terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Cadeia Pública Feminina de Pirajuí vai ser fechada a partir da próxima semana

A Cadeia Pública Feminina de Pirajuí, unidade prisional transitória para mulheres presas na região de Bauru, será desativada a partir do próximo dia 01 de março. Com a mudança, dependendo do tipo de prisão, as detentas passarão a ser encaminhadas para as Cadeias Públicas de Avaí e de São Pedro do Turvo que, hoje, recebem apenas presos do sexo masculino.
O encerramento das atividades da Cadeia de Pirajuí foi confirmado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP). "As presas por prisões preventivas, prisões em flagrante e condenação serão encaminhadas à Cadeia Pública de Avaí. Já as presas por prisões temporárias e por pensão alimentícia serão transferidas para a Cadeia Pública de São Pedro do Turvo", informou em nota.
A reportagem apurou que as detentas ocuparão celas antes destinadas a adolescentes infratores que, agora, são incluídos de forma direta na Fundação Casa quando são apreendidos. Questionada sobre a presença de homens e mulheres em uma mesma unidade, a SAP alega que haverá separação. "As mulheres ficarão em celas destinadas apenas às mulheres, separadas dos presos masculinos", diz.
A pasta não respondeu questionamento feito pelo JC sobre as razões para a desativação da cadeia feminina de Pirajuí. Porém, a reportagem apurou que o motivo poderia ser a falta de carcereiros. A carreira foi extinta pelo governo estadual nos quadros da Polícia Civil e, com as diversas aposentadorias ocorridas ao longo dos anos, esses profissionais estariam se tornando escassos no território paulista.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru



Nenhum comentário:

Postar um comentário