quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

PF faz buscas e prende ex-prefeito paranaense em Garça

A Polícia Federal cumpriu um mandado de prisão temporária contra o ex-prefeito paranaense de Pinhalão (PR), Claudinei Benetti, que estava em Garça, na manhã desta quinta-feira, 03 de dezembro.
Também foram cumpridos na cidade três mandados de busca e apreensão de um total de 27 mandados expedidos para três Estados.
Benetti é o principal alvo da operação “Café Expresso”, que investiga desvios de recursos públicos, oriundos da União, recebidos pela Prefeitura de Pinhalão para aplicação em obras daquela cidade.
O Ministério Público Federal (MPF) e a Controladoria Geral da União (CGU) colaboraram com as investigações. As ordens judiciais foram expedidas pela 9ª Vara Federal de Curitiba (PR).
Cerca de 75 policiais federais cumpriram quatro mandados de prisão temporária e 23 mandados de busca e apreensão nas cidades de Pinhalão, Joaquim Távora, Pinhais, Tomazina e Umuarama no Paraná, Garça em São Paulo e Varginha em Minas Gerais.
Foram investigados seis projetos no município paranaense, no período de 2010 a 2015, em que houve a aplicação de R$ 13 milhões pela União. Suspeita-se que foram desviados entre R$ 3 e 4 milhões.
“Trata-se da fase ostensiva da investigação que busca colher mais evidências dos crimes de fraudes à licitação, peculato, corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa”, afirma nota oficial da Polícia Federal.
O nome da operação é em alusão à principal atividade econômica da região em que se situa a cidade em que teriam ocorrido os crimes investigados. O nome de Benetti está envolvido em diversos escândalos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário