sexta-feira, 5 de março de 2021

Pedágios na Transbrasiliana na região vão ter aumento de mais de 48%

A partir deste sábado, 06 de março, as tarifas dos pedágios da Rodovia Transbrasiliana (BR 153), na região de Marília, vão sofrer um reajuste de 48,1%. Com isso, o valor para automóveis, que era de R$ 5,20, será de R$ 7,70.
O reajuste afeta as praças de pedágio nos municípios de Vera Cruz e Lins, além de outras cidades na região de São José do Rio Preto. Segundo a concessionária, o aumento ocorreu por causa do início das obras de duplicação, autorizado pela Justiça.
No centro-oeste paulista, os trabalhos serão feitos do quilômetro 162 ao quilômetro 195, de Promissão à Getulina. Neste momento, a concessionária informou que não será duplicado o trecho que compreende o município de Marília.
A concessionária informou ainda que a decisão prevê o reequilíbrio do contrato de concessão, por meio da revisão da tarifa de pedágio, já que as obras de duplicação não estavam previstas no contrato original.
As obras têm como objetivo trazer mais segurança e conforto aos usuários, e a previsão é que sejam gerados 720 empregos diretos, 1.500 empregos indiretos, além de mais de R$ 72,1 milhões de impostos, informou a concessionária.

Fonte: G1



Jacto anuncia construção de nova fábrica em Pompéia com conceito 4.0


O grupo Jacto anunciou nesta sexta-feira a construção de uma nova fábrica na cidade de Pompeia, com previsão de término em março de 2023. O projeto busca atender o aumento da demanda dos produtos atuais e dos novos lançados em 2020.
A nova planta terá uma área construída de 96 mil m², com implantação de tecnologias e instalações que atendem aos conceitos de Indústria 4.0, como um sistema automatizado de pintura com tecnologia de vanguarda, movimentação de materiais por veículos autônomos, sistema automatizado de armazenagem, além de um centro avançado de treinamentos.
A unidade também vai empregar conceitos de sustentabilidade, como reuso de água, manufatura sem papel e painéis solares que irão gerar energia equivalente a todo o consumo da fábrica.
"Este projeto faz parte de um conjunto de ações que tem como principal objetivo oferecer excelência na experiência do agricultor. Lançamos uma nova linha de produtos em agosto do ano passado com três modelos de plantadeiras, uma colhedora de cana-de-açúcar e um pulverizador autônomo. Agora, estamos dando mais um grande passo, investindo em uma fábrica moderna para sustentar o crescimento previsto para os próximos anos.", afirma Fernando Gonçalves Neto, diretor presidente da Jacto.
A Jacto possui uma história de mais de 70 anos, que começou com o seu fundador Shunji Nishimura, e hoje está presente em mais de 100 países com fábricas no Brasil, na Argentina e na Tailândia e escritório comercial no México.
Possui uma linha ampla de produtos e serviços de alta tecnologia, oferecendo soluções inovadoras para pulverização, adubação, plantio, colheita de café, colheita de cana-de-açúcar, equipamentos portáteis manuais e à bateria, além de produtos e sistemas para agricultura de precisão.
"A nova fábrica dará base para a evolução de novas tecnologias e junto com nossos valores e filosofia empresarial será alicerce para o nosso propósito rumo aos cem anos com o mesmo espírito inovador e resiliência que nos trouxeram até aqui, mantendo renovada nossa visão otimista e mais sustentável do futuro", comenta Ricardo Nishimura, acionista e presidente do conselho de administração do Grupo Jacto, que ainda acrescenta: "o agronegócio brasileiro continuará avançando e ganhará cada vez mais relevância na produção global de alimentos e na formação do PIB nacional".
Com a nova planta, a empresa fortalece ainda mais o seu propósito de servir ao agricultor com as melhores soluções, entregando equipamentos de qualidade, alto nível tecnológico, para atender as demandas atuais e futuras dos produtores no Brasil e no exterior.

Fonte: Giro Marília



Tupãenses desenvolvem sorvete que alivia sintomas da quimioterapia

Alimentos gelados ajudam quem enfrenta quimioterapia e radioterapia. O motivo é que eles aliviam náuseas e incômodos na boca, efeitos típicos em quem passa pelo tratamento contra o câncer.
Com isso em mente, uma dupla de tupãenses desenvolveu um sorvete diferente, que foi pensado especialmente nas pessoas que enfrentam o tratamento oncológico. Além de aliviar alguns dos sintomas, a guloseima também funciona como um complemento alimentar.
"O sorvete alivia os sintomas causados pelo tratamento de quimioterapia , além de minimizar os efeitos colaterais, também atende as necessidades nutricionais do paciente com a função de nutrir, como um complemento alimentar, com alta densidade calórica, rico em proteínas de alto valor biológico, fibras e fontes de gorduras boas", explica a nutricionista da Associação de Combate ao Câncer de Marília e Região, Adriele Simi.
Em entrevista ao TupãCity.Com, a nutricionista explica que além dos efeitos colaterais da quimioterapia como náuseas, vômitos, boca seca (xerostomia), feridas na boca/inflamação da mucosa da boca (mucosite), falta de apetite (hiporexia), dor para deglutir (odinofagia), muitos pacientes sofrem com a impossibilidade de se alimentar adequadamente e apresentam perda de peso e de massa muscular.
A parceria entre a nutricionista Adriele Simi e o proprietário da Sorveteria Itália, Jonas Montagnani, para o desenvolvimento do sorvete, também vai trazer ainda mais resultados positivos para as pessoas que estão em tratamento da doença, já que eles lançaram um projeto social.
"Os sorvetes serão destinados aos pacientes com câncer em tratamento de quimioterapia da Santa Casa de Misericórdia de Tupã e parte dessa doação também será destinado à ACC de Marília que atende pacientes de Tupã, outros pacientes que fazem tratamento em outros locais, como Jaú, Ourinhos e Barretos, também serão atendidos. Estamos vendo a melhor estratégia para propagar o nosso projeto de forma transparente e que chegue até os pacientes corretos e que realmente precisam do produto".
Já sobre a ideia, Adriele explica que surgiu a partir do Jonas. Segundo ela, o proprietário da sorveteria viu uma matéria que falava sobre sorvetes elaborados para alívio de sintomas do tratamento contra câncer. Ele procurou a nutricionista e propôs a ideia. Com isso, juntos eles elaboraram uma lista de ingredientes com alimentos nobres e saudáveis e, assim, surgiu o sorvete.
"O primeiro teste já foi muito satisfatório e concluímos que a junção desses ingredientes seria muito positivo aos pacientes, estamos aprimorando cada vez mais para que além de nutritivo ele tenha a palatabilidade próxima aos sorvetes comuns", conta a nutricionista.
Os tupãenses receberam apoio do Rotary Tupã Vanuíre, Casa da Amizade, Administrador da Santa Casa (Laércio Garcia) e do vereador Eduardo Shigueru, para colocar esse projeto do bem em prática.

Fonte: TupaCity



Por vacina, profissionais da rede de educação de Marília decidem por greve

Assembleia com profissionais da rede municipal de ensino de Marília, realizada na última quinta-feira, 05 de março, por teleconferência, decidiu por uma greve da categoria a partir da semana que vem. A paralisação foi anunciada para começar na próxima segunda-feira, 08 de março.
A reunião dos trabalhadores da Secretaria da Educação foi realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Marília (Sindimmar).
O objetivo da greve, segundo nota oficial, é “pela preservação da vida de todos os trabalhadores e da população”.
Sindicato e trabalhadores questionam “o fato de todo o Estado estar na fase vermelha do Plano São Paulo, com vários órgãos restringindo atendimento, enquanto o plano de retomada do ensino de Marília foi mantido”.
Na verdade, as aulas presenciais estão mantidas em todo o Estado. A mobilização pela paralisação ocorre desde o dia 1º de março, que era a data inicial de retorno das aulas presenciais.
Uma professora ouvida pela reportagem, que pediu para não ser identificada, disse que na escola em que ela trabalha estão matriculados cerca de 600 alunos, mas estão sendo recebidos apenas 40 crianças.
“Será que vale a pena manter uma escola deste tamanho para receber apenas 40 alunos? E destes alunos, a maioria, para não dizer todos, não consegue parar com a máscara no rosto. Até para a gente é difícil, imagina para as crianças”, comentou.
“É um absurdo pedir para a gente voltar”, completou. “Os professores trabalham dobrado. Temos que ficar o tempo todo na plataforma atendendo pais com dúvida, dando atividade, atendendo os alunos presenciais. Já tem professor que não está indo, já paralisou”.
Outra professora questionou: “se até o Tribunal de Justiça está restringindo o atendimento devido às restrições da fase vermelha, como é que vamos voltar às salas de aula, com risco de contágio?”
O presidente do Sindimmar, José Paulino, ressaltou que a mobilização foi marcada por meio de lives e outros encontros virtuais, de esclarecimento e orientação, sendo que a conclusão foi de que “é um risco voltar às aulas presenciais”.
“Não podemos aceitar esse plano que foi definido ainda quando estávamos na fase amarela, que já era arriscado”, ponderou Paulino.
A greve, de acordo com ele, tem o objetivo de sensibilizar a administração municipal no sentido de providenciar a vacinação dos servidores da educação, providenciar condições seguras para a volta das atividades presenciais e garantir o direito à vida de todos os funcionários e da população.
A mobilização segue no sábado (6), com entrega de materiais no sistema drive-thru e realização de encontro via Google Meet com representante do departamento jurídico do Sindimmar. Serão feitos esclarecimentos sobre o direito de greve e outras iniciativas.
“Esperamos contar com a compreensão dos pais e mães dos alunos, uma vez que estamos lutando pela preservação da saúde e da vida de todos”, finalizou Paulino.

Fonte: Marília Notícia



Garça passa a ter ferramenta digital no combate à dengue

Garça para a contar com uma ferramenta digital chamada “Super Agente”. Esse instrumento vai ser utilizado no combate à proliferação da dengue no município.
O secretário municipal de Inovação e Tecnologia, Leandro Carvalho, explicou que esse programa busca automatizar todas as notificações que são feitas em relação ao combate à dengue. "Hoje o agente vai até o local, faz a notificação, vai até a Unidade de Saúde à qual ele está vinculado e ela informa a Vigilância Sanitária do possível caso encontrado", disse. 
Posteriormente, a Vigilância processa o bloqueio a partir do endereço identificado em um raio de 100 metros. Isto é feito manualmente, em um mapa da cidade. Todas as residências que estão neste raio são identificadas. 
"A Vigilância Sanitária avisa, via papel, a Unidade de Saúde onde está localizada a região em que o bloqueio deve ser feito. Com a implantação do programa, quando o agente identificar o foco da dengue, ele mesmo, que terá um tablet em mãos, vai mostrar no aplicativo onde é o endereço. Eletronicamente a Vigilância será avisada. Ao receber os detalhes, o próprio sistema vai criar a região do bloqueio onde será feita a verificação pela equipe”, disse Carvalho.
A evolução da verificação das casas que estiverem na região do bloqueio também será registrada: “Conforme o agente for passando por cada residência o sistema avisa a Vigilância que a residência que estiver marcada na cor verde já foi verificada e não há nenhum foco, que a residência na cor amarela foi verificada e foi encontrado mais um foco do mosquito, e assim teremos um controle mais eficiente. O processo manual dura em torno de dez a 15 dias e a nossa expectativa é tudo seja feito em, no máximo, dois dias, quando o 'Super Agente' estiver funcionando", sustentou.
O programa já foi instalado no data center da Prefeitura e o treinamento aos funcionários que irão trabalhar no dia a dia deve acontecer entre o fim de março e o início de abril, quando o programa começará a ser utilizado efetivamente.

Redação do Garca.Jor



Rock in Rio é adiado para setembro de 2022

O Rock in Rio, um dos principais festivais de música do mundo, adiou sua próxima edição, marcada para setembro e outubro deste ano, para setembro de 2022. O adiamento foi provocado pela pandemia de covid-19.
“O Rock in Rio mobiliza pessoas dentro e fora da Cidade do Rock. Recebemos turistas de absolutamente todos os estados, além do Distrito Federal, e também de mais de 70 países. São 28 mil pessoas trabalhando para levar festa e alegria para as 700 mil pessoas que nos visitam. Vamos preservar vidas neste momento. Em setembro de 2022, estaremos juntos de novo e prontos para o melhor Rock in Rio de todos os tempos, quando vamos celebrar a paz e a vida”, informou o presidente do Rock in Rio, Roberto Medina, em nota publicada no site do evento.
A próxima edição do festival será realizada nos dias 02, 03, 04, 08, 09, 10 e 11 de setembro de 2022. Segundo os organizadores, as negociações com as atrações estão em andamento e algumas já devem ser anunciadas no primeiro semestre deste ano.

Fonte: Agência Brasil





quinta-feira, 4 de março de 2021

Várias regiões paulistas podem ter fortes chuvas até domingo

A Defesa Civil divulgou um alerta para a possibilidade de fortes chuvas entre os dias 05 e 07 de março.
Segundo o órgão, uma frente fria irá avançar no Estado, havendo condições para chuvas fortes com momentos de tempestades severas, seguidas por raios e ventos. 
As regiões que podem ser atingidas são Franca, Barretos, Ribeirão Preto, Araraquara, Bauru, São José do Rio Preto, Marília, Presidente Prudente e Araçatuba.
Como um grande volume de água pode cair em um curto espaço de tempo, existe risco de transtornos como deslizamentos, enchentes, desabamentos, alagamentos e ocorrências relacionadas a raios e ventos. 
Na imagem pode-se notar que o centro-oeste do Estado de São Paulo pode ter volume acumulado de chuvas que variam entre 40 e 80 milímetros.

Redação do Garca.Jor 



Casos positivos de covid-19 em Garça atingem a marca de 2.315

O novo boletim dos casos de covid-19 na cidade de Garça, divulgado pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde, mostra que o novo coronavírus continua a se propagar na cidade. 
Segundo os dados apresentados, entre quarta e quinta-feira, 13 novos casos foram reportados, atingindo, assim, 2.315.
Hoje há 611 pessoas em isolamento domiciliar, 58 a menos que quarta, ao passo que os casos descartados permanecem em 3.464. 
Os casos suspeitos aumentaram em 39 e chegaram a 101, todos em isolamento domiciliar, ao passo que os garcenses que contraíram a covid-19 e conseguiram se recuperar subiram para 1.649, com aumento de 69 pessoas, 
O número de óbitos por complicações da covid-19 permanece em 44 pessoas. 
Garça conta com o Centro de Referência da Atenção Básica para a Covid-19, que é o local que deve ser procurado pelos garcenses que apresentarem sintomas relativos à doença. O serviço está instalado na rua São João, 165, no antigo hospital Samaritano. Com esse Centro as pessoas não devem mais procurar as Unidades de Saúde de Família quando apresentarem sintomas gripais leves e moderados que podem indicar o início da doença.
Tal espaço funciona de segunda a sexta-feira, sem intervalo para almoço, entre 07 e 19 horas. Aos sábados das 07 às 13 horas. Aos domingos não há atendimentos. Nos horários em que não há atendimentos no Centro de Referência e aos domingos, quem apresentar sintomas de covid-19 deve procurar a UPA, que também está preparada para atender aos possíveis pacientes.

Redação do Garca.Jor



Coronavírus: empresas relatam escassez de produtos e matéria-prima em Tupã

A pandemia de coronavírus trouxe um cenário de incertezas nas áreas da saúde e também da economia. Em Tupã, diversos setores sofrem com a falta de matéria-prima e até de produtos. Por conta disso, algumas empresas tiveram até que dispensar funcionários.
O empreendedor Luis Henrique dos Santos trabalha com a venda de kokedamaas (arranjos de plantas aéreas) e que enfrenta dificuldades pela falta de matéria-prima para seus produtos.
"O fornecedor vem toda quinta-feira para Tupã. Mas, ele não está encontrando musgo/esfagno em Holambra. Essa matéria-prima vem do Rio de Janeiro". "Estamos parados. Tive que dispensar minha funcionária", acrescenta o empreendedor tupãense.
Já Daniele Stefanelli Porcelli, proprietária de uma loja de calçados na cidade, afirma que a pandemia é um momento delicado em vários segmentos.
"A falta de insumos e materiais está mais preocupante a cada dia. Isso ocasiona perda de vendas pela falta de produtos disponíveis e pelo aumento exorbitante dos valores, que pode até causar a impressão de que nós comerciantes estamos com má vontade ou pior, nos aproveitando da situação", desabafa.
A lojista monta seus produtos em fábrica e nos conta que os materiais acabam rapidamente, o que prejudica as vendas. "Recentemente, passei pela situação de precisar repor um calçado em uma cor que está na moda e não consegui por falta de material. Entre o pedido inicial e a reposição foram apenas quatro dias, mesmo assim nesse curto espaço de tempo o material já acabou e está com previsão de aumento de custo quando chegar a reposição".

Fonte: AssisCity



TRE suspende novas eleições em Anhembi

A decisão do governo paulista de colocar todo o estado na fase vermelha do Plano São Paulo a partir do próximo sábado, 06 de março, anunciada nesta quarta-feira, 03 de março, levou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a suspender a realização de eleições suplementares para prefeito e vice em Anhembi, na região de Botucatu, programadas para o dia 11 de abril. O órgão não informou se há previsão de nova data para o pleito.
As novas eleições em Anhembi foram aprovadas pelo TRE no final de fevereiro. O candidato mais votado em novembro do ano passado, com 51,66% dos votos válidos, Miguel Machado (PSDB), não pôde assumir o cargo por ter tido seu mandato cassado por improbidade administrativa.
O Código Eleitoral prevê eleições suplementares em situações excepcionais, quando houver nulidade de votos que atinja mais da metade da votação para o cargo de prefeito e  nos casos em que a Justiça Eleitoral indefere registro de candidatura, cassa diploma ou decreta a perda de mandato de candidato eleito.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru



ONU: forças de Myanmar matam quase 40 pessoas em repressão a protestos

As forças de segurança de Myanmar abriram fogo durante protestos contra o governo militar e mataram 38 pessoas nessa quarta-feira, disse uma enviada da Organização das Nações Unidas (ONU), no dia mais sangrento de repressão às manifestações pela volta do governo eleito democraticamente.
As forças de segurança recorreram a munição letal com pouco aviso em várias cidades pequenas e grandes, disseram testemunhas, e a junta militar pareceu determinada a conter os protestos contra o golpe de 1º de fevereiro, que depôs o governo eleito de Aung San Suu Kyi.
"É horrível, é um massacre. Não há palavras para descrever a situação e nossos sentimentos", disse o ativista jovem Thinzar Shunlei Yi à Reuters por meio de um aplicativo de mensagens.
“Hoje foi o dia mais sangrento desde que o golpe aconteceu no dia 1º de fevereiro. Tivemos hoje - só hoje - 38 pessoas mortas. Mais de 50 pessoas morreram desde o início do golpe, e muitas ficaram feridas”, disse em Nova York a enviada especial da ONU em Myanmar, Christine Schraner Burgener.
Um porta-voz do conselho militar governante não respondeu a um pedido de comentários.
Ko Bo Kyi, secretário adjunto do grupo de direitos humanos Associação de Assistência a Prisioneiros Políticos, escreveu no Twitter: "Até agora, os supostos militares mataram ao menos 18".
Em Yangon, a principal cidade do país, testemunhas disseram que ao menos oito pessoas foram mortas, uma no início do dia e sete quando as forças de segurança dispararam de forma contínua em um bairro do norte da cidade, no início da noite (horário local).
"Deve haver responsabilização e uma volta à democracia em Myanmar", disse a União Europeia.

Fonte: Agência Brasil



Osvaldo Cruz: homem é multado em R$ 4,5 mil por manter aves em cativeiro

Um homem de 50 anos foi multado em R$ 4,5 mil por manter aves em cativeiro, em Osvaldo Cruz, nesta quarta-feira, 03 de março. A autuação foi feita pela Polícia Militar Ambiental.
Uma equipe do policiamento ambiental constatou a existência de oito pássaros em cativeiro das espécies curió, coleirinho-papa-capim, trinca-ferro, canário-da-terra-verdadeiro e sanhaço-cinzento.
Ao perceber a chegada das equipes, o homem soltou três pássaros, dificultando a ação de fiscalização ambiental.
Foi elaborado um auto de infração ambiental no valor de R$ 4 mil, por ter em cativeiro aves da fauna silvestre, e outro auto de infração na quantia de R$ 500, por dificultar a ação de fiscalização.
Por apresentarem estado bravio, os pássaros foram devolvidos à natureza.

