quarta-feira, 29 de julho de 2020

Aeronave que viria para Garça é apreendida pela Polícia Civil por suspeita de tráfico

A Polícia Civil apreendeu duas aeronaves durante uma ação para combater o tráfico internacional de drogas. Os helicópteros foram abordados nos heliportos de Piracicaba e de Carapicuíba.
Os trabalhos foram realizados em conjunto por equipes da Unidade de Inteligência Policial (UIP), da Divisão Especializada de Investigações Criminais de Piracicaba (Deic) e da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes de Americana (Dise), todas do Deinter 9, e contaram com o apoio do Serviço Aerotático (SAT), do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope), por meio do Pelicano.
Depois de quatro meses de investigações para verificar a ligação das aeronaves com o tráfico internacional de entorpecentes, foi realizado o monitoramento de planos de voo, até que foi possível, com ajuda do Pelicano, avistar as duas aeronaves.
Uma delas foi abordada no aeroporto de Piracicaba. O piloto foi questionado e informou ter sido contratado para ir até o Mato Grosso do Sul para buscar uma caixa de dinheiro e levá-la até uma região próxima à cidade de Garça.
Com o suspeito, foram recolhidos R$ 5 mil – parte do valor pago pelo serviço. O helicóptero, por sua vez, foi encaminhado a Americana, onde passou por perícia para verificar seu uso para o transporte de drogas, resultando positivo para cocaína no banco traseiro.
Dentro da aeronave foram localizados documentos e um telefone via satélite, ambos recolhidos.
O segundo helicóptero monitorado foi encontrado em um aeroporto de Carapicuíba, sem o piloto.
A aeronave também passou por exames periciais e dentro dela foi encontrada uma caixa do serviço dos correios constando como destinatário o piloto do outro helicóptero abordado e o nome de outro homem no remetente. O objeto acompanhava o comprovante de recebimento e carregadores de telefone via satélite.
Esta última aeronave permaneceu no hangar da Polícia Civil no Campo de Marte, na zona norte da Capital. A ocorrência foi registrada na Dise de Americana e os dois homens, de 22 e 34 anos, são investigados.

Fonte: Jornal Correio Paulista


Nenhum comentário:

Postar um comentário