segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Babalorixá Jair de Ogum morre aos 75 anos no Rio de Janeiro

O babalorixá Jair de Ogum, de 75 anos, morreu por pneumonia, na manhã desta segunda-feira (31), em um hospital da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Considerado o Rei da Umbanda no Brasil, o sacerdote espiritual recebeu as medalhas Tiradentes e Pedro Ernesto por sua obra em Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio.
Nascido em Itabuna, na Bahia, Jaime Faislon Filho se mudou para o Rio aos 8 anos. Em 1961, ele foi iniciado na Nação Ketu, sendo filho de Ogum Oares e Oxum Apará. Em 1978, ele fundou o Ilê Axé: Ilê da Oxum Apará. Ao longo de 40 anos, ele atendeu cerca de 40 mil pessoas em sessões de cura espiritual.
Além disso, ele trabalhou na Rádio Globo e no Jornal Extra. Jair de Ogum também foi pai de santo de diversos artistas de cinema, teatro, televisão e rádio, políticos, jogadores de futebol, entre outros.
Uma nota divulgada nas redes sociais do sacerdote lamentou a sua morte e reforçou a importância dele não só para a família, mas para aqueles que também aprenderam com ele.
“Jair de Ogum segue para o Orun, tornado-se um ancestral. Sua ancestralidade fica para seus filhos biológicos, bem como seus netos, irmãos,sobrinhos, e demais familiares. Também não menos importante, ele deixa um legado ancestral de suma importância aos seus filhos de Axé, filhos estes a quem ele muito amou , transmitiu seus ensinamentos, amparou nos momentos difíceis e festejando nos momentos de festa e alegrias, dando caminho em nome de Exu, e de seus Orixas: Ogum Wares, Oxum Opará e seu Orixá de Umbanda Ogum Yara”, diz trecho da nota.

Fonte: G1




Nenhum comentário:

Postar um comentário