quarta-feira, 9 de junho de 2021

Motorista sem CNH é preso por atropelar e matar menino de 8 anos, em Panorama

Foi preso na noite de terça-feira, 08, em Panorama o homem de 32 anos que dirigia o caminhão que atropelou e matou o menino Bruno Gomes da Silva, de oito anos. O garoto morreu no local do atropelamento, no cruzamento da Rua Ivan Inácio da Silva com a Rua Júlio Barata, bairro Nosso Teto. O motorista não parou para prestar socorro.
Pouco depois a Polícia Militar localizou o caminhão suspeito estacionado em frente à casa do motorista, que foi abordado e autuado.
O homem, de acordo com a Polícia, não possuía a Carteira Nacional de Habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, sendo apresentado ao plantão da Polícia Civil, onde foi mantido preso, à disposição da Justiça. A audiência de custódia deve ser realizada hoje, 09).
A vítima do acidente, de oito anos, foi velada em Panorama e o corpo levado para Piracicaba, onde será sepultado. O menino morava com o pai, já que a mãe está em São Paulo (SP) para tratamento de um câncer.
O garoto tinha saído de casa para ir à padaria, acompanhado de um amigo da mesma faixa etária, quando ocorreu o atropelamento. O pai estava em casa, preparando o jantar.
De acordo com o boletim de ocorrência do acidente, o atropelamento ocorreu quando o motorista realizou uma "conversão à direita, bem próximo à sarjeta, e atropelou a vítima".
Uma testemunha informou aos policiais que "gesticulou com os braços e gritou ao motorista do caminhão para avisá-lo do atropelamento. No entanto, o motorista deixou o local e foi embora".
Para a identificação do veículo, a PM acessou câmeras de segurança, sendo então possível chegar ao local onde o caminhão estava, em uma rua do Jardim Aeroporto, em Panorama.
O motorista explicou aos policiais que "havia ingerido bebida alcoólica (cerveja) e, depois conduzido o veículo e transitado no endereço do atropelamento, motivo pelo qual foi encaminhado à delegacia".
Vestígios da vítima no caminhão
O BO relata ainda que no para-lamas traseiro do caminhão havia "vestígios aparentando ser tecido de corpo humano (massa encefálica) da vítima".
Peritos da Polícia Científica foram acionadas para exames periciais no local do acidente e no caminhão. O laudo será incorporado ao inquérito instaurado pela Polícia Civil, que vai apurar as responsabilidades quanto ao caso, registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor. A caracterização do crime considera ainda que o condutor estava sob influência de bebida alcoólica e não tinha permissão para dirigir.

Fonte: Siga Mais



Nenhum comentário:

Postar um comentário