segunda-feira, 3 de agosto de 2020

PSD: pré-candidata Patrícia Marangão define nome para seu vice nas eleições de novembro

Mesmo com os prazos sendo ampliados para as composições políticas, diante do adiamento das eleições deste ano para o dia 15 de novembro, algumas novidades estão sendo verificadas no tabuleiro eleitoral garcense de 2020. Algumas pré-candidaturas para o cargo de prefeito já são conhecidas e também se verifica a movimentação de partidos para alianças para a eleição do pleito proporcional. Nesta semana, uma novidade nesse cenário se deu no PSD (Partido Social Democrático), já que a pré-candidata e vereadora Patrícia Marangão definiu o nome que deverá a acompanhar em sua chapa como vice-prefeito.
Trata-se de Sérgio Lopes da Silva Netto, de 51 anos. Nascido em Presidente Prudente, Silva Netto se mudou com os pais para Garça antes de completar um ano de idade e aqui passou a infância e parte da juventude. Formou-se em Medicina Veterinária em 1992. 
O pré-candidato a vice-prefeito vem de uma família política, já que seu tio-avô, Agripino de Oliveira Lima Filho, foi, por duas vezes, prefeito de Presidente Prudente, ao passo que seu avô, Lúcio de Oliveira Lima Sobrinho, cafeicultor e empresário, foi vice-prefeito de Garça na década de 50 do século passado. Silva Netto hoje atua no ramo de agropecuária na região de Garça e também no Mato Grosso.
As chapas para as eleições de 15 de novembro ainda não estão definidas. Elas só serão conhecidas oficialmente após as convenções partidárias que, de acordo com as novas regras apresentadas pelo Tribunal Superior Eleitoral, deverão ser realizadas entre 16 de agosto e 15 de setembro.
No caso da chapa Patrícia Marangão/Sérgio Lopes, a priori, o PSD estará com uma chapa pura, ou seja, sem a composição com outras legendas. No entanto, esse quadro pode mudar, já que a união de partidos pode ocorrer até o final do prazo para a realização das convenções.

Fonte: Jornal Debate


Um comentário: