quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Morre Quino, criador da Mafalda, uma das garotinhas mais amadas dos quadrinhos

Joaquín Salvador Lavado, conhecido como Quino, faleceu aos 88 anos, na Argentina. A informação foi confirmada através Twitter pelo editor do cartunista, Daniel Divinsky.
A causa da morte de Quino não foi divulgada, mas segundo a imprensa argentina, ele teria sofrido um acidente vascular cerebral alguns dias antes.
As histórias em quadrinho criadas por Quino foram as obras mais traduzidas da língua espanhola. O artista nasceu em 1932, na cidade Mendoza, na argentina. A personagem mais famosa de Quino é a pequena Mafalda, uma menina de seis anos, fã de Beatles, muito questionadora. Aqui no Brasil ela é conhecida por estar nos livros didáticos de língua portuguesa e interpretação de texto das escolas.
Mafalda foi criada em 1962, no primeiro emprego de Quino como desenhista publicitário. Inicialmente, Mafalda seria uma personagem de peça de propaganda, mas os jornais da época a recusaram.
Em 1964 o artista a resgatou e publicou a primeira tirinha, no dia 29 de setembro daquele mesmo ano. A fama das tirinhas de Mafalda chegou em jornais por todo o mundo e virou até livros, traduzidos em mais de 30 idiomas. Além disso, em 1982 foi produzido, na Argentina, um filme com Mafalda como protagonista.
No ano de 1973, Quino tomou a decisão de encerrar os desenhos de Mafalda. Depois disso, o cartunista continuou criando histórias sobre política, às vezes sobre opressão e desigualdade social, para jornais ao redor do mundo.

Fonte: Jornal Tribuna de Jundiaí



Nenhum comentário:

Postar um comentário