sexta-feira, 3 de julho de 2020

Vai-e-vem: Prefeitura de Garça recua na flexibilização e determina fechamento de salões

A Prefeitura de Garça atendeu uma recomendação do Ministério Público e publicou um novo decreto nesta sexta-feira, 03 de julho, proibindo o funcionamento de salões de beleza e barbearias na cidade.
Anteriormente, a prefeitura havia estabelecido que os serviços de estética poderiam funcionar, mas atendendo apenas um cliente por vez.
Garça faz parte do Departamento de Saúde Regional (DRS) de Marília, que está na fase 1 (vermelha) do Plano São Paulo. Esta fase é a mais restritiva da quarentena e permite a abertura somente de serviços considerados essenciais.
Salões de beleza, barbearias e clínicas de estética não são considerados serviços essenciais, mas segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Bruno Henrique Severino, a abertura havia sido feita porque os estabelecimentos seguiam todas as recomendações das instituições de saúde desde o início da quarentena e, por isso, não ofereciam riscos de disseminação do coronavírus.
"Esse setor da economia foi permitido fazer o atendimento de um cliente por vez, pois desde o início da quarentena, esses estabelecimentos estão seguindo todos os protocolos, todas as recomendações das instituições de saúde. Então a gente acredita que não ofereça riscos na transmissão do vírus com o atendimento de uma pessoa por vez", explicou o secretário.
Garça contabilizava, até esta sexta-feira, 29 casos positivos de Covid-19 e nenhuma morte pela doença.

Fonte: G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário