros seguem aprimorando sua produção a cada safra e a qualidade desta nos surpreendeu demais, principalmente quando recordamos a seca que atingiu os cafezais no fim do ano passado e no começo deste. Apesar das adversidades climáticas, os cafés que passaram para a fase final tiveram nota de corte superior a 88 pontos, acima dos 86 previstos no regulamento, o que evidencia a resiliência e a excepcional qualidade dos cafés produzidos no Brasil", destaca Vanusia Nogueira, diretora da BSCA.
As 40 amostras serão enviadas pela Associação a grupos de especialistas em diversos países, que foram selecionados previamente pela organização do Cup of Excellence para compor o júri internacional e realizar a análise final, entre 21 de outubro e 14 de novembro, definindo os campeões da competição, que serão os 30 melhores cafés que obtiverem nota igual ou superior a 87 pontos e ganharão o direito de serem comercializadas em disputado leilão mundial, via internet. Deste grupo, também fazem parte três degustadores brasileiros, que foram escolhidos para representar o grupo de 14 juízes nacionais. O anúncio dos vencedores e a cerimônia de premiação ocorrerão, de maneira virtual, no dia 18 de novembro.
Para esta edição, a organização do Cup of Excellence – Brazil 2021 inova ao aumentar a possibilidade de negociação. Além dos cafés finalistas, as 37 amostras seguintes na classificação, que obtiveram nota igual ou maior que 86 pontos (confira a lista no site da BSCA - https://bit.ly/3lWZm7A), foram denominadas Brazil Select e irão para venda, durante 45 dias, a partir de 21 de outubro, em um marketplace desenvolvido pela empresa MCultivo, ao valor de US$ 4,20 por libra-peso (R$ 3.108 por saca de 60 kg). Assim, o concurso deste ano abre a oportunidade para a comercialização de 77 cafés: 30 campeões, 10 National Winners, que são os lotes que não forem vencedores na fase internacional, e os 37 semifinalistas.
Essa nova possibilidade de venda é um projeto piloto da organização desenvolvido em parceria com o Brasil, que poderá ser implantada nas competições futuras dos demais países que também realizam o Cup of Excellence. Para viabilizar a iniciativa, amostras desses cafés serão enviadas aos Estados Unidos, para a MCultivo, que, junto com a ACE, realizará contatos com uma série de importadores.
"Ampliar a possibilidade de comercialização desses excepcionais cafés brasileiros é uma forma que a BSCA encontrou para contribuir com os produtores, que passaram por severas adversidades climáticas, como a estiagem no fim do ano passado e começo de 2021 e, mais recentemente, as geadas", revela Vanusia.
Para os cafés campeões do Cup of Excellence – Brazil 2021, o preço de abertura no leilão internacional será de US$ 5,50 por lb-peso, o que equivale a R$ 4.070 por saca. Os National Winners serão comercializados a partir de US$ 4,50 por lb-peso, ou R$ 3.330 por saca.
O Cup of Excellence – Brazil 2021 integra as ações do projeto setorial "Brazil. The Coffee Nation", desenvolvido pela BSCA e pela Apex-Brasil com foco na promoção comercial do produto brasileiro no mercado externo. O objetivo é reforçar a imagem dos grãos nacionais em todo o mundo e posicionar o país como fornecedor de alta qualidade, com utilização de tecnologia de ponta decorrente de pesquisas realizadas.
A vigência do atual projeto se dá até março de 2023 e tem como mercados-alvo: i) Canadá, Estados Unidos, China, Coréia do Sul, Japão, Alemanha, Espanha, Polônia, Reino Unido, Turquia, Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita para os cafés crus especiais; e ii) Canadá, China, Emirados Árabes Unidos, Chile, Portugal e Estados Unidos para os produtos da indústria de torrefação e moagem.
O projeto visa, ainda, expor os processos exclusivos de certificação e rastreabilidade adotados na produção nacional de cafés especiais, evidenciando sua responsabilidade socioambiental e incorporando vantagem competitiva aos produtos brasileiros. As empresas que ainda não fazem parte podem obter mais informações diretamente com a BSCA, por meio dos telefones (35) 3212-4705 / 99824-9845 / 99879-8943 ou do e-mail info@bsca.com.br.

Redação do Garca.Jor 



Campanha do Dia da Criança do Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura é prorrogada até sexta

O Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura (CMEC) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) estendeu até 22 de outubro o período de arrecadação da Campanha do Dia da Criança que tem como foco principal a doação de livros infantis.
A ação social iniciou no dia 2 de setembro com uma parceria entre a bisneta do escritor Monteiro Lobato, Cleo Monteiro Lobato, e o CMEC que possibilitou a edição com prefácio especial e a impressão de 1,5 mil exemplares da obra “Reinações de Narizinho – Parte 1”. 
Para beneficiar cada vez mais crianças a ação contou com o apoio de pessoas públicas como o da apresentadora Eliana, do SBT, Adriane Galisteu, da RecordTV, e também do apresentador Otávio Mesquita. A apresentadora, atriz, digital influencer e ativista social, Karina Bacchi é a embaixadora desta terceira edição da campanha. 
Outros apoios de peso para esta terceira edição da campanha foi o do Instituto Maurício de Sousa, que doou gibis e livros, e da Editora Ciranda Cultural, que doou livros para colorir. “Estou muito feliz porque este ano vamos proporcionar que estas crianças brinquem com livros. Muitas já foram beneficiadas, mas sabemos que podemos fazer mais. É por isso que decidimos estender o prazo de arrecadação”, afirma a presidente do CMEC, Ana Cláudia Badra Cotait.
As doações de livros, brinquedos e roupas em bom estado continuam sendo feitas no edifício-sede da ACSP, nas 15 Sedes Distritais da entidade, em estabelecimentos comerciais, escolas e em condomínios residenciais. No site da campanha é possível saber qual o endereço mais próximo.

Redação do Garca.Jor



terça-feira, 19 de outubro de 2021

Prefeitura de Garça instala lâmpadas de LED em várias praças

A Prefeitura de Garça já substituiu para LED a iluminação de 26 praças, o que corresponde a 55% do total dessas áreas públicas do município. A Secretaria de Obras substituiu 350 lâmpadas. Além de ampliar a iluminação e, portanto, deixar os locais mais seguros, essa medida gera uma economia considerável em relação às lâmpadas antigas e causam menos danos meio ambiente.
Substituir as lâmpadas comuns por LED está entre as metas da Prefeitura relacionadas à sustentabilidade na Gestão Pública, pois, além da tecnologia não possuir materiais danosos ao meio ambiente, também possui grande durabilidade. Segundo estudos realizados, a eficiência do LED na iluminação pública pode gerar economia de energia de até 85%, além de uma economia média de 40% nas contas públicas das prefeituras.
As praças que receberam a nova iluminação estão localizadas no Distrito de Jafa; Jardim São Lucas (Sezarino Alvino); Escola Maria Helena; Ginásio Wilson Martini;  Portal do Lago; São Benedito; Praça Valdir Marangão; Praça do Feijão; Praça da Árvore; Praça da Paineira; Praça da Incubadora de Empresas; Praça do Café; Comute; Paço Municipal; Ciretran; Nova Garça; Praça do Salgueiro; Jardim de entrada da Secretaria da Educação; rotatória Garça-Bauru; rotatória Garça/Marília; Praça Tancredo Neves; Praça da Matriz (Rui Barbosa); Praça Pedro Toledo; Playground, academia e Jardim Oriental do Lago Artificial J.K.Williams.
Outra ação do município é a exigência para aprovação de novos loteamentos que a iluminação seja em LED. A Prefeitura de Garça ainda possui projeto para a substituição de toda a iluminação pública da cidade, que tramita para estudo de viabilidade financeira.

Redação do Garca.Jor



Morador de Vera Cruz é multado por cortar penas de aves

A Polícia Ambiental multou em R$ 7 mil o dono de uma residência em Vera Cruz, por manter em cativeiro espécie nativa e maus-tratos.
Durante patrulhamento ambiental, uma equipe viu na área externa da casa uma gaiola pendurada com dois periquitões-maracanã.
As aves não possuíam anilhas de identificação e as penas das asas – das duas aves – estavam cortadas. A gaiola ainda era de tamanho inapropriado e estava suja.
Foram elaboradas duas multas, sendo uma no valor de R$ 1 mil por manter em cativeiro e outra de R$ 6 mil por maus-tratos.
A gaiola e os pássaros foram apreendidos.

Fonte: Marília Notícia



Criança de dois anos sofre ferimentos leves após atropelamento em Marília

Um menino de dois anos sofreu apenas ferimentos leves após ser atropelado no fim da tarde do último sábado, 16, em um bairro do distrito de Padre Nóbrega, em Marília.
Segundo a mãe da criança, Daiane de Abreu Andrade, de 29 anos, apesar do susto, o filho ficou apenas uma noite no hospital, já foi para casa e passa bem. "Apenas com um grande ralado no rosto”.
Imagens de câmeras de segurança de comércio da região mostram o momento em que a criança sai correndo de trás de um veículo, é atingida com violência por um carro que passava, e é arremessada e vai arrastando pelo asfalto por cerca de 10 metros, segundo testemunhas (veja no vídeo acima).
Ainda de acordo com testemunhas que ajudaram no socorro, o motorista do carro parou para prestar assistência.
Uma vizinha do garoto, que pediu para não ser identificada, conta que o Samu chegou a ser acionado, mas como o menino estava desacordado ela mesma o levou para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da zona norte.
Ainda no sábado, o menino foi transferido para o Hospital Materno-Infantil, no complexo do HC, onde passou por exames de ressonância e tomografia, que não constataram fraturas.
Segundo Daiane, mesmo diante do diagnóstico positivo, o hospital decidiu deixar o garoto em observação durante a noite. O menino teve alta médica ao meio-dia de domingo, 17.
“Apesar da batida forte, foi apenas um grande susto. Meu filho ficou só com um enorme ralado no rosto, mas no sábado à noite já dizia que ‘carro bateu, carro bateu’, e que queria ir pra casa. Mas graças a Deus, ele está muito bem, foi só o ralado”, disse Daiane.
A mulher explica que decidiu não registrar a ocorrência por entender que, como o motorista parou para prestar assistência, isso não seria necessário.
A comerciante, que possui uma mercearia na Rua Nair de Jesus, onde aconteceu o atropelamento, reclamou do grande fluxo de veículos em alta velocidade naquela região, muito frequentada por crianças. Ela pede que a prefeitura avalie a instalação de lombadas.
“Por aqui passam muitos carros e linhas de ônibus, quase sempre em alta velocidade, e não temos lombadas. Tem escola aqui perto e, com a volta às aulas, a quantidade de crianças vai aumentar e os riscos também. Queria que a prefeitura olhasse pra esse problema”, diz a comerciante.
A Emdurb de Marília informou que faz estudos no bairro, e em outros pontos da cidade, para a instalação de lombadas. "Levantando os pontos críticos e tomando as devidas providências, inclusive na rua Nair de Jesus".

Fonte: g1



segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Pompeia deve pagar novo bônus a servidores em outubro, o terceiro do ano

A Prefeitura de Pompeia encaminhou à Câmara da cidade projeto de lei que estabelece pagamento extra de R$ 400 reais no tíquete alimentação de outubro para servidores da administração e serviço de abastecimento de água.
O pagamento pode ser estendido ainda a colaboradores da Santa Casa de Pompeia e da Associação dos Agentes Ambientais. O repasse representa 100% a mais no valor do tíquete, de R$ 400, para pagamento ainda neste mês.
É a terceira proposta de bônus para os servidores que janeiro, receberam R$ 1.000, e em maio, no Dia do Trabalhador, também foi aprovado e pago o valor extra de 500 reais.
“Desde o início da nossa administração temos muita consciência e cuidado com as finanças públicas e isso nos permite realizar o pagamento de mais um bônus para os servidores municipais, funcionários da Santa Casa e colaboradores da Associação dos Agentes Ambientais”, disse a prefeita Tina Januário (PTB).

Fonte: Giro Marília



Motociclista atropela jovem em avenida de Ourinhos

As câmeras de videomonitoramento, a serviço da Prefeitura de Ourinhos, registraram um atropelamento no Centro da cidade no início da madrugada deste domingo, 17.
Por volta da 01h15, duas motocicletas seguem pela avenida Altino Arantes. Logo após o cruzamento com a rua Cardoso Ribeiro, dois jovens atravessavam a rua, quando percebem a aproximação dos veículos. Um dos rapazes tenta correr, mas é atingido pela motocicleta que vem pelo lado direito da via.
O Samu foi chamado e fez o atendimento dos feridos, que segundo o apurado teriam sofrido ferimentos leves.

