segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Decreto abre espaço para que posse de prefeito, vice e vereadores ocorra no Teatro

Mesmo em tempos de aumento dos casos do novo coronavírus e até com a perspectiva de que o governo do Estado aumente ainda mais as políticas restritivas de circulação a partir do início do próximo ano, Garça passa a permitir a reabertura de seu Teatro Municipal. Isso se deu com a publicação do decreto 9.199, nesta sexta-feira, 18 de dezembro, que altera outro decreto sobre a quarentena. Dessa forma, a partir de agora é permitida a realização de atividades naquele espaço cultural, desde que limitada a presença de 40% da capacidade total de público.
Com essa mudança, abre-se a possibilidade de, no próximo dia 01 de janeiro, a posse de prefeito, vice-prefeito e vereadores possa ocorrer nesse espaço, tal qual o observado há quatro anos. Como o Teatro possui a capacidade de pouco mais de 400 pessoas é possível que a posse seja acompanhada in loco por cerca de 160 pessoas.
Por outro lado, a partir deste domingo, 20 de dezembro, novos horários terão de ser observados por vários segmentos sociais de Garça, depois da apresentação de um novo decreto alterando as medidas de enfrentamento da pandemia da covid-19.
O comércio em geral poderá funcionar das 09 às 21 horas de segunda a sexta-feira e das 08 às 16 horas aos sábados. Restaurantes, lanchonetes e conveniências terão horário reduzido de atendimento das 08 às 16 horas ou das 14 às 22 horas, com capacidade de 40% de ocupação dos locais. Os bares também terão horário reduzido, das 06 às 16 horas ou, então, das 11 às 21 horas, com capacidade limitada de 40%.
Tal decreto mantém a obrigatoriedade de controle de acesso público, disponibilização de álcool em gel, exigência de uso de máscara, entre outros.

Números — Em uma semana, 39 novos casos de covid-19 foram registrados em Garça, aumento de 4,4%, segundo o último balanço da Secretaria Municipal da Saúde. Os casos confirmados na cidade chegaram a 917, sendo que, desse montante, 142 pessoas estão em isolamento domiciliar.
Os casos suspeitos atingiram 90, tendo 89 em isolamento domiciliar e um internado clínico. O número de pessoas curadas da doença permaneceu em 744 e os óbitos contabilizados foram 23. Os casos descartados somaram 1.985.

Fonte: Jornal Debate



Nenhum comentário:

Postar um comentário