sexta-feira, 30 de abril de 2021

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 38 milhões no próximo sorteio

O prêmio de R$ 32.459.579,35 do concurso 2367 da Mega-Sena acumulou. Em sorteio realizado em São Paulo, ninguém acertou as seis dezenas (05-23-29-34-53-60) sorteadas pela Caixa nesta sexta, 30 de abril. Por conta disso, o próximo sorteio terá uma premiação máxima de R$ 38 milhões.
O sorteio também teve 63 apostas vencedoras na quina. Cada uma delas ganhará R$ 40.222,88.
A quadra, por sua vez, teve 4.551 apostas certeiras, sendo que cada um dos sortudos embolsará R$ 795,44.
O próximo concurso, de número 2368, será realizado na terça-feir, 04 de maio. A ação começará às 20 horas e terá transmissão ao vivo pela internet, no canal oficial da Caixa no YouTube.

Fonte: Rádio Progresso



Casa é destruída depois de ocorrência de incêndio no Centro de Pompeia

Equipes do Corpo de Bombeiros, com apoio da brigada de incêndio municipal, foram mobilizadas na noite desta quinta-feira, 29 de abril, para combater incêndio em uma residência, no Centro de Pompeia. Apesar dos estragos (o imóvel ficou destruído), ninguém se feriu.
A casa, que fica nos fundos de um estabelecimento comercial, está localizada na Rua Dr. Luiz Miranda, mais conhecida como "via expressa", já que recebe todo o tráfego de veículos da SP 294.
Por motivos que ainda estão sendo apurados, o imóvel começou a pegar fogo, por volta das 19 horas. Os moradores conseguiram sair a tempo, mas os estragos foram grandes. A via expressa teve de ser interditada durante o combate ao incêndio.

Fonte: Visão Notícia
 

Dia do Trabalho: por que a comemoração no 01 de maio?

Neste sábado, 01 de maio, se comemora mais um Dia do Trabalho. A data, muitas vezes, passa despercebida pelo cidadão comum, que a vê apenas como mais um feriado. Entretanto, por trás dessa comemoração, há um processo de luta e de busca por melhores condições de vida e de dignidade para quem oferece sua força laboral para contribuir com a economia.
A data surgiu a partir de uma mobilização ocorrida em 1886, em Chicago, nos Estado Unidos, quando trabalhadores, exatamente no dia 01 de maio, realizaram uma paralização para reivindicar melhores condições de trabalho. Eles solicitavam a diminuição de jornada de 13 para oito horas diárias e a oferta de um ambiente minimamente humanizado no interior das fábricas. O protesto foi combatido pelos "barões" da época, com muitas prisões e até mortes sendo reportadas.
Entretanto, tal paralisação reverberou por outras regiões norte-americana e se espalhou para outros países, notadamente da Europa.
Assim, em 1889, operários fizeram um encontro em Paris e definiram a data de 01 de maio para homenagear os primeiros trabalhadores que protestaram do outro lado do Atlântico e também para ressaltar e reivindicar melhores condições de trabalho
No Brasil, o Dia do Trabalho começou a ser comemorado devido à influência de imigrantes europeus, que, a partir de 1917, resolveram parar o trabalho nessa data para reivindicar direitos. Em 1924, o então presidente Artur Bernardes decretou que o 01 de maio passaria a ser feriado oficial.
Além de ser um dia de descanso, a data já contou com ações voltadas para os trabalhadores. A CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), por exemplo, foi anunciada no dia 01 de maio de 1943, pelo então presidente Getúlio Vargas. Por muito tempo, o reajuste anual do salário mínimo também ocorria no Dia do Trabalhador. 



Cidades da região têm vagas para cursos de qualificação profissional com bolsa-auxílio

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado oferta 300 vagas para cursos gratuitos de qualificação profissional com bolsa-auxílio do programa Via Rápida, em diversas áreas na região. Os cursos são de curta duração e contam com opções de aulas ao vivo, no modelo de Ensino à Distância (EAD). As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas pelo site www.cursosviarapida.sp.gov.br até o dia 06 de maio.
São ofertados na região os cursos de Assistente Administrativo, Balconista de Farmácia, Operador de Caixa, Operador de Telemarketing, Recepção e Atendimento, e Técnicas de Vendas. No total, 15 cidades foram contempladas: Álvaro de Carvalho, Alvinlândia, Arco-Íris, Bernardino de Campos, Chavantes, Iacri, Ibirarema, Ipaussu, Júlio Mesquita, Lupércio, Óleo, Quatá, Queiroz, Ribeirão do Sul, e São Pedro do Turvo.
Podem se inscrever pessoas que tenham idade mínima de 16 anos, alfabetizadas e domiciliadas no Estado de São Paulo. Caso o número de inscritos seja superior, serão priorizadas as pessoas desempregadas, com baixa renda e com deficiência.
A convocação dos candidatos selecionados ocorrerá por e-mail e as aulas têm previsão de início em maio. Para receber o certificado, o aluno deve ter ao menos 75% de presença nas aulas.
Os estudantes matriculados a partir de março nos cursos de qualificação do programa Via Rápida receberão uma bolsa única de R$ 210 para ajudar em suas despesas durante a realização do curso. O auxílio será disponibilizado aos alunos que cumpram os requisitos e que tenham frequentado os primeiros 10 dias de aula.
O pagamento será feito por meio de código bancário, que o estudante usará para sacar em caixas eletrônicos do Banco do Brasil e da Rede 24 horas. O recurso valerá também para os cursos de 60 a 160 horas do SP Tech e SP Criativo e fica disponível por 30 dias após a comunicação oficial por e-mail de que o valor está disponível. Até o final de 2021, serão ofertadas 30 mil vagas de qualificação profissional com bolsa-auxílio.
Para receber a bolsa-auxílio, além de ser desempregado e estar frequente no curso, o estudante não pode estar recebendo seguro-desemprego ou outros auxílios da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Os alunos podem acumular a bolsa-auxílio do Via Rápida com o Auxílio Emergencial e Bolsa-Família.
O Via Rápida oferece cursos gratuitos de qualificação profissional para jovens e adultos em busca de melhores oportunidades de emprego e geração de renda. Os cursos são oferecidos de acordo com o mercado de trabalho de cada região em parceria com os municípios, por meio do Centro Paula Souza e Senac.
Serviço: as inscrições para os cursos vão até o dia 06 de maio e devem ser feitos pelo endereço www.cursosviarapida.sp.gov.br.

Redação do Garca.Jor



Homem é preso por engano durante atendimento no Poupatempo de Assis

O morador de Tarumã, Valdemir Mazur, de 50 anos, sofreu um desconforto ao comparecer na agência do Poupatempo em Assis para renovar seu RG e sair preso por engano do local.
Segundo ele, há dias precisava renovar seu RG e compareceu à agência de Assis com horário marcado para pedir uma nova emissão do documento.
"Por volta das 12 horas eu fui atendido, quando a atendente digitou meus dados no sistema, ficou um pouco apreensiva e entrou dentro de uma sala, conversou com um homem e retornou. Novamente ela sentou na mesa digitou e pediu para eu aguardar um pouco que havia um problema", contou Valdemir.
Enquanto esperava, Valdemir notou uma movimentação estranha e quando viu a atendente retornava junto de um policial, que pediu para que Valdemir o acompanhasse até dentro de uma sala.
"Ele foi educado, disse que o assunto poderia causar constrangimento e eu o segui. Quando entrei na sala ele me disse que eu estava sendo procurado pela Justiça, por pensão alimentícia, o que é um absurdo, pois sou casado e só tenho uma filha que mora comigo e minha esposa", explicou indignado o homem.
Valdemir contou ainda que telefonou para sua esposa, conversou com o policial e comprovou os fatos, além de identificar no documento que o CPF que constava não correspondia ao seu, mas mesmo assim ele foi levado para a Delegacia. "Foi constrangedor, tive que ir no carro da polícia, deixar meu carro lá na rua", relatou.
Por volta das 13 horas Valdemir chegou na Delegacia e segundo ele, foi tratado como um bandido. "Eu estou abalado ainda, cheguei lá e me fizeram tirar a roupa para me revistar, tiraram foto minha naquelas paredes de altura e me colocaram numa cela, como se realmente eu fosse um presidiário", desabafou Valdemir.
Após pedir água e ser ignorado pela equipe policial, Valdemir ficou preso até as 17 horas quando levaram água para ele e seu advogado chegou no local. "Eu ,sem telefone e sem nada, nem consegui avisar minha família. Quando o advogado chegou identificaram que foi um erro no fechamento de um processo do meu irmão, feito em 2019, quando colocaram o meu RG no processo dele, e não deram baixa, mesmo ele já tendo pago isso há anos", revoltou-se Valdemir.
Após a constatação do mal entendido, ele foi liberado, restando a dívida com o advogado. "A gente que luta com a vida, passar uma situação dessa é triste demais. Ganho pouco e ainda tenho que pagar o advogado, por algo que nem fiz. A gente é tratado igual bicho pela polícia, não desejo isso para ninguém", finalizou Valdemir.
Valdemir disse que entrará com processo contra o Estado.

Fonte: AssisCity



quinta-feira, 29 de abril de 2021

Eurodeputados pedem justiça: Bolsonaro é "criminoso" e "risco à humanidade"

Num debate no Parlamento Europeu nesta quinta-feira, o Brasil voltou a ser alvo de duras críticas por parte de deputados, que pedem que o presidente Jair Bolsonaro seja "investigado". Numa resolução aprovada por maioria absoluta dos deputados, os europeus recomendam que autoridades que fizeram campanhas de desinformação sejam processadas e levadas à Justiça.
O documento aprovado não gera uma obrigação legal. Mas o fato de ter sido aprovado pelo Parlamento foi interpretado como um sinal do isolamento político do Brasil e da imagem desgastada de Bolsonaro na Europa.
O texto pede a ajuda dos europeus para o Brasil e para a região. Mas foi recebido como uma demonstração da recusa dos europeus em aceitar a estratégia adotada por Bolsonaro.
Na resolução, o Parlamento "lamenta que a pandemia tenha sido fortemente politizada, incluindo a retórica negacionista ou a minimização da gravidade da situação pelos Chefes de Estado e de Governo, e apela aos líderes políticos para agirem de forma responsável a fim de evitar novas escaladas".
O texto ainda "considera preocupantes as campanhas de desinformação relacionadas com a pandemia e apela às autoridades para identificarem e perseguirem legalmente as entidades que perpetram tais ações".
A resolução ainda pede uma maior luta contra a "desinformação online, notícias falsas e pseudociência" e indicou que esses foram "grandes motores da pandemia na América Latina". O texto ainda aponta "exemplos concretos que vão desde as "curas" de charlatães e milagres da COVID-19 a ataques políticos e campanhas de ódio contra certas comunidades e minorias".
O texto, usando uma formulação mais ampla, ainda cita como "alguns governos têm sido particularmente criticados por seguirem caminhos políticos perigosos no que diz respeito à pandemia da COVID-19, mostrando oposição a iniciativas sanitárias regionais e locais, incluindo ameaças de enviar o exército para refrear o encerramento e as restrições locais, e têm sido acusados de ignorar as diretivas fundamentais da OMS, as melhores práticas de gestão da pandemia e as diretrizes de saúde pública baseadas na ciência".
A meta, ainda que sem citar Bolsonaro, era acusar diretamente a gestão da pandemia no Brasil.
Bolsonaro cometeu "crimes de lesa-humanidade" e precisa ser investigado
O texto oficial, porém, não cita nomes. Mas isso não impediu que, no debate, o presidente brasileiro fosse poupado. Anna Cavazzini, deputada alemã do Partido Verde, foi contundente. "São quase 400 mil mortos no Brasil. É uma tragédia provocada por decisões políticas deliberadas. Para nenhum governo foi fácil. Mas tentar uma coisa, recusar é outra", disse.
"Desde o começo da crise, Bolsonaro se recusou a tomar decisões e rejeitou medidas cientificamente comprovadas. Ele reduziu a importância da pandemia, se opôs à vacinação e tentou ações em tribunas contra lockdown", alertou.
Ela também destaca como a fome triplicou e que a crise social já atinge 90 milhões de brasileiros. "Precisamos lançar um apelo ao Brasil: tome medidas com base na ciência", disse.
A portuguesa Isabel Santos denunciou "o mais irracional negacionismo de Bolsonaro e de ele ter feito tudo para a população não ser vacinada". "Não foi um erro. Mas irresponsabilidade deliberada. O tempo e o povo vão julga-lo", disse. Outras ainda o acusaram de ter "ajudado o vírus a matar".
Miguel Urban Crespo, eurodeputado espanhol, foi ainda mais duro. Para ele, a situação "dramática" do Brasil é resultado da "gestão criminosa de Bolsonaro". "No lugar de declarar guerra ao vírus, ele declarou guerra à ciência, à medicina e à vida. As mortes seriam evitadas. Sua necropolítica e sua política da morte constitui um crime contra a humanidade que deve ser investigado", defendeu.
"Hoje, Bolsonaro é um perigoso para o mundo todo e o povo brasileiro não merece", disse.
O mesmo discurso foi usado por Javi Lopez. Para ele, Bolsonaro é "um risco para a vida dos brasileiros e para toda a humanidade". "Estamos diante de um país que pode ser incubadora de novas cepas", alertou.
A eurodeputada Katalin Cseh, da Hungria, repetiu diante do Parlamento as frases de Bolsonaro, em que pediu para que a população deixe de chorar. "Nunca deveríamos chegar a esse ponto. O presidente optou por ser parte do problema", alertou.
Já a francesa Leila Chaibi foi clara: "a política criminosa de Jair Bolsonaro não é inocente. A tragédia aumenta".

Fonte: UOL



Mega-Sena volta a acumular e deve pagar R$ 34 milhões na sexta

A Mega-Sena realizou na noite de quarta-feira, 28 de abril, em São Paulo, o sorteio do concurso 2366. Os números sorteados foram 04-27-33-35-38-41. De acordo com a Caixa, ninguém acertou todas as seis dezenas.
O banco havia divulgado que o prêmio principal para quem acertasse as seis dezenas seria de R$ 27.791.608,55, mas como não houve vencedores, acumulou e será de R$ 34 milhões.
O sorteio também teve 76 apostas vencedoras na quina. Cada uma delas ganhará R$ 37.685,71.
A quadra teve 4.869 apostas, que levarão R$ 840,33.
O próximo concurso da Mega, o 2367, está marcado para a próxima sexta-feira, 30 de abril. O evento começará a partir das 20 horas e terá transmissão ao vivo pela internet, no canal oficial da Caixa no YouTube.

Fonte: UOL



Agudos aprova lei para transmissão ao vivo das licitações

A Câmara de Agudos aprovou, por unanimidade, projeto de lei do vereador Joster Melo (Republicanos) que obriga a transmissão das licitações do Executivo e do Legislativo, ao vivo, pela internet e redes sociais. A matéria segue para sanção do prefeito.
"Acreditamos que a transmissão ao vivo e pela Internet das sessões de licitação é ato positivo do poder público, uma vez que aplica o princípio constitucional da publicidade, aprimora a transparência com os gastos públicos, divulga informações de interesse público, concede nova ferramenta de controle social, além de destacar a lisura dos procedimentos licitatórios, o que aumenta o número de participantes e pode trazer propostas mais vantajosas ao interesse público", justifica o autor.

Fonte: Jornal da Cidade.de Bauru




Prefeitura de Assis detecta furto de dormentes e trilhos de trem

A Prefeitura de Assis registrou um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil, nesta terça-feira (27), após constatar o furto de dormentes e de, aproximadamente, 50 metros de trilhos de trem, na estrada de terra que liga o município a Lutécia.
De acordo com a secretária municipal de Negócios Jurídicos, Marina Antunes, a ação é considerada crime contra o patrimônio público.
“Atualmente, a ferrovia em toda nossa região é de responsabilidade da Rumo Logística. Porém, nós, como Poder Público, acordamos em realizar a limpeza às margens dos trilhos, pois ocupamos a linha para utilização do Terminal Urbano e antiga Estação. É muito importante agir rapidamente nestes casos, para podermos recuperar o material furtado da empresa e, assim, resguardar o patrimônio público”, destaca.
Segundo Marina, o caso foi constato depois que os funcionários da Secretaria Municipal de Obras realizaram a limpeza e inspeção de rotina nesses trechos.

Fonte: Marília Notícia



Rapaz de 20 anos tenta matar a namorada e foge em Ourinhos

Um rapaz de 20 anos é acusado de tentar matar a namorada a tiros e fugir na noite de quarta-feira, 28 de abril, em Ourinhos.
Segundo informações do portal de notícias Passando a Régua, o caso ocorreu no bairro Recanto dos Pássaros e o rapaz teria efetuado quatro disparos de arma de fogo em direção à sua namorada, também de 20 anos.
A mãe e o padrasto da vítima que estavam no local relataram à polícia que o casal namorava há cerca de quatro meses. O rapaz teria passado a tarde na casa da jovem ingerindo bebida alcóolica e ficado agressivo, por ciúmes da jovem, porque ele iria passar um tempo em Sorocaba.
Devido ao comportamento agressivo apresentado pelo rapaz, os familiares da jovem disseram que iriam chamar a polícia, momento em que o rapaz sacou uma arma e realizou os quatro disparos contra a namorada, que estava sentada na cama, cuidando de um irmão mais novo. A garota foi atingida no pescoço, abaixo do ouvido esquerdo. Após os disparos o rapaz fugiu e não foi mais visto.
Mesmo ferida, a jovem chegou a falar com os policiais e pediu uma medida protetiva contra o acusado. Ela foi socorrida até a Santa Casa da cidade e vai passar por cirurgia.
O fato foi registrado na Central de Polícia Judiciária de Ourinhos.

Fonte: AssisCity



Cerca de R$ 140 mil não declarados são apreendidos em rodovia em Avaí

Quase R$ 140 mil foram apreendidos pela Polícia Rodoviária nesta quarta-feira, 29 de abril, durante uma abordagem no km 367 da Rodovia Marechal Rondon, em Avaí. A quantia estava escondida no fundo falso do painel de um carro abordado durante fiscalização.
Segundo a Polícia Rodoviária, o motorista disse que tinha sido contratado por uma pessoa desconhecida para buscar o dinheiro em Araçatuba e levar pra cidade de Poá. Disse também que receberia uma quantia para realizar o transporte.
A ocorrência foi registrada como dinheiro de origem não declarada e suspeita na delegacia de Avaí e o homem foi liberado após esclarecimentos, porém segue sendo investigado.

Fonte: G1



quarta-feira, 28 de abril de 2021

Intercambista do Rotary oferece apoio ao Grupo Escoteiro de Garça

O Rotary Club de Garça Real intermediou a doação de utensílios para equipar a cozinha do Grupo Escoteiro Santo Antônio. A iniciativa foi da jovem intercambista Gabriela Belini. 
Ela participou do intercâmbio do Rotary para a cidade de Saint Albert, na província de Alberta, no Canadá, entre agosto de 2017 e julho de 2018. 
Segundo ela, foi um ano de muitas trocas culturais e experiências. A garcense participou de diversas atividades voluntárias juntamente com o seu Rotary Club daquele país, além de desenvolver projetos voluntários para a comunidade local e internacional. 
Em um desses projetos foi possível a arrecadação de 500 dólares canadenses (cerca de 2,2 mil reais) para apoiar alguma entidade  de sua terra natal, sendo que a sua escolha recaiu sobre o Grupo Escoteiro.

Redação do Garca.Jor



Começa convocação de candidatos inscritos na lista de espera do Sisu

As instituições de ensino superior que participam do Sisustema de Seleção Unificada começam a convocar os candidatos selecionados entre os estudantes que se inscreveram na lista de espera do sistema do Ministério da Educação. 
O prazo de inscrição na lista de espera para candidatos não convocados durante a fase regular terminou na última sexta-feira, 23 de abril,, dia em que também se encerrou o prazo para os selecionados na chamada única do primeiro processo seletivo deste ano se matricularem.
Segundo o edital divulgado em fevereiro deste ano, as instituições de ensino federais, estaduais ou municipais que oferecem vagas por meio do sistema informatizado devem recorrer à lista de espera do Sisu para ocupar as vagas não preenchidas durante a fase de chamada regular. 
Cabe a cada instituição participante definir, em editais, os procedimentos para preenchimento das vagas disponíveis, sendo responsabilidade dos candidatos acompanhar as convocações através dos canais informados pelas instituições de ensino.
Segundo o Ministério da Educação, 206.609 vagas para 5.571 cursos de graduação de 109 instituições públicas de ensino superior estão sendo oferecidas nesta edição do Sisu.
O total de candidatos inscritos chegou a 1.250.095 milhão. Como cada participante podia se inscrever para até dois cursos, o número de inscrições totalizou 2.413.686 milhões. A seleção é feita com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Fonte: Agência Brasil



São Paulo pode destinar parte da tarifa de água para proteção de mananciais

A proteção aos mananciais poderá ser financiada a partir das tarifas de água pagas pelos consumidores atendidos pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). A possibilidade foi aberta na última revisão da estrutura tarifária da empresa, concluída neste mês pela Arsesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de São Paulo).
Segundo o coordenador de pesquisa do IDS (Instituto Democracia e Sustentabilidade), Guilherme Checco, a Arsesp deve dar prosseguimento ao processo tão logo receba resposta de uma consulta enviada no final do ano passado para a Procuradoria Geral do Estado.
A expectativa é que seja emitido um parecer que ratifique a competência da agência reguladora para determinar a destinação dos recursos tarifários para proteção dos mananciais.
“A nossa expectativa é que esse parecer saia ainda neste primeiro semestre”, enfatizou o especialista que participou de um debate sobre o tema organizado pelo próprio IDS.
A partir da garantia de segurança jurídica, a Arsesp poderá então conduzir um debate com a Sabesp e a sociedade civil sobre o melhor modelo para ser seguido.
Apesar de o projeto ter um pequeno potencial de aumento na conta de água para parte dos consumidores, Checco avalia que se trata de um investimento com retorno. “Do ponto de vista estritamente financeiro, viabilizar esses recursos para essa finalidade é uma decisão lógica, no sentido de que [a água] é um recurso finito que se a gente não cuidar vai acabar”, ressalta.
De acordo com ele, algumas modelagens em que o IDS vem trabalhando excluem de qualquer cobrança extra as faixas de renda mais pobres, que já são beneficiadas por descontos nas tarifas pela Sabesp.
A ex-presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) Suely Araújo diz que, como a região metropolitana de São Paulo tem uma base muito grande de consumidores, com pequenos percentuais nas tarifas é possível chegar a valores expressivos.
Para ela, é urgente viabilizar esses investimentos. “De forma geral, a situação do Rio Pinheiros e de outros mananciais de São Paulo são muito vergonhosas, já passou a hora de reverter essa situação de forma mais estrutural”, defendeu.
O gerente nacional de Águas da organização não governamental The Nature Conservancy, Samuel Barreto, destacou que a atual necessidade de a Grande São Paulo buscar água limpa cada vez mais longe levou a um modelo caro, uma vez que as reservas mais próximas não são aproveitadas devido à contaminação. “A gente está perdendo também dinheiro com as pessoas doentes no hospital, perdendo atividade econômica de outros usos de água”, acrescentou sobre os prejuízos causados pela má conservação dos mananciais.
Uma pesquisa realizada pelo Instituto Data Folha, em parceria com o IDS e apoio da Sabesp, em 2019, mostrou que 68% dos entrevistados concordariam em pagar mais pela água se o valor extra fosse usado na universalização do saneamento básico. A maioria dos consumidores da cidade de São Paulo (60%) também disse que aceitaria uma tarifa mais alta se houvesse transparência e clareza sobre a forma como os recursos são aplicados.

Fonte: Agência Brasil



Ministério Público do Trabalho afasta 400 servidores da prefeitura de Tupã

Uma ação do Ministério Público do Trabalho deve prejudicar consideravelmente o andamento dos serviços e atendimentos prestados pela prefeitura à toda população. De acordo com a prefeitura, determinação do Ministério do Trabalho exige o afastamento, de forma imediata, sem discriminação de função ou local de trabalho e sem prejuízo de remuneração, todos os servidores públicos municipais que se enquadram no grupo de risco do coronavírus.
A medida, que tem por objetivo evitar a disseminação do vírus no âmbito da administração pública, atinge todos os servidores que se enquadram no grupo de risco por terem mais 60 anos.
Segundo a Prefeitura cerca de 400 de servidores foram obrigados a se afastar das atividades funcionais ou cumprir regime de trabalho remoto. Os servidores afastados só poderão retomar as atividades 14 dias após o recebimento da segunda dose da vacina contra Covid-19.
A decisão do Ministério do Trabalho reduz drasticamente o quadro de servidores de todos os setores da prefeitura, prejudicando diversos atendimentos prestados à população, incluindo desde as funções administrativas até os serviços essenciais, como a coleta de lixo. 
A Prefeitura está recorrendo da decisão e enquanto aguarda posicionamento da Justiça tem procurado readequar os servidores disponíveis para minimizar os transtornos e pede a compreensão da população por eventuais prejuízos ou atrasos nos serviços e atendimentos.

Fonte: Rádio Tupã



Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira um prêmio de R$ 28 milhões

A Mega-Sena sorteia, nesta quarta-feira, 28 de abril, um prêmio acumulado de R$ 28 milhões.
As seis dezenas do concurso 2.366 serão sorteadas, a partir das 20h, no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.
As apostas podem ser feitas até as 19 horas, nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet.
De acordo com a Caixa, caso o valor do prêmio fosse aplicado na poupança renderia no primeiro mês mais de R$ 44.520,00.
A aposta simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

Fonte: Rádio Jornal



Suposto tribunal do crime é apurado em Macatuba

A Polícia Civil de Macatuba prendeu um suspeito de matar um jovem de 22 anos. O corpo da vítima foi encontrado na noite de segunda-feira, 26 de abril, enterrado em uma área de mata. A hipótese de "julgamento" e "sentença" pelo chamado "tribunal do crime" está sendo investigada.
V.A.P. (apenas iniciais serão divulgadas pelo fato do caso estar sob apuração) estava desaparecido há cerca de uma semana. Segundo o delegado Richard Serrano, titular da delegacia de Macatuba, as investigações iniciais apontavam para provável homicídio, cometido na semana passada, e posterior ocultação do cadáver.
Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso e, após diversas diligências, o corpo do jovem foi encontrado por policiais civis, na noite de anteontem, parcialmente enterrado, em uma área de mata, em Macatuba. Uma perícia preliminar apontou que a causa da morte foi traumatismo cranioencefálico.
De acordo com o delegado, um suspeito foi identificado e, nesta terça-feira de abril, confessou o crime. Ele está preso preventivamente desde domingo, 25 de abril, em razão de tráfico de drogas, e não teve o nome divulgado. O carro que teria sido usado para levar o corpo da vítima até a mata foi apreendido e será periciado.
Ainda de acordo com Serrano, o investigado declarou que o jovem foi morto em decorrência de dívida de drogas. Ele poderá responder por crimes como homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e associação criminosa. Outras possíveis motivações também seguem sendo investigadas pela Polícia Civil.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru



terça-feira, 27 de abril de 2021

Acig: comércio de Garça já se volta para o Dia das Mães

A semana foi iniciada com o comércio garcense voltando a ter suas portas abertas. Dentro dos limites permitidos pela "fase de transição" do Plano São Paulo, as lojas puderam operar das 09 às 17 horas, esquema que deve perdurar até o dia 30 de abril, quando uma nova avaliação acerca da pandemia será apresentada por parte do governo estadual. Com essa abertura, o foco se volta para as vendas do Dia das Mães, que neste ano ocorrerá em 08 de maio.
"Essa fase de transição, mesmo não sendo aquilo que todos queríamos, traz novas possibilidades. O Dia das Mães se aproxima, estamos a menos de um mês da data e as expectativas surgem", avaliou o gerente da Acig (Associação Comercial e Industrial de Garça), Fábio Dias.
Segundo ele, seria utópico acreditar que as vendas típicas da data recuperariam o prejuízo que o comércio em geral vem sentindo desde o início da pandemia. Por outro lado, seria pessimismo demais não acreditar num acréscimo no percentual de vendas.
"Muitos lojistas estão com estoques parados, estamos mudando de estação, ou melhor, já mudamos para o outono, e todos querem, de alguma forma, movimentar suas vendas. Existe também o fato de que muitos estão com problemas de caixa. Os dias parados, de portas fechadas, trazem prejuízo, principalmente para o microempresário. Acreditamos que para esse Dia das Mães todos vão apostar em promoções, ofertas, uma vez que o consumidor também vive momentos difíceis", ressaltou o gerente. 
O presidente da Acig, João Francisco Galhardo, salientou que, no ano passado, já sofrendo as restrições impostas pela pandemia da covid-19, as vendas relativas ao Dia das Mães foram inferiores às registradas em 2019.
"Foi uma queda significativa, principalmente considerando que o Dia das Mães é a segunda melhor data para o comércio, só perdendo para o Natal. Temos ciência que o panorama ainda é crítico, que o comércio não vai recuperar o prejuízo, pelo menos por enquanto, mas essa abertura já acende uma luz no fim do túnel", sustentou Galhardo.
O presidente acredita ainda que o valor médio dos presentes não deve aumentar muito em relação ao ano passado, visto que o consumidor está com o poder de compra achatado.
Tradicionalmente, o Dia das Mães tem como segmentos mais procurados os de perfumaria, vestuário, calçado e floriculturas. 
"O e-commerce também está forte, principalmente com as lojas físicas fechadas. Nesse caso, o consumidor que tiver a intenção de presentear com eletrônicos, celulares ou produtos do ramo, também poderá buscar as compras on-line das lojas do comércio garcense", complementou Fábio Dias.

Fonte: Jornal Debate



ONU: interrupção de vacinas regulares põe milhões de crianças em risco

Milhões de crianças cujas imunizações regulares foram interrompidas pela pandemia de covid-19, especialmente na África, agora correm risco de contrair doenças potencialmente mortais, como sarampo, pólio, febre amarela e difteria, alertam agências de saúde da Organização das Nações Unidas (ONU).
Omissões nas vacinações causaram surtos de sarampo graves no Paquistão e no Iêmen, disseram as agências, e provavelmente levarão a epidemias futuras à medida que mais vacinações infantis frequentes deixarem de ser administradas.
"Lacunas na cobertura de vacinações já estão tendo consequências graves no mundo real", disse o chefe da OMS, Tedros Adhanom, em entrevista coletiva virtual na qual também anunciou uma nova estratégia global de imunização.
A estratégia visa a reduzir de 20 milhões para 10 milhões o número das chamadas crianças "zero doses", aquelas que não foram vacinadas, entre outras medidas.
A diretora de Inoculações da OMS, Kate O'Brien, disse na mesma entrevista coletiva que essas medidas poderiam evitar até 50 milhões de mortes até 2030.
Na comparação com 2020, algum progresso foi feito na restauração das vacinações de rotina interrompidas pela pandemia, mas mais de um terço dos 135 países que participaram de uma pesquisa da OMS disseram ainda enfrentar dificuldades.
"Mesmo antes da pandemia, havia sinais preocupantes de que estávamos começando a perder terreno na luta contra doenças infantis evitáveis, já que 20 milhões de crianças já estão sem vacinações críticas", afirmou Henrietta Fore, diretora executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em comunicado conjunto com a OMS e a aliança de vacinas Gavi.

Fonte: Agência Brasil



Sincomércio de Marília tenta acordo para abrir lojas no feriado e comerciários rejeitam

O Sincomércio Marília (Sindicato do Comércio Varejista de Marília e Região) encaminhou o ofício ao Sindicato dos Empregados no Comércio da cidade com proposta de acordo para abertura das lojas da cidade no feriado do dia 01 de maio, sábado.
O objetivo é dar suporte às empresas para enfrentamento à crise decorrente da epidemia de covid-19 e dos repetidos períodos de fechamento e restrições.
O Sindicato dos Empregados no Comércio rejeitou a proposta e não vai assinar o aditivo.
A proposta foi apresentada como aditivo à Convenção Coletiva da categoria, assinada em 2020, para ampliar de forma especial neste ano a lista de feriados com autorização de abertura no feriado, com pagamento de todas as verbas adicionais e outros compromissos previstos.
O documento aponta que o setor enfrentou 80 dias de empresas fechadas e uma crise de grandes proporções.
O Sincomércio destaca que a abertura em meio á campanha de vendas para o Dia das Mães é uma medida importante para manutenção das empresas e dos empregos e renda no setor.

Fonte: Visão Notícia



Funcionário da Caixa realizam paralisação em todo país nesta terça

Funcionários da Caixa Econômica Federal programaram para hoje uma paralisação de 24 horas em protesto contra ações do governo na gestão do banco estatal, informou o Sindicato dos Bancários.
O estado de greve foi deliberado em assembleia na base do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, mas deve ter adesão nacional, de acordo com a entidade.
Entre os motivos citados para a paralisação estão a abertura de capital da Caixa Seguridade (o sindicato é conta a venda dessas ações), o pagamento integral da PLR Social (o sindicato alega que o benefício não foi pago corretamente), e maior proteção contra a covid-19 nas agências, inclusive com a inclusão dos empregados da linha de frente no grupo prioritário da vacina.
Além disso, o sindicato também pede a contratação dos aprovados no concurso de 2014.
"A mobilização dos empregados junto ao movimento sindical foi motivada por uma série de ataques, tanto contra instituição financeira, como aos direitos históricos dos trabalhadores", afirmou o dirigente sindical Dionísio Reis, diretor do Sindicato e empregado da Caixa.
A entidade recomendou aos funcionários da Caixa que não compareçam às agências hoje. Para os que estão em home office, a recomendação foi para que não fizessem login no sistema do banco.

Fonte: Agência Estado



Câmara de Assis abre CPI para investigar vacinação da covid-19

A Câmara Municipal de Assis instaurou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar supostas irregularidades na campanha de vacinação contra a covid-19 na cidade.
A CPI foi aprovada na noite de segunda-feira, 26 de abril, durante sessão ordinária. O requerimento foi assinado pelos 15 vereadores do município.
O objetivo é investigar a conduta de agentes públicos e entidades privadas no emprego dos recursos destinados à saúde, além de averiguar possíveis irregularidades no processo de imunização no município. A comissão é composta por sete vereadores.
O Marília Notícia já havia mostrado que, após a divulgação da lista com os nomes dos vacinados, foram feitas diversas denúncias de moradores que teriam furado a fila, inclusive, durante a vacinação dos profissionais de segurança.
Em nota, o Executivo de Assis disse ao MN que “todas as informações encontram-se no Portal Transparência e a Prefeitura aguarda com tranquilidade o resultado das investigações. A Prefeitura se coloca à disposição para informações que se fizerem necessárias”.
A instauração da CPI pode ser vista no vídeo da sessão da Câmara de ontem:
As supostas irregularidades na fila da imunização voltada aos profissionais de saúde culminou no afastamento de dois oficiais 32º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM/I) de Assis.
A PM, através do Comando de Policiamento do Interior – 8 (Presidente Prudente), instaurou sindicância para apurar os fatos.
A Prefeitura de Assis também havia publicado um esclarecimento em seu site dizendo que “a referida lista também já foi solicitada pelo Ministério Público Estadual, por meio do ofício n° 138/2021-6PJA-dgs, e requereu a sua publicidade”.
“Urge esclarecer que o município de Assis não participou de nenhum critério ou avaliação de elegibilidade para a vacinação dos profissionais de segurança pública. Todo o direcionamento, local e horário, organização da fila, pré-cadastramento e registro no sistema VaciVida ficou de total responsabilidade da Policia Militar e da equipe da Penitenciária de Assis”, afirmou a administração.
“Coube ao município apenas realizar a aplicação do imunizante em parceria com a Grupo de Vigilância Epidemiológica do Estado (GVE 13 – Assis), pois a Policia Militar não tinha profissional qualificado para este fim. Já a Penitenciária de Assis que dispõe de uma equipe de saúde realizou a aplicação da vacina de seus servidores. As vacinas foram recebidas pela GVE 13 – Assis e encaminhada diretamente ao Comando da Policia Militar local, 32º. Batalhão e Penitenciaria de Assis, pois, não passou pela guarda do município”, finalizou a Prefeitura.
Além da polêmica com a vacinação dos profissionais de segurança, alguns nomes que constam no documento são questionados por não se tratarem de pessoas que pertencem a grupos prioritários.
Entre os listados, inclusive, estão membros de toda a família de um empresário da cidade. Todos constam na tabela como trabalhadores da área da saúde.
A Prefeitura disse em nota que “as doses recebidas pelo Governo do Estado de São Paulo foram repassadas aos órgãos de Saúde de Assis, cuja aplicação do imunizante é realizada de acordo com a relação de nomes dos profissionais fornecida pelos órgãos de Saúde, público e privado, do município, ou seja, órgãos de Saúde (definidos no Plano São Paulo) como clínicas, unidades escolares, entidades de saúde, hospitais públicos e privados, entre outros que estão na linha de frente de combate à Covid-19, são responsáveis pela relação dos vacinados”.
O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) está investigando após receber denúncias de irregularidades. O órgão já havia recebido três delas, envolvendo cerca de 20 pessoas, antes da publicação da lista pelo município.
Após a publicação o órgão recebeu mais três denúncias, envolvendo cerca de 50 pessoas.
​Inicialmente o MP-SP solicitou informações complementares à Secretaria Municipal da Saúde de Assis, para esclarecer qual o critério utilizado para a aplicação do imunizante.

Fonte: Marília Notícia



segunda-feira, 26 de abril de 2021

Mulher é encontrada morta pelo filho com 14 perfurações no corpo em Canitar

Uma mulher foi encontrada morta pelo filho na madrugada de domingo, 25 de abril, em Canitar. Segundo a Polícia Civil, o corpo da vítima tinha 14 perfurações e o ex-marido dela foi preso suspeito de cometer o crime.
Ainda de acordo com a Polícia Civil, Cláudia Valéria de Oliveira foi encontrada morta na sala da casa da mãe dela, com perfurações nas regiões do pescoço, rosto, orelha e mão esquerda.
À polícia, o filho do ex-casal disse que Cláudia cuidava da mãe e dormia na casa dela há três semanas. Também afirmou que o pai não aceitava o fim do relacionamento, mas que ajudava a cuidar da ex-sogra, por isso passou a noite na casa dela.
Contudo, durante a madrugada, o homem procurou pelo filho, em Ourinhos, e afirmou que havia "feito uma besteira". Disse para ele socorrer a mãe na casa da avó, porque iria fugir.
Segundo o boletim de ocorrência, a polícia foi acionada e fez buscas na casa homem, em Ourinhos. Foram apreendidas uma bermuda jeans com manchas que aparentavam ser de sangue e uma tesoura molhada. A suspeita é de que ela tenha sido usada no crime.
O carro da vítima foi rastreado e Marco Antônio Figueira, de 47 anos, foi encontrado com o veículo próximo à Bauru.
Ele foi preso em flagrante e a Polícia Civil informou que pediu a prisão preventiva do suspeito. O homem irá passar por audiência de custódia na segunda-feira (26).
O enterro da vítima ocorreu às 16h deste domingo, no cemitério do Distrito de Irapé, em Chavantes, conforme a funerária.

Fonte: G1




Motociclista de 19 anos morre após colisão frontal com carro em Vera Cruz

Um motociclista, de 19 anos, morreu após uma colisão contra um carro na vicinal 165, que liga Vera Cruz à rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP 294). O acidente foi registrado por volta das 18 horas de sábado, 24 de abril, na altura do quilômetro 5.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, por motivos a serem esclarecidos, houve uma colisão frontal entre um carro e uma motocicleta, que deixou duas pessoas feridas. Quando a equipe do Samu chegou no local, encontrou Felipe Yan Januário Rodrigues já inconsciente, com várias lesões no corpo e com estado de saúde considerado grave. Ele foi levado ao Hospital das Clínicas (HC) de Marília, porém, não resistiu aos ferimentos.
Já a outra vítima, que não teve a identidade divulgada, também foi encaminhada para o HC, só que por uma viatura do Resgate. O estado de saúde dela não foi divulgado.
A Polícia Civil deverá investigar as causas do acidente.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru



Avaí: produtor denuncia furto de gado

Um produtor rural procurou a polícia para denunciar o abate ilegal de gado em suas propriedades, no bairro Água dos Patos, em Avaí. Em pouco mais de dois meses, duas ocorrências do tipo foram registradas. Na última delas, na madrugada desta sexta-feira, 23 de abril, um boi da raça Angus foi morto para furto da carne, o que gerou um prejuízo de cerca de R$ 6,5 mil. Segundo ele, vizinhos também estão sofrendo com os crimes.
A vítima, Marcos de Azevedo, conta que trabalha com recria e engorda de animais para abate. De acordo com ele, o primeiro furto ocorreu em 12 de fevereiro. Na ocasião, uma de suas fazendas foi invadida e um touro da raça Angus foi abatido no pasto. Na madrugada desta sexta-feira, nos fundos de outra fazenda pertencente ao produtor, outro animal, também da raça Angus, foi morto.
Nos dois casos, segundo ele, o "modus operandi" do autor foi o mesmo - os animais foram abatidos a tiros e toda a carne e couro foram levados, ficando para trás apenas as cabeças. "O ladrão está levando carne para algum receptador", declara. "Eram bois gordos. Eu iria vender eles agora. Estava gastando com ração". As duas situações geraram boletins de ocorrência (BOs) junto à Polícia Militar.
O produtor acredita que os crimes estão ocorrendo sob encomenda. "Ele (autor) escolhe o gado Angus. Em um lote que tem vários tipos de raça, ele escolhe o Black Angus. A encomenda é seletiva", diz. "E aqui no bairro, em quase todos os vizinhos, já abateram gado". De acordo com ele, para reforçar a segurança, os moradores da região estão se organizando para implantar um sistema de videomonitoramento e contratar serviço de ronda particular.
A reportagem telefonou para a delegada Márcia Regina dos Santos, que responde por Avaí, para obter informações a respeito das investigações, mas ela declarou que estava registrando um flagrante e só poderia responder na segunda-feira. A Polícia Militar (PM) também foi acionada por meio da assessoria de imprensa na Capital, mas não houve retorno até o fechamento desta edição.

Fonte: Jornal da Cidade de



sexta-feira, 23 de abril de 2021

País em frangalhos: governo Bolsonaro cancela Censo 2021

 O Censo Demográfico de 2021 está cancelado. A confirmação foi feita pelo secretário da Fazenda, Waldery Rodrigues, nesta sexta-feira, 23 de abril.
— Não há previsão orçamentária para o Censo, portanto ele não se realizará em 2021 – declarou o secretário em coletiva de imprensa sobre a sanção do Orçamento.
De acordo com Rodrigues, o levantamento foi cancelado devido aos cortes realizados – a pesquisa perdeu 96% do orçamento, que foi reduzido de R$ 2 bilhões para R$ 71 milhões.
— As razões do adiamento foram colocadas no momento em que o Censo não teve o recurso alocados no processo orçamentário. Novas decisões sobre alocação e realização do Censo serão comunicadas – disse o secretário, que ressaltou que também serão ouvidas as orientações determinadas pelo Ministério da Saúde, em torno de questões sanitárias.
Rodrigues ainda comentou sobre o nível de recursos para o governo gastar com custeio e investimentos ao longo de 2021. Segundo o secretário, o montante para despesas discricionárias é “mais recentemente um valor na ordem de R$ 87 bilhões”, frisando que é preciso somar o montante de quase R$ 17 bilhões em emendas que compõe esse tipo de gasto.
— Esse é um item de elevada atenção e foco, pela preocupação com a exequibilidade, o fato de o Orçamento ser exequível ao longo do ano. Entendemos que, neste momento, não corremos riscos de termos paradas em nenhum dos ministérios – afirmou o secretário, afastando a possibilidade de um shutdown, a paralisação da máquina pública.
O secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal, estimou que o mínimo necessário para rodar a máquina pública, em um cenário que desconsidera uma crise como a provocada pela pandemia da Covid-19, é de R$ 65 bilhões.
O risco de paralisação da máquina pública já havia sido alertado por vários economistas, como o pesquisador do Insper Marcos Mendes. Como o GLOBO mostrou, Mendes fez um alerta de que o acordo do governo com o Congresso para a sanção do Orçamento era insuficiente para compensar o buraco e que a negociação aumentava o risco de shutdown, justamente por jogar parte do ajuste fiscal sobre as despesas não obrigatórias para preservar emendas.
O cancelamento do Censo Demográfico de 2021 foi alvo de críticas de ex-presidentes do IBGE. Para eles, sem os dados coletados na casa dos brasileiros, o país pode não ter as informações necessárias para fazer uma política fiscal adequada, alocando volumes errados de recursos para estados e municípios.
Segundo Simon Schwartzman, ex-presidente da instituição entre 1994 e 1998, o país fica às cegas sem informações coletadas no Censo em diversas áreas, como saúde, emprego e educação. Ele destacou ainda que o número da população é essencial para definir o total de deputados de cada estado e o volume de recursos federais que serão destinados Brasil afora através do Fundo de Participação de Municípios e Estados.
- O IBGE faz projeções anuais da população para definir o volume de recursos dos fundos a serem destinados a cidades e estados, mas quanto mais você se afasta de 2010, mais impreciso fica essa projeção. Em 2022, teremos eleição e a situação financeira do país é grave. Então, corremos o risco de não ter Censo em 2022 - afirmou Schwartzman.
A redução no orçamento da pesquisa já havia provocado mudanças no Instituto Brasileiro de Georgrafia e Estatística (IBGE), responsável por conduzir o Censo.
Susana Guerra, que comandava o instituto, alegou motivos pessoais e  pediu demissão  um dia depois de o Congresso ter reduzido a verba do Censo a R$ 71 milhões. Ela foi substituída por Eduardo Rios Neto, economista e demógrafo que era diretor de pesquisas do IBGE.
Antes disso, o IBGE cancelou a prova para contratar os cerca de 200 mil recenseadores e agentes necessários para visitar os mais de 70 milhões de domicílios brasileiros.
Susana e Rios Neto publicaram artigo no GLOBO defendendo a realização do Censo. "Além de ser um instrumento fundamental para o pacto federativo e a calibragem da democracia representativa, a contagem da população permite a determinação dos públicos-alvo de todas as políticas públicas nos âmbitos federal, estadual e municipal", escreveram.
Carta de despedida:  'A importância do Censo é reafirmada pela própria pandemia', diz ex-presidente do IBGE
O ponto é corroborado por especialistas, que alertam para o risco de um apagão estatístico diante da mais grave crise sanitária mundial do século.
A defasagem do Censo, que já dura onze anos, dizem especialistas, pode minar políticas públicas para os próximos anos.
Schwartzman lembrou que sem o levantamento do Censo outras pesquisas do IBGE por amostragem serão afetadas:
- As pesquisas por amostragem vão espelhar uma realidade de 2010, que não existe mais. Nesses últimos onze anos, tivemos mudanças na população. Não sabemos como as pessoas se movimentaram e se envelheceram. Isso tudo é relevante ainda para que cidades e estados saibam o número de escolas que são necessárias e o total de hospitais - exemplificou ele.
Sérgio Besserman Vianna, que comandou o IBGE entre 1999 e 2003, acredita que o Brasil terá mais perdas sem o Censo. Isso porque as pesquisas do próprio IBGE, as do setor privados e as do terceiro setor se baseiam nos dados do Censo.
Além disso, ele vê perdas em políticas públicas, com gastos errados na área de saúde e na mobilidade urbana. Para esses investimentos serem assertivos, é preciso saber onde está a população e sua idade:
- Como você vai saber a quantidade certa de pessoas de um local e distribuir a quantidade certa de vacinas. Ou como vai melhorar a qualidade do transporte público em determinadas áreas se você não sabe se as pessoas ainda moram ali. Você precisa saber onde estão as pessoas. Você você vai saber se for até lá. Sem isso, você pode acabar gastando errado, pois não tem o retrato correto da realidade - disse Besserman.
Ele também acredita que há risco de o Censo não ocorrer em 2022. Para ele, o negacionismo em relação à ciência, a falta de priorização com o Censo e o baixo volume de recursos ajudam a explicar a preocupação com mais um atraso.
- Você não pode tomar uma decisão de não fazer o Censo em 2021 e não dizer quando vai fazer, quanto vai separar de recursos. É preciso ter essa previsibilidade. Falta censo e bom senso.
Em nota, o IBGE disse que retomará as tratativas com o Ministério da Economia para planejamento e promover a realização do Censo em 2022, de acordo com cronograma a ser definido em conjunto com o ME: "Com relação ao processo seletivo dos censitários - Agente Censitário Municipal (ACM), Agente Censitário Supervisor (ACS) e Recenseador - o IBGE anunciará as orientações assim que for possível".