Fonte: OCNet



Agropecuária impediu queda na economia, diz CNA

O desempenho da agropecuária evitou uma queda mais acentuada do Produto Interno Bruto (PIB) total do país em 2020. Segundo o IBGE, a atividade teve expansão de 2% no ano passado na comparação com 2019, sendo o único setor “no azul” no ano passado, enquanto o PIB geral do país teve queda de 4,1%. Também houve retração para Indústria (-3,5%) e Serviços (-4,5%), reflexo dos efeitos da pandemia nessas atividades.
A CNA avaliou que, com esse resultado, a atividade agropecuária ganhou mais relevância no PIB do Brasil, aumentando sua participação de 6,7% em 2019 para 7,1%. Em relação ao agronegócio, que envolve toda a cadeia produtiva, a previsão é de que a participação do setor no PIB total do Brasil suba de 21,4% em 2019 para 24,5% em 2020.
“A agropecuária segue sua trajetória de alta e, assim, contribui para que a queda no PIB total seja menos acentuada do que poderia ter sido caso o setor não alcançasse tal resultado positivo”, destaca o Comunicado Técnico. 
“Isso permitiu que o resultado do PIB da agropecuária não retraísse também, o que comprometeria ainda mais o resultado do PIB brasileiro”, explica a CNA.

Fonte: Agrolink



Aposta de Curitiba ganha sozinha cerca de R$ 2,7 milhões da Mega-Sena

Uma aposta de Curitiba (PR) acertou as seis dezenas da Mega-Sena sorteadas nesta quarta-feira, 03 de março, e ganhou R$ 2.780.964,58. Os números sorteados no concurso 2.349 foram: 05 - 10 - 25 - 32 - 49 e 54.
A Quina teve 59 apostas ganhadoras, e cada uma vai receber R$ 25.587,57. Já a Quadra teve 3.150 apostas vencedoras, e cada um vai receber R$ 684,65.
O próximo concurso da Mega-Sena acontece sábado. E a estimativa é que o prêmio seja de R$ 22 milhões.

Fonte: Jornal Extra



quarta-feira, 3 de março de 2021

Ex-treinador do Noroeste Ruy Scarpino morre aos 59 anos de idade

O futebol brasileiro teve mais uma triste perda nesta quarta-feira, 03 de março. O treinador Ruy Scarpino, campeão paulista e da Série C do Campeonato Brasileiro com o Ituano e ex-comandante do Noroeste de Bauru em 2008 e 2009, faleceu aos 59 anos de idade, vítima da covid-19. O técnico estava hospitalizado desde o último domingo, dia 28 de fevereiro, por conta de complicações com a doença. Ruy era natural do Espírito Santo, mas estava em Manaus, onde iniciaria a temporada com o Amazonas FC.
Scarpino acumula passagens por mais de 25 clubes do futebol brasileiro e coleciona títulos e honrarias por onde passou. Sua primeira passagem pelo Ituano, de São Paulo, entre 2000 e 2003, foi uma das mais vitoriosas de sua carreira, onde foi campeão do Paulistão, em 2002, e no ano seguinte da Série C do Campeonato Brasileiro.
O clube paulista lamentou a morte do ídolo nesta quarta-feira, através de um post em suas redes sociais. 
"O Ituano lamenta profundamente o falecimento do técnico Ruy Scarpino em decorrência do Covid 19. Ele estava internado em Manaus. Ruy Scarpino foi campeão Paulista 2002 e da Série C 2003. Ele retornou em 2010 e trabalhou até o Paulista 2011. Nossos sentimentos aos familiares", indicou o clube no Twitter.
Mas onde Ruy teve mais sucesso foi no Maranhão. Após o título nacional, Ruy embarcou para defender o Moto Club, onde já havia atuado como goleiro, entre 1996 e 1998, e foi campeão estadual mais uma vez. 
Depois de 12 anos, retornou para o clube nordestino, onde conquistou mais um regional maranhense - este foi considerado um dos grandes times da história do Moto, que também conquistou o acesso à Série C do Brasileirão.
Ainda no Estado, ele seria campeão novamente, desta vez pelo Imperatriz, em 2019, em final justamente contra o Moto Club, uma das mais emocionantes da história do Campeonato Maranhense, com o gol do título nos minutos finais.  
Em 2017, Scarpino também comandou o Maranhão Atlético e quase conseguiu outro acesso histórico para a Série C do Campeonato Brasileiro. Naquele ano, o time fez boa campanha, mas no terceiro 'mata-mata' acabou sendo eliminado pelo Operário-PR. 
Ruy também conquistou um Campeonato Piauiense, em 2017, pelo Altos, e vice-campeão paraibano, pelo Campinense, no ano seguinte.

Fonte: Goal



A partir do próximo sábado todo Estado de São Paulo passa para fase vermelha

O governo de São Paulo irá iniciar o retrocesso à fase vermelha em todo o estado a partir da 0h do próximo sábado, 06 de março. A medida valerá até o dia 19 de março para tentar barrar a evolução da curva de infecções, óbitos e internações devido ao novo coronavírus.
A medida não incluirá o fechamento total de escolas. A regra adotada em dezembro pelo governo, de permitir aulas presenciais opcionais nas duas fases mais restritivas do Plano SP de abertura econômica, vermelha e laranja, segue valendo.
O governo quer, contudo, retirar 80% dos 2,5 milhões de alunos que frequentaram aulas presenciais em fevereiro ao priorizar na rede pública grupos mais vulneráveis: quem precisa de alimentação, quem tem responsáveis que trabalham em serviços essenciais, sem acesso a tecnologia, com dificuldade de aprendizado e com saúde mental em risco.
No geral, o limite para frequência é de 35% da ocupação normal, nas redes públicas e privadas.
Com isso, saiu chamuscado da mais recente discussão o secretário Jean Gorinchteyn (Saúde), que na terça havia defendido fechar totalmente as escolas. Ele foi obrigado pelo governador João Doria (PSDB) a divulgar uma nota reafirmando que o que dissera à rádio CBN era apenas sua opinião pessoal.
Na fase vermelha, apenas os serviços essenciais estão permitidos, e com limites. De forma controversa, nesta semana Doria permitiu que templos religiosos fossem incluídos na categoria, desde que respeitadas regras de distanciamento social —ocupação máxima de 30%.
O motivo para o endurecimento por parte do governo estadual é a crise galopante da Covid-19, que atinge hoje todo o país de forma quase uniforme. São Paulo prevê um colapso na oferta de leitos de UTI para a doença nas próximas duas semanas, se não houver a restrição.
Segundo Doria, nas últimas 24 horas, a central de regulação de leitos recebeu 901 pedidos de internação de leitos de UTI e enfermaria. "São Paulo está internado um paciente a cada dois minutos", lamentou.
Hoje, 74,3% das vagas no estado estão ocupadas, índice que sobe a 75,5% na capital. Já o isolamento social, monitorado pela movimentação de pessoas com telefones celulares rastreáveis, está em meros 39% —ao menos 60% ou 70% são necessários.
Já morreram 60.381 pessoas até esta manhã de quarta (3) no estado, entre 2.068.616 casos confirmados desde o começo da pandemia, há um ano. Para Doria, as próximas duas semanas serão as mais duras da pandemia.
Até aqui, 76% dos paulistas estavam sob o regime laranja, 15%, sob a vermelha e os restantes, sob a mais liberal amarela.
Doria inda anunicou a abertura e 500 novos leitos para tratamento de Covid-19 no estado. Serão 339 novas vagas de UTI e 161 de enfermaria em hospitais estaduais, municipais e filantrópicos que começarão a funcionar, de maneira gradual, a partir do próximo dia 08.
Em reunião virtual com quase todos os 645 prefeitos paulistas na terça, Doria recebeu pedidos para um endurecimento ainda maior. Cidades como Araraquara já experimentaram lockdowns, a medida mais extrema e que não é prevista no Plano SP, que prevê restrição de circulação de pessoas nas ruas.
A ação foi sugerida por membros do Centro de Contingência da Covid-19, comitê de 20 especialistas e autoridades que aconselham o governo na crise. Ao fim, após discussões com membros do governo, prevaleceu a ideia de que a fase vermelha, se implementada de forma rígida, poderia ter o efeito necessário.
Nem todos concordam com isso. O Conselho Nacional de Secretários de Saúde sugeriu o lockdown para cidades em estágio crítico, mas Gorinchteyn não subscreveu a proposta.
Nas áreas política e econômica do governo paulista, há dúvidas acerca da exequibilidade de uma medida tão radical, ao mentos em nível estadual ou na capital, que tem grande capilaridade com cidades da Grande São Paulo.
Na semana passada, já havia a pressão de membros do comitê por maior rigor. Ao fim, Doria anunciou algo chamado toque de restrição, que na prática significou mais repressão a aglomerações das 23h às 5h, mas não um impedimento à circulação de pessoas. Agora, o toque de restrição foi ampliado das 20 às 05 horas.
A fase vermelha em todo o estado deverá ser uma nova trincheira de disputa entre Doria e o governo Jair Bolsonaro acerca do manejo da pandemia —depois da rodada sobre vacinação, na prática vencida pelo tucano paulista, que promoveu o imunizante Coronavac.
O presidente tem feito críticas sistemáticas aos "governadores que querem fechar os estados", culpando-os pela crise econômica decorrente da emergência sanitária.
Isso tem contrariado chefes estaduais, que têm organizado um levante contra o desgoverno do Ministério da Saúde na pandemia.
As regras da fase vermelha:
São permitidos - Serviços essenciais como: hospitais, farmácias, centros de saúde, padarias (não para consumo local), petshops, clínicas veterinárias, igrejas e templos religiosos, correios;
Ficam proibidos - Shoppings, comércio de rua, galerias; consumo local em bares e restaurantes; salões de beleza e barbearia; eventos, convenções e atividades culturais; academias; demais atividades que gerem aglomerações; 
Funcionamento parcial - Lojas de conveniência: venda de bebidas alcoólicas após 06 e até 20 horas; 
Funcionamento facultativo - Escolas com aulas presenciais.

