sexta-feira, 3 de julho de 2020

Agentes reivindicam inauguração do CDP de Álvaro de Carvalho

Aproximadamente 12 agentes que aguardam transferência para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Álvaro de Carvalho fizeram um protesto na manhã desta sexta-feira (3). Os servidores reivindicam que o CDP seja inaugurado.
Os agentes que moram na região, mas trabalham na grande São Paulo, alegam que a obra já está pronta há dois anos e ainda não foi entregue.
“A unidade se encontra pronta, a nossa reivindicação é voltar para casa, poder trabalhar próximo da nossa família”, disse um agente em um vídeo enviado ao Marília Notícia.
O protesto foi pacífico e contou inclusive com o apoio de uma viatura da Polícia Militar.
“Aqui é um protesto pacífico dos agentes de segurança no Centro de Detenção Provisória de Álvaro de Carvalho, onde a mesma unidade se encontra pronta há mais de dois anos. Nós estamos aqui todos lotados em São Paulo, querendo estar próximos das nossas famílias. O que nós estamos pedindo não é muito”, relatou o agente nas imagens.
Em maio, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) afirmou ao site que “unidade prisional de Álvaro de Carvalho está inserida no Plano de Contingência da Secretaria da Administração Penitenciária e assim se manterá até a superação da grave crise de saúde pública instalada”.
“Os riscos inerentes da profissão sempre existirão, mas só de trabalhar próximo da família, isso não há dinheiro que pague”,  diz o agente.
O CDP era para ter sido entregue em março deste ano, porém houve o cancelamento da inauguração. Na época, a pasta alegou ao MN, que “em razão das fortes chuvas na região, nos dias 9 e 10 de fevereiro, o início da operações foi suspenso”. A secretaria havia se comprometido a fazer a entrega até o final do primeiro semestre.
O CDP de Álvaro de Carvalho disponibilizará 823 vagas e custou cerca de R$ 48,6 milhões do Governo do Estado de São Paulo.
A unidade deveria ter sido concluída em setembro de 2018. Após o atraso nas obras, um cronograma divulgado pelo Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (Sifuspesp) depois de reunião com a SAP previa a entrega do CDP de Álvaro de Carvalho para fevereiro de 2019, mas a unidade enfrentava contratempos burocráticos.

Fonte: Marília Notícia


Nenhum comentário:

Postar um comentário