Fonte: Jornal O Globo



Irmãos garcenses que receberam transplante do coração recebem alta

Os dois irmãos de Garça que fizeram transplantes de coração neste mês em um período de 48 horas de diferença receberam alta do Hospital das Clínicas de Botucatu, na quinta-feira, 22 de abril.
Gustavo e Paloma, de 18 e 19 anos, receberam alta juntos após 11 dias de internação e retornaram para a residência onde moram, em Garça.
Durante a internação, os irmãos ficaram na UTI para que permanecessem isolados. Isso porque pacientes transplantados fazem parte do grupo de risco da Covid-19. Segundo o hospital, eles se encontravam e até mesmo almoçavam juntos neste período.
As fisioterapias e exercícios feitos na unidade de saúde colaboraram para a rápida recuperação dos jovens irmãos. Agora, eles continuam o período de recuperação em casa, mas ainda devem ir uma vez por semana ao ambulatório do Hospital das Clínicas para fazer acompanhamento.
Os irmãos têm uma doença cardíaca, genética e rara chamada Doença de Danon. Segundo o coordenador clínico do programa de transplante cardíaco do HC da Unesp, Marcello Felício, essa doença tem um componente genético que é passado pelo lado materno.
"Essa doença acomete o coração, causando uma hipertrofia do músculo cardíaco. O músculo fica mais espessado e, em alguns casos, o coração pode também dilatar. Está associado a arritmias graves e muitos pacientes apresentam também morte súbita", explica Felício.
O rapaz de 18 anos havia conseguido um doador compatível primeiro. No último dia 9, o órgão foi transportado do Paraná pela Força Aérea Brasileira. Enquanto ele se recuperava na UTI, no dia 11 deste mês, a irmã também conseguiu um coração compatível.
Para a mãe dos pacientes, que também já precisou passar pelo transplante do órgão e perdeu um filho de 15 anos com a mesma doença no ano passado, os jovens tiveram uma rara oportunidade de receber os corações.
"Como eu passei por um óbito dentro de casa, eu tinha muito medo de ver mais dois, então esse milagre que aconteceu dentro desses sete dias foi tremendo para mim. Até a medicina ficou abismada com o que aconteceu. No meio de uma pandemia, aparecerem dois corações assim para os dois irmãos foi muito lindo, não canso de agradecer", declara Noeli Rodrigues de Souza.
Conseguir dois doadores em um período de dois dias é ainda mais difícil durante a pandemia de coronavírus. Os hospitais, com leitos lotados de pacientes com Covid-19, precisam isolar completamente quem recebeu transplante, e o sistema de saúde ainda precisa enfrentar outra barreira: a falta de doadores.
"No Brasil, devido à baixa oferta de órgãos, a gente realiza apenas 27% da demanda, da necessidade de transplante cardíaco no país", aponta o coordenador clínico do programa de transplante.
Somente no estado de São Paulo, no mês passado, 135 pessoas aguardavam por um transplante cardíaco. Por isso, a chance dos irmãos é motivo de muita gratidão para a família.
"É agradecer às famílias que doaram aos meus filhos, porque é um bem, olha, maravilhoso que fizeram. Agradeço muito de coração", completa Noeli.

Fonte: TV Tem



Paulista da A3 vai ser retomado a partir da próxima terça-feira

A Federação Paulista de Futebol confirmou, nesta sexta-feira, 23 de abril,, a retomada da Série A3 do Paulistão. A competição vai seguir os mesmos protocolos utilizados nas divisões acima, com protocolos de prevenção ao coronavírus reforçados e jogos a partir das 20 horas.
Com a medida, os clubes que não puderem jogar em seus estádios por conta do horário terão que jogar em locais que possam receber partidas no período noturno.
Segundo a entidade, a decisão foi tomada após um acordo com o governo do Estado de São Paulo e o Centro de Contingência. A Série A3 estava paralisadas desde 15 de março, quando o estado de São Paulo entrou na fase emergencial do plano de combate à pandemia de coronavírus.
Veja a sequência de jogos divulgada pela FPF:

Terça-feira, 27 de abril - jogos da 4ª rodada
20h:
Capivariano x Barretos – Piracicaba
Desportivo Brasil x Marília – Osasco
Primavera x Linense – Santa Bárbara D’Oeste
Votuporanguense x Comercial – Mirassol
22h
Batatais x Nacional – Batatais
Rio Preto x Bandeirante – São José do Rio Preto
Penapolense x Olímpia – Penápolis
Noroeste x São José – Bauru

Quinta-feira, 29 de abril - jogos da 5ª rodada
20h
Nacional x Votuporanguense – Osasco
Bandeirante x Desportivo Brasil – Marília
Barretos x Rio Preto – Barretos
Linense x Capivariano – Lins
22h
Olímpia x Marília – Olímpia
Comercial x Penapolense – Ribeirão Preto
Noroeste x Primavera – Bauru
São José x Batatais – São José dos Campos

Sábado, 01 de maio - jogos da 6ª rodada
20h
Capivariano x Noroeste – Piracicaba
Desportivo Brasil x São José – Osasco
Primavera x Olímpia – Campinas (Moisés Lucarelli)
Votuporanguense x Bandeirante – Mirassol
22h
Rio Preto x Linense – São José do Rio Preto
Batatais x Comercial – Batatais
Penapolense x Nacional – Penápolis
Marília x Barretos – Marília

Fonte: G1



Presidente da Nicarágua denuncia ataques a Cuba e Venezuela

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, denunciou hoje, 23 de abril, as agressões sofridas pelos povos cubanos e venezuelanos, além da população de seu próprio país, ao discursar no fórum Reencontro com a Mãe Terra, organizado na Bolívia.
São povos que consideram necessário punir e punir, disse o presidente nicaraguense por videoconferência, referindo-se aos principais centros de poder do capitalismo mundial.
Ele criticou a falta de pensamento das cúpulas dos países desenvolvidos para lidar com as questões ambientais que afetam o mundo hoje.
Ele lembrou que todo o Caribe, incluindo suas ilhas, está entre as zonas mais vulneráveis ​​do planeta, nas quais os eventos climáticos não só causam danos à natureza, mas também à espécie humana.
Ortega destacou que os recursos para a guerra e modernização das armas atômicas são colocados mais facilmente nos orçamentos dos países desenvolvidos, “para impor uma política tirânica ao mundo", disse.
O fórum 'Reencontro com a Pachamama (Mãe Terra)' foi uma iniciativa do presidente da Bolívia, Luis Arce, que reafirmou o compromisso de seu governo com a geração de energia limpa e anunciou a reativação de um fundo de adaptação e mitigação das mudanças climáticas.
Em 2009, a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou o dia 22 de abril como o Dia Internacional da Mãe Terra.
Dessa forma, os Estados membros reconheceram a Terra e seus ecossistemas como sua casa comum e expressaram a necessidade de promover a harmonia com a Natureza para alcançar um equilíbrio justo entre as necessidades econômicas, sociais e ambientais do presente e do futuro.

Fonte: Prensa Latina



Apeoesp vai à Justiça para Marília suspender aulas na rede estadual

A Apeoesp (Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo) protocolou na Justiça de Marília um mandado de segurança com pedido de liminar para obrigar a prefeitura da cidade a estender para toda rede estadual o decreto que suspende aulas presenciais na rede municipal.
A ação pede ainda que a medida seja adotada e mantida enquanto a cidade estiver nas fases vermelha ou laranja do Plano São Paulo. Está baseada em uma sentença judicial concedida em São Paulo para suspender as atividades presenciais nas escolas estaduais.
O mandado de segurança foi protocolado na Vara da Fazenda Pública de Marília no dia 20. No dia 22, quinta-feira, o juiz Walmir Idalêncio dos Santos Cruz determinou a citação da prefeitura para que apresente sua contestação antes de decidir sobre a concessão da liminar.
A juíza Simone Gomes Rodrigues Casorett, da 9ª Vara da Fazenda Pública no Estado, que já havia concedido liminar no processo em São Paulo, sentenciou o Estado a manter aulas remotas em todas as unidades estaduais. A medida atende ainda algumas entidades representantes de escolas particulares. Veja a íntegra da decisão
O Estado já havia revertido a liminar mas a suspensão da medida nem chegou a ser efetuada porque sobreveio a sentença. O documento é a base do pedido da Apeoesp em Marília.
Segundo o professor Juvenal Penteado, dirigente da Apeoesp na cidade, além de Marília a Apeoesp adota a mesma medida em outras cidades onde as regras municipais ignoram controle nas escolas estaduais.
“Aqui em Marília e na maioria das cidades a tendência foi aplicar as regras do Plano São Paulo. Mas temos agora essa sentença que vale não apenas para o prazo do decreto de suspensão na cidade, até final de abril, mas enquanto durar a fase vermelha, em que todo Estado está, ou mesmo a laranja”, disse Juvenal.

Fonte: Giro Marília



Polícia apreende anabolizantes e receitas falsas em Assis

A Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Assis apreendeu anabolizantes, estimulantes sexuais e receituário médico preenchido e em branco com carimbo de profissional da medicina.
Após investigação, os policiais se deslocaram até a casa de um homem, de 48 anos. A polícia apurou que ele estaria fazendo uso de receituário médico, possivelmente falsificado. Acusado adquiria anabolizantes e os revendia a alunos de academias em Assis.
O material foi apreendido e periciado. Um inquérito policial será instaurado para apurar as responsabilidades criminais.