Fonte: Folha de São Paulo



Satélite brasileiro recém-lançado pode estar fora de controle

O satélite brasileiro Amazônia-1, lançado com sucesso na semana passada, pode estar enfrentando problemas em sua órbita. De acordo com indícios encontrados por especialistas, o dispositivo pode estar fora de controle, o que pode atrapalhar a captura de dados.
A Folha de S. Paulo informa que especialistas encontraram irregularidades de sinal ao analisar o satélite, o que pode ser um indício de que algo está errado com o aparelho. A primeira captação foi revelada na manhã de ontem, 02 de março, no Twitter USA Satcom, que indicou possíveis problemas na rotação do Amazônia-1.
Enquanto o primeiro alerta poderia ser apenas um erro de recepção, o mesmo comportamento acabou se repetindo posteriormente. Um rastreador da Itália forneceu o mesmo diagnóstico sobre o satélite cerca de sete horas após a publicação do USA Satcom.
Caso o problema seja confirmado, pode ser que o Amazônia-1 esteja com problemas em seu controle de altitude, segundo informa Marcelo Zurita, membro da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB). "O controle de atitude é o sistema que mantém o satélite 'orientado' no espaço, apontando na direção correta", explicou o especialista ao Olhar Digital.
A falha pode deixar o Amazônia-1 desestabilizado, o que deve atrapalhar o funcionamento do dispositivo de captura de imagens. O satélite conta com um sistema capaz de tirar fotos com resolução de 64 metros por pixel, mas um erro de controle mais profundo pode dificultar a missão de captar dados, relata o jornalista Salvador Nogueira, da coluna Mensageiro Sideral na Folha de S. Paulo.
Até o momento, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) não comentou oficialmente sobre o assunto. A coluna Mensageiro Sideral obteve acesso à mensagens de um grupo no Telegram com engenheiros envolvidos no projeto, que disseram não ter autorização para falar sobre o estado atual do Amazônia-1.

Fonte: Tecmundo



PIB do Brasil cai 4,1% em 2020 com impacto do coronavírus

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil registrou alta de 3,2% no quarto trimestre de 2020 na comparação com o terceiro trimestre, totalizando R$ 7,4 trilhões, mas fechou o ano passado com baixa de 4,1%, com o impacto da crise do coronavírus na atividade. Esse foi o maior recuo anual da série iniciada em 1996. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 03 de março, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
A expectativa, segundo projeções da Refinitiv, era de que o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro tivesse crescimento de 2,8% no quarto trimestre de 2020 na comparação com os três meses anteriores. A mediana das expectativas era de queda de 1,5% na atividade econômica no quarto trimestre de 2020 frente o mesmo período de 2019; a baixa efetiva foi de 1,1%.
A queda do PIB em 2020 interrompeu o crescimento de três anos seguidos, de 2017 a 2019, quando acumulou alta de 4,6%. O PIB per capita alcançou R$ 35.172 no ano passado, recuo recorde de 4,8%.
“O resultado é efeito da pandemia de Covid-19, quando diversas atividades econômicas foram parcial ou totalmente paralisadas para controle da disseminação do vírus. Mesmo quando começou a flexibilização do distanciamento social, muitas pessoas permaneceram receosas de consumir, principalmente os serviços que podem provocar aglomeração”, analisa a coordenadora de Contas Nacionais, Rebeca Palis.
Em 2020, os serviços encolheram 4,5% e a indústria, 3,5%. Somados, esses dois setores representam 95% da economia nacional. Por outro lado, a agropecuária cresceu 2,0%.
Nos serviços, o menor resultado veio de outras atividades de serviços (-12,1%), que são os restaurantes, academias, hotéis. “Os serviços prestados às famílias foram os mais afetados negativamente pelas restrições de funcionamento. A segunda maior queda ocorreu nos transportes, armazenagem e correio (-9,2%), principalmente o transporte de passageiros, atividade econômica também muito afetada pela pandemia”, acrescenta Rebeca.
Caíram ainda, no setor de serviços, as atividades de administração, defesa, saúde e educação públicas e seguridade social (-4,7%), comércio (-3,1%), informação e comunicação (-0,2%). Já atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados (4,0%) e as atividades imobiliárias (2,5%) avançaram em 2020.
Na indústria (-3,5%), o destaque negativo foi o desempenho da construção (-7,0%), que voltou a cair depois da alta de 1,5% em 2019. Também apresentaram queda as indústrias de transformação (-4,3%), influenciadas pelo recuo na fabricação de veículos automotores, outros equipamentos de transporte, confecção de vestuário e metalurgia. Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos caíram 0,4%. As indústrias extrativas, porém, avançaram 1,3%, devido à alta na produção de petróleo e gás que compensou a queda da extração de minério de ferro.
A agropecuária cresceu, no ano, 2,0%, puxada pela soja (7,1%) e o café (24,4%), que alcançaram produções recordes na série histórica. Por outro lado, algumas lavouras registraram variação negativa na estimativa de produção anual, como, por exemplo, laranja (-10,6%) e fumo (-8,4%). “Isso decorreu do crescimento da produção e do ganho de produtividade da agricultura, que suplantou o fraco desempenho da pecuária e da pesca”, afirmou Rebeca Palis.
Pelo lado da demanda, todos os componentes recuaram em 2020, na comparação com o ano anterior. O consumo das famílias teve o menor resultado da série histórica (-5,5%). Isso pode ser explicado, segundo a coordenadora de Contas Nacionais, principalmente pela piora no mercado de trabalho e a necessidade de distanciamento social.
A queda no consumo do governo também foi recorde (-4,7%), e pode ser ilustrada pelo fechamento de escolas, universidades, museus e parques ao longo do ano. Os investimentos (Formação Bruta de Capital Fixo) caíram 0,8%, encerrando uma sequência de dois anos positivos. A balança de bens e serviços registrou queda de 10,0% nas importações e 1,8% nas exportações.
No quarto trimestre de 2020, o PIB avançou 3,2% na comparação com o terceiro trimestre do ano (7,7%), registrando o segundo resultado positivo nessa comparação, depois dos recuos de 2,1% no primeiro trimestre e do recorde negativo de 9,2% no segundo trimestre. Em valores correntes, isso corresponde a R$ 2,0 trilhões. Quando comparado ao quarto trimestre de 2019, o PIB caiu 1,1%.
“Essa desaceleração é esperada porque crescemos sobre uma base muito alta, no terceiro trimestre (7,7%), após um recuo muito profundo no auge da pandemia, o segundo trimestre (-9,2%)”, explica Rebeca Palis.
Os serviços e a indústria tiveram variação positiva de 2,7% e 1,9%, respectivamente. Já agropecuária recuou 0,5%, que segundo Rebeca trata-se de um ajuste da safra.
Pela ótica da despesa, destaque para os investimentos (Formação Bruta de Capital Fixo) com crescimento de 20,0%. Também cresceram o consumo das famílias e o consumo do governo, respectivamente, 3,4% e 1,1%. No que se refere ao setor externo, as exportações caíram 1,4%, enquanto as importações avançaram 22,0% em relação ao terceiro trimestre de 2020.
Cabe destacar que o IBGE revisou os dados do PIB do segundo trimestre. Entre abril e junho, ápice das medidas de controle ao coronavírus, a economia despencou a uma taxa recorde de 9,2%, de um recuo de 9,6% informado antes. Por outro lado, o IBGE revisou para pior o resultado de janeiro a março, quando a economia teve contração de 2,1%, contra queda de 1,5% calculada antes.

Fonte: Infomoney



Consulta pública sobre Plano de Coleta Seletiva em Garça é iniciada

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Garça iniciou nesta semana a consulta pública via internet do Plano de Coleta Seletiva - PCS. 
Alinhado com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, o PCS, elaborado pelo Instituto Recicleiros, apresenta aspectos conceituais e práticos para iniciar a coleta seletiva no município, um importante serviço para a população e para o meio ambiente.
A implantação da coleta seletiva, que será gradual, atenderá aos termos da política pública da área e irá gerar economia aos cofres públicos e benefícios para toda a municipalidade. Entre eles pode-se destacar o melhor uso dos recursos do município, a criação de novos postos de trabalho e geração de renda para pessoas em situação de vulnerabilidade social por meio de uma agenda ambiental positiva.
O PCS de Garça tem 127 páginas e mais 14 anexos e traz o diagnóstico atual e as metas para melhorar a gestão dos resíduos na cidade. Para acessar o PCS e seus anexos clique no link: https://www.garca.sp.gov.br/meio-ambiente. Na sequência clique na aba arquivos. Na página seguinte clique em RECICLEIROS - Plano de Coleta Seletiva.
As sugestões para a melhoria do PCS podem ser enviadas para o seguinte e-mail: garca@recicleiros.org.br. A consulta ficará disponível até o dia 09 de março.

Redação do Garca.Jor



Veículos são arrastados por enxurrada durante chuva forte em Tupã

Uma forte tempestade atingiu Tupã, na tarde desta terça-feira, 02 de março. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 34,2 milímetros.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, pelo menos uma casa foi invadida pela enxurrada e a água parou na garagem da moradora.
Os bombeiros também informaram que um carro e uma motocicleta foram levados com a força da água. Apesar disso, ninguém ficou ferido.

