segunda-feira, 31 de maio de 2021

Muher morre em Ourinhos depois de colisão de carro com árvore

Uma mulher de 33 anos morreu na madrugada deste domingo, 30, em Ourinhos, em um grave acidente no trecho urbano da Rodovia Raposo Tavares (SP 270).
A velocidade máxima no trecho do acidente é de 60km/h e a Polícia Civil vai apurar o que causou o acidente. 
Segundo informações da Polícia Rodoviária, o namorado da vítima dirigia o veículo quando perdeu o controle da direção no km 376 da SP-270 e bateu num coqueiro que fica no canteiro central da rodovia.
O motorista, de 20 anos, e a filha da vítima, uma adolescente de 17 anos que estava no banco de trás, sofreram ferimentos e foram encaminhados para a Santa Casa da cidade. Segundo o boletim de ocorrência, mãe e filha são de Canitar, enquanto o motorista é de Chavantes.
A velocidade máxima no trecho do acidente é de 60km/h e a Polícia Civil vai apurar o que causou o acidente. 

Fonte: Assiscity



Homem é preso durante furto em residência no Labienópolis

A Polícia Militar prendeu um homem, que não teve a identidade revelada, por furto neste domingo, 30, em Garça.
Uma equipe policial foi acionada, às 2h54, no bairro Labienópolis, para atendimento a uma ocorrência de furto em residência, que ainda estava em andamento.
No local dos fatos, os policiais realizaram o cerco, onde foi possível ouvir barulhos vindos de dentro da casa, e ver janelas e portas arrombadas.
Durante a fiscalização no imóvel, em um dos quartos, escondido dentro do guarda-roupas, os PMs encontraram um homem bastante conhecido nos meios policiais, por ser autor de vários furtos no município.
No quintal da casa, já estavam algumas trouxas com vários objetos selecionados pelo acusado. Um dos moradores do imóvel reconheceu os pertences.
O acusado acabou preso e encaminhado até a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília, onde permaneceu à disposição da Justiça.

Fonte: Marília Notícia



Garça recebe nesta terça oficina sobre operação estiagem

Na terça-feira, 01 de junho, a partir de 08 horas, Garça vai sediar a OPOE 2021 (Oficina Preparatória para a Operação Estiagem), destinada aos municípios das regiões de Marília e Bauru, envolvendo mais de 70 municípios.
A atividade é uma iniciativa da Cedec (Coordenadoria Estadual de Defesa Civil), em conjunto com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Casa Militar, Policiamento Ambiental e Corpo de Bombeiros. 
Nesta oficina será realizado treinamento prático para os brigadistas visando o combate aos focos de incêndio que são constantes no período de estiagem. 
O local do treinamento é próximo ao trevo de saída de Garça para Bauru. 
De acordo com informações do coordenador de operações da Defesa Civil de Garça e coordenador adjunto do estado, Leandro Antonio Gomes de Sá, são esperados entre 100 e 120 brigadistas no treinamento.
O evento conta com apoio da Prefeitura Municipal de Garça, Polícia Militar, Polícia Militar Ambiental, Corpo de Bombeiros e Eixo SP.

Redação do Garca.Jor



Vacinação antirrábica ocorrer nesta terça-feira em Vila Araceli

Na próxima terça-feira, 01, haverá mais uma etapa da vacinação antirrábica em Garça. Desta vez, a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente irá instalar o posto volante na praça Frei Aurélio, no bairro Araceli, das 08 às 12 horas.  Estarão disponíveis 100 doses para imunizar cães e gatos daquela região da cidade. 
A vacina antirrábica é a que protege cachorros e gatos da raiva. A doença pode infectar qualquer mamífero, inclusive os seres humanos, podendo também ser fatal, como no caso dos animais domésticos. A única forma de proteger os pets da raiva é ministrando a vacina antirrábica, com reforço todos os anos. 
O vírus da raiva se multiplica rapidamente e aloja-se nos nervos do animal, causando sintomas como agressividade, desorientação e excesso de saliva na boca, com aspecto semelhante a uma espuma de sabão, característica marcante da doença.

Fonte: Jornal Debate



Designado novo chefe de instrução do TG 02-014 a partir de 2022

Ao final da semana passada, o Exército brasileiro emitiu ofício designando um novo chefe de instrução para o Tiro de Guerra 02-014 de Garça. A partir de 2022, o TG local passará a contar com a direção do primeiro sargento de infantaria Tiago de Oliveira Machado, que sucederá o sargento Odinei Leite de Lima. 
O primeiro sargento Machado, no atual momento, exerce a função de adjunto de comando do 14º Batalhão de Infantaria Motorizado do Regimento Guararapes, na cidade de Jaboatão dos Guararapes, no Estado de Pernambuco.
Nascido em 20 de março de 1979, na cidade de São Pedro do Sul, no Rio Grande do Sul, o futuro chefe do TG está no Exército desde 01 de fevereiro de 1999, tendo ingressado na Escola de Sargento das Armas em Três Corações, Minas Gerais.
Serviu ainda nas unidades do 3º Batalhão de Polícia do Exército, 14º Batalhão de Infantaria Motorizado, gabinete de Segurança Institucional, onde desempenhou a função de Agente de Segurança Presidencial e na Diretoria de Controle de Efetivos e Movimentações. No ano de 2007, integrou o 7º Contingente de Missão de Paz e, no ano de 2011, o 14º Contingente de Missão de Paz, ambos no Haiti.
Possui ainda cursos como de Polícia do Exército, Perícia Criminal, Segurança Presidencial, Aperfeiçoamento de Sargentos de Infantaria e Adjunto de Comando. Foi também condecorado com a medalha militar de prata, medalha corpo de tropa – bronze, medalha das Nações Unidas e medalha Soldado da Paz.
O sargento Machado é casado com Bruna Mendes e possui duas filhas, Andrielly Machado, de 20 anos e Patrícia Mendes Machado, de três anos.

Fonte: Jornal Debate



Saae tem projeto para melhoria da eficiência da Ete Peixe habilitado pelo Fehidro

O Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos), órgão ligado ao governo do Estado de São Paulo, habilitou, em maio, o projeto do Saae-( Serviço Autônomo de Águas Esgotos) para obras de melhoria na eficiência da Estação de Tratamento de Esgoto do Rio do Peixe. 
Orçada em R$ 995.661,96 (novecentos e noventa e cinco mil, seiscentos e sessenta e um reais e noventa e seis centavos) a obra de dragagem e desidratação pelo método de contenção em tubos geotêxteis do lodo da lagoa aerada e de decantação da Ete Peize receberá R$ 965.792,10, provenientes do Fehidro e R$ 29.869,86 de contrapartida do SAAE.
Segundo explicou o engenheiro ambiental do Saae, Carlos Henrique Stocco Ortolan, a partir da aprovação do pleito pelo Fehidro, o projeto, que contempla a preparação das células de desidratação e sistemas de retorno, bem como execução da obra em si com fornecimentos de todos os materiais, preparo do sistema de dosagem de polímero floculante e da dragagem propriamente dita, segue para análise técnica e contratual. A partir daí é liberado para licitação e posterior início das obras, previsto para 2022.
A Ete Peixe é responsável pelo tratamento de 53% do esgoto de Garça.  Na Estação do Rio do Peixe, o sistema de tratamento adotado é o de lagoa aerada de mistura completa e lagoa de sedimentação com recirculação de lodos ativados. 
Vale ressaltar que a qualidade do esgoto que vem da lagoa aerada não é adequada para lançamento direto, pelo fato de conter uma grande quantidade de sólidos. Por isso, são geralmente seguidas por lagoas de sedimentação para remoção dos sólidos. 
De acordo com o engenheiro ambiental do Saae, com a adoção do processo de remoção do lodo, o material existente na ETE Peixe será dragado e bombeado para dentro dos bags que irão funcionar como “filtros”, onde a parte líquida é drenada e retorna para o tratamento e a parte sólida fica retida para posterior destinação correta, seja em aterro sanitário ou transformado em adubo. 
O serviço de operação de dragagem com deságue, contenção e armazenamento do lodo, por meio de bags (enormes sacos de polipropileno de alta resistência), para separar e posteriormente desidratar o lodo gerado no esgoto sanitário depositado na lagoa anaeróbia da Estação de Tratamento de Esgoto já foi realizado na Ete do Rio Tibiriçá, com eficiência superior à esperada e projetada junto ao FEHIDRO.
Conforme destacou o diretor Executivo do SAAE, André Pazzini Bomfim, o objetivo é devolver a eficiência total do sistema de lagoas adotado nas Estações de Tratamento de Esgoto. “A coleta e o tratamento do esgoto e aí, inclui-se a remoção e o acondicionamento correto do lodo, é uma das prioridades do SAAE. A habilitação do projeto e posterior concessão de recursos por parte do FEHIDRO é muito importante para que projetos como esse possam ser executados”, frisou. 
Estudo realizado pela ANA (Agência Nacional de Águas) mostra que 27% da população brasileira, algo em torno de 55 milhões de pessoas, não é atendida pelo sistema de coleta e de tratamento do esgoto. Além disso, 18% têm seu esgoto coletado, mas não tratado. Em Garça os percentuais revelam a preocupação constante do SAAE, no que diz respeito ao esgoto; 99,6% são coletados e tratados, índices bem próximos a cidades como Londrina, Maringá e Ponta Grossa, no Paraná, com 99,98%.

Redação do Garca.Jor



Lockdown fecha oito cidades na região de Tupã a partir de quinta-feira

Prefeitos de oito municípios da microrregião de Tupã vão adotar lockdown de quatro dias a partir de quinta-feira, 04, para controle da epidemia de covid-19 com fechamento de todos os estabelecimentos, inclusive os reconhecidos como serviços essenciais.
O fechamento foi definido em encontros realizados a sexta-feira e sábado (28 e 29/05), na sede da Acert, em Tupã. Participaram os prefeitos Aldo Mansano (Arco-Íris), Manoel Rosa (Bastos), Paulo Sérgio de Oliveira (Herculândia), Carlos Alberto Freire (Iacri), Gilmar Martin Martins (Parapuã), Walter Rodrigo da Silva (Queiroz), José Ferreira de Oliveira Neto (Rinópolis) e Caio Aoqui (Tupã).
Os prefeitos informaram também que buscarão a adesão de outros municípios, como Osvaldo Cruz e Inúbia Paulista para que o resultado das ações possa ser mais efetivo.
O lockdown regional vai até domingo (06/06). Os serviços de delivery estão autorizados. Já os atendimentos de retirada e drive-thru também estarão suspensos. Os únicos setores que poderão continuar atendendo normalmente são as farmácias e postos de combustível.
Os prefeitos também anunciaram a intensificação das ações de fiscalização em todos os municípios, que podem resultar em autuações e imposições de multas a qualquer indivíduo ou estabelecimento que estejam descumprindo as leis do Plano São Paulo. O valor da multa no CPF é de R$ 552,71 e R$ 5.294,38 para estabelecimentos.
Os prefeitos da microrregião de Tupã também vão agendar audiência na quarta-feira (03/06) com o secretário estadual de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, e o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, a fim de cobrar a instalação do hospital de campanha prometido para região, a ampliação da vacinação e maior apoio aos municípios, através de insumos e equipamentos.
Outra importante medida divulgada pelos prefeitos é a ampliação dos leitos de UTI Covid na Santa Casa de Tupã, que atende pacientes de toda região. Em acordo com a direção do hospital, os municípios, de forma proporcional à sua população, destinarão R$ 300 mil em subvenção à Santa Casa de Tupã. Os recursos possibilitarão a conversão dos 10 leitos da UTI B para UTI Covid, ampliando de 15 para o número de 25 leitos. Somados aos 5 leitos extras já abertos pela prefeitura de Tupã em parceria com a Santa Casa, o número de leitos para atendimento UTI pode chegar a 30.
O prefeito Paulinho, de Herculândia, que é presidente do Consórcio Regional de Saúde (CRIS), agradeceu a compreensão e coragem dos prefeitos e destacou a importância da união de todos os municípios, que apesar das diferenças e peculiaridades decidiram se pautar pelo bem maior, que é preservar a saúde da população.
Já o prefeito de Tupã pediu a colaboração de todos e ressaltou que o lockdown está sendo anunciado de forma antecipada para que a população possa se programar e utilizar os serviços que serão suspensos a partir da próxima quinta-feira com tranquilidade e sem atropelos.
Caio afirmou também que o lockdown é uma medida drástica, mas necessária para evitar o aumento dos casos e óbitos por Covid em Tupã e microrregião.
“Diante do pior momento que estamos passando nesta pandemia, é necessário união de todos para superarmos os desafios. Por isso, os oito municípios se uniram para definir ações conjuntas. Contamos com a colaboração da população no cumprimento não só das medidas que estarão sendo adotadas nestes 8 municípios, mas também das normas estabelecidas pelo Plano São Paulo”, afirmou.

Fonte: Giro Marília



Homem que matou mototaxista em Ibitinga tem prisão preventiva decretada

O homem que foi preso suspeito de matar a facadas uma mototaxista em Ibitinga, na sexta-feira, 28, teve a prisão preventiva decretada por latrocínio neste domingo, 30. O suspeito foi preso no dia seguinte, no sábado, 29, em Tabatinga, com a moto da vítima.
De acordo com as investigações, o homem se passou por cliente e estava na garupa da moto de Izilda Aparecida Ota Linares, de 49 anos, em uma corrida na zona rural.
A PM informou ainda que a vítima foi agredida no meio do percurso em uma estrada de terra próxima ao bairro Vila Maria. Além das agressões, Izilda foi atingida com várias facadas no peito e nas costas. Durante a ação, a PM informou que a moto, a carteira e o celular da vítima foram levados.
Um morador que passava pelo local viu a mulher caída e acionou a polícia. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.
O suspeito foi levado para delegacia na manhã do sábado e ficou em silêncio durante o depoimento, segundo o delegado Marcelo Gambi Alves, responsável pelo caso.
Ele teve a prisão em flagrante convertida em preventiva pela Justiça e foi encaminhado para uma penitenciária da região.
A Polícia Científica também esteve no local onde Izilda foi encontrada, e a faca utilizada no crime ainda não foi localizada. O caso é investigado como latrocínio.

Fonte: TV TEM




Enem 2021 está marcado para 21 e 28 de novembro

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, anunciou as datas das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2021. Pelo Twitter, ele informou que as provas serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro, para as versões impressa e digital.
"Conforme eu já havia anunciado dias atrás, o Enem 2021 acontecerá e será aplicado neste ano. As provas serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro, para as versões impressa e digital. É isso mesmo! A mesma prova, nas mesmas datas, para as duas modalidades", postou o ministro na rede social.

Fonte: Agência Brasil



Receita eleva previsão de declarações do IR para 34,1 milhões

A Receita Federal elevou para 34.089.712 o número de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física que devem ser enviadas neste ano. Segundo o Fisco, o aumento no envio de declarações retificadoras em relação ao ano passado foi responsável pelo ajuste na estimativa, que inicialmente estava em cerca de 32 milhões de documentos.
Ao considerar o número de contribuintes, a estimativa passou de 31 milhões para 31.000.800. Até as 17h de hoje (31), segundo o balanço mais recente, 29.600.832 contribuintes haviam enviado 32.549.400 declarações. Desse total, 2.949.343 eram retificadoras e 1.778.523 haviam sido retidas para malha fina.
Segundo o supervisor do Programa do Imposto de Renda, José Carlos Fonseca, o Fisco espera receber 3.058.832 declarações até as 23h59min59s de hoje, último dia de entrega. Até as 17h desta segunda-feira, 1,627 milhão de documentos haviam sido enviados.
O presidente do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Gileno Barreto, disse que não foram registrados incidentes no último dia de entrega. Ao todo, 114 servidores (computadores centrais) estão sendo usados pelo Serpro para receber as declarações, com a ocupação máxima em menos da metade nos horários de pico. O tempo médio de transmissão de cada declaração está em 0,3 segundo.
“Tivemos um pico de entregas no último dia, e tudo transcorreu sem o menor tipo de problema ou de atrasos, como aliás acontece há muitos anos”, declarou Barreto.
O envio de declarações por canais alternativos deu um salto neste ano. O total de documentos entregues por celular ou tablet aumentou de 1.156.752, em 2020, para 1.343.863 em 2021. O número de declarações enviadas pelo Centro de Atendimento Virtual da Receita (e-CAC), que permite o preenchimento diretamente pela internet, sem necessidade de baixar o programa gerador, passou de 91.572, em 2020, para 288.730 em 2021.
O principal motivo para o aumento no uso do e-CAC foi a ampliação do uso da declaração prepreenchida, que neste ano foi estendida para os usuários do Portal Gov.br com contas prata ou ouro (contas com reconhecimento facial e armazenamento mais detalhado de dados). Nessa modalidade, o contribuinte recebe um rascunho da declaração com base em informações do empregador e de empresas com quem teve algum relacionamento, bastando conferir os números e enviar o documento.
O total de declarações pré-preenchidas transmitidas até as 17h de hoje somou 268.258, cerca de 20 mil a mais que o enviado em todo o ano passado (248.125). O e-CAC permite o envio tanto de declarações pré-preenchidas como o preenchimento de declarações do zero. Mesmo assim, o modelo tradicional, com a declaração preenchida no computador com o programa gerador continua a modalidade preferida dos contribuintes, com 95% dos envios.
Segundo José Carlos Fonseca, a expectativa é que 55% das declarações deste ano tenham imposto a restituir, 21%, a pagar e 24%, sem imposto a pagar nem a restituir. Em relação à malha fina, o supervisor do Imposto de Renda disse esperar que as cerca de 1,8 milhões de declarações retidas caiam pela metade até o fim de setembro, quando será pago o último lote de restituição, por causa da autocorreção de informações pelos contribuintes.
O primeiro lote de restituição, que totalizou R$ 6 bilhões, teve a consulta liberada no último dia 24 e está sendo pago hoje. A Receita divulgou uma previsão do tamanho dos próximos lotes. O segundo lote, que será pago em 30 de junho, também somará R$ 6 bilhões. O terceiro e o quarto lotes, pagos no último dia útil de julho e de agosto, destinarão R$ 5 bilhões, cada um. O quinto e último lote, previsto para 30 de setembro, terá R$ 3,6 bilhões.
Adiado em um mês por causa da nova onda da pandemia de covid-19, o prazo de entrega das declarações do Imposto de Renda acaba hoje. Quem perder o prazo pagará multa de R$ 165,74 ou 20% do imposto devido, prevalecendo o maior valor.