Fonte: Marília Notícia




Morador de Avaí recebe multa de mais de R$ 600 mil por rinha de galos

Operação conjunta entre Polícia Militar Ambiental de Bauru e policiais civis da Delegacia de Avaí resultou, na manhã de quinta-feira, 22 de abril, na localização de aproximadamente 200 galos que estariam sendo usados em rinhas em uma fazenda no bairro Batalhinha, em Avaí. O responsável, que não estava no local, já havia sido autuado pelo mesmo crime em 2018.
As equipes foram até o local após receberem uma denúncia informando que o dono da propriedade estaria promovendo frequentes competições de briga de galos. A pedido da Polícia Civil, Judiciário de Bauru expediu mandado para busca na fazenda. Quando os policiais chegaram, o proprietário, de 50 anos, não estava.
Nas diligências, as equipes encontraram cerca de 200 galos em situação de maus-tratos, além de esporas, biqueiras, remédios e materiais para a realização de rinhas, como arenas e anotações sobre as competições ilegais. Três jabutis que eram mantidos em cativeiro sem autorização ambiental também foram apreendidos.
Na esfera criminal, foi lavrado boletim de ocorrência (BO) pelos crimes de maus-tratos a animais e manter animais silvestres em cativeiro. O responsável terá a conduta investigada no decorrer do inquérito policial. Administrativamente, ele recebeu multa de R$ 601,5 mil pelos maus-tratos e por manter os jabutis presos.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru



Mais de 16 mil pessoas tomaram doses trocadas de vacina contra Covid, mostra registro

Pelo menos 16,5 mil pessoas vacinadas contra a Covid-19 no Brasil têm registro de primeira dose da vacina da Coronavac e a segunda dose da Oxford/AstraZeneca ou vice-versa, de acordo com o Datasus, sistema de informações do Ministério da Saúde.
A maioria (14.791) começou a trajetória vacinal contra Covid-19 com a Oxford/AstraZeneca e recebeu uma segunda dose da Coronavac. Uma parte menor (1.735 pessoas) recebeu primeiro a Coronavac e depois a vacina de Oxford/AstraZeneca, segundo o sistema. A troca aconteceu em praticamente todo o país, com exceção do Acre e do Rio Grande do Norte.
No Brasil, essas são as duas únicas vacinas disponíveis contra Covid-19. O protocolo nacional estabelece que os vacinados de grupos prioritários devem receber o imunizante disponível no posto no dia da vacinação (sem possibilidade de escolha). Na segunda dose, porém, a determinação é que o fabricante seja mantido.
As informações foram tabuladas pela Folha no Datasus levando em conta todos os vacinados no país no primeiro mês da campanha vacinal (de 17 de janeiro a 17 de fevereiro) que retornaram para a segunda dose até 8 de abril. É um universo de 3,5 milhões de pessoas.
Ao todo, 16.526 pessoas foram afetadas no período analisado. Os dados mostram ainda que 7 em cada 10 trocas de fabricantes na vacina contra Covid-19 ocorreram em profissionais de saúde. Esse rastreamento é possível porque cada pessoa vacinada é registrada no Datasus com um código de identificação, no qual há informações sobre cada dose recebida, incluindo fabricante e número do lote.
Misturar dois fabricantes de uma mesma vacina é considerado um erro de imunização. "Quem tomou uma dose de um fabricante e outra dose de outro não tomou nenhuma dose completa da vacina", afirma a imunologista Cristina Bonorino, professora titular da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e membro dos comitês científico e clínico da Sociedade Brasileira de Imunologia.
As vacinas não só têm intervalos diferentes —o da Coronavac é de até 28 dias, e o da vacina de Oxford/AstraZeneca é de três meses, segundo recomendação da Fiocruz —como tecnologias distintas.
A Coronavac, produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, usa o vírus inativado para levar à produção de antocorpos, a mesma estratégia usada para fabricar as vacinas contra a gripe.
Já a vacina de Oxford é do tipo vetor viral não replicante (no caso, um adenovírus de chimpanzé) capaz de infectar células humanas, mas que não forma novos vírus, impedindo que a infecção progrida. Não se sabe ainda se a aplicação de duas vacinas diferentes pode gerar efeitos colaterais distintos dos descritos nos testes de cada imunizante.
Em nota à Folha, o Ministério da Saúde afirmou que foi notificado sobre 481 ocorrências de aplicação de doses de fabricantes diferentes das vacinas da Covid-19. "A pasta esclarece que cabe aos estados e municípios o acompanhamento e monitoramento de possíveis eventos adversos a essas pessoas por, no mínimo, 30 dias."
O órgão, no entanto, não respondeu aos pedidos da reportagem por mais esclarecimentos quanto aos mais de 16,5 mil registros de intercâmbio de fabricantes de vacina encontrados no Datasus.
Segundo a epidemiologista Denise Garrett, vice-presidente do Instituto Sabin, erros de administração na vacina poderiam ser evitados ou minimizados com uma coordenação maior do PNI (Programa Nacional de Imunização) em termos de supervisão, treinamentos e registros da campanha.
"Tão sério quanto essa falta de coordenação é o fato de não haver orientação por parte do programa em como proceder quando essas situações ocorrem."
Há trocas de fabricantes entre as doses da vacina em 1.645 municípios brasileiros —quase um terço do total de municípios do país. Santo André (SP) lidera o ranking nacional com 2.747 casos. Quase todas as ocorrências (2.739) aconteceram em um único posto de vacinação, a UBS Espírito Santo.
A Folha esteve no local e contatou a Prefeitura de Santo André, que informou que teve problemas operacionais constantes. "Os mesmos referem-se ao sistema de migração dos dados e já foram reportados ao Programa Estadual de Imunização". Não ficou claro, no entanto, como esses problemas resultaram em registros trocados de lotes e fabricantes nos vacinados.
O governo estadual São Paulo, por sua vez, disse, em nota, que não registrou problemas operacionais na migração de dados para o Datasus. "Desde a integração dos sistemas, a transmissão das informações recebidas pelo estado de doses aplicadas e registradas pelos municípios ocorre normalmente no repasse ao governo federal."
O governo reforçou ainda que ministrar a vacina é responsabilidade dos municípios. Uma em cada quatro trocas de fabricantes na vacina da Covid-19 está no estado de São Paulo, num total de 4.471 ocorrências.
Entre as capitais, a cidade do Rio de Janeiro lidera as trocas de doses com 1.136 ocorrências —no estado, há 1.653 casos, de acordo com o Datasus. Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde do Rio disse à Folha que "não foi notificada sobre trocas de vacinas na segunda dose tanto pelo Ministério da Saúde quanto pelas secretarias municipais de Saúde".
Depois do Rio, as capitais com mais troca de fabricantes entre as doses são Goiânia (667 ocorrências) e Brasília (520 casos).
Os dados do Datasus são preenchidos pelos profissionais de saúde nos postos de vacinação, sob a responsabilidade dos municípios. O Plano Nacional de Operacionalização da Vacina Contra Covid-19 determina que todos os profissionais da saúde que tiverem conhecimento de erros de imunização "devem notificar os mesmos às autoridades de saúde".
O país tem experiência com vacinas com mais de uma dose. Antes da pandemia, pelo menos nove imunizantes disponíveis no calendário vacinal do SUS tinham mais de uma dose, como a meningocócica C (com duas doses) e a poliomielite (com três doses).
A Folha já havia mostrado que mais de meio milhão de brasileiros vacinados com a Coronavac no primeiro mês de vacinação no país não tinha recebido a segunda dose da vacina mais de 45 dias após a primeira dose, o que compromete a imunização.
Três dias depois da reportagem, o Ministério da Saúde anunciou em entrevista coletiva que ao menos 1,5 milhão de pessoas que tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid desde o início da vacinação no país não completaram o esquema vacinal com a segunda dose, considerando apenas o intervalo mínimo para retorno.

Fonte: Folha de São Paulo



Agente de saúde é demitida após aplicar vacina contra covid-19 no marido e outros parentes em Bauru

Uma agente de saúde terceirizada da prefeitura de Bauru foi demitida nesta quinta-feira, 22 de abril, por aplicar doses da vacina contra a covid-19 no marido e outros três parentes.
Segundo informações da administração municipal, que registrou um boletim de ocorrência, a mulher trabalha na Unidade de Saúde da Família da Vila São Paulo. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.
Além do marido da agente de saúde, o filho, a nora e a cunhada teriam recebido as doses. O caso foi descoberto durante o balanço diário que a Secretaria de Saúde faz para evitar que pessoas furem a fila da imunização na cidade.
Atualmente a prefeitura de Bauru está imunizando os idosos a partir de 64 anos com a primeira dose. Para receber o imunizante é necessário fazer um agendamento pela internet.

Fonte: G1



Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 22 milhões no sábado

Ninguém acertou os seis números do concurso 2364 da Mega-Sena realizado nesta quinta-feira, 22 de abril. O prêmio estimado para a próxima aposta, que será realizada no sábado, 24 de abril, é de R$ 22 milhões.
Confira as seis dezenas sorteadas: 20 - 33 - 42 - 44 - 51 - 56
Segundo a Caixa Econômica Federal, 180 apostas acertaram a quina e levaram R$ 8.467,06 cada uma. Além disso, 1.719 pessoas acertaram a quadra e ficaram com R$ 1.266,57 cada uma delas.
A Mega-Sena paga milhões para o acertador dos 6 números sorteados. Ainda é possível ganhar prêmios ao acertar 4 ou 5 números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para concorrer, você deve marcar de 6 a 15 números do volante, podendo deixar que o sistema escolha os números para você (Surpresinha) e/ou concorrer com a mesma aposta por 2, 4 ou 8 concursos consecutivos (Teimosinha).
Os sorteios da Mega-Sena são realizados duas vezes por semana, às quartas e aos sábados. Em semanas especiais, ocorrem três sorteios, às terças, às quintas e aos sábados. 
A aposta mínima, de 6 números, custa R$ 4,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio mais cobiçado do País.

Fonte: Terra



Mulher é presa com carga de 200 quilos de maconha em Ourinhos

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu uma mulher, de 27 anos, com 200 quilos de drogas. A prisão ocorreu em um hotel, no Centro de Ourinhos.
Às 21 horas, a equipe que estava de plantão recebeu uma denúncia anônima, informando que uma mulher estaria transportando maconha em um HB20, cor prata. Veículo estaria parado em um posto de combustíveis na Rodovia Raposo Tavares (SP 270).
Os policiais foram até o local, mas os funcionários disseram que o carro já havia saído. A PRF realizou diligências na área urbana e, às 22h30, o automóvel foi localizado no estacionamento de um hotel.
A condutora estava em um dos quartos. Ela não portava documentos, mas estava em posse da chave do veículo. Questionada, relatou que transportava cerca de 200 quilos de maconha, fato confirmado quando os policiais abriram o porta-malas.
A mulher disse que foi de ônibus até Foz do Iguaçu/PR, onde recebeu o automóvel de estranhos, e deveria conduzi-lo até Guarulhos/SP.
Ela recebeu R$ 1 mil para custeio da viagem, e deveria fazer o transporte para pagamento de uma dívida do marido, que está preso. Favor seria feito a uma facção criminosa que atua dentro dos presídios.
Em vistoria realizada no veículo, os policiais constataram que o automóvel tinha sido roubado em Santo André/SP, mas estava com placas de outro semelhante.
A mulher foi conduzida para a Polícia Civil de Ourinhos, onde foi presa em flagrante por tráfico de entorpecentes e permaneceu à disposição da Justiça.

Fonte: Marília Notícia



Homem aciona Procon e afirma ser ganhador da Mega da Virada

A Mega da Virada pode ter um novo ganhador. Isso porque um consumidor procurou o Procon-SP afirmando ser o vencedor do prêmio, que foi realizado em 31 de dezembro de 2020. Em comunicado divulgado nesta quinta-feira, 22 de abril,, o Procon-SP informou que notificará a Caixa Econômica Federal para que a empresa confirme a identidade do apostador.
Segundo o órgão, é dever da instituição fazer o pagamento, mesmo que a empresa afirme que o consumidor perdeu o prêmio por não ter retirado dentro do prazo — que seria de 90 dias e, portanto, teria vencido em 31 de março. “A Caixa tem como identificar quem é o ganhador. E queremos apurar se esse consumidor que nos procurou é efetivamente quem venceu o sorteio”, afirma Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP. “É inconcebível que a Caixa saiba quem é o vencedor e não o comunique”, concluiu o diretor. Prêmio de mais de R$ 162 milhões é o maior já "perdido" da história do sorteio.
No mês passado, a Caixa foi notificada a identificar o apostar e fazer o pagamento. Em resposta, o banco alegou que a obrigação de reclamar o prêmio no período de 90 dias é do vencedor e que o cadastro efetuado pela internet não tem a finalidade de fazer a identificação, mas, sim, de verificar a qualificação do interessado como apostador.
Confira a íntegra da nota da Caixa à época do primeiro questionamento feito pelo Procon-SP:
“A CAIXA informa que prestou os esclarecimentos necessários ao Procon-SP. O banco esclarece ainda que, de acordo com a Lei 13.756/2018, cabe exclusivamente ao apostador solicitar o recebimento de prêmios de loterias em até 90 dias. A lei estabelece, ainda, que todo prêmio não reclamado no prazo acima seja repassado ao FIES (Fundo de Financiamento Estudantil).
Ao apostar na Casa Lotérica, os dados pessoais do apostador não são registrados nos sistemas da CAIXA, e assim também ocorre ao apostar pela internet. A CAIXA não grava, junto com a aposta, a identidade do apostador, independente do canal de venda. Assim, o cadastro feito no sistema de vendas online não é gravado nas apostas efetuadas, que são independentes e invioláveis, para proteção do próprio apostador.
Essas são medidas imprescindíveis adotadas pelo banco para garantir a segurança e integridade das Loterias CAIXA”.

Fonte: Correio Brasiliense



quinta-feira, 22 de abril de 2021

Gigante do cimento LafargeHolcim decide encerrar operações no Brasil

A fabricante de cimento franco-suíça LafargeHolcim contratou o Banco Itaú BBA para assessorar a venda de sua operação no mercado brasileiro, segundo a agência de notícias Bloomberg.
A transação poderia chegar a US$ 1,5 bilhão (R$8,5 bilhões) , de acordo com executivos ouvidos pela agência.
Maior empresa de seu setor, a LafargeHolcim tem 1.400 funcionários no Brasil e 90 mil no mundo.
Segundo seu site oficial, conta com indústrias nas regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil, onde é uma das maiores em atividade.
De acordo com a Bloomberg, o movimento faz parte de ação da LafargeHolcim de vender ativos para diminuir sua dívida. A empresa tem se concentrado em cortar atividades fora da Europa e vendeu unidades em países como Indonésia, Malásia e Filipinas.
A decisão da empresa vem em um momento em que o mercado da construção mantém resultados positivos no Brasil, apesar da pandemia e da crise.
Segundo o Snic (Sindicato Nacional da Indústria do Cimento), o setor cresceu 19% no primeiro trimestre de 2021, na comparação com igual período do ano passado. A entidade afirma que foram vendidas 15,3 milhões de toneladas no trimestre, 5,5 milhões em março, mês que registrou alta de 34,6%.
O sindicato considera que a alta reflete boas condições climáticas, manutenção das obras programadas e construções feitas pelos próprios donos ou moradores. Mesmo assim, fala que o cenário é de incertezas, por causa do fechamento das lojas provocado pela pandemia e a queda na renda.
José Eduardo Martins, presidente da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), disse à Folha que uma saída da empresa seria inesperada, pois o setor passa por momento de pico de vendas.
O dirigente afirma que a empresa permaneceu no país em períodos muito difíceis para o setor. Por isso chama atenção sua intenção de sair em um momento em que o mercado está favorável em termos de vendas e rentabilidade.
A LafargeHolcim já havia vendido ativos no Brasil, junto a mais unidades em outros países, para o grupo irlandês CRH, para cumprir com obrigações concorrenciais.
Procurada, a empresa disse que não iria comentar.
O anúncio se soma ao da Sony, que anunciou o fechamento de sua unidade em Manaus (AM), e da Ford, que decidiu encerrar todas as atividades fabris no Brasil ainda neste ano.
A LG, após anunciar o encerramento de sua divisão de smartphones globalmente, colocou sua planta em Taubaté (SP) à venda.

Fonte: Folha de São Paulo



Infosiga: Garça registra três mortes no trânsito neste ano

Garça registrou três mortes em virtude de acidentes no trânsito de janeiro a março de 2021, de acordo com os dados divulgados pelo Infosiga-SP, sistema de dados do Governo do Estado de São Paulo, que traz mensalmente as informações sobre ocorrências do tipo.
Os óbitos ocorreram cada um em um mês. Uma das vítimas fatais estava de motocicleta, outra em automóvel e a terceira era um pedestre. Os são homens na faixa etária entre 18 a 24 anos, 45 a 49 e 65 a 69.
O levantamento aponta ainda que as mortes aconteceram nas vias da cidade. E, em dois casos, as vítimas chegaram a ser levadas para o hospital. Apenas um óbito foi no local do acidente.
No ano passado, a cidade registrou cinco óbitos em decorrência de fatalidades no trânsito, entre maio e dezembro.

Fonte: Marília Notícia





Sebrae-SP está com inscrições abertas para o Empretec em Assis

O comportamento do empreendedor é apontado como um dos fatores decisivos para o sucesso ou fracasso de um negócio. São justamente essas habilidades que são trabalhadas durante o Empretec, uma metodologia da Organização das Nações Unidas (ONU) e aplicada com exclusividade no Brasil pelo Sebrae. A ação está prevista para acontecer no Sebrae Aqui Assis entre os dias 07 e 12 de junho.
Os interessados no Empretec devem passar primeiro por entrevistas, que estão agendadas para o início do mês de maio. Mais informações sobre o processo de inscrição pelos telefones (18) 3302-4406 ou (18) 3302-4407.
De acordo com pesquisa do Sebrae-SP, se antecipar aos fatos, buscar intensamente informações e persistir nos objetivos são comportamentos que distinguem os empreendedores de sucesso. O levantamento também aponta que é importante ter um plano de ações para atingir as metas e os objetivos e saber aonde quer chegar. Além do comportamento empreendedor, o planejamento prévio e a gestão empresarial influenciam no desenvolvimento da empresa.
A consultora do Sebrae-SP Cristiane de Souza destaca os benefícios do Empretec para os participantes, ainda mais em um cenário desafiador como o atual. O primeiro deles é saber identificar ou melhorar as oportunidades empresariais, além de avaliar o planejamento atual e a capacidade de solucionar problemas. O empresário aprende a elaborar o planejamento da empresa, a desenvolver estratégias efetivas de negócios, a entender a relação entre qualidade, eficiência e êxito empresarial.
Outro benefício é usar as redes de contatos pessoais e empresariais. "Quem fez Empretec é considerado um empreteco. Eles se identificam em qualquer lugar do Brasil e formam grupos que podem ajudar um ao outro", afirma.
As dez características trabalhadas durante o Empretec são: busca de oportunidades e iniciativa; persistência; correr riscos calculados; exigência de qualidade e eficiência; comprometimento; busca de informações; estabelecimento de metas; planejamento e monitoramento sistemáticos; persuasão e rede de contatos; independência e autoconfiança.
Serviço
Data: 7 a 12 de junho
Horário: 8h às 17h (previsão)
Local: Sebrae Aqui Assis
Endereço: Av. Antônio Zuardi, 970 - 2 - Vila Cambui, Assis

Fonte: AssisCity