Fonte: Marília Notícia



"Mulher Bomba" é condenada a retratar-se e pagar indenização em Assis

A. S. conhecida como "Mulher Bomba", é condenada pela Justiça a retratar-se no Facebook e a pagar R$ 3 mil à atual esposa de seu ex-marido, por ofender sua integridade moral e tentar prejudicar A. P. A. em seu local de trabalho.
De acordo com o processo, "Mulher Bomba", ao saber que A. P. A. estava mantendo um relacionamento com seu ex-marido, passou a atacá-la gravemente no Facebook com calúnias, xingamentos, difamações e outras ofensas, além de encaminhar e-mail para a empresa onde A. P. A. trabalha com o intuito de que ela fosse demitida, acusando-a até de prostituição no local de trabalho.
A. P. A. foi orientada a fazer boletim de ocorrência contra A S. e dar continuidade ao processo por danos morais e calúnia. Agora, condenada em todas as instâncias, Alessandra Silva publicou, na tarde dessa quarta-feira, 13 de outubro, a retratação em rede social, conforme determinação judicial:
"Em relação à pessoa de A. P. A., excedi meu direito a livre manifestação de pensamento e proferi ofensas à honra e inverdade quanto à sua conduta pessoal, situação da qual me arrependo. Peço desculpas pelos constrangimentos causados em seu íntimo e a sua imagem, como também, peço desculpas a todos aqueles que se sentiram ofendidos pela minha conduta intolerante e desarrazoada."
Quanto à condenação para pagamento do valor de R$ 3.000,00, deve ser feito no prazo de 15 dias, a contar da data da condenacao, com penhora on-line, via SISBAJUD, de quantias existentes em sua conta bancária.
A sentença de primeiro grau, dada pelo juiz da 3º Vara Civil da Comarca de Assis foi mantida em sua íntegra pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, assim como pelo Superior Tribunal De Justiça.
Sendo assim, a decisão já transitou em julgado, tornando-a definitiva.
Em meio ao processo, A..S pediu justiça gratuita, o que foi negado, e terá ainda que arcar com as custas judiciais.
Não havendo cumprimento da sentença, A.S. ainda terá que arcar com multas.

Fonte: AssisCity



sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Árvore cai no Bar do Nelson, no São Lucas, e deixa vários feridos

A queda de uma árvore na noite desta sexta-feira, 15, em um bar no Jardim São Lucas, em Garça, deixou diversos feridos. Pelo menos cinco foram recebidas na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) local, com ferimentos leves.
Segundo informações do Corpo de Bombeiros, durante a chuva e ventania, uma árvore caiu sobre o “Bar do Nelson” e provocou queda de paredes e da cobertura do estabelecimento.
Várias unidades foram mobilizadas, incluindo a viatura de Comando, em Marília. Foi preciso acionar a concessionária de energia elétrica para desligar a rede e ampliar a segurança para o resgate.
Parte das vítimas foi para a UPA por meios próprios, segundo os bombeiros. Equipes ainda trabalham no local para evitar novos incidentes e preservar moradores vizinhos.

Fonte: Marília Notícia



Carreta tomba e motorista se fere após ser arremessado para fora da cabine em Gália

Um caminhoneiro de 21 anos ficou ferido na manhã desta sexta-feira, 15, após o tombamento da carreta que ele dirigia. O acidente aconteceu no km 391 da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP 294), em Gália.
Segundo a Polícia Rodoviária, ele perdeu o controle da carreta no local da SP 294 conhecido como "curva da manteiga".
O jovem foi arremessado para fora do veículo. As telhas que eram transportadas no veículo caíram em cima de sua perna direita.
O caminhoneiro sofreu fratura exposta e, após ser retirado do local pela equipe do Corpo de Bombeiros, foi encaminhado pelo resgate da concessionária para o Hospital das Clínicas de Marília.