Fonte: G1



Ex-secretária de Meio Ambiente de Lupércio presa com maconha é liberada

A Justiça concedeu liberdade provisória para a ex-secretária de Meio Ambiente, Agricultura e Pecuária de Lupércio, Flávia dos Santos Grandizoli. Ela foi presa no último dia 13 depois que policiais militares encontraram em sua casa e em um sítio diversos pés de maconha.
De acordo com a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), o juiz Alexandre Rodrigues Pereira entendeu que a ausência de apetrechos como balança de precisão, embalagens e caderno de anotações indicava que no local onde os entorpecentes foram apreendidos não ocorria tráfico de drogas.
Para conceder a liberdade, o magistrado também levou em conta a primariedade da ré, residência fixa e ocupação lícita. Apesar disso, a Justiça decidiu que ela não pode se ausentar ou mudar de casa sem comunicar a Justiça, além de ter que permanecer em casa das 20h às 6h.
Na semana passada, a prefeitura publicou a exoneração da secretária no Diário Oficial de Lupércio. No lugar de Flávia, a prefeitura nomeou Fabiana Araújo dos Santos para responder pelas competências e atribuições do cargo de Secretária Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Pecuária do município.
De acordo com o advogado de defesa de Flávia, Carlos Henrique Credendio, a Justiça não encontrou indícios de tráfico de drogas por parte da ex-secretária, mas ela foi presa em flagrante porque não tinha autorização legal para manter a plantação.
O advogado informou ainda que "coube à defesa provar que ela era trabalhadora" e aguarda a conclusão do inquérito com "tranquilidade". Em relação ao cargo de Flávia na prefeitura, a defesa não sabe se ela voltará a exercer as funções de secretária.
Segundo boletim de ocorrência, equipes do 13º Batalhão de Ações Especiais da PM e da Força Tática de Marília foram informadas de que havia 10 quilos de maconha na casa e na propriedade rural de Flávia. A denúncia apontou também que a suspeita era química e processava a droga.
Os policiais foram até a casa e, após ser abordada, a secretária confirmou que havia dois pés de maconha plantados no quintal.
No guarda-roupa de um dos quartos, foi encontrado um pote de vidro com maconha já preparada para uso e em outro quarto havia um pé de maconha que estava em processo de secagem.
Conforme o registro, Flávia informou aos policiais que no seu sítio havia mais pés de maconha. Outra equipe da Força Tática foi até a propriedade rural e apreendeu mais cinco plantas, além de outra que estava secando em um guarda-roupa e um pote com a droga já preparada.
De acordo com o boletim de ocorrência, Flávia disse aos policiais que fazia o cultivo da droga para fins medicinais e negou que a planta seria comercializada.
Flávia foi levada para a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília, onde passou por audiência de custódia e teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. Ela foi levada à cadeia de Pirajuí e solta nesta segunda-feira (1º).

Fonte: TV Tem



Ladrão é capturado em Oriente e diz que gastou fruto do assalto com prostituição

Policiais militares prenderam na cidade de Oriente o homem acusado de assaltar no domingo, 28 de fevereiro, uma sorveteria no bairro Altos do Palmital, em Marília.
A polícia militar teve acesso as imagens da ação criminosa e notaram semelhanças nas características físicas do morador de Oriente, suspeito também em casos de furtos de celulares e tráfico de drogas.
Por volta das 19h30, os policiais militares realizavam patrulhamento e surpreenderam o acusado pela rua Josefa Conceição Dias. O criminoso tentou fuga, mas foi perseguido e detido.
O homem relatou que roubou R$ 700 da sorveteria e que havia usado o dinheiro em uma casa de prostituição. O celular levado na ação criminosa foi encontrado na residência da irmã do acusado no bairro Marina Moretti, em Marília.
O homem foi indiciado pelo crime de roubo e recolhido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Álvaro de Carvalho. Se condenado, ele pode pegar uma pena de até dez anos de prisão em regime fechado.

Fonte: Giro Marília



Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 2,5 milhões

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira, 03 de março, o prêmio de R$ 2,5 milhões.
As seis dezenas do concurso 2.349 serão sorteadas, a partir das 20 horas, no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.
As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet.
O cartão, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

Fonte: Agência Brasil



Sancionada lei que altera regras do setor elétrico para conter tarifas

O Planalto sancionou a lei que remaneja recursos no setor elétrico para permitir a redução de tarifas de energia elétrica. Entre outros pontos, a norma transfere para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), entre 2021 e 2025, 30% dos recursos que as concessionárias de energia elétrica são obrigadas a aplicar em programas de pesquisa e desenvolvimento (P&D) e de eficiência energética. Verbas para projetos contratados ou iniciados serão preservadas.
A CDE é responsável por vários subsídios presentes na conta de luz paga pelos consumidores. Os recursos recebidos serão usados para minimizar potenciais aumentos tarifários por causa dos efeitos da pandemia. Atualmente, há R$ 3,4 bilhões não utilizados em projetos de P&D e eficiência energética, que poderão ser direcionados para a CDE.
A lei tem origem na Medida Provisória 998/20, aprovada pelo Câmara dos Deputados. O texto foi relatado pelo deputado Léo Moraes (Pode-RO).
A lei contém outros pontos voltados para o setor elétrico. O texto, por exemplo, garante compensação às usinas leiloadas entre 2015 e 2017 que tiveram impacto na geração de energia por conta do período de seca – o chamado risco hidrológico.
O texto também permite a repactuação do modelo de contratação e do preço da energia elétrica a ser gerada pela usina de Angra 3; disciplina o desligamento de consumidores inadimplentes do mercado livre; e reorganiza, em termos societários, as estatais do setor nuclear – Nuclep (Nuclebrás Equipamentos Pesados S/A) e Indústrias Nucleares do Brasil S/A (INB).
Há medidas específicas na nova lei para os estados da região Norte. O texto dispensa os consumidores de pagar pelos empréstimos fornecidos às distribuidoras da região na época em que elas estavam sob controle temporário da União, período que precedeu a privatização. Os empréstimos foram bancados pela Reserva Global de Reversão (RGR), um encargo cobrado da conta de luz.
Outra mudança importante é a determinação de que todos os consumidores, livres e cativos, vão arcar com os custos decorrentes da contratação de reserva de capacidade. Trata-se de energia contratada em leilões da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para suprir o sistema em situações de ocorrência de interrupções ou reduções temporárias na geração de energia elétrica.
A contratação de energia de reserva funciona como um dispositivo de segurança energética. Pela lei, será cobrado um encargo dos consumidores, com base na proporção do consumo de energia elétrica.
O Executivo vetou o dispositivo incluído pelo Congresso Nacional que alterava o prazo de início de outorga das usinas em operação em 1º de setembro de 2020, sem multas aplicadas pela Aneel. A nova regra previa que a outorga seria contada a partir do início de operação comercial da primeira unidade geradora (turbina).
Hoje, o prazo de outorga começa a contar da emissão de licenciamento ambiental ou assinatura de ato de outorga. Bolsonaro alegou que a mudança retiraria “um incentivo central” para aceleração da conclusão da obra e da entrada em operação do empreendimento por parte do agente titular da outorga. Também afirmou que a regra se constituía numa extensão da outorga.

Fonte: Agência Câmara de Notícias



terça-feira, 2 de março de 2021

Unirádio inicia transição e passa a se chamar Show FM

A tradicional emissora de rádio garcense Unirádio AM, 1060 Khz, está dando mais um passo para sua transição ao FM. Depois de aprovada no ano passado pelo Ministério das Comunicação, a mudança contou com a aquisição de novos equipamentos e agora a emissora já passa a operar em caráter experimental no FM, na frequência de 94,3 Mhz, com o prefixo ZYK 765, e com um novo nome: "Show FM".
Nos próximos dias, a emissora deve divulgar sua estrutura de programação, agora no FM.
Por enquanto, a frequência 94,3 Mhz veicula apenas músicas, enquanto a programação tradicional da Unirádio ainda se mantém nos 1060 Khz.

Redação do Garca.Jor



Amadorismo garcense: comissão disciplinar e Junta de Justiça têm nova composição

Ainda que os campeonatos do amadorismo garcense estejam parados, uma movimentação foi efetuada junto à Sejel (Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer) para a definição da nova comissão disciplinar e também da Junta de Justiça Desportiva. 
A nova comissão será presidida por Gizele Bernardo de Lima, tendo como secretário Fábio de Souza Marangon, com os membros titulares sendo Júlio César Martins, Fabiano de Oliveira Gomes e Paulo Roberto Sakatauskas. Já os suplentes são Reginaldo Moretti, Carlos Soares e Rodrigo Dantas do Nascimento. 
Por sua vez, a Junta de Justiça tem como presidente Rafael de Oliveira Citá, com Juliano Pereira de Andrade sendo secretário. Os membros titulares são Adalberto Vargas Tosi, Fábio Bonassa e Alcides Ângelo Gamba Netto, com os suplentes sendo Joaquim Pereira do Nascimento, Veronílson Hipólito Correia e Eduardo Chaves Cabrini.
 
Redação do Garca.Jor




Emplacamento de automóveis e de veículos leves tem queda de 17,85%

As vendas de automóveis e veículos comerciais leves (como picapes e furgões) registraram queda de 17,85% em fevereiro deste ano na comparação com o mesmo mês de 2020 e caíram 2,66% em relação a janeiro, com o emplacamento de 158.237 unidades. Os dados foram divulgados hoje, 02 de março, em São Paulo, pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).
Quando se somam caminhões e ônibus novos às vendas de automóveis e veículos comerciais leves, a queda foi de 16,71% na comparação anual e de 2,20% na comparação mensal, com o emplacamento de 167.384 unidades.
Já quando se considera o emplacamento de todos os segmentos automotivos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros), a retração foi de 17,48% na comparação com fevereiro do ano passado, com a comercialização de 242.080 unidades. Já na comparação com janeiro deste ano, o recuo foi de 11,68%.
Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, a falta de componentes para normalizar a produção e o aumento de casos de covid-19 [a doença provocada pelo novo coronavírus] podem explicar a retração. 
“Na indústria, mesmo com os esforços das montadoras para aumentar a produção, a falta de disponibilidade de peças e componentes ainda persiste, fazendo com que algumas fábricas tivessem de paralisar, temporariamente, a produção em fevereiro, afetando, de forma importante, a oferta de produtos. Além disso, o aumento dos casos de covid-19, o que provocou o retrocesso da abertura do comércio em várias cidades, também contribuiu para a queda de vendas do mês de fevereiro”, disse.
Outro problema que, segundo ele, ajudou a provocar o recuo nas vendas foi o aumento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no estado de São Paulo.
“Os preços dos veículos, tanto novos quanto usados, ficaram mais caros em São Paulo, em função do aumento de alíquota do ICMS, que passou de 12% para 13,3% para veículos novos e de 1,8% para 5,53% para usados, tornando os negócios das concessionárias e lojistas quase que impraticáveis”, finalizou.

