segunda-feira, 12 de julho de 2021

Garça tem capacitações sobre café, eucalipto e pecuária neste mês de julho

O Sistema Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável - Cidadania no Campo é uma parceria entre a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e as prefeituras municipais. Essa ação tem como meta estimular a implementação e o desenvolvimento de ações para fortalecer a gestão do território rural local.
Criado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, o programa tem como objetivo estimular as prefeituras a implementar agendas estratégicas para fortalecer a gestão rural local, melhorando a produtividade e a sustentabilidade do agronegócio paulista. E na continuidade deste mês de julho, o programa vai contemplar produtores de Garça com três opções de cursos, numa parceria que também envolve o Sindicato Rural, Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), Sebrae e Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente.
O primeiro curso ocorrerá nos dias 17 e 18 de julho, tendo como tema "Café - classificação", organizado pelo Sebrae. A atividade será desenvolvida no Sindicato Rural de Garça, a partir das oito da manhã e com carga de oito horas por dia, com alimentação fornecida pelo Sebrae.
Outra atividade será uma capacitação sobre "Bovinocultura de corte - formação e manejo de pastagens". Essa ação será realizada entre 14 e 16 de julho, no Sindicato Rural e na Fazenda Cascata. O início da atividade será a partir das oito da manhã, com carga diária de oito horas e alimentação fornecida pelo Senar.
Além disso, também será aplicado um curso sobre "Eucalipto - manejo e tratos culturais". Serão três dias de capacitação — 23 a 25 de julho, a partir das oito da manhã —, no Sindicato Rural e também a campo, sendo que alimentação será fornecida pelo Senar.

Serviço — Os interessados em participar dos cursos podem obter todas informações entrando em contato com o coordenador de capacitações do Senar/Sebrae Leandro Cesário de Oliveira, pelo fone 98141 6116 ou com o Sindicato Rural de Garça, no fone 3471 0935.

Fonte: Jornal Debate



Nenhum comentário:

Postar um comentário