quinta-feira, 23 de julho de 2020

Menino de um ano de idade morre após ser picado por escorpião em Parapuã

Um menino de um ano de idade morreu após ser picado por um escorpião na quarta-feira, 22 de julho, em Parapuã. Ele chegou a ser socorrido e levado à Santa Casa de Misericórdia do município para receber atendimento médico, mas não resistiu.
De acordo com a enfermeira Cristina Pereira da Silva, da Vigilância Epidemiológica, a criança estava em casa, na Vila Santa Helena, junto com os pais, quando foi picada pelo escorpião em um dos dedos das mãos.
Ainda segundo a enfermeira, o menino foi socorrido e deu entrada no hospital por volta das 11h, porém, o município não possuía o soro antiescorpiônico e foi pedida a transferência pela Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross) para Tupã.
Porém, em torno das 12h30, a criança não resistiu e morreu. A enfermeira também informou que o corpo do menino já foi velado e sepultado no município. O menino tinha completado um ano no dia 5 deste mês.
Cristina salientou que o município não registrava acidente com picada de escorpião resultando em morte havia cerca de 20 anos.
A família tinha se mudado havia uma semana do Estado do Maranhão para a cidade de Parapuã.
Na próxima segunda-feira, 27 e julho, agentes da Vigilância Epidemiológica realizarão a busca ativa em um raio de cinco residências do local onde o garoto morava para tentar apreender escorpiões.
A secretária municipal de Saúde de Parapuã, Regiane Simone Gimenes Fregoneze, disse que, após uma reunião entre gestores de saúde da área de abrangência do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Marília, ficou decidido que em casos graves a referência para Parapuã é a Santa Casa de Tupã, por ser uma unidade de alta complexidade e que tem o soro antiescorpiônico.
Ela explicou que a Santa Casa de Parapuã é uma unidade de médio porte e só estabiliza o caso para ser transferida a pessoa.

Fonte: OCNet



Nenhum comentário:

Postar um comentário