Fonte: Agência Brasil



Construtora dá apoio a projeto de construção de casas em Garça

A empresa Menin Engenharia se comprometeu com o Fundo Social de Solidariedade de Garça e será uma das doadoras no projeto "Reconstruindo Vidas", que visa a construção de 13 unidades habitacionais na região de Vila Cavalcante, destinadas a atender as pessoas que hoje residem na rua Borba Gato, numa área de invasão. 
O projeto passou a fazer parte oficialmente das ações sociais da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, em parceria com o Fundo Social e demais secretarias, passando a contar também com dotação orçamentária, porém, a construção das casas dos moradores da rua Borba Gato é uma iniciativa que precisa da parceria com a iniciativa privada, por meio de doações. 
A Menin está, há algumas semanas, divulgando um novo projeto habitacional na cidade de Garça, que se somará às mais de 50 mil unidades já entregues pela companhia em várias regiões do país.

Fonte: Jornal Debate



Justiça manda suspender construção de pedágios na SP 294

A Justiça do Estado de São Paulo determinou a suspensão das obras de pedágio da concessionária Eixo SP, responsável pela rodovia SP 294. Ao todo são oito praças de cobrança, sendo uma delas em Jafa.
O descumprimento da determinação pode implicar em multa de R$ 500 mil por dia até o limite de R$ 10 milhões. Trata-se de medida liminar em uma ação de produção de antecipação de prova.
A determinação judicial foi assinada na semana passada pelo juiz André Salomon Tudisco, da 1ª Vara Empresarial e Conflitos de Arbitragem, localizada na capital paulista.
O pedido de suspensão das obras partiu da empresa Semco (Soluções Engenharia Montagens e Construções Ltda), contratada pela Eixo SP para a execução das obras.
A empresa alega que rompeu o contrato com a concessionária “após diversos descumprimentos de obrigações”.
A construtora alega que “apesar dos serviços realizados, estes ainda não foram apreciados e aprovados”. Isso significa que “ainda há pagamentos pendentes”.
O problema é que se as obras prosseguirem não será possível fazer a medição dos serviços executados e ainda não pagos. Foi este o ponto que fundamentou a suspensão das obras até que os canteiros sejam periciados.
O juiz responsável pelo caso já nomeou um perito para vistoriar as obras, com o objetivo de produção de provas que poderão ser utilizadas “em eventual ação de cobrança”, segundo o juiz.
De acordo com ele, “é notório, ademais, o perigo da demora na produção da prova, tendo em vista que a obra em questão, levando-se em conta sua grandeza e importância, será prontamente retomada pela requerida, que poderá alterar a locação e a efetiva medição dos serviços prestados pela requerente”.
Em nota, a Eixo SP declarou ao Marília Notícia que “recebeu com surpresa a notícia de liminar em medida judicial que tramita em segredo de justiça, a pedido da Construtora Semco”.
Declarou ainda que acatará as decisões judiciais, “sem abrir mão, contudo, dos meios legalmente existentes para reformar aquelas que entende como não condizentes com a realidade”.
“Desta forma, irá apresentar às instâncias competentes os fatos jurídicos que comprovarão a lisura de todas as suas tratativas e decisões administrativas, às quais demonstrarão a inexistência de quaisquer débitos, com quaisquer de suas contratadas, haja vista que adota, na condução dos seus negócios, os princípios basilares da probidade e boa-fé.”
A empresa informou ainda que todas as obras previstas e pactuadas em seu contrato de concessão serão conduzidas e entregues nos prazos compromissados com o Governo do Estado de São Paulo.

Fonte: Marília Notícia



Richarlyson vai reforçar novamente Noroeste na disputa da A3

O Esporte Clube Noroeste anunciou, na noite de segunda-feira, 01 de março, o reforço do meia Richarlyson, que chega para sua terceira disputa seguida da Série A3 do Campeonato Paulista pelo time de Bauru.
Depois de bater na trave em 2019 e 2020, o desejo dele e do grupo é de subir a equipe para a Série A2 do Estado de São Paulo.
Richarlyson Barbosa Felisbino não nasceu em Bauru, devido ao pai estar jogando no Nordeste quando sua mãe deu à luz, em Natal (RN), mas passou a infância e a adolescência na cidade, a mesma que viu o jogador Edson Arantes do Nascimento se tornar Pelé.
O meia campeão da Libertadores, do Mundial de Clubes Fifa e tricampeão brasileiro já somou 36 gols na carreira, sendo três pelo Noroeste, time com o qual está habituado, se sente em casa, conhece todo o atual elenco do time e está à disposição do técnico Luiz Carlos Martins.
O jogador chegou ao Noroeste em excelente forma física após ter disputado o Campeonato Carioca pelo América.
"Feliz por estar retornando ao time da minha cidade, ao clube onde o meu pai despontou para o futebol e que tenho muito carinho de defender. Me sinto em casa. Conheço os jogadores, os funcionários e vamos trabalhar sério e muito focado para, desta vez, conquistarmos o nosso objetivo, que é o acesso", comentou o jogador de 38 anos.
Nos bastidores, o ex-presidente e atual conselheiro do Noroeste, o advogado e empresário Estevan Pegoraro, tenta a contratação do irmão do meia Richarlyson, o atacante Alecsandro, sócio e amigo de infância.
É o sonho do ex-jogador Lela, pai da dupla, ver os filhos jogando juntos no clube que o projetou para o futebol.
Alecsandro é o quarto maior artilheiro da era dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro, com 102 gols. O nome dele pode ser confirmado nos próximos dias.
O Noroeste tem oficializado no elenco os goleiros Pablo, Wendell Péricles e Matheus Cabral, os zagueiros Guilherme Teixeira, Maycon, Guizão e Celso Alemão, além dos laterais Carlinhos, Judá, Denilton e Bruno Recife, os meio-campistas Blade (volante/zagueiro), Rui, Rogério Maranhão, Jonatas Paulista, Igor Pimenta, Jhon Egito, Fontana e Yamada e os atacantes Leléco, Pedro Felipe Luccas Paraizo e Euller.
O campeonato da A3 tem início no próximo domingo, 07 de março, com os seguintes jogos:
Bandeirante x Noroeste
Barretos x Penapolense
Desportivo Brasil x Batatais
Primavera x Comercial
Marília x Capivariano
Olímpia x Nacional
Rio Preto x Votuporanguense
São José x Linense

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru



Justiça paulista quebra sigilo bancário de Valdemiro Santiago

A Justiça de São Paulo quebrou o sigilo bancário do apóstolo Valdemiro Santiago, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus.
A decisão foi tomada pela juíza Monica Di Stasi, da 3ª Vara Cível de São Paulo, e tem como objetivo investigar se o patrimônio da Mundial, uma das maiores igrejas evangélicas do país, confunde-se com o do seu fundador.
O sigilo bancário de Mateus Machado de Oliveira, presidente em exercício da igreja, também foi quebrado.
O processo foi aberto pelo proprietário de um imóvel na cidade de Guararema, no interior paulista, que cobra cerca de R$ 22 mil em aluguéis não pagos pela igreja. S.L.S.J. pretende que o apóstolo e o presidente da igreja sejam responsabilizados pela dívida.
O apóstolo e Mateus, no entanto, dizem que a dívida é da igreja, e que eles não podem ser atingidos pela cobrança. "Valdemiro Santiago não faz parte do contrato social da igreja e nem assinou o contrato de locação como fiador", afirmam os advogados do apóstolo no processo.
O proprietário do imóvel afirma que Valdemiro leva uma vida "nababesca" enquanto a igreja responde a mais de mil processos por dívidas não pagas. "É pública e notória a sua conexão com a Mundial", afirma no processo. Para ele, há uma evidente tentativa de se "ocultar" o patrimônio.
À Justiça, os advogados do apóstolo afirmaram que ele apenas prega a palavra de Deus na Mundial. "Não existe confusão patrimonial entre igreja e a pessoa física do sr. Valdemiro, não havendo nenhuma ligação entre os dois."
Mateus disse à Justiça que não assinou nenhum contrato em nome próprio e que apenas representa a igreja, não podendo ser responsabilizado pela dívida.
A juíza limitou a quebra do sigilo ao período de vigência do contrato, de 28 de agosto de 2018 a 26 de janeiro de 2021.
Ex-bispo da igreja Universal do Reino de Deus, Valdemiro fundou a Mundial em 1998, na cidade de Sorocaba. A igreja diz contar atualmente com cerca de 6.000 templos em 24 países.

Fonte: UOL



segunda-feira, 1 de março de 2021

Sony confirma saída do mercado brasileiro em março de 2021

A Sony Brasil confirmou que deixará de vender TVs, câmeras e produtos de áudio já no fim de março de 2021. A nota, divulgada nas redes sociais hoje, 01 de março, afirma que quem adquiriu produtos da marca como o fone de ouvido Bluetooth WH-1000XM4 e a caixa de som XB41, entre outros, continuará com o suporte no país. A saída da empresa do país foi anunciada em setembro de 2020, mas, até então, a companhia não havia dado uma data certa para isso ocorrer.
Entre os segmentos que permanecem no país, está o de consoles, com as vendas dos Playstation 5 (PS5) e Playstation 4 (PS4) sendo realizados normalmente. A fábrica em Manaus também será fechada, o que significa o fim de mais de 40 anos de história da produção de eletrônicos da gigante japonesa no Brasil.
Em setembro passado, a Sony afirmou que os preços dos consoles não devem subir por conta da saída da empresa do Brasil. Segundo as informações divulgadas, como a fabricação dos produtos Playstation já não ocorre em território nacional há algum tempo, o valor não deve ser alterado com a nova decisão.
Quanto aos funcionários das fábricas, a Sony afirmou que está tomando todas as medidas necessárias e garante o pagamento dos direitos trabalhistas, além de prestar todo o apoio necessário.

Fonte: TechTudo



Ao pedir lockdown imediato, cientistas falam em “epidemia de cegueira”

Carlos Magno Castelo Branco Fortaleza, Luís Fernando Aranha Camargo, Dimas Tadeu Covas, Rodrigo Nogueira Angerami, Benedito Antônio Lopes da Fonseca, Eduardo Massad, Francisco Coutinho e  Gonzalo Vecina

“Em nenhum momento a pandemia assolou o Brasil como agora. Com suas mutações de escape, é possível que o vírus se antecipe à vacinação.”
“…vivemos uma epidemia de cegueira que ultrapassa as previsões de Saramago.”
“E assim acaba o mundo. Não com uma explosão, mas com um gemido”, concluía T. S. Eliot em “The Hollow Men”.
Uma pandemia não é menos destrutiva que uma guerra. Pode, no entanto, ser desqualificada, total ou parcialmente.
Sejamos claros: em nenhum momento a covid-19 assolou o Brasil como agora. Crescem as internações e mortes. Disseminam-se variantes virais, provavelmente mais transmissíveis e talvez causando doença mais grave. Pior: é possível que essas variantes escapem à imunidade conferida pelas vacinas.
Que essa não é uma situação sem esperança demonstram os exemplos da Nova Zelândia, Alemanha e Espanha. E o movimento coerente (ainda que tardio) do município de Araraquara.
Porém, vivemos uma epidemia de cegueira que ultrapassa as previsões de Saramago.
O pacto coletivo de autoengano consistia em negar o que ocorre na Europa. Agora se estende a ignorar o colapso da cidade vizinha.
Como entender que Araraquara e Jaú estejam em lockdown enquanto Bauru, a 55 quilômetros da última, faz passeatas pelo direito à aglomeração?
Sem dúvida esse é um caso para análise em antropologia e ciências do comportamento. Não que se menosprezem os danos econômicos, sociais e psicológicos do distanciamento. Mas, na emergência da saúde pública, o valor intrínseco da vida deve ser reforçado. Não sabemos tudo, mas já acumulamos fortes evidências.
As “medidas não farmacêuticas”, incluindo distanciamento social por fechamento de comércio, inibição de aglomerações e uso rigoroso de máscaras são o único (amargo) caminho para interromper a progressão da Covid-19.
Não conseguiremos vacinar a tempo. É possível que o vírus se antecipe à vacina, com suas mutações de escape. A transmissão do coronavírus gera oportunidades para surgimento de variantes. É urgente, pois, interrompê-la. Mas, se continuarmos a pensar que Araraquara e Jaú são longínquas ilhas do Pacífico, marcharemos rapidamente para o colapso da saúde. Não no estado de São Paulo, mas no país.
Passamos pela fase da ilusão de “enterros falsos”. Muitos de nós já tiveram vítimas fatais na família. Também já estão soterradas as pílulas milagrosas —cloroquina, ivermectina e nitazoxanida. Os antivirais com resultados promissores são novos, caros, inacessíveis.
O prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), já menciona a dificuldade em conseguir oxigênio . O caos está aqui, está em todo lugar.
Pesa sobre nós uma escolha. De um lado temos o darwinismo social, em que aceitaremos a morte de centenas de milhares como uma pequena inconveniência suportada em nome da economia.
Do outro, a chance de aprender com as lições positivas e negativas de outros países. Como bom exemplo, temos a Nova Zelândia. No extremo oposto, os Estados Unidos.
Ainda há tempo para deixarmos de bater continência a réplicas da Estátua da Liberdade e reconhecermos que Donald Trump levou seu país ao fundo do poço da saúde pública.
Não será o fim do mundo, mas já é uma catástrofe sem precedentes. Silenciosa, exceto pelos ruídos de ambulâncias e ventiladores mecânicos, quando existem. Ou pelos gemidos daqueles a quem falta o ar. Uma agonia tão intensa e destrutiva quanto bombardeios.
Manipular politicamente o boicote às medidas óbvias de contenção da Covid-19 foi a receita para o caos, tanto nos Estados Unidos quanto no Amazonas. Não é muito desejar que aprendamos com nossos erros. “O que a vida quer da gente”, diria Guimarães Rosa, “é coragem”.

Carlos Magno Castelo Branco Fortaleza, infectologista e professor da Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp); Luís Fernando Aranha Camargo, professor de infectologia da Unifesp; Dimas Tadeu Covas, diretor do Instituto Butantan; Marcos Boulos, professor titular aposentado da Faculdade de Medicina da USP (FM-USP); Rodrigo Nogueira Angerami, infectologista (Unicamp); Benedito Antônio Lopes da Fonseca, professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP); Eduardo Massad, professor da FGV-RJ e da USP; Francisco Coutinho, professor do Departamento de Patologia da FM-USP; Gonzalo Vecina, professor da Faculdade de Saúde Pública da USP.



Raptur mantém serviço de transporte público; passagens de ônibus sobem 25%

A empresa Raptur, responsável pelo serviço de transporte urbano em Garça, divulgou na última quinta-feira, 25 de fevereiro, que iria paralisar seus serviços a partir da próxima segunda-feira, 01 de março. No entanto, tal decisão foi revista, ainda que parcialmente, e, desse modo, por enquanto os ônibus continuam a circular pelas ruas do município.
Segundo a empresa, ela atualmente enfrenta um desiquilíbrio econômico e financeiro, sendo que esse cenário foi ainda mais agravado durante o ano de 2020, por causa da pandemia da covid-19.
A Raptur sustentou que, sem subsídio, tornava-se impossível haver uma continuidade do serviço, por não existir fluxo de caixa para arcar com os insumos operacionais e para pagar seus funcionários.
No entanto, na sexta-feira, 26 de fevereiro, o prefeito João Carlos dos Santos (DEM) se reuniu com o diretor da Raptur, José Francisco Soares da Silva.
Nessa reunião foi definido um reajuste das passagens de ônibus no município. Tal aumento será de 25%, saltando dos atuais R$ 3,60 para R$ 4,50. O novo valor da passagem passa a vigorar na quarta-feira, 03 de março.
De acordo com Soares da Silva, esse reajuste não irá garantir o equilíbrio econômico e financeiro da empresa. Entretanto, o prefeito apontou que haveria um estudo para a revisão do contrato de prestação de serviços da Raptur, sendo que o jurídico e outras secretarias da administração vão avaliar maneiras de subsidiar o transporte público.
Diante do reajuste e da possibilidade de revisão do contrato, a Raptur emitiu um novo comunicado, no qual garante a continuidade do serviço de transporte público por tempo indeterminado.

Fonte: Jornal Debate



Inscrições para vagas remanescentes da escola Sesi se encerram na terça-feira

Está aberta a nova chamada de vagas remanescentes para estudar no Sesi (Serviço Social da Indústria) neste ano de 2021. Nas escolas de Garça e de Marília ainda há vagas para os ensinos Fundamental e Médio. 
As inscrições vão até a próxima terça-feira, 02 de março, e as candidaturas devem ser feitas somente de forma on-line, pelo site www.sesisp.org.br.
Têm prioridade nas vagas disponíveis os dependentes legais de funcionários das empresas contribuintes do Sesi (beneficiários). Os demais públicos serão contemplados após atendimento à categoria, de acordo com a disponibilidade de vagas.
Para concorrer às vagas do primeiro ao terceiro ano do Ensino Fundamental, os estudantes participam de um sorteio eletrônico por categoria. 
Devido à pandemia da covid-19, excepcionalmente para ingresso em 2021 não serão aplicadas provas presenciais a partir do quarto ano do Fundamental ao Ensino Médio, conforme ocorreu nos anos anteriores do processo seletivo.
O critério adotado será o de sorteio eletrônico, com análise de rendimentos do histórico escolar nas disciplinas de Português e Matemática, referentes ao ano letivo de 2019, conforme detalhamento no edital.
Todo o calendário, o edital e regras sobre como ingressar na rede escolar do Sesi está disponível no site www.sesisp.org.br.
A unidade escolar do Sesi na cidade de Garça está instalada na rua Carlos Ferrari, 2040.

Redação do Garca.Jor



Restrições para funcionamento do comércio voltam a ser verificadas em Garça

Com o rebaixamento da região de Marília para a Fase 1 - Vermelha do Plano São Paulo, a Prefeitura de Garça publicou, em edição extraordinária do Diário Oficial Eletrônico do Município, decreto que regulamenta as medidas de acordo com a nova fase, para o enfrentamento da pandemia provocada pelo novo coronavírus no município de Garça.
O documento passa a valer nesta segunda-feira, 01 de março, até quando durar a fase vermelha.

Podem funcionar com atendimento presencial ao público, cumprindo os protocolos sanitários de distanciamento social:
I. Serviços de saúde, assistência médica e hospitalar, tais como clínicas de fisioterapia, clínicas de vacinação, clínicas de acupuntura, hospital, consultórios médicos, consultório de psicologia, consultórios odontológicos de urgência e emergência, laboratórios de análises clínicas, laboratórios de avaliação psicológica, laboratórios farmacêuticos, óticas e outros;
II. Distribuição e venda de medicamentos e gêneros alimentícios, tais como farmácias, drogarias, açougues, padarias, peixarias, quitandas, mercados, frutarias, verdurões, supermercados e feira livre exclusivamente para produtos alimentícios de hortifrutigranjeiro e lojas de suplementos alimentares;
III. Serviços públicos prestados pela Administração Direta e Indireta
IV. Indústrias em geral;
V. Distribuição de água e gás de cozinha;
VI. Prestação de serviços de higiene e limpeza;
VII. Postos de combustíveis;
VIII. Tratamento e abastecimento de água;
IX. Captação e tratamento de esgoto e lixo;
X. Serviços de telecomunicações e imprensa;
XI. Processamento de dados ligados a serviços essenciais;
XII. Segurança pública e privada;
XIII. Clínicas veterinárias e lojas de suprimentos animal (alimentos e medicamentos);
XIV. Bancos e casas lotéricas;
XV. Táxi, mototáxis e serviços de transporte por aplicativo;
XVI. Oficinas mecânicas e serviços de guincho;
XVII. Hotéis, pensões e similares;
XVIII. Lojas de materiais de construção;
XIX. Atividades internas de escritórios de advocacia ou contabilidade, com fechamento do ingresso do público ao seu interior, ressalvado o acesso dos clientes;
XX. A sede da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil para atendimento aos advogados e cidadãos atendidos pela assistência judiciária;

Serviços e locais com suspensão de atendimento presencial ao público:
I. Transporte coletivo urbano, suburbano e rural, apenas para pessoas acima de 60 anos, bem como dos integrantes do grupo de risco do Covid-19, exceto em caso de urgência ou necessidade devidamente comprovada;
II. Shopping Center, galerias e similares (somente delivery e drive-thru, não sendo permitida filas no passeio público);
III. Lojas de comércio varejista e atacadista (somente delivery e drive-thru, não sendo permitida filas no passeio público);
IV. Prestadores de serviços;
V. Restaurantes, bares, lanchonetes, conveniências, sorveterias e similares (somente delivery e drive-thru, funcionamento até às 23 horas, não sendo permitida filas no passeio público);
VI. Salões de Beleza e Barbearias;
VII. Academias de esportes de todas as modalidades, clubes e centros de ginástica;
VIII. Casas noturnas, lounges, tabacarias, boates, buffets e similares;
IX. Áreas comuns, playgrounds, salões de festas, piscinas e academias em condomínios e/outros eventos particulares em edículas e espaços de lazer;
X. Cursos presenciais, reuniões/eventos de cunho político ou de qualquer natureza;
Fica proibida a venda de bebidas alcoólicas entre 20h e 6h.

