quarta-feira, 14 de outubro de 2020

Engenheiro acusa prefeito de Duartina agressão e faz BO

Um engenheiro de 61 anos registrou BO acusando o prefeito de Duartina, Juninho Aderaldo (Progressistas), de agressão. O chefe do Executivo nega os fatos e alega perseguição política. Por envolver agente público, a ocorrência será investigada pela Delegacia Seccional de Polícia de Bauru.
De acordo com o registro policial, a agressão teria ocorrido no final da manhã desta segunda (12), na residência do prefeito. O engenheiro João Pacheco de Almeida Prado contou à polícia que foi até o local, a pedido de Juninho Aderaldo, para conversar. Lá, de acordo com a versão de Almeida Prado, o prefeito teria pedido a ele para que gravasse vídeo se retratando de declarações feitas em redes sociais. Diante de sua negativa, teria lhe agredido com socos e chutes, dizendo que iria transferi-lo de setor.
Ele diz que pessoas que estavam na casa impediram a continuidade das agressões e que procurou o hospital após os fatos. A PM foi acionada pela equipe médica da unidade e a ocorrência foi registrada na delegacia como lesão corporal.
O prefeito alega desconhecer o fato. "Não agredi ninguém. Pelo que vieram me informar, a pessoa envolvida está sendo acompanhada pelos meus adversários políticos. Infelizmente, é política de quem nada ofereceu para a cidade de Duartina todos esses anos", diz. "Desejo que o fato seja esclarecido. Prezo pela verdade. Não sou adepto a qualquer tipo de agressão. O diálogo é o caminho pra tudo".

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru



Nenhum comentário:

Postar um comentário