segunda-feira, 14 de junho de 2021

Prefeitos da região se reúnem analisam medidas restritivas anti covid-19

O Comitê de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo divulgou no último sábado,  12, recomendação para que Marília, cidades da região e aproximadamente 90 municípios do Estado ampliem restrições com medidas como redução de circulação de pessoas após 19 horas.
O prefeito de Marília, Daniel Alonso, participou de encontro com representantes de mais nove cidades neste sábado e anunciou que devem ser tomadas medidas regionais, mas nada foi decidido.
Um novo encontro foi marcado para quinta-feira, 17. Os prefeitos não descartaram hipótese de lockdown regional para conter avanço dos contágios.
Além de Daniel Alonso, estiveram presentes também os prefeitos Adílson de Oliveira Lopes (Álvaro de Carvalho), Abigail Cateli Dias (Alvinlândia), Flávio Fermino Euflazino (Campos Novos Paulista), José Valentim Fodra (Fernão), João Carlos dos Santos (Garça), Marcos Frugeri (Guarantã), Cléber Menegucci (Lupércio), Matheus Moris (Oriente), Luiz Antonio Romano (Oscar Bressane) e Rodolfo Silva Davoli (Vera Cruz).
Estiveram presentes ainda os secretários municipais de Saúde, Cássio Luiz Pinto Júnior (Marília); Admílson Fernades (Álvaro de Carvalho), Adriana Petenuci (Fernão), Valéria Pereira (Júlio Mesquita) e Wilson Magno (Lupércio); além do chefe de gabinete Carlos Ferreira (Gália).
Os prefeitos anunciaram ainda que durante esta próxima semana irão intensificar as ações de fiscalizações nos seus respectivos municípios, bem como exigir a adoção das medidas sanitárias e fortalecer a comunicação com os munícipes sobre a importância do uso de máscara, da higienização das mãos e manter o distanciamento social, evitando qualquer tipo de aglomeração.
A nota técnica do Comitê foi divulgada no Diário Oficial do Estado com relação de municípios em que a ocupação de leitos têm maiores índices. Além de Marília atinge Garça, Tupã, Assis, Paraguaçu, Adamantina e outras.
A lista divulgada pelo Comitê mostra que a região de Marília tem o segundo maior índice de ocupação, 96% dos leitos, abaixo apenas da regional de Presidente Prudente, com 97%.
O comitê recomenda ainda que o governo do estado mantenha as atuai regras – com funcionamento até 21h e restrição de 40% da capacidade em estabelecimentos – enquanto perdurar o nível de ocupação e evolução da epidemia.
“Por outro lado, cumpre lembrar a recomendação de que, em municípios com índice de a ocupação de leitos-UTI superior a 90%, a autoridade local de saúde amplie o grau de restrição de desempenho de atividades, com a finalidade de prevenir o atingimento desse mesmo índice na área do DRS respectivo.  Nessas localidades, é recomendável que a circulação de pessoas entre 19h e 5h seja fortemente desestimulada”, diz o documento.
A lista divulgada pelo comitê mostra ocupação de 98% em Marília, 100% em Garça, Tupã, Paraguaçu e outras cidades que atuam como micro polos na região. Inclui cidades que já tiveram lockdown, como Araraquara com 100% de ocupação ou Jaú com 98%, mas com regionais mais desafogadas, com 78% e 86% respectivamente nas regionais destas duas cidades.

Fonte: Giro Marília



Nenhum comentário:

Postar um comentário