Fonte: Agência Brasil



Morre, aos 81 anos, locutor esportivo Januário de Oliveira

O jornalismo esportivo perdeu, na tarde desta segunda-feira,, 31, um ícone do rádio e da TV. Após 12 dias internado, por conta de uma pneumonia, faleceu em Natal (RN), Januário de Oliveira, que marcou época com suas narrações na Rádio Nacional, Bandeirantes e na TV Brasil.
Januário sofria de diabetes, doença que o fez perder cerca de 90% da visão e que foi a responsável por ele ter abandonado as transmissões em 1998, logo após a Copa do Mundo. O narrador vivia em Natal, ao lado de familiares, mas há cerca de dois anos apresentava saúde debilitada. 
Após uma viagem ao Rio de Janeiro, em março de 2019, Januário apresentou quadro de pneumonia persistente, seguida por um acidente vascular cerebral. Ambas as condições de saúde não o impediram de festejar o aniversário de 80 anos com a família.
Em 23 de maio, uma nova pneumonia o levou para o hospital, onde permaneceu internado. A suspeita de tuberculose foi afastada, mas Januário precisou se submeter a hemodiálise desde o dia 27, quando o quadro se agravou.
Nascido em Alegrete (RS), em 19 de setembro de 1939, Januário Soares de Oliveira era torcedor do Internacional e sonhava ser jogador de futebol. Mas não levava jeito. A outra paixão o conquistou e o levou ao patamar dos maiores locutores do país.
Januário começou a carreira na Rádio Farroupilha, em Porto Alegre. No Rio de Janeiro, trabalhou na Rádio Mauá e, na Nacional, transformou-se num dos principais narradores do futebol carioca. Foi na emissora que começou a criar seus famosos bordões. “Taí o que você queria” surgiu após mais de duas horas aguardando o início de um jogo, no estádio Ítalo del Cima, em Campo Grande.
Na TV Educativa, ao lado dos comentaristas Achilles Chirol e José Ignácio Werneck, era o responsável pela narração dos jogos de domingo, que iam em videoteipes nas noites de domingo, tendo os repórteres José Luiz Furtado, Sebastião Pereira, Sergio du Bocage e Fernando Domingues nas transmissões. Quantos até hoje se lembram do grito de gol? “É disso, é disso que o povo gosta!”.
Júnior Baiano, o zagueiro, o ajudou a criar o bordão “tá lá o corpo estendido no chão”, logo após derrubar mais um adversário. Não faltava a Januário criatividade.
Januário era, também, o apresentador da mais tradicional mesa de debates das noites de domingo: o Esporte Visão. Ao lado dele, além de Chirol e Werneck, despontavam outros ilustres comentaristas, como Luiz Mendes, Sérgio Noronha, Ruy Porto, Gérson, Washington Rodrigues e Sérgio Cabral. Foi nesta época, em 1987, que Januário sofreu uma parada cardíaca que o afastou da TV por quase um ano.
Já aposentado, Januário passou a integrar a equipe de locutores da Bandeirantes. E lá vieram novos bordões. Cruel, sinistro. E os famosos apelidos transformando jogadores em personagens eternizados por sua voz e na mente dos torcedores. O Super-Ézio e Sávio, o Anjo Louro da Gávea, certamente eram os mais queridos por ele.
O enterro de Januário de Oliveira deverá acontecer nesta terça-feira (01), em Natal. A família não deu mais detalhes.

Fonte: Agência Brasil



Bolsonaro aprova novo reajuste em serviços prestados pelos Correiso

Jair Bolsonaro (sem partido) assinou a autorização para que o Ministério das Comunicações reajuste a tarifa dos serviços postais e telegráficos nacionais e internacionais prestados exclusivamente pelos Correios. A correção média autorizada para este ano é de 4,2915% para serviços nacionais e internacionais. O valor corresponde ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do período de janeiro a dezembro de 2020.
A portaria publicada hoje (31) criou uma tabela de preços com base no peso do produto e de acordo com o país e localização do envio e destino. A nova tabela incidirá nos serviços como carta, telegrama, malote e Franqueamento Autorizado de Cartas (FAC) da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT).
O primeiro porte, para correspondências de até 20 gramas, da carta e aerograma nacional, passou para R$ 2,12. As cartas e cartões postais internacionais na modalidade econômica passam a custar R$ 1,74 na primeira faixa.
Já o telegrama nacional redigido pela internet passa a custar R$ 8,90 por página. O fonado ficará em R$ 10,74.
Os produtos como Sedex, PAC e Mala Direta não tiveram alterações na tabela de preços.

Fonte: Agência Brasil



Entra em vigor lei que aumenta punições para fraudes eletrônicas

Entrou em vigor a Lei que amplia as penas por crimes praticados com o uso de aparelhos eletrônicos (celulares, computadores e tablets), conectados ou não à internet. O objetivo é punir com maior rigor fraudes que se têm tornado comuns durante a pandemia de Covid-19, como estelionato e furto.
Publicada no Diário Oficial da União, a Lei 14.155/21 tem origem em projeto do senador Izalci Lucas (PSDB-DF), aprovado pela Câmara dos Deputados em abril, com parecer do deputado Vinicius Carvalho (Republicanos-SP).
A nova norma altera o Código Penal e o Código de Processo Penal.
A lei cria um agravante, com pena de reclusão de 4 a 8 anos, para o crime de furto realizado com o uso de dispositivos eletrônicos, estejam ou não conectados à internet, por meio de violação de senha ou com o uso de programas invasores.
Se o crime for praticado contra idoso ou vulnerável, a pena aumenta de 1/3 ao dobro, considerando-se o resultado. E se for praticado com o uso de servidor de informática mantido fora do País, a pena aumenta de 1/3 a 2/3.
No caso do crime de estelionato, a lei torna agravante o furto qualificado por meio eletrônico, com pena de reclusão de 4 a 8 anos e multa. Essa fraude é aquela em que o criminoso engana a vítima para obter informações da senha ou do número da conta.
A pena é aumentada de 1/3 a 2/3 se o crime for praticado mediante a utilização de servidor mantido fora do País, e de 1/3 ao dobro se praticado contra idoso ou vulnerável. Atualmente, o aumento é somente em dobro e apenas quanto ao idoso.
No crime já existente de invadir aparelhos de informática para obter dados, modificá-los ou destruí-los, a lei aumenta a pena de detenção de 3 meses a 1 ano para reclusão de 1 a 4 anos.
Se a invasão provocar obtenção de comunicações privadas, segredos comerciais ou industriais, informações sigilosas ou o controle remoto não autorizado do dispositivo invadido, a pena será de reclusão de 2 a 5 anos e multa. No Código Penal atual, essa pena é menor, de seis meses a 2 anos e multa.
A pena também será aumentada, 1/3 a 2/3 da pena, se houver prejuízo econômico decorrente da invasão.

Fonte: Agência Câmara de Notícias



sexta-feira, 28 de maio de 2021

Acig realiza sorte da campanha do Dia das Mães na segunda-feira

Na próxima segunda-feira, 31, às 10 horas, a Acig (Associação Comercial e Industrial de Garça) realiza o sorteio do Dia das Mães. Os consumidores que preencheram seus cupons, ao longo das ultimas semanas, vão concorrer a três prêmios de mil reais ou sete prêmios de 500 reais.   
O gerente da entidade, Fábio Dias, lembrou que as lojas associadas continuam distribuindo os cupons alusivos à campanha do Dia das Mães.
“Na próxima segunda, estaremos realizando os sorteios, mas ainda há tempo de concorrer. Quem realizar as compras neste final de semana não deve guardar os cupons na bolsa. É importante ‘perder’ um tempinho ali na hora da compra, preencher e já depositar nas urnas que estão disponíveis", apontou.
Dias orientou também que, caso o lojista, ou seu colaborador, esqueça de oferecer o cupom que o cliente requisite. "Ressaltamos aos lojistas que não deixem de distribuir o cupom para o consumidor que prestigiar sua loja. É uma forma de conquistar o cliente, de estabelecer uma relação de troca", falou Dias.

Redação do Garca.Jor



PF faz operação anti-corrupução na Prefeitura de Marília e outras da região

A Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal em 11 endereços, incluindo a Prefeitura de Marília, na manhã desta sexta-feira, 28, em Marília. A operação denominada ‘Deméter’ visa apurar supostas fraudes em licitações e superfaturamento de preços relativos a pregões presenciais para aquisição de frutas, verduras, legumes e ovos realizados pela administração municipal.
​A investigação teve início após uma denúncia de inclusão indevida de cláusula abusiva, enquanto corria o pregão presencial nº 162/2017 da Prefeitura, a qual, em tese, restringiu a participação de interessados na licitação mediante exigência de visita técnica obrigatória aos locais de entrega dos produtos, o que seria vedado por se tratar de concorrência de baixa complexidade.
​Segundo o apurado no inquérito policial, a inclusão de referida cláusula, ao restringir a competição, pode ter gerado o superfaturamento no preço de itens licitados, além de possível pagamento de valores a servidores públicos municipais durante o contrato firmado.
​Apurou-se ainda que a empresa vencedora deste procedimento licitatório venceu outros pregões presenciais na sequência, os quais também serão objeto de análise para apuração de eventuais fraudes.
A princípio não há nenhum preso. A polícia também está com viaturas e agentes no departamento de licitações da Prefeitura.
O Marília Notícia obteve com exclusividade o nome de dois funcionários públicos de carreira investigados nesta operação. Trata-se de Maycon Valdeir de Souza, pregoeiro da Secretaria Municipal da Fazenda, e Camila Dias Correa de Oliveira, que trabalha no setor de compras da coordenadoria da alimentação municipal.
Dos endereços que a PF está vistoriando, seis são em Marília e outros cinco nas cidades de São José do Rio Preto, Bauru e Juquiá, onde estão localizados fornecedores da administração municipal.
​”Os investigados poderão responder, no limite de suas responsabilidades, pelos crimes previstos nos artigos 90 e 96, I e V da Lei nº. 8.666/90 e artigos 317 e 333 do Código Penal, sem prejuízo de outras tipificações constatadas no transcurso da investigação”, diz nota da PF enviada à imprensa.
Agentes policiais seguem nos endereços apreendendo documentos e eletrônicos que serão usados nas investigações. Os valores envolvidos no caso e detalhes da operação ainda não foram divulgados.
​O nome da operação foi inspirado na mitologia grega, pois Deméter é considerada a deusa da agricultura, possuindo autoridade divina e controle absoluto sobre as plantas e a colheita. O MN acompanha o caso.
A Prefeitura de Marília afirmou, por meio de nota, que “está tranquila atendendo toda a solicitação dos agentes federais, disponibilizando toda documentação pertinente à operação”.
“Esclarecemos a toda população que é de interesse desta administração que pauta seus atos pela legalidade e honestidade, seja apurada para total transparência desta gestão eficiente”, diz o comunicado.

