sexta-feira, 30 de abril de 2021

Dia do Trabalho: por que a comemoração no 01 de maio?

Neste sábado, 01 de maio, se comemora mais um Dia do Trabalho. A data, muitas vezes, passa despercebida pelo cidadão comum, que a vê apenas como mais um feriado. Entretanto, por trás dessa comemoração, há um processo de luta e de busca por melhores condições de vida e de dignidade para quem oferece sua força laboral para contribuir com a economia.
A data surgiu a partir de uma mobilização ocorrida em 1886, em Chicago, nos Estado Unidos, quando trabalhadores, exatamente no dia 01 de maio, realizaram uma paralização para reivindicar melhores condições de trabalho. Eles solicitavam a diminuição de jornada de 13 para oito horas diárias e a oferta de um ambiente minimamente humanizado no interior das fábricas. O protesto foi combatido pelos "barões" da época, com muitas prisões e até mortes sendo reportadas.
Entretanto, tal paralisação reverberou por outras regiões norte-americana e se espalhou para outros países, notadamente da Europa.
Assim, em 1889, operários fizeram um encontro em Paris e definiram a data de 01 de maio para homenagear os primeiros trabalhadores que protestaram do outro lado do Atlântico e também para ressaltar e reivindicar melhores condições de trabalho
No Brasil, o Dia do Trabalho começou a ser comemorado devido à influência de imigrantes europeus, que, a partir de 1917, resolveram parar o trabalho nessa data para reivindicar direitos. Em 1924, o então presidente Artur Bernardes decretou que o 01 de maio passaria a ser feriado oficial.
Além de ser um dia de descanso, a data já contou com ações voltadas para os trabalhadores. A CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), por exemplo, foi anunciada no dia 01 de maio de 1943, pelo então presidente Getúlio Vargas. Por muito tempo, o reajuste anual do salário mínimo também ocorria no Dia do Trabalhador. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário