segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

Garça registra primeiros casos de dengue no ano e Araceli vai ter nebulização

A Secretaria Municipal da Saúde de Garça divulgou o registro dos dois primeiros casos do ano de dengue na cidade. Tais casos foram verificados em Vila Araceli e a Vigilância Epidemiológica irá adotar as medidas necessárias para tentar conter a evolução da doença. As primeiras ações a serem realizadas serão o controle de criadouros e a nebulização, que será realizada hoje, 08 de fevereiro, entre sete da manhã e uma da tarde. 
O objetivo das ações é prevenir novas contaminações, vistoriando as residências no entorno dos casos positivos, visando., desse modo, eliminar os criadouros, orientar os moradores e diminuir os mosquitos adultos com a nebulização.
No município, outras 11 pessoas apresentaram sintomas da dengue e aguardam a chegada do resultado do exame. 
Se alguém apresentar sintomas, como febre, dor de cabeça, dor no fundo dos olhos, manchas no corpo e dores nas articulações, deve procurar a unidade de saúde mais próxima da sua residência e não se medicar por conta própria, sem antes consultar o médico, já que alguns medicamentos podem agravar a doença.

Aplicação — O processo de nebulização, que será realizado na segunda-feira, contará com os agentes de saúde e os de endemias uniformizados, percorrendo as ruas no entorno da residência dos casos confirmados da doença. 
O inseticida empregado na nebulização não tem cheiro forte e o veneno empregado é específico para eliminar o mosquito em fase adulta. Esse produto não se mostra eficaz no combate ao Aedes aegypti em sua fase aquática, ou seja, no estágio de ovo, larva, pupa, assim como dentro dos criadouros com água parada. 
Portanto, o combate ao mosquito não será eficiente se os moradores não fizerem a sua parte, redobrando os cuidados em suas casas para evitar a proliferação do mosquito. Pelo menos uma vez por semana é preciso eliminar os recipientes que possam acumular água, evitando focos do mosquito.

Cuidados — Existem também alguns procedimentos que os moradores devem adotar durante a nebulização para que o veneno mate o mosquito e não prejudique as pessoas e os animais domésticos, como guardar em lugar fechado ou cobertos alimentos, água e utensílios de cozinha, roupas limpas, bebedouros de animais e gaiolas de passarinhos. As portas, janelas e cortinas devem ficar abertas para facilitar a entrada do inseticida. 
Durante a aplicação do produto os moradores devem permanecer na calçada com crianças e animais domésticos, só retornando 30 minutos após o término do procedimento. Se na casa existir pessoas doentes ou acamadas, elas deverão ser mantidas no quarto, com as portas e janelas fechadas. 
A dengue não é transmitida de pessoa para pessoa. A transmissão se dá pelo mosquito. A passagem do vírus do mosquito para o homem pode demorar de dez a 14 dias depois da picada.
O ciclo de transmissão ocorre do seguinte modo: a fêmea do mosquito deposita seus ovos em recipientes com água. Ao saírem dos ovos, as larvas vivem na água por cerca de uma semana. Após esse período, transformam-se em mosquitos adultos, prontos para picar as pessoas. 
O Aedes aegypti procria rapidamente e o mosquito da dengue adulto vive, em média, 45 dias. Uma vez que o indivíduo é picado, demora no geral de três a 15 dias para a doença se manifestar.
Os principais sintomas da dengue clássica são febre alta com início súbito (entre 39º a 40º C); forte dor de cabeça; dor atrás dos olhos; manchas e erupções na pele, pelo corpo todo, normalmente com coceiras; extremo cansaço; moleza e dor no corpo; muitas dores nos ossos e articulações; náuseas e vômitos; tontura e perda de apetite e paladar.

Fonte: Jornal Debate



Nenhum comentário:

Postar um comentário