Redação do Garca.Jor



Preso assassino de mulher de 33 anos em Pirajuí

Um homem de 47 anos foi preso na noite de sábado, 27 de fevereiro, em Lins, suspeito de matar Natália do Nascimento Ferreira, encontrada morta em uma área de mata em Pirajuí com ferimentos e um cinto preso ao pescoço. O suspeito foi preso por feminicídio, pois tinha um relacionamento com a vítima, de 33 anos.
Segundo a Polícia Civil, o homem, identificado como Luís Carlos Neves, foi encontrado em um hotel no centro de Lins por volta das 22h e levado à Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Bauru. Ele foi preso em flagrante e ficou à disposição da Justiça.
Na casa dele, em Pirajuí, a polícia já havia encontrado o carro do suspeito com marcas de sangue, segundo o boletim de ocorrência. A mãe da vítima relatou à polícia que Natália tinha saído com o Luís Carlos na noite anterior.
Além do cinto preso ao pescoço, a Polícia Civil informou que a vítima tinha ferimentos na cabeça e, no local em que o corpo foi encontrado, próximo a um córrego, foram apreendidas pedras com marcas de sangue.
O corpo de Natália foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) e o caso é investigado pela Polícia Civil de Pirajuí.

Fonte: G1



domingo, 28 de fevereiro de 2021

Mega-Sena: única aposta leva mais de R$ 49 milhões

A Mega-Sena sai para um apostador do estado do Rio de Janeiro que ganhou prêmio de R$ 49.341.885,20 milhões. O sorteio foi realizado no sábado, 27 de fevereiro, em São Paulo. As dezenas sorteadas foram: 02 - 03- 07 - 48 - 51 - 54.
A Quina teve 107 apostas e cada ganhador teve prêmio de R$ 38.652,61. A Quadra teve 6.601 apostas e cada ganhador levou prêmio de R$ 895,06.

Fonte: Rádio Cidade



Pesquisa brasileira avalia estresse em pacientes com covid-19

Pesquisadores da Escola de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) realizaram uma pesquisa para avaliar os efeitos do estresse oxidativo em pacientes com quadro grave de covid-19. Após analisarem 77 pessoas, o estudo concluiu que a gravidade da doença não é fator determinante para provocar mudanças no sistema de defesa antioxidante.
Segundo a PUC, a pesquisa é a primeira a apontar para essa conclusão. No entanto, o posicionamento não é definitivo, pois outras pesquisas sugerem que o estresse oxidativo pode sim agravar várias doenças.
Durante a pesquisa, os pacientes, que estavam internados em um hospital em Curitiba, foram divididos entre os grupos com quadro de saúde moderado e com situação grave. No período avaliado concluiu-se que as pessoas com alta contagem de leucócitos e altos índices de PCR (Proteína C-reativa) permaneceram internados por mais tempo. Contudo, não foi encontrada relação entre a gravidade do quadro e o nível de estresse oxidativo.
O estresse oxidativo ocorre a partir do desequilíbrio entre a formação de radicais livres, moléculas responsáveis por enfermidades, e a capacidade antioxidante (proteção) das células. Dessa forma, são formados mais radicais do que antioxidantes, causado danos às células e provocando o desenvolvimento e o agravamento de várias doenças.
Os radicais livres também são necessários para as células e são produzidos naturalmente pelo organismo. No entanto, infecções podem aumentar a produção dos radicais.
O estudo foi publicado revista científica internacional Free Radical Biology & Medicine.

Fonte: Agência Brasil



sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Tribunal de Contas: Garça está entre cidades que não forneceram merenda em janeiro

Dados disponíveis no Painel Covid do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que reúne informações sobre os gastos e ações das prefeituras paulistas visando ao combate ao coronavírus, revela que, dos 55 municípios na área de abrangência do JC, 31 deixaram de distribuir merenda escolar para os alunos em janeiro deste ano. O Tribunal informou que irá analisar os dados fornecidos para verificar se houve alguma irregularidade.
Com a paralisação das aulas presenciais, as crianças ficaram sem merenda e muitos pais não conseguiram oferecer refeições em casa. Pensando em minimizar os efeitos dessa mudança, lei federal aprovada no ano passado autorizou distribuição dos alimentos adquiridos com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) aos estudantes, em forma de kits, durante o período de suspensão das aulas em razão da pandemia.
As cidades que não entregaram a merenda escolar em janeiro na região foram Balbinos, Barra Bonita, Bocaina, Bofete, Boraceia, Botucatu, Brotas, Cafelândia, Dois Córregos, Espírito Santo do Turvo, Fernão, Gália, Garça, Getulina, Guaiçara, Guaimbê, Iacanga, Iaras, Ibitinga, Itaju, Lins, Macatuba, Paulistânia, Piratininga, Pongaí, Pratânia, Promissão, Reginópolis, Santa Cruz do Rio Pardo, Uru e Vera Cruz.
Por outro lado, de acordo com o Painel Covid, gêneros alimentícios comprados com recursos da merenda escolar foram distribuídos pelas Prefeituras de Agudos, Arealva, Areiópolis, Avaí, Bariri, Borebi, Cabrália Paulista, Duartina, Guarantã, Igaraçu do Tietê, Itapuí, Itatinga, Jaú, Lençóis Paulista, Lucianópolis, Mineiros do Tietê, Pardinho, Pederneiras, Pirajuí, Presidente Alves, Sabino, São Manuel, Torrinha e Ubirajara.
Os dados na região seguem a média paulista. Em todo o Estado, o índice de distribuição de merenda escolar aos alunos durante a suspensão total ou parcial das aulas chegou a apenas 42,55% das cidades. A maioria (57,45%) não ofereceu o serviço aos estudantes. As informações completas prestadas pelas Prefeituras ao TCE estão disponíveis no "Painel COVID-19" (https://bit.ly/3duVcfL).
O diretor da Unidade Regional (UR) de Bauru do TCE, que é responsável pela maioria dos municípios na área de abrangência do JC, José Paulo Nardone, informou nesta quinta-feira (25) que o órgão irá checar essas situações "com bastante atenção".
"Antes da pandemia, as prefeituras haviam licitado e contratado o fornecimento da merenda. Com a suspensão das aulas, e sem fornecimento da merenda, nossos auditores vão verificar o que foi feito com os recursos, se foram canceladas as aquisições, se foram utilizadas para outras finalidades", explica. "O TCE vai levantar a situação para verificar a ocorrência de eventuais irregularidades na utilização dos recursos destinados à merenda escolar".
Em razão da grande quantidade de cidades, a reportagem entrou em contato apenas com algumas das prefeituras que deixaram de entregar os alimentos aos alunos. A Prefeitura de Barra Bonita não respondeu o e-mail enviado pelo JC, mas divulgou nota à imprensa informando que irá retomar a entrega dos kits de merenda para 2.034 alunos da rede municipal a partir deste mês.
Em nota, a Prefeitura de Boraceia esclareceu que, em janeiro, estava sendo realizado o processo de compra dos alimentos, que já foi concluído. A entrega dos kits, segundo o município, está sendo feita neste mês. "Mas a prefeitura não deixou aluno qualquer carente sem atendimento. Eles foram assistidos no mês de janeiro pelo Departamento Social. Com a compra dos alimentos, os kits voltaram a ser a ser distribuídos regularmente. Inclusive, a prefeitura empenhou recursos próprios para complementar o valor destinado e, assim, incrementar os kits distribuídos", explicou o prefeito Valdir de Souza Melo (PSDB), o Di Picapau.
Também em nota, a Prefeitura de Dois Córregos informou que, em janeiro, a merenda não foi distribuída pelo fato de os estudantes estarem de férias. "No mês de fevereiro, houve o retorno das aulas remotas, foi um mês para reorganização, foram efetuadas compras de alimentos e levantamento das crianças que serão atendidas com o kit merenda", diz. "A entrega dos kits acontecerá na primeira quinzena de março. Serão beneficiados com o kit merenda alunos do berçário até o nono ano do ensino fundamental. As crianças do berçário, além de receberem o kit merenda, receberão também um kit higiene".
Por meio da assessoria de imprensa, a Prefeitura de Iacanga afirmou que a Secretaria da Educação planeja distribuir os kits de merenda a cada dois meses para alunos cadastrados. "Em janeiro, a Assistência Social ajudou bastante na questão das cestas básicas", informa.
A Prefeitura de Macatuba declarou em nota, que, em janeiro, o país não se encontrava em situação de calamidade pública ou emergência. "De acordo com a legislação vigente, entendemos que não teríamos a obrigatoriedade legal de distribuir o kit merenda", disse. "Como os alunos não estavam em aula no mês de janeiro, entendemos que a distribuição do kit merenda também não se fazia necessária. Vale ressaltar que, nesta semana, mesmo sem estarmos em situação de calamidade pública ou emergência, e mesmo com o início das aulas programado para segunda-feira (1) - de maneira remota e híbrida -, fizemos questão de distribuir o kit merenda para darmos início a este ano letivo que, com certeza, será de grandes desafios".

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru