segunda-feira, 5 de julho de 2021

Médica morre em Marília e dúvidas persistem sobre o caso

A Polícia Civil investiga a morte da médica Cristiane Pereira da Silva, de 39 anos, na tarde da última sexta-feira, 02, em um condomínio de luxo na cidade de Marília. O caso está com a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).
Segundo informações obtidas pelo Marília Notícia, o caso aconteceu por volta das 13h55 e foi inicialmente registrado como uma autolesão com faca. No entanto, a reportagem apurou com fonte da polícia, próxima da investigação, que “ainda não é possível se concluir nada”.
Já foram feitas as primeiras oitivas, coleta de provas, com perícia no local e apreensão da faca.
A Polícia Militar foi acionada até a residência da vítima com a informação de que ela mesmo teria se ferido após uma discussão com o marido.
A mulher chegou a ser levada em estado gravíssimo de saúde até o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Marília (HC/Famema), mas não resistiu ao ferimento e morreu por volta das 22h.
O marido e outras duas testemunhas prestaram depoimento na Central de Polícia Judiciária (CPJ) e foram liberados.
As declarações apontam que durante a discussão do casal, Cristiane teria investido contra o companheiro com uma vassoura, causando lesões nele.
Segundo depoimento, o homem teria tomado a vassoura da esposa e devolvido as agressões com o objetivo de afugentá-la.
Na sequência, ainda conforme as versões, Cristiane se apoderou de uma faca para tentar agredir o marido, quando teria se autolesionado na região da barriga.
A Polícia Civil apurou preliminarmente que a médica tinha “comportamento explosivo” e já teria agredido o homem em outras ocasiões.
Também existem outros registros de autolesão envolvendo a mulher.
Foi solicitado exame de corpo de delito em relação ao marido e outras diligências ainda devem ser realizadas. O caso será investigado e a Polícia Civil afirma não descartar nenhuma hipótese no momento.

Fonte: Marília Notícia



Nenhum comentário:

Postar um comentário