sexta-feira, 3 de setembro de 2021

Acusado de matar vizinho a golpes de machado é preso na região

A Polícia Civil de Cândido Mota confirmou a prisão de um homem acusado de matar o vizinho a golpes de machado. O crime aconteceu em junho, na calçada em frente a uma casa.
O lavrador Antônio Marcos Pinheiro, conhecido como Nem, de 45 anos, levou diversos golpes pelo corpo e foi socorrido em estado grave para a Santa Casa local.
Ele chegou a ter alta médica, mas acabou sendo encontrado morto em casa por familiares, em decorrência das lesões.
O acusado do crime, Marcelo Armando Rodrigues, estava foragido. Além de ter agido na frente de testemunhas, ele também teve a ação gravada por câmeras de segurança.
O delegado Luiz Eduardo Skaff, titular da delegacia de Cândido Mota, pediu a prisão temporária do autor. Ele acabou preso pela Polícia Militar nesta quinta-feira (2), em Palmital (distante 100 quilômetros de Marília), município vizinho a Cândido Mota.
Na delegacia, Marcelo teria relatado que “perdeu a cabeça” porque estava sendo furtado pela vítima corriqueiramente.
“Ele relatou que teria sido o terceiro furto de bicicleta praticado contra ele, de modo que atribuía estes delitos à vítima e tomou a decisão de tirar satisfações. Nesse ato, efetuou a agressão usando um machado”, narrou o delegado.
Pelas imagens é possível observar que Antônio conversa com duas pessoas em frente a uma residência. Marcelo chega já armado com o machado. As testemunhas correm para dentro da casa e a vítima passa a ser golpeada violentamente.
O acusado foi encaminhado para uma unidade prisional. Pelas imagens, a polícia vê como evidente pelo menos duas qualificadoras no crime: ação surpresa, sem dar chance alguma de defesa à vítima, além de meio cruel.

Fonte: Marília Notícia



Nenhum comentário:

Postar um comentário