sexta-feira, 14 de agosto de 2020

Tempestade de areia 'fecha o tempo' e atinge cidades da região

Algumas cidades do centro-oeste paulista registraram no início da tarde desta quinta-feira, 13 de agosto, uma densa nuvem de poeira que deixou as ruas de municípios, como Palmital, Gália, Tarumã, Campos Novos Paulista e Cândido Mota, praticamente sem visibilidade.
De acordo com o Instituto de Pesquisas Meteorológicas (IPMet), da Unesp de Bauru, o motivo causador do fenômeno é uma frente fria que está se deslocando sobre o Paraná e que provoca reflexos na região, especialmente com ventos fortes. O IPMet não informou a velocidade dos ventos.
Uma das cidades mais atingidas foi Palmital, por sua proximidade com a divisa do Paraná. Além da ventania com poeira, a cidade registrou chuva. Uma torre de uma empresa de telefonia caiu sobre uma casa, mas ninguém se feriu.
Nas outras cidades da região, a nuvem de poeira também pôde ser vista, em alguns casos a grandes distâncias. Motoristas que estavam na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP 294), perto de Marília, registraram a grande nuvem que podia ser vista no horizonte. 
Segundo o IPMet, por volta das 16 horas a intensidade dos ventos começou a diminuir e a área de instabilidade seguiu em direção às regiões de Sorocaba e de Itapetininga.

Fonte: G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário