terça-feira, 18 de agosto de 2020

Garça tem horário estendido para vacinação contra sarampo nesta terça e na quinta-feira

A Prefeitura de Garça, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, informa que termina no dia 31 deste mês a segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo para o público de seis meses a 49 anos de idade. Para atender as pessoas que trabalham e evitar aglomeração nas unidades de saúde, o horário de atendimento das USFs foi estendido até às 20 horas nesta terça, 18 de agosto, e na quinta-feira, 20 de agosto. 
Neste período, serão realizadas duas estratégias de vacinação: vacinação indiscriminada (aplicar uma dose de vacina independente do número de doses que a pessoa tenha recebido): para população de 30 a 49 anos; vacinação seletiva (avaliação da situação vacinal e vacinação conforme o calendário vacinal vigente) para a população de seis meses a 29 anos.
É importante que os pais levem seus filhos até a sua Unidade de Saúde da Família (USF) com a caderneta, para que um profissional habilitado verifique há necessidade da vacinação. Independente da campanha, a vacinação contra o sarampo segue o calendário normal para as outras faixas etárias. Para pessoas de até 29 anos a orientação é a mesma: duas doses comprovadas. Já quem tem entre 30 e 59 anos precisa ter pelo menos uma dose da tríplice viral.
O sarampo é uma doença infecciosa grave, provocada por vírus e transmitida por via aérea ao tossir, espirrar, falar ou respirar, não sendo necessário o contato direto, já que o vírus pode se disseminar pelo ar a metros de distância da pessoa infectada. 
Os sintomas se manifestam entre 10 e 14 dias após a exposição ao vírus e incluem coriza, tosse, infecção nos olhos, erupção cutânea e febre alta. De três a cinco dias após o início dos sintomas, uma erupção cutânea explode. Geralmente começa com manchas vermelhas, que aparecem no rosto na linha do cabelo e se espalham para o pescoço, tronco, braços, pernas e pés.
Qualquer pessoa que não esteja imunizada pela vacina, poderá pegar o sarampo, independente da idade. É importante lembrar que a única forma de prevenção é a vacina disponível gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
A vacina só não é indicada durante a gestação, pois são produzidas com o vírus do sarampo vivo, apesar de atenuado, e a gestação tende a diminuir a imunidade da mulher. O Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), recomenda que mulheres em idade fértil devam evitar a gravidez até um mês após a vacinação.

Redação do Garca.Jor 


Nenhum comentário:

Postar um comentário