segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Ciro Marcondes Filho, professor de jornalismo da USP, morre aos 72 anos

Morreu neste domingo, 08 de novembro, Ciro Marcondes Filho, professor de jornalismo na USP (Universidade de São Paulo). A informação foi confirmada pela página do Departamento e Jornalismo da Escola de Comunicações e Artes.
"Um dos principais teóricos da Comunicação e do jornalismo no Brasil, Ciro Juvenal Marcondes Filho, faleceu hoje nos deixando um legado de sabedoria e compromisso com uma sociedade mais justa", informou o departamento por meio de sua página no Facebook.
Ciro Marcondes Filho tinha 72 anos e, segundo colegas e alunos, lutava contra um câncer.
"Professor titular do Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, Marcondes Filho foi autor de diversos livros e contava com centenas de admiradores entre seus colegas, alunos e funcionários. As salas do CJE estavam sempre lotadas durante as suas aulas e sua produção intelectual era reconhecida internacionalmente. Só podemos dizer: MUITO OBRIGADO", finaliza a nota.
Segundo seu currículo Lattes, ele era doutor pela Universidade de Frankfurt, pós-doutor pela Universidade de Grenoble, na França. Além de professor, ele coordenava o Núcleo de Estudos Filosóficos da Comunicação da ECA. Entre 1992 a 2000, foi coordenador do Centro de Estudos e Pesquisas em Novas Tecnologias, Comunicação e Cultura da USP, onde editou 37 revistas, realizou 45 encontros acadêmicos, 5 congressos internacionais e publicou 5 livros.
Também de acordo com o currículo, foi "o criador da Nova Teoria da Comunicação, que dá bases para a constituição do Campo da Comunicação nas ciências humanas a partir do amadurecimento e da operacionalização do conceito de comunicação, assim como de um modo específico de sua investigação, o metáporo".
Em jornalismo, foi editor do Jornal da USP, colaborador do jornal LEIA, colunista da revista Caros Amigos e da Rádio USP.

Fonte: UOL



Nenhum comentário:

Postar um comentário