Fonte: Marília Notícia



Mesmo antes de entrar em operação, pedágios da SP 294 já ganham reajustes

O Conselho Diretor da Artesp (Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo) publicou no Diário Oficial do Estado nesta sexta-feira, 28, autorização para reajuste de 9,94% para os valores dos pedágios operados pela Concessionária Eixo-SP no lote Piracicaba-Panorama.
O reajuste entra em vigor no dia 04 de junho nas praças já em atividades e que foram assumidas pela  Eixo, com cobranças em Jaú, Dois Córregos, Brotas, Itirapina e Rio Claro.
Mas o reajuste vale também para as novas praças a serem instaladas, incluindo duas próximas a Marília, na SP-294, em Garça e Pompéia. Nem a Eixo-SP e nem a Arteso divulgaram a tabla com a projeção dos novos valores. A cobrança nestas praças ainda depende da aprovação e autorização de funcionamento.
Ainda não há indicação de datas para início das atividades das novas praças de pedágio – serão sete na SP-294 entre Panorama e Bauru, além de novos pontos de cobranças em rodovias da região.
O Conselho Diretor da Artesp aponta que o índice acompanha cláusulas do Contrato de Concessão que tratam de critérios para definição de tarifa e atualização monetária e representam a evolução do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) entre março/2019 e abril/2021.

Fonte: Giro Marília



Garça terá “Drive-Thru Ecológico” no dia 12 de junho

Em 05 de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente e, para celebrar a data com muita conscientização, Garça terá o “Drive-Thru Ecológico”, no sábado, 12, no pavilhão coberto da Feira Livre, das 09 às 17 horas. O objetivo de incentivar a população a fazer o descarte correto de todo o tipo de material, incluindo resíduos especiais, que são altamente contaminantes para o meio ambiente quando descartados junto com o lixo doméstico. 
O evento é organizado pela Prefeitura de Garça em uma parceria entre a Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social e AEAQAG (Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Garça), além das empresas que realizam a coleta seletiva dos resíduos.
Essa ação também servirá para divulgar as campanhas de coleta de resíduos especiais que já ocorrem no município. Sendo assim serão recolhidos e destinados adequadamente por meio da logística reversa, os seguintes resíduos:
Eletrônicos: Reciclatec – Parceria da Prefeitura Municipal de Garça com a Etec “Antonio Devisate” de Marília. Poderão ser entregues notebooks, impressoras, tablets, acessórios de informática, cabos e carregadores. O material doado é aproveitado pelos alunos da Etec em aulas práticas de montagem de novos computadores e que, posteriormente, são doados para entidades assistenciais;
Pilhas e baterias: Programa Green Recilha Pilhas (Empresa Green Eletron) – são recolhidas pelo programa as baterias portáteis, pilhas recarregáveis, pilhas alcalinas e pilhas comuns zinco-manganês. Independente do drive-thru, a cidade passará a ter mais 10 pontos de coleta. Atualmente há um ponto de coleta no Saae. Não serão recolhidas as baterias de celulares
Óleo de Cozinha Usado: Campanha Sem Óleo na Água. A Empresa Oleoquímica Brasil, tem buscado soluções que possibilitem a preservação do meio ambiente, como a coleta de óleo de fritura usado, evitando que o mesmo tenha uma destinação incorreta. A empresa será novamente parceira nesta campanha, procedendo à compra do óleo de cozinha usado entregue pelos munícipes e fazendo a destinação adequada. O valor arrecadado será revertido em compra de ração para cães e gatos que serão doadas para as ONG’s participantes da Feira de Adoção de Cães e Gatos que ocorrerá durante o drive-thru ecológico.
Tampinhas plásticas: Campanha Petpatas, lançada em 2019, a ação visa a arrecadação de tampas plásticas que são vendidas para reciclagem e o valor arrecadado é revertido em castração de cães e gatos de tutores de baixa renda e animais de rua. Os pontos de coleta estão instalados em todas as Unidades de Saúde do município, vários departamentos da Prefeitura Municipal e em restaurantes, comércio e supermercados.
Lacres de Alumínio: Campanha Amasse, coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social e visa à arrecadação de lacres de alumínio para a aquisição de cadeiras de roda. Atualmente há um ponto de coleta nas dependências da SEMADS.
Além da coleta dos materiais também será realizada uma feira de adoção de cãees e gatos, com objetivo da adoção e guarda responsável de animais domésticos. 

Redação do Garca.Jor



Para "quem" serve a abordagem policial


Vivian Peres da Silva e Lívia Bastos Lages

Em São Paulo, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública, durante o ano de 2020, das 11.961.706 abordagens e revistas pessoais realizadas pela polícia, 104.081 (0,87%) resultaram em prisão em flagrante.  Os dados disponíveis do primeiro trimestre do ano de 2021 vão no mesmo sentido: das quase 3 milhões de abordagens, pouco menos de 28 mil (0,95%) resultaram em prisão em flagrante. Ou seja, em menos de 1% dos casos os agentes de segurança pública, notadamente a polícia militar, encontraram algo de ilícito em poder das pessoas abordadas, que pudesse justificar uma prisão em flagrante pela prática de algum crime. 
Mesmo que o Código de Processo Penal brasileiro considere lícita a revista pessoal sem a necessidade de mandado da autoridade judiciária, o seu artigo 240, parágrafo 2º, estabelece que essa abordagem só pode ser realizada quando existir uma fundada suspeita de que o indivíduo esteja envolvido com alguma prática criminosa. A legislação, no entanto, não especifica o que se considera fundada suspeita, atribuindo ao conceito um alto grau de subjetividade e deixando, no limite, a critério da autoridade policial a forma de abordagem e a busca pessoal em dar concretude ao subjetivismo do termo. Na prática,  estudo sobre a Desigualdade Racial e Segurança Pública em São Paulo, coordenado pela Prof.ª Dr.ª Jacqueline Sinhoretto, aponta que a vigilância das forças de segurança opera de forma racializada, já que a taxa pessoas negras presas em flagrante é de 35 para cada 100 mil habitantes, enquanto de pessoas brancas é de 14 para cada 100 mil habitantes. 
Considerando esse cenário, bem como a falta de dados e informações claras sobre as justificativas para as abordagens policiais realizadas e sobre o perfil das pessoas abordadas, o IDDD (Instituto de Defesa do Direito de Defesa) e o Data Labe lançaram a campanha #PorQueEu?, com o objetivo de mapear e registrar as experiências das pessoas que passam por abordagens policiais, por meio do preenchimento de um questionário, anônimo, que reúne perguntas sobre como, quando, onde e por que essas abordagens ocorrem cotidiana e indiscriminadamente. Nessa mesma linha, a coluna desta semana busca debater a forma de atuação dos agentes de segurança pública ao realizarem abordagens pessoais; sobretudo no que consideram fundada suspeita, já que, em mais 99% dos casos, essa suspeita não é confirmada.
Do que se trata a fundada suspeita para a abordagem?
De pronto, esses dados nos levam a questionar a eficiência da atividade policial. Muitas abordagens, mas “poucos” indiciamentos de pessoas que, de fato, estejam envolvidas com atividades criminosas.  Porém, a interpretação desses números exige, também, para além do questionamento sobre a falta de evidências, o questionamento sobre o que a polícia tem considerado “fundada suspeita” de envolvimento de indivíduos com o crime. Se as abordagens não têm sido eficientes para encontrar objetos relacionados à criminalidade, a atividade policial tem funcionado, e muito bem, para a vigilância da classe de indivíduos tida como “socialmente perigosa”: homens, jovens, negros e moradores de periferia.  Só que, como os próprios dados evidenciam, dessa classe vigiada, menos de 1% parece de fato ter qualquer relação com o crime.
Em sua tese de doutorado, Marcelo Semer faz uma análise de 800 sentenças, de oito Estados brasileiros, proferidas em casos de tráfico de drogas. Além do trabalho lançar luz ao viés racial que pauta a atuação das polícias – sobretudo em casos de tráfico de drogas, cujos processos se iniciam, majoritariamente, a partir de prisões em flagrante – ele traz também justificativas apresentadas por policiais e mencionadas nas sentenças analisadas, sobre o que teria sido considerada uma atitude suspeita ensejando a abordagem que deu origem à prisão. A título de exemplo, aqui utilizado para reforçar a afirmação de subjetividade do conceito de fundada suspeita, são mencionadas ações absolutamente corriqueiras como correr, acelerar o passo, parecer nervoso ou assustado, olhar desconfiado, andar ao ver a polícia, ficar parado no meio da rua, estar sozinho na rua, estar próximo de um casal, estar mexendo em uma moita, contar dinheiro, carregar uma sacola, parecer estar escondido e até estar bem vestido, destoando de pessoas em situação  de rua.  
As abordagens policiais, longe de serem um procedimento padrão em que qualquer cidadão está sujeito, são racializadas e filtradas por gênero, território, idade e classe social.  Ramos e Musumeci, a partir da pesquisa “Elemento Suspeito”, do Centro de Estudos em Segurança e Cidadania (CESEC) realizada na cidade do Rio de Janeiro, apontam que a abordagem pela polícia na rua, andando a pé e/ou em transporte coletivo, atinge os negros de  forma desproporcional em relação aos brancos, bem como incidem sobremaneira em jovens de baixa escolaridade e são realizadas longe da zona sul ou nas áreas nobres das cidades. Na mesma pesquisa, as autoras entrevistaram policiais militares e apontaram para a ausência de um discurso articulado sobre os critérios utilizados para construir a suspeita, sendo predominante o levantamento de fatores subjetivos ou intuitivos para a realização da abordagem. Infere-se disso, então, a inexistência de um protocolo claro ou de limites institucionais que pautem a atuação da polícia, de modo que a “atitude suspeita” é construída a partir de estereótipos racializados sobre quem é ou não potencialmente criminoso. 
Essa pesquisa está sendo reelaborada com vistas a entender o que mudou desde a sua primeira edição, com enfoque na relação entre racismo e policiamento. A sua  segunda edição foi lançada no mesmo momento de casos como o do adolescente João Pedro, morto em operação policial em São Gonçalo, e de João Alberto, espancado e morto por seguranças do carrefour, que denotam como a escolha de quem será abordado e a forma de abordagem permanecem atreladas à sujeição criminal dos indivíduos,  um processo de criminalização de sujeitos e não de suas ações. Ou seja, a identificação de “prováveis criminosos” não se baseia na investigação de condutas tipificadas na lei como crime, mas de indivíduos socialmente associados a essas condutas. 
Além de ter alvo preferencial, Ramos e Musumeci apontam que a atuação policial é mais violenta quando se trata de homens, jovens, negros e pobres. Quando abordados, são proporcionalmente mais intimidados e coagidos, além de sofrerem mais violência física e psicológica, do que a população branca. Desse modo, o abuso de poder perpassa a abordagem policial, que representa uma demonstração do uso da força estatal contra parte da população.  Assim, num ciclo vicioso, ao abordar sistematicamente as mesmas pessoas, a polícia contribui para o processo de sujeição criminal, que associa determinados perfis de pessoas à criminalidade. Nesse quadro, aqueles que são cotidianamente abordados, vistos como criminosos, tornam-se candidatos às futuras ações policiais, inclusive letais, em que todas e quaisquer práticas violentas são justificadas por serem esses alvos, nas palavras do vice-presidente da República, Hamilton Mourão – comentando uma das maiores chacinas ocorridas no Rio de Janeiro, no Jacarezinho, no último dia 06 de maio -,  “tudo bandido”.
Essa seletividade da abordagem policial, além de ser um abuso de poder legitimado socialmente, traz séria consequência: alimenta diariamente a justiça criminal com casos de flagrante delito fruto da super vigilância de um mesmo grupo de pessoas. Quando em uma abordagem é encontrado algo de ilícito com a pessoa e o caso resulta em um processo criminal, o Judiciário, que teria o dever de preencher a lacuna do conceito de fundada suspeita, zelando pela proteção dos direitos e garantias fundamentais (sobretudo, nesse caso, pelo princípio constitucional da presunção de inocência), acaba por chancelar a ação policial, na medida em que deixa de questionar a justificativa que tenha sido dada para a abordagem, legitimando, portanto, atuações muitas vezes discriminatórias.
Ao dar continuidade a esses casos no fluxo do Sistema de Justiça Criminal, sem qualquer questionamento sobre o que se entendeu por “fundada suspeita”, a Justiça chancela a seletividade da política de segurança pública. As prisões brasileiras têm também tipos penais preferenciais: roubo, furto, tráfico de drogas e receptação (INFOPEN, 2019), são os crimes mais frequentemente atribuídos à população encarcerada; os chamados “crimes de rua”, normalmente não violentos,com exceção do roubo, e que rotineiramente são flagrados pela polícia sem demandarem maiores investigações. Assim, a Justiça submete os homens, jovens e negros, presos nas “poucas” abordagens frutíferas do policiamento ostensivo, à privação da liberdade, seja pela condenação ou pela imposição de prisão provisória.
É justamente essa carência de investigação criminal que possibilita aos juízes atribuir à palavra do policial uma relevância ímpar, muitas vezes suficiente para embasar uma condenação. Em pesquisa realizada pelo IDDD em parceria com Organizações e Grupos de Pesquisas de Universidades (entre os quais o CRISP) em 13 cidades de nove estados do país foram acompanhadas mais de duas mil e quinhentas audiências de custódia, que resultaram na prisão preventiva de 57% das pessoas. Dos casos acompanhados, 55,6% tinham como únicas testemunhas os próprios policiais que haviam efetuado a prisão em flagrante; esse número foi de 90% quando o crime que ensejou o flagrante foi o de tráfico de drogas.
Quando olhamos para esses dados de forma encadeada – número de abordagens, número de prisões em flagrante, forma mais comum de início de um processo criminal (a prisão em flagrante), perfil majoritário da população encarcerada, falta de investigação e atribuição de grande peso à palavra da polícia – fica evidente a existência da mencionada super vigilância de uma camada específica da população. E as condenações provenientes dos “casos comuns” da justiça criminal, abrem as portas para um futuro quase certo de criminalização contínua dessa mesma população, na medida em que a marca deixada por elas acarreta a eterna suspeição das pessoas que passam pelo Sistema de Justiça Criminal. Ao entrar para a lista de antecedentes criminais, essas condenações legitimam novas abordagens, dando continuidade a um ciclo vicioso de reafirmação de poder e de “lugares” na distribuição socioespacial da nossa sociedade.
Ao chamar a atenção para as abordagens policiais, o objetivo deste texto foi problematizar o que tem sido utilizado como  critério de “fundada suspeita” pelos policiais. As pesquisas já realizadas apontam que, mais do que na suspeita de crimes, as abordagens têm sido pautadas em estereótipos racializados sobre quem são os criminosos. Além de seletivas, essas abordagens, muitas das vezes, sãoviolentas e abusivas elegitimadas pela crença de que, contra o crime ou, principalmente, contra o criminoso, vale tudo. Respondendo à pergunta inicial deste texto, as abordagens policiais, longe de frear a criminalidade, têm servido para controlar um determinado grupo de pessoas, associado à delinquência e, por isso, visto como a “classe perigosa”.
Assim, esse modus operandi policial, em que vale tudo contra a “classe perigosa”, não tem se mostrado efetivo em termos de política de segurança pública. Das abordagens, menos de 1% encontra respaldo a partir da apreensão de objetos ilícitos. Mesmo nesses poucos casos, a Justiça Criminal raramente questiona os critérios utilizados pela polícia e, com isso, dá continuidade à superlotação das prisões brasileiras com este mesmo perfil. Dessa forma, a Justiça chancela uma política de segurança pública baseada em estereótipos sociais e não em diretrizes claras e protocolos de atuação policial que respeitem direitos e garantias fundamentais. 
Para interferir neste cenário, o primeiro passo é entender melhor as circunstâncias em que ocorrem as abordagens policiais, escutando quem mais sabe sobre elas: quem as sofre. Assim, chamamos a todos que já tenham passado pela experiência da abordagem para preencher o formulário construído pelo IDDD e o Data_Labe. Esperamos, assim, qualificar o debate acerca do tema e contribuir para a proposição de políticas no âmbito da segurança pública baseadas em evidências.

