sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Denúncia de pedofilia em Marília revela mais dois casos com mesmo acusado

A denúncia de um caso de pedofilia com mensagens de celular direcionada para crianças de Marília revelou mais dois casos semelhantes com o mesmo acusado, que diz ser de Avaré.
Em um dos casos, as mensagens teriam provocado até um processo em Pompéia, que terminou sem prisão do homem, apontam mensagens divulgados. 
O caso foi revelado na quinta-feira por um pai que recebeu mensagens e conversou com o acusado como se fosse uma menina de 13 anos, que o assediador identificou por uma foto da família.
“O mesmo número, o mesmo modo de agir, a gente vê que até a forma de digitar é a mesma. Estou pedindo que as pessoas reforcem a denúncia, o boletim de ocorrência”, diz o pai que revelou o caso.
Uma das mensagens mostra que o homem insistia em saber se a pessoa do outro lado era ume menina. Não respondeu a nenhuma pergunta sobre o motivo da conversa e repetiu o questionamento sobre quem conversava.
O caso mais grave foi enviado pela mãe de uma menina, que tinha dez anos quando aconteceu o contato, em mensagens diretas no celular da criança.
“Ele achou que estava falando com ela mas estava falando comigo. Ela tinha dez anos, eu fiz um B.O., ele veio a Pompéia, prestou depoimento, foi solto”, disse a mulher.

Fonte: Giro Marília




Nenhum comentário:

Postar um comentário