segunda-feira, 13 de julho de 2020

Sorteio das casas do Jardim "João Serapião" ocorre na próxima quinta pela internet

Os contemplados com as 124 casas que comporão o Jardim "João Serapião", que se encontra em construção na região do Jardim dos Eucaliptos, vão ser conhecidos na próxima quinta-feira, 16 de julho. Nesse dia, a partir das 14h30, a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) irá realizar o sorteio entre os inscritos, com a identificação também dos suplentes. O sorteio será auditado e transmitido ao vivo pelas páginas da CDHU e da "Habitação São Paulo" no YouTube e também no Facebook.
Os sorteados receberão comunicado da CDHU por e-mail e SMS avisando que foram contemplados. A fase seguinte será uma entrevista na sede da Secretaria Municipal de Habitação e Mobilidade Urbana, com horário marcado. Todos os detalhes serão divulgados após a realização do sorteio.
A  CDHU recebeu em torno de 7 mil inscrições de garcenses que pleiteiam uma das unidades habitacionais do novo bairro. Do total de casas, 10% são destinadas às famílias com renda mensal entre 5,01 e 10 salários mínimos, 7% às pessoas com deficiência, 5% aos idosos e 4% aos policiais ou agentes penitenciários.
Além de morar ou trabalhar no município há pelo menos cinco anos, os interessados que fizeram as inscrições deveriam ter renda familiar de um a dez salários mínimos, não ser proprietário de imóvel, não possuir financiamento habitacional e não ter sido atendido anteriormente por programas habitacionais. Policiais devem trabalhar na cidade, idosos devem comprovar idade mínima de 60 anos e indivíduos sozinhos, 30 anos ou mais.
As casas terão dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro, lavanderia, distribuídos em 56,67 metros quadrados de área útil. O empreendimento é viabilizado pela CDHU em parceria com a Prefeitura de Garça. O financiamento dos imóveis seguirá as novas diretrizes da Política Habitacional do Estado, que preveem juros zero para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos. Para as famílias com renda acima de cinco salários, o financiamento terá taxa de juros de 4% ao ano.
Assim, as famílias pagarão praticamente o mesmo valor ao longo dos 30 anos de contrato, que sofrerá apenas a correção monetária calculada pelo IPCA (Índice de Preços do Consumidor Amplo), o indicador oficial do IBGE. As parcelas são calculadas levando-se em conta a renda das famílias, que podem comprometer, no máximo, 20% dos rendimentos mensais com as prestações.

Valor do ITBI — Os contratos de financiamento habitacional passam a ter novidade: a inclusão do valor do ITBI (Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis) e dos custos cartoriais nos novos contratos de financiamento imobiliário. A decisão foi anunciada pela Caixa Econômica Federal.
Até então, esses valores eram pagos pelo mutuário de forma unilateral. A partir de agora, com a medida, a Caixa apresenta como possibilidade o financiamento para o pagamento do ITBI e custos cartoriais dentro do contrato habitacional. Isso deverá aliviar as despesas das famílias, já que muitas apresentam dificuldades para arcar com os custos cartoriais e ITBI advindos do financiamento de imóveis.
A inclusão do ITBI e dos custos cartoriais já está valendo para novos contratos de financiamento assinados em todas as agências. Porém, a inclusão dessa inovação vale apenas quando os custos não ultrapassem 5% do valor financiado pelo cliente para operações contratadas com recursos da poupança, ou 4% no caso de imóveis financiados com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Fonte: Jornal Debate


Nenhum comentário:

Postar um comentário