Vivian Peres da Silva é advogada e assessora de projetos no Instituto de Defesa do Direito a Defesa; Lívia Bastos Lages é doutoranda em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), pesquisadora do Centro de Estudos em Criminalidade e Segurança Pública


Mulher mata homem no Parque das Acácias em Assis

Na noite desta sexta-feira, 28, uma mulher matou seu companheiro com disparo de arma de fogo, no bairro Parque das Acácias, em Assis.
Segundo o apurado, a mulher fez o disparo com um revólver calibre 38, por motivos a serem esclarecidos.
A polícia e perícia estiveram no local, para colher informações.
A mulher foi levada para o Plantão Policial de Assis e arma do crime foi localizada e apreendida pela PM.

Fonte: AssisCity



Ex-parlamentar da região é preso por falsidade ideológica

O ex-vereador de Ipaussu Eder do Nascimento, de 45 anos, foi preso em Catalão/GO enquanto dirigia um carro, com placas oficiais do Poder Legislativo.
A prisão ocorreu durante uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na terça-feira (25).
O ex-parlamentar foi abordado em um posto da PRF e se apresentou como vereador em exercício, mas apresentou um documento vencido.
Ele também teria trocado as placas do veículo por outras do Poder Legislativo. Dentro do automóvel, um Volkswagen Gol, os policiais encontraram as placas originais.
Eder acabou levado até a delegacia, onde foi preso em flagrante. No local, a polícia descobriu que ele já não era mais vereador de Ipaussu.
O acusado foi conduzido à cadeia de Catalão e passou a ser investigado pelo crime de falsa identidade, falsificação de sinal público e porte de arma branca. Dentro do carro também foi encontrado um facão.
Em nota, a Câmara de Ipaussu, diz que “com relação ao noticiado pela imprensa sobre a prisão efetuada recentemente pela Polícia Rodoviária Federal do ex-vereador Eder do Nascimento, informamos que, atualmente, este não é vereador nesta Câmara Municipal, importando acrescer que as placas usadas por ele não pertencem a esta Casa de Leis e tampouco ao município de Ipaussu, fato que se percebe da simples comparação entre o brasão oficial do nosso município e o estampado na placa do veículo detido”.

Fonte: Marília Notícia



quinta-feira, 27 de maio de 2021

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 100 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.375 da Mega-Sena, realizado nesta quarta-feira, 26, no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo. Os números sorteados foram 02 - 06 - 44 - 46 - 53 - 58. O próximo concurso, no sábado, 29, deve pagar R$ 100 milhões.
A quina teve 144 ganhadores e cada um receberá R$ 42.488,96. A quadra teve 8.909 acertadores e pagará o prêmio individual de R$ 981,09.
As apostas podem ser feitas até as 19h do dia do sorteio nas lotéricas de todo o país ou pela internet, no site da Caixa. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Fonte: Rádio Digital FM



Atividades de núcleo de educação de Garça são interrompidas devido à covid-19

A Secretaria Municipal da Educação de Garça, em ação conjunta com a Secretaria Municipal da Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica e Vigilância Sanitária,  interromperam todas as atividades presenciais no Núcleo de Educação Infantil Camila Cristina Nascimento Campos, localizado no Jardim João Paulo II. A decisão foi tomada devido aos indicadores da Educação que apontaram risco de contaminação pela covid-19 na unidade escolar. 
Segundo os dados apontados pelo acompanhamento diário realizado pela Prefeitura, foi confirmado um caso positivo da doença em uma professora e outras quatro pessoas estão com sintomas, aguardando o resultado dos exames, sendo elas: uma professora, uma pajem e dois alunos.
O núcleo possui 58 alunos no total e, por medida de segurança, todas as atividades foram interrompidas, retornando parcialmente no dia 07 de junho. 
No total, dos 4.278 alunos que estudam na rede municipal de ensino, até a última terça-feira, 25,  cinco apresentaram resultado positivo para covid-19 e outros 18 estão com sintomas, aguardando o resultado do exame. 
Com relação aos professores, dos 461 que fazem parte da rede, cinco estão afastados devido à contaminação e outros seis aguardam o resultado do exame, também estão afastados de suas funções.
Já com relação aos 272 funcionários das escolas municipais, há um caso positivo e seis suspeitos. Todos cumprindo quarentena. 

Redação do Garca.Jor



Amazon compra icônico estúdio cinematográfico MGM

A Amazon carimbou seu passaporte para Hollywood. O gigante das compras online fez um acordo de US$ 8,45 bilhões para adquirir a MGM, o estúdio de cinema e TV por trás de James Bond, Legalmente Loira e diversos filmes clássicos, com o objetivo de rechear o Amazon Prime Video com mais conteúdos para as pessoas assistirem. O negócio é a segunda maior aquisição da empresa, depois da compra da rede de supermercado Whole Foods, por quase US$ 14 bilhões, em 2017.
O acordo, que estava em discussão desde o início do ano, é o mais recente na indústria de mídia que visa a impulsionar os serviços de streaming para competir com Netflix e Disney+. No último dia 17, a AT&T concordou em combinar seus ativos da WarnerMedia (dona da HBO e da HBO Max, além dos estúdios New Line e Warner Bros.) com a Discovery e formar um novo grupo de US$ 150 bilhões.
A Amazon, fundada por Jeff Bezos, não diz quantas pessoas assistem a seu serviço Prime Video. Mas mais de 200 milhões têm acesso a ele porque se inscreveram como membros Prime, o que lhes dá remessa mais rápida e outras vantagens em compras online Além do Prime Video, a Amazon também tem um serviço de streaming gratuito chamado IMDb TV, que tem venda de publicidade
A compra dá à Amazon acesso a mais filmes, shows e personagens famosos, além do canal a cabo Epix, da MGM. “O valor financeiro real por trás desse negócio é o tesouro no catálogo profundo que planejamos reimaginar e desenvolver junto com a talentosa equipe da MGM. É muito emocionante e oferece muitas oportunidades para contar histórias de alta qualidade”, disse o vice-presidente sênio da Prime Video e Amazon Studios, Mike Hopkins.
Conhecido pelo logotipo do leão que ruge, a MGM é um dos mais antigos estúdios de Hollywood, fundado em 1924, quando os filmes ainda eram mudos. A MGM tem um catálogo de títulos, incluindo as franquias dos personagens James Bond, Rocky e Creed; produções como Nasce uma Estrela, Robocop e O Silêncio dos Inocentes; e séries como Stargate, Vikings e The Handmaid’s Tale.
A MGM foi criada a partir da fusão de três negócios cinematográficos: a Metro, a Goldwyn e a Louis B. Mayer. Depois de produzir dezenas de clássicos – entre eles …E o Vento Levou, O Mágico de Oz e Ben-Hur -, a companhia começou a perder força a partir dos anos 1960.
Desde então, trocou de dono diversas vezes. Mesmo assim, acabou adquirindo outros ativos ao longo do tempo, que detém até hoje, como a Orion Pictures e a United Artists. Em 2009, enfrentou um processo de falência nos Estados Unidos, do qual saiu, ainda combalida, dois anos mais tarde.
No entanto, graças a grandes propriedades cinematográficas, o estúdio ainda continua a ser um negócio importante – entre os filmes que estão prontos para ser lançados está o novo filme de James Bond – No Time to Die, despedida de Daniel Craig da série -, cujo lançamento nos cinemas foi adiado por causa da pandemia de covid-19. Outra estreia programada é de Respect, biografia da cantora Aretha Franklin com a vencedora do Oscar Jennifer Hudson
A expectativa é que a “janela” entre a exibição desses filmes nos cinemas e na plataforma Amazon Prime fique mais curta – ou, em alguns casos, simplesmente desapareça.
A Amazon tem seu próprio estúdio, mas acabou alcançando resultados mistos. Duas de suas séries, The Marvelous Mrs. Maisel e Fleabag, ganharam o Emmy de melhor série de comédia. No entanto, muitos de seus filmes não conseguiram atrair o público nas bilheterias.
O negócio, que está sujeito às aprovações habituais de órgãos reguladores, tornará a Amazon, já uma das empresas mais poderosas e valiosas do mundo, ainda maior. Reguladores em todo o mundo estão examinando as práticas de negócios da empresa, especificamente a forma de utilização dos dados de parceiros que vendem produtos em seu site. Hoje, a companhia valemais de US$ 1 trilhão na Bolsa.

Fonte: Agência Estado



Assis tem aumento de 33% em acidente com vítimas, diz Detran

Os novos dados divulgados pelo sistema Infosiga SP mostram que Assis teve um aumento de 33% de acidentes com vítimas, em relação ao mesmo período de 2020.
Segundo os dados, de janeiro a abril de 2020, Assis registrou 183 acidentes com vítimas, enquanto no mesmo período de 2021, foram registrados 243, o que equivale a 60 casos a mais, subindo 33% em relação ao ano anterior.
O índice mostra também que nos períodos analisados a média de acidentes com óbitos diminuiu no Município. De janeiro a abril de 2020, a cidade registrou 5 óbitos causados por acidentes e neste ano registrou apenas uma morte.
Na região administrativa de Marília, na qual Assis faz parte, o aumento foi de 24% no número de fatalidades de trânsito nos quatro primeiros meses de 2021 em comparação ao mesmo período do ano passado.
No primeiro quadrimestre de 2021 foram contabilizados 46 óbitos por acidentes de trânsito, contra 37 entre janeiro e abril do ano passado. Com relação aos acidentes com vítimas, houve um aumento de 5%, passando de 1.664 casos em 2020 para 1.751 em 2021.
No período, a maior redução nas fatalidades foi referente aos acidentes envolvendo ciclistas, que caíram 22,5%, de 138 em 2020 para 107 em 2021. Também se verificou uma queda significativa de 18% nos óbitos de pedestres, que passaram de 378 no ano passado para 310 em 2021. As ocorrências com ocupantes de motocicletas se mantiveram estáveis, 568 em ambos os períodos, e as que abrangem passageiros de automóveis aumentaram 5,7%, passando de 336 em 2020 para 356 em 2021.

Fonte: AssisCity



quarta-feira, 26 de maio de 2021

Polícia aborda motociclistas em racha em Garça

A polícia flagrou dois rapazes, de 19 e 20 anos, que não tiveram as identidade divulgadas, durante manobras perigosas e disputa de racha em Garça, na madrugada desta quarta-feira, 26.
Durante operação pela rua Lírio, por volta das duas e meia da manhã, com vistas a suspeitos em prática de racha e manobras perigosas com motocicletas, os policiais avistaram cerca de dez motocicletas, sendo que algumas emparelhavam em via e saíam em alta velocidade, enquanto outras realizavam malabarismo em apenas uma roda.
Quando os condutores viram que a entrada do bairro estava fechada com as viaturas, começaram a se dispersar na tentativa de fuga por vários lugares.
Três condutores entraram com as motocicletas em uma área verde, onde o terreno é esburacado. Dois não conseguiram passar por uma cerca que dá acesso à rodovia e foram abordados.
Um terceiro condutor chocou-se com a lateral direita da motocicleta em um pilar de concreto, mas abandonou o veículo, pulou a cerca e acessou a rodovia não sendo possível a abordagem e identificação.
No local foram aprendidos dois capacetes, um par de chinelos e um boné. Todos os objetos foram abandonados por outros suspeitos que se evadiram a pé para o mato. Três motos foram apreendidas.
Os dois motociclistas abordados vão responder por direção perigosa de veículo.

Fonte: Marília Notícia



Garagem de venda de veículos em Marília registra incêndio

Um incêndio atingiu uma garagem de venda de veículos usados e destruiu três carros e uma motocicleta na madrugada desta quarta-feira, 26, em Marília.
Segundo o Corpo de Bombeiros, a equipe foi até a edificação na rua Doutor Manhães e controlou as chamas. A corporação informou que o local foi deixado em segurança e que ninguém ficou ferido.
Além da perda dos carros e da motocicleta, o fogo causou outros vários danos materiais no local. Ainda de acordo com os bombeiros, há suspeita de que o incêndio tenha sido criminoso, mas ainda não é possível confirmar o que causou as chamas.

Fonte: TV Tem



Fernão inaugura centro educacional para 130 crianças de até cinco anos

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, e o secretário da educação, Rossieli Soares, entregaram mais duas unidades do Programa Creche Escola. Essas são as 138ª e 139ª creches escolas da atual gestão e, as construções, nos municípios de Fernão e Paulistânia, foram realizadas graças ao investimento de mais de R$ 3 milhões da Secretaria Estadual da Educação em parceria com a prefeitura local.
O Centro Educacional Um Novo Amanhã, em Fernão, tem capacidade para atender 130 crianças de 0 a 5 anos. Já a Creche Municipal Aparecida Gomes Freitas, em Paulistânia, pode atender até 150 alunos da mesma faixa etária.
“Investir nas crianças durante a primeira infância é uma das coisas mais importantes na educação. Dar oportunidades desde o começo da vida é fundamental”, afirmou o secretário.
Ambos os prédios possuem salas pedagógicas, berçários com fraldário e lactário, secretaria, refeitório, banheiros e área de serviço. As unidades também respeitas todas as normas de segurança e de acessibilidade.
Para a viabilização da obra, os municípios devem apresentar um terreno compatível com um dos três modelos de plantas oferecidos pela Secretaria da Educação, além da documentação requerida.
A pasta, por sua vez, efetua o repasse das verbas em sete parcelas, mediante a execução das obras e só após o laudo da vistoria, emitido pela FDE. A licitação e condução dos serviços podem ficar tanto a cargo da Prefeitura, quanto da FDE. Com o projeto, o governo estadual espera expandir o atendimento de alunos dessa faixa etária, prioritariamente, em localidades com maior vulnerabilidade social.
Desde a sua implantação, em 2011, foram entregues 470 unidades dentro do Programa Creche Escola e outras 147 estão em execução.

Redação do Garca.Jor



terça-feira, 25 de maio de 2021

Secretaria de Planejamento inicia mudança e volta a atender na segunda-feira

A Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Urbano irá atender em outro prédio partir da próxima segunda-feira, 31. O novo endereço é rua Maria Izabel, 296, esquina com a praça Miguel Mônico, no Labienópolis. 
Devido à mudança de prédio, o atendimento ficará comprometido a partir de quarta-feira, 26, até sexta-feira, 28, retornando ao normal na segunda-feira, já em novo endereço. 
Fazem parte da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Urbano os seguintes departamentos: Cadastro e Controle de Imóveis; Habitação; Trânsito; Obras; Posturas.

Redação do Garca.Jor




Devido a capacitações, PAT de Garça não vai atender de quarta até sexta-feira

O PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) de Garça (PAT) ficará sem atendimento de quarta-feira, 26, até sexta-feira, 28, devido à capacitação regional para agentes do seguro desemprego. Os serviços voltarão à normalidade a partir de segunda-feira, 31. 
Devido à necessidade de distanciamento social, a capacitação será realizada por videoconferência para as oito agências do PAT pertencentes à regional de Marília e irá qualificar os novos servidores disponibilizados pelas prefeituras municipais para atender os trabalhadores com as demandas do seguro desemprego. 

Redação do Garca.Jor



Pneus de veículos da Vigilância Sanitária são murchados durante fiscalização em Assis

Nos últimos dias agentes da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal da Saúde de Assis foram surpreendidos duas vezes com os pneus dos carros do setor murchos durante o período em que realizavam fiscalizações pela cidade.
O coordenador do setor João Francisco Bertogna conta que a primeira situação ocorreu por volta das 21 horas de sexta-feira, 21, durante os trabalhos na Avenida Paschoal Santilli.
"Na sexta-feira foi necessário que os agentes realizassem a troca no pneu", conta.
No domingo, 23, a situação voltou a acontecer durante as fiscalizações na avenida Rui Barbosa.
"Acreditamos que estão fazendo isso para atrapalhar mesmo o trabalho dos agentes", considera.

Fonte: AssisCity



Tiktoker chamada Siri faz pedido curioso a CEO da Apple após anos de piadas

Criada em 2011 pela Apple, a Siri é a assistente de inteligência de voz presente em dispositivos da marca americana. A novidade foi lançada para sofisticar e facilitar a vida de seus usuários, mas uma pessoa em especial não ficou nada satisfeita com a invenção e agora quer ser recompensada — ainda que seu pedido não seja nada megalomaníaco.
A tiktoker Siri Hafso usou sua rede social para mostrar o e-mail que enviou para Tim Cook, atual presidente-executivo da marca fundada por Steve Jobs. Ela, que tem o mesmo nome da assistente de voz da Apple, conta que sua vida mudou depois de 2011.
Olá, Tim, vou direto ao assunto - tenho um favor a pedir. Veja que meu nome é Siri. Sim, Siri. E até 2011, eu era a garota que nunca conseguiu encontrar o nome em produtos personalizados"
A Siri humana tem um pedido simples: quer receber um computador da Apple na faixa como forma de recompensa pelos "danos" sociais causados pela popularização da assistente virtual.
"Eu era a adolescente que sabia quando as enfermeiras estavam prestes a me ligar porque olhavam para a prancheta confusas sem saber como pronunciar meu nome. Eu era a jovem adulta que sempre ouvia 'seu nome é tão lindo e único!'", descreve o pedido ao executivo. "Acho que você sabe onde eu quero chegar."
No restante do e-mail ela ainda explica como teve que superar anos e anos de piadas com seu nome e diz que receber um computador é o seu "único desejo". Ainda não se sabe Tim Cook responderá - ou sequer lerá - a solicitação, mas sua publicação já foi vista cerca de 200 mil vezes e recebeu apoio de seguidores.
Em comum com Siri, outra usuária do TikTok chamou atenção por se chamar Alexa, o mesmo da assistente virtual desenvolvida pela Amazon.
"Como Alexa, entendo totalmente a sua dor. 'Alexa, acenda as luzes', Alexa, como está o clima?', isso nunca acaba", desabafou a Alexa humana.

Fonte: Tilt



Sesc e Sincomércio Marília realizam campanha de arrecadação de alimentos

Marília lançou uma campanha de ação urgente de arrecadação de alimentos para atendimento à população em vulnerabilidade. O projeto traz para a cidade o programa Mesa Brasil, desenvolvido pelo Sesc São Paulo há 26 anos e que terá como base de apoio do Sincomércio Marília (Sindicato do Comércio Varejista de Marília e Região).
A gerente do Sesc Bauru, Renata Salvador, esteve na cidade com equipe de comunicação para discutir os protocolos da campanha com o presidente do Sincomércio, Pedro Pavão, que já organizou a estrutura de arrecadação.
O Sindicato fará uma grande mobilização entre empresas para incentivar doações pelos comerciantes e transformar as lojas de Marília em polos de arrecadação e potencialização da campanha.
Além disso, vai articular com o Fundo Social de Solidariedade e a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social o modelo de distribuição destes alimentos para a comunidade. “O programa Mesa Brasil é uma grande tradição do Sesc, uma iniciativa de enorme sucesso e muito impacto social que não parou um minuto sequer na pandemia. A vinda da campanha para Marília só reforça a relação do Sesc São Paulo com a cidade, que recebe a esperada e merecida unidade do Sesc, a ser inaugurada em 2023”, explicou Pavão.
A mobilização tem como propósito fortalecer um tecido social que, de tão abalado, apenas irá se reconstituir aos poucos e com o engajamento de todos
Podem ser doados alimentos não perecíveis como arroz, feijão, leite em pó, óleo, fubá, sardinha em lata, macarrão, molho de tomate, farinha de milho e farinha de mandioca. Neste momento, a prioridade da campanha é a arrecadação de alimentos para o combate emergencial à fome. Saiba mais sobre o projeto no site oficial (http://sescsp.org.br/mesabrasil). 
A campanha Ação Urgente contra a Fome visa arrecadar alimentos não perecíveis e que não requerem refrigeração. As doações podem ser feitas no horário de funcionamento do Sindicato, na rua Carlos Gomes, 427. Informações pelo telefone 3402 4444.



Décimo terceiro do INSS começa a ser depositado hoje

Antecipada para maio por causa da pandemia de covid-19, a primeira parcela do 13º do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começa a ser paga hoje, 25). Os depósitos ocorrerão até 08 de junho.
A segunda parcela do 13º será paga entre 24 de junho e 05 de julho. As datas são distribuídas conforme o dígito final do benefício, começando pelos segurados de final 1 e terminando nos de final 0.
Essas datas valem para quem recebe aposentadorias, auxílios e pensões de até um salário mínimo. Para quem ganha acima do mínimo, o calendário é um pouco diferente. A primeira parcela será paga de 1º a 8 de junho; e a segunda, de 1º a 7 de julho. Começam a receber os segurados de final 1 e 6, passando para 2 e 7 no dia seguinte e terminando nos finais 9 e 0.
As datas estão sendo informadas no site e no aplicativo Meu INSS. A primeira parcela do 13º é isenta de Imposto de Renda e equivale à metade do benefício mensal bruto pago pelo INSS. O imposto só é cobrado na segunda parcela.
A tributação varia conforme a idade. O segurado de até 64 anos paga Imposto de Renda caso receba acima de R$ 1.903,98. De 65 anos em diante, a tributação só é cobrada se o benefício for superior a R$ 3.807,96.
O decreto com a antecipação do décimo terceiro para aposentados e pensionistas foi publicado em 4 de maio. Segundo o Ministério da Economia, a medida deve injetar cerca R$ 52,7 bilhões na economia do país e não terá impacto orçamentário, por tratar-se apenas de mudança de data de pagamento.

Fonte: Agência Brasil



segunda-feira, 24 de maio de 2021

PF prende Fausto Jorge por porte ilegal de arma

A Polícia Federal prendeu na manhã desta segunda-feira (24) o administrador de negócios no Aeroporto Municipal de Vera Cruz (distante 17 quilômetros de Marília), Fausto Jorge, por porte ilegal de arma de fogo. Ele é considerado o rei do contrabando regional.
Segundo o apurado pelo Marília Notícia, durante as buscas que foram realizadas no aeroporto, casa e oficina do acusado, com o objetivo de apurar suposta adulteração de aeronaves, documentação, operação sem autorização, tudo voltado à facilitação do tráfico internacional de drogas, a polícia encontrou armas na casa de Fausto Jorge e o prendeu por porte ilegal.
Contudo, por se tratar de crime afiançável, após o pagamento do valor, que não foi divulgado, o acusado foi liberado para acompanhar as buscas ao lado do advogado.
Até a  publicação desta matéria, a PF com o apoio da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) prosseguia com as buscas nas propriedades de Fausto em Vera Cruz. 

Fonte: Marília Notícia



Bacias do Aguapeí e Peixe são destaque no aumento da cobertura vegetal do Estado

As bacias dos rios Aguapeí e Peixe, que nascem em Garça, são destaques no aumento da cobertura vegetal no Estado de São Paulo. Essa é uma das conclusões de um estudo produzido pelo Geolab – Esalq USP (Universidade de São Paulo), em parceria com a entidade SOS Mata Atlântica.
Segundo esse levantamento, o Estado de São Paulo possui um déficit estimado de 768.580 hectares de APPs (Áreas de Preservação Permanente), sendo 111.785 hectares no Cerrado e 656.795 na Mata Atlântica, além de 367.403 hectares de reserva legal, somando um total de 1,14 milhão de hectares de déficit a ser restaurado e/ou compensado. Do total do déficit de APPs, apenas 16% são referentes a propriedades pequenas e 48% concentram-se em propriedades de grande porte.
Segundo os dados apresentados nessa pesquisa, a cidade de Garça conta com uma área de vegetação estimada em 55.580 hectares, sendo que o déficit de APPs mínimo fica em 3.644 hectares, com o déficit total chegando a 4.552 hectares. O montante de vegetação nativa chega a 12.039 hectares, com o somatório de vegetação nativa e áreas de preservação permanente de 29,85%, muito próximo dos 30%, que é o indicador recomendado para manter o equilíbrio ecológico na paisagem, garantindo a conservação da biodiversidade.
Esse percentual também é verificado na região, com Gália tendo 31,21% na relação entre vegetação nativa e APP, ao passo que em Fernão tal patamar atinge 27,49%.
"Destacam-se as bacias do Peixe e Aguapeí no oeste do Estado, que passam de cerca de 13% de cobertura de vegetação nativa para 18% apenas com a restauração de APP faixa mínima (ganho de 53.787 e 87.247 hectares, respectivamente), atingindo cerca de 20% com a restauração total. Cerca de 50% do déficit de APP de faixa mínima da bacia do Peixe é referente a propriedades grandes (maiores que 15 módulos fiscais), e na bacia do Aguapeí essa porcentagem chega a 55%". A bacia do rio Mogi-Guaçú também atinge 20% de cobertura de vegetação nativa quando da restauração total de APP", aponta o estudo.
Atualmente existem apenas 104 municípios no Estado de São Paulo (16% do total) com vegetação nativa maior ou igual a 30%. Esse número passaria para 134 com restauração de APP faixa mínima e 160 com restauração de APP total. Ou seja, 30 municípios alcançam os 30% apenas com restauração da faixa mínima, e 56 alcançam essa porcentagem com restauração total de APP. 
Dos 634 municípios no bioma Mata Atlântica, 117 possuem atualmente vegetação nativa maior ou igual a 30% em seu domínio. Esse número passaria para 147 com a restauração de faixa mínima de APP, e 176 com a restauração de APP total. 
No Cerrado o cenário é mais preocupante, com apenas dez municípios de 192 com vegetação nativa maior ou igual a 30%. Esse número passaria para 17 apenas com a restauração de APP mínima, e 28 com a restauração de APP total. 
Cerca de 79% dos municípios no Estado possuem atualmente cobertura igual ou maior a 10% de vegetação nativa. Com a restauração da área de preservação permanente mínima haveria um salto para 92% (591) dos municípios, e com a restauração total de APP, 95% (611). 
Os municípios atualmente com vegetação nativa abaixo de 10% se concentram no oeste paulista, na região de Ribeirão Preto, Piracicaba e Paranapanema. Paisagens com cobertura florestal abaixo de 10% são consideradas totalmente desflorestadas. Porém, é possível observar que grande parte dos municípios consegue atingir mais de 10% de vegetação nativa apenas com a restauração de APP.
"Também é possível observar que muitos municípios conseguem atingir 20% de vegetação nativa apenas com restauração de faixa mínima. Passamos de cerca de 30% dos municípios com esse percentual ou mais atualmente, para 40% com a recuperação da faixa mínima de APP. Destacam-se municípios como Potim, Santa Branca, Arapeí, Canas, Lorena, Tremembé, Mombuca e Cachoeira Paulista com os maiores ganhos relativos em vegetação nativa. Os municípios de Potim e Canas, por exemplo, saem de 6% e 11% de cobertura de vegetação nativa atual para 17,5% e 21% apenas com recuperação de faixa mínima de APP, chegando a 21,6% e 24% com recuperação total de APP, respectivamente", complementa o estudo.

Fonte: Jornal Debate



Cobras e lagarto são apreendidas em residência de Garça

Quatro animais silvestres foram resgatados de um cativeiro no sábado, 22, em Garça. A Polícia Ambiental foi acionada após uma denúncia anônima.
Na residência, a equipe encontrou três cobras, sendo uma cascavel, uma jiboia e uma boipeva, além de um lagarto teiú. Todos sem autorização do órgão ambiental para serem criados em cativeiro.
Diante do flagrante, o homem foi autuado em R$ 2 mil. Os animais foram apreendidos e levados para a Associação Protetora dos Animais Silvestres de Assis.

Fonte: G1



Ditadura força avião a pousar em Belarus e prende blogueiro

Numa manobra cinematográfica, a ditadura belarussa desviou para o aeroporto de Minsk um avião da Ryanair que ia da Grécia à Lituânia neste domingo (23). A operação envolveu uma suspeita falsa de explosivo a bordo e a escolta do Boeing 737-800 por um caça aéreo.
Segundo opositores, a operação foi comandada pelo ditador Alexandr Lukachenko, para prender Roman Protasevich, 26, um jornalista crítico de seu regime.
Protasevich, editor do canal informativo Belamova, voava para Vilnius no avião da Ryanair, após cobrir uma visita a Atenas da líder oposicionista belarussa Svetlana Tikhanovskaia. De acordo com jornalistas e passageiros do voo, ele foi preso em Minsk. A informação chegou a ser confirmada pelo Ministério do Interior belarusso em canal oficial em aplicativo, mas o post foi apagado.
Segundo a agência de notícias oficial Belta, foi Lukachenko quem ordenou pessoalmente que um caça MIG 29 escoltasse o voo civil até o aeroporto de Minsk. “O presidente deu uma ordem inequívoca para fazer o avião dar meia-volta e pousar."
Em nota, a Ryanair disse que a tripulação foi avisada de uma “ameaça potencial à segurança a bordo” pelo controle de tráfego aéreo da Belarus, e instruída a desviar o voo para Minsk. Após vistoria, nada foi encontrado e o voo foi retomado cinco horas depois e chegou com segurança a Vilnius, afirmou a companhia aérea, sediada na Irlanda.
O comunicado da Ryanair também não menciona o destino de Protasevich, um dos 170 passageiros a bordo do voo FR 4978. “Ele foi levado para fora do avião e seus pertences, jogados na pista”, relataram viajantes, segundo o principal assessor de comunicação de Tikhanovskaia, Franak Viacorka.
A amigos Protasevich contou em mensagens na manhã deste domingo que um estranho havia tentado fotografar seus documentos na fila de embarque do voo para Vilnius. Segundo testemunhas, assim que o avião entrou no espaço aéreo belarusso, agentes da KGB, polícia secreta belarussa, pressionaram a tripulação do voo a desviar para Minsk.
Passageiros dizem que o blogueiro “entrou em pânico ao perceber que seria detido e afirmou que enfrentaria a pena de morte”. De acordo com a mídia belarussa, ele é acusado de liderar desordem em massa, perturbação da ordem social e incitação ao ódio social, com penas de até 15 anos de prisão.
O jornalista é cofundador e ex-editor de um dos principais canais informativos belarussos, o Nexta, banido pela ditadura em outubro do ano passado após ser considerado extremista. Protasevich e outros integrantes do canal foram incluídos numa lista de terroristas pela KGB. Após ameaças, ele saiu do país e morava na Lituânia.
O Nexta Live foi a fonte de informação mais popular durante os atos contra Aleksandr Lukachenko, reeleito em agosto do ano passado, em pleito considerado fraudado. O serviço tinha 1,9 milhão de assinantes quando foi proibido. Apesar das ameaças, o canal continuou ativo, sob o nome de Hexta, editado na Polônia, pelo blogueiro belarusso Stepan Svetlov, também acusado de terrorismo.
“A partir de agora, ninguém voando sobre a Belarus pode estar seguro”, escreveu Tikhanovskaia em rede social. Ela e Viacorka fizeram este mesmo voo há pouco tempo, afirmou o assessor de comunicação: “Tivemos sorte de chegar ao destino. O espaço aéreo belarusso tem que ser evitado e os responsáveis devem ser punidos”.
O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, exigiu a libertação imediata de Protasevich e disse que o "ato chocante do regime Lukachenko pôs em perido as vidas de mais de 120 passageiros, dentre os quais cidadãos americanos". Blinken também pediu uma "reunião o mais breve possível do Conselho da Organização Internacional de Aviação Civil" para tratar do ocorrido.
Os dois mais poderosos países da União Europeia, Alemanha e França, condenaram o desvio do voo, chamado de “ato de terrorismo de Estado sem precedentes” pelo primeiro-ministro polonês, Mateusz Morawiecki.
“O incidente não ficará sem consequências”, afirmou Charles Michel, presidente do Conselho Europeu, que reúne os líderes dos 27 países-membros do bloco europeu. “Apelo às autoridades da Belarus que libertem imediatamente o passageiro detido e garantam plenamente os seus direitos”, declarou em nota. Segundo Michel, os líderes da UE vão discutir o evento "sem precedentes" nesta segunda.
"Qualquer violação das regras de transporte aéreo internacional deve ter consequências", escreveu a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, que considerou o desvio do voo “inaceitável”.
A primeira-ministra lituana, Ingrida Simonyte, afirmou que o regime belarusso colocou passageiros e tripulação em perigo. “A aterrissagem forçada de um avião comercial para deter um jornalista é um ato chocante e sem precedentes”, escreveu o primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis.
O CPJ (Comitê de Proteção aos Jornalistas) também se afirmou "chocado" com a ação deste domingo, "embora o governo de Aleksandr Lukachenko venha estrangulando cada vez mais a imprensa na Belarus, detendo, multando e expulsando jornalistas e os condenando a penas de prisão cada vez mais longas”, afirmou
Desde que assumiu pela sexta vez a presidência da Belarus, Lukachenko impôs uma repressão violenta. Mais de 30 mil manifestantes foram detidos, entre jornalistas, políticos opositores, ativistas de direitos civis e cidadãos que participam de protestos.
Ao menos quatro morreram nos primeiros dias de protestos pós-eleições; mais de 500 casos de tortura foram documentados. A ditadura abriu 2.300 processos criminais contra oponentes políticos, ativistas e manifestantes, e há 377 presos políticos, segundo a entidade de direitos humanos Viazna.
Com o aumento da violência policial, opositores da ditadura optaram por uma "guerrilha branca", com microatos e eventos culturais pela internet.
A imprensa foi alvo de repressão desde o início dos protestos, na noite da eleição. Jornalistas belarussos e estrangeiros foram espancados e detidos enquanto trabalhavam na cobertura, credenciais de correspondentes estrangeiros foram revogadas e eles foram expulsos do país.
A ditadura também fechou mais de 70 sites de veículos de informação e entidades de direitos civis e, neste ano, duas jornalistas de TV foram condenadas a dois anos de prisão por cobrirem protestos e uma repórter investigativa, por publicar informação que desmentia versão oficial sobre morte de um manifestante. Na semana passada, o principal site jornalístico independente do país, o Tut.by, foi bloqueado.
Segundo a Associação de Jornalistas da Belarus, 521 jornalistas foram presos desde então, dos quais 28 ainda estão na cadeia, 11 deles sob acusações criminais.

 Fonte: Folha de São Paulo