terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Procon de Garça fecha ano de 2020 com registro de 3.623 atendimentos

A unidade do Procon de Garça apresentou o balanço de atendimentos do órgão relativo ao mês de dezembro. No período, 240 demandas foram processadas pelo serviço local. 
Durante o mês passado, as “simples consultas” somaram 126 demandas. As “simples consultas” são as orientações oferecidas ao consumidor quando ele busca o auxílio do Procon para esclarecer alguma dúvida sobre contratos, compras, entre outros procedimentos. 
Em dezembro, os procedimentos da Nota Fiscal Paulista totalizaram 22 atendimentos. Ainda no mês, foram verificados 126 atendimentos preliminares. Esse tipo de procedimento pode ser realizado por meio de uma ligação telefônica, quando o Procon intervém junto ao fornecedor para obter a resolução do problema do consumidor, em caso de se tratar de uma relação de consumo. Nesse tipo de atendimento, há o compromisso do fornecedor de resolver a questão. Além disso, houve o registro de 41 atendimentos preliminares.
Também foram registradas 36 emissões de CIPs (Carta de Informações Preliminares). Essa carta é enviada ao fornecedor diante da necessidade de que ele se manifeste por escrito sobre algum pleito apresentado pelo consumidor — atendendo ou não a reclamação.
Em dezembro foram contabilizadas 12 CIPs finalizadas com acordo e três CIPs finalizadas com outras baixas (encerradas, canceladas, consulta concluída).
Com os números de dezembro, o Procon efetuou a estatística de demanda do ano de 2020, que contou com um total de 3.623 atendimentos.
A principal demanda do ano passado foi em relação às simples consultas, que somaram 1.937. As cartas emitidas chegaram a 511, contra 411 atendimentos preliminares. Os procedimentos referentes à Nota Fiscal Paulista chegaram a 365, ao passo que as cartas com acordo somaram 256, com cartas com outras baixas totalizando 106. Os atendimentos extra-Procon ficaram em 37.
Clodoaldo José de Oliveira, agente responsável pelo Procon em Garça, apontou que os números observados ao longo do ano passado ficaram dentro de um patamar satisfatório, principalmente levando-se em conta o cenário atípico verificado com a pandemia.
Ele lembrou que, com o quadro de isolamento, muitos consumidores ampliaram suas compras pela internet e que, diante disso, alguns cuidados devem ser tomados.
“A orientação é que o consumidor prefira fazer compras em sites que também contam com lojas físicas. Além disso, antes de finalizar uma compra é importante consultar o site da Fundação Procon e verificar se a loja on-line é confiável, se tem muitas reclamações”, disse.
O Procon de Garça iniciou suas operações em 02 de maio de 1996. O órgão tem como objetivo principal elaborar e executar a política de proteção e defesa dos consumidores, através do recebimento e processamento de reclamações administrativas, individuais e coletivas, contra fornecedores de bens ou serviços, orientação aos consumidores e fornecedores sobre direitos e obrigações nas relações de consumo, fiscalização do mercado consumidor para fazer cumprir as determinações da legislação de defesa do consumidor, entre outros procedimentos.
Em Garça, o Procon atende à rua XV de Novembro, 110, no Centro. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 08 às 11 e das 13 às 16 horas. O telefone é 3406 3632.

Fonte: Jornal Debate



Nenhum comentário:

Postar um comentário