terça-feira, 22 de junho de 2021

Em dois dias, acidentes com motos deixam quatro mortos na região

Quatro homens morreram no intervalo de pouco mais de 24 horas em três acidentes de trânsito envolvendo motocicletas registrados em estradas de Agudos, Gália e Promissão. Todos chegaram a ser socorridos, mas não resistiram aos ferimentos. O mais recente ocorreu nesta segunda-feira, 21, por volta das 05h20, no quilômetro 323 mais 350 metros da rodovia Marechal Rondon (SP 300), em Agudos.
Segundo o registro policial, V.S.C., 35 anos, conduzia uma Honda CBX 250 com placa de Bauru, no sentido Capital, quando, por razões a serem apuradas, bateu na traseira de um veículo.
De acordo com a polícia, quando as equipes chegaram, apenas o motociclista estava no local. Pelos danos na moto, os policiais acreditam que ele tenha se chocado contra um caminhão.
V.S.C. foi socorrido em estado grave e encaminhado ao Pronto-Socorro Central (PSC) de Bauru, mas acabou não resistindo aos ferimentos. A polícia revelou que ele era morador de Bauru.
O segundo acidente ocorreu no domingo, 20, por volta das 11 horas, no quilômetro 397 da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP 294), a Bauru-Marília, em Gália.
De acordo com o registro policial, J.A.B., 45 anos, conduzia moto BMW S 1000 RR sentido Duartina-Garça quando, por razões a serem esclarecidas, perdeu o controle da direção e tombou além do acostamento.
O motociclista chegou a ser socorrido com vida e encaminhado em estado grave à Unidade de Pronto Atendimento de Garça, mas morreu na unidade. J.A.B. também era morador de Bauru.
Um pouco antes, por volta das 06h30, dois jovens morreram em um acidente no quilômetro seis da vicinal Kitizo Utiyama, que liga Promissão a Guaiçara, em Promissão.
Segundo o registro policial, F.B.S., 22 anos, e L.G.R.L., 19 anos, seguiam em uma moto Honda CG sentido Guaiçara quando, por razões a serem investigadas, o veículo colidiu em uma árvore.
Os dois jovens chegaram a ser socorridos com vida pelo Corpo de Bombeiros e levados ao Hospital Geral de Promissão, mas não resistiram aos ferimentos. Eles eram moradores de Guaiçara.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru



Nenhum comentário:

Postar um comentário