terça-feira, 1 de junho de 2021

Vigilância Sanitária realiza acompanhamento de regras sanitárias em escolas de Garça

Ao longo da segunda-feira, 31, a Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal da Saúde de Garça visitou unidades escolares da cidade para verificar se as regras sanitárias para o combate ao coronavírus estão sendo cumpridas. Na semana passada, a prefeitura decidiu suspender aulas presenciais em duas escolas após casos confirmados de covid-19 entre funcionários, professores e alunos.
"Nossa equipe visitou escolas municipais, estaduais, particulares e conveniadas. Nós orientamos a respeito dos protocolos sanitários para combate à covid-19 no interior dos prédios porque há necessidade constante da prevenção no meio escolar", diz Edna Semenssato de Oliveira, diretora da Vigilância Sanitária. Segundo ela, a vistoria apontou que o álcool em gel e máscaras são usados e o distanciamento está sendo mantido.
Ontem, segundo a Prefeitura de Garça, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) local estava atendendo com capacidade máxima e todos os 17 leitos disponibilizados no Hospital São Lucas para os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) com o coronavírus (dez de UTI e sete clínicos) estavam ocupados. "O movimento na Central Covid para casos leves e moderados é intenso, com cerca de 4 mil atendimentos ao mês", informou.
Novo diagnóstico do monitoramento diário dos casos de covid-19 realizado pela Secretaria da Educação nas escolas municipais, particulares e conveniadas de Garça, divulgado na tarde de ontem, revelou que, dos 6.580 alunos, 14 foram diagnosticados com Covid, seis a mais do que na última sexta-feira, 28. 
Com relação aos professores, 619 no total, oito estão afastados devido à doença, um a menos do que no último diagnóstico, e outros quatro aguardam resultado de exame. Do total de 431 funcionários de escolas, quatro foram diagnosticados com coronavírus - até sexta, apenas um havia contraído a covid-19.
A pasta da Educação ressalta que, através desse monitoramento diário, medidas preventivas são adotadas quando é detectado risco de contaminação. Na semana passada, as aulas presenciais foram suspensas em duas escolas após a confirmação de casos da doença entre alunos, professores e funcionários. Além disso, uma conveniada que recebia alunos de uma das unidades interrompeu as atividades no período da tarde.

Redação do Garca.Jor



Nenhum comentário:

Postar um comentário