Fonte: G1



Assaí faz aquisição de 103 lojas da rede Extra Hipermercados

A força do atacarejo está mudando a configuração das redes varejistas. O GPA, dono do Pão de Açúcar, vai vender 71 das suas 103 lojas Extra Hipermercados para o Assaí. Com essa transação, o GPA deixa de operar o formato de hipermercado e se concentra nos modelos de supermercado premium e de proximidade.
Já o Assaí, numa tacada só, consegue adicionar, 71 lojas à rede de atacarejo e assim ganha musculatura para competir com o Atacadão. O Carrefour, dono do Atacadão, já havia feito vários movimentos para expandir a operação de atacarejo – comprou o Makro e o Big.
Especialistas dizem que essa transação faz sentido tanto para o GPA quanto para o Assaí. Primeiro porque o GPA precisa se concentrar nas operações mais rentáveis. “O formato de hipermercado tem sido desafiado no mundo inteiro, não apenas no Brasil. O hiper foi um modelo que deu muito certo dos anos 80 até a virada dos anos 2000. Mas com o desenvolvimento de outros formatos de loja, o hiper ficou sem um papel claro na cabeça do consumidor”, afirma Eduardo Yamashita, COO da consultoria Gouvea Ecosystem.
Segundo ele, o formato de hipermercado deixou de fazer sentido com o avanço do atacarejo. “O atacarejo cresceu muito, com uma proposta muito clara de preço baixo e baixa conveniência. O supermercado e de conveniência se firmaram com a proposta de rapidez e serviço. E o hiper ficou no meio, não é tão conveniente quanto a loja de bairro nem tão barato quanto o atacarejo”, diz Yamashita.
Para Alberto Serrentino, fundador da Varese Retail, a saída do GPA do modelo de hipermercado é uma decisão triste, mas corajosa. “É uma pena se considerar a importância que esse formato já teve. Mas é uma decisão estratégica e racional, que prioriza os fomatos mais rentáveis.”
O Assaí ganha muita coisa na guerra do atacarejo. O presidente do Assaí, Belmiro Gomes, projetou que as vendas da rede podem chegar a R$ 100 bilhões em 2024, após a incorporação dos hipermercados Extra. Essa é a mesma estimativa de faturamento do Carrefour para 2024.
“Com essa transação, o Assaí incorpora ativos de qualidade e já um salto na corrida contra o Atacadão, que recentemente fez aquisições importantes para sua marca de atacarejo”, afirma Serrentino.
Para a XP, o negócio é importante tanto pela localização dos hipermercados Extra quanto pela possibilidade de atingir novos consumidores.
“A transação deve acelerar o plano de expansão do Assaí adicionando localizações estratégicas, espalhadas por várias capitais brasileiras e grandes cidades. Além disso, como esses locais estão em áreas metropolitanas, eles devem ser capazes de atender a uma demanda cativa do canal B2B (bares e restaurantes próximos) e, ao mesmo tempo, ser uma alternativa interessante para os clientes pessoa física”, diz relatório assinado por Danniela Eiger, head de Varejo e co-head de Equity Research, Thiago Suedt, analista de varejo e Gustavo Senday, analista de Varejo da XP.
Segundo eles, as lojas maiores do Extra devem permitir ao “Assaí oferecer uma experiência melhor, com maior sortimento de produtos e ofertas de alguns serviços (ex: açougue)”.
As ações do GPA subiam nesta sexta-feira, 15, 13,95%, a R$ 31,55 às 15h10. Já as do Assaí caíam 2,80%, a R$ 17,36. Em seu relatório, a XP mantém recomendação de compra para os papéis do Assaí e neutra para os do GPA.
“Embora a transação possa parecer cara à primeira vista, olhamos os principais indicadores e o valor potencial a ser destravado para os acionistas de ASAI e estimamos que ela pode agregar valor mesmo sob premissas conservadoras. […]”, afirmam os analistas.
O porém, segundo o relatório, é a questão da governança. “A governança pode ser vista como um problema, pois envolve partes relacionadas e não estará sujeita à aprovação dos acionistas minoritários, o que pode levar os investidores a aplicarem um desconto de governança aos múltiplos atuais de ASAI. No entanto, o Assaí tem um histórico de execução sólido, enquanto a transação faz sentido estrategicamente e, portanto, acreditamos que os investidores devem dar o benefício da dúvida para a companhia.”

Fonte: 6 Minutos