terça-feira, 30 de junho de 2020

Artesp adia reajuste em tarifas de pedágio nas rodovias do Estado

A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) informa que a atualização contratual anual das tarifas de pedágio para a maioria das rodovias estaduais paulistas foi adiada para daqui quatro meses, conforme publicado no Diário Oficial. A medida atinge as praças de pedágio administradas pela Entrevias em Marília e região, que deveria ter reajuste no dia 06 de julho.
A decisão foi publicada para impedir reajuste em que deveria ser aplicado nesta quarta, 01 de julho, em diversas praças do Estado conforme estabelecido em contrato de concessão válido para as rodovias das três primeiras etapas do Programa de Concessões Rodoviárias.
Apesar de reconhecer a legitimidade do reajuste tarifário, a postergação leva em consideração o cenário de estado de calamidade pública, conforme Decreto 64.879 de 20 de março de 2020, em razão da pandemia provocada pela Covid-19, e mantém inalterado os valores das tarifas em vigor desde julho de 2019.
A data de reajuste das praças de pedágio da concessionária ViaPaulista, que ocorre em 23 de novembro, permanece inalterada. As cinco praças do sistema remanescente da concessionária Centrovias e, atualmente, administradas pela concessionária Eixo-SP, também não terão alteração, pois já tiveram suas tarifas calculadas em outro processo, cujos valores estão em vigor desde 15 de maio deste ano, no início da nova concessão.
Mesmo no período de isolamento social, as concessionárias de rodovias paulistas, por estarem classificadas como serviço essencial, mantiveram as atividades operacionais nas vias, como obras, serviços de manutenção, atendimento ao usuário e prestação de socorro, bem como estabeleceram um protocolo de apoio aos motoristas, especialmente os caminhoneiros com diversas iniciativas, como campanha de vacinação, distribuição de Kits de higiene e alimentação. Esse trabalho foi importante para a apoiar o abastecimento das cidades no período da quarentena.

Fonte: Giro Marília


Decreto em Garça vai regulamentar atividades de drive-thru e sistema delivery

Na quarta-feira, 01 de julho, a Prefeitura de Garça publicará um decreto, regulamentando a fase vermelha do Plano São Paulo. O documento autoriza o atendimento, também na modalidade drive-thru, de lojas, bares e restaurantes, além da alternativa de entrega domiciliar com o sistema delivery.
Após análise técnica da equipe da saúde e jurídica da Prefeitura, a decisão foi tomada em reunião realizada na manhã desta terça-feira, 30 de junho, entre o prefeito João Carlos dos Santos (EM), o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Henrique Severino, representantes da Acig (Associação Comercial e Industrial de Garça), entre eles, o presidente João Galhardo e comerciantes.
A regulamentação passará a valer a partir de amanhã, de 01 a 14 de julho, com a publicação do decreto no Diário Oficial Eletrônico do Município, em conformidade com o decreto estadual, que prorrogou o período de quarentena, podendo ser revista a qualquer momento em caso de descumprimento das regras ou mudanças determinadas por esferas superiores.
O novo decreto também disciplina o trabalho dos profissionais de cuidados pessoais e de higiene, como cabeleireiros, barbeiros e manicures. Os salões poderão atender com horário marcado somente um cliente por vez, não podendo haver espera em salas, outros locais públicos ou dentro do estabelecimento.
O uso de máscara por funcionários e clientes é obrigatório, incluindo nas vias públicas, como ruas e praças, seguindo o Decreto Estadual publicado esta semana pelo governador João Dória. Todos os estabelecimentos devem respeitar as práticas de higiene, como uso de álcool em gel, além do distanciamento de segurança.
A Prefeitura de Garça solicita que, mesmo com as novas orientações, os munícipes só saiam de casa se houver necessidade.

Redação do Garca.Jor


Novo vírus da gripe com 'potencial pandêmico' é encontrado na China

Uma nova cepa do vírus da gripe com potencial de causar uma pandemia foi identificada na China, segundo um novo estudo.
Essa linhagem surgiu recentemente e tem os porcos como hospedeiros, mas pode infectar seres humanos, dizem os autores da pesquisa.
Os cientistas estão preocupados com o fato de que ela poderia sofrer uma mutação ainda maior e se espalhar facilmente de pessoa para pessoa e desencadear assim um surto global.
Eles dizem que a cepa tem "todas as características" de ser altamente adaptável para infectar seres humanos e precisa ser monitorada de perto.
Como se trata de uma nova linhagem do vírus influenza, que causa a gripe, as pessoas podem ter pouca ou nenhuma imunidade a ela.
Uma nova cepa do influenza está entre as principais ameaças que os especialistas estão monitorando, mesmo enquanto o mundo ainda tenta acabar com a atual pandemia do novo coronavírus.
A última gripe pandêmica que o mundo enfrentou, o surto de gripe suína de 2009 que começou no México, foi menos mortal do que se temia inicialmente, principalmente porque muitas pessoas mais velhas tinham alguma imunidade a ela, provavelmente por causa de sua semelhança com outros vírus da gripe que circulavam anos antes.
O vírus da gripe suína, chamado A/H1N1pdm09, agora é combatido pela vacina contra a gripe que é aplicada anualmente para garantir que as pessoas estejam protegidas.
A nova cepa de gripe identificada na China é semelhante à da gripe suína de 2009, mas com algumas mudanças.
Até o momento, não representou uma grande ameaça, mas o professor Kin-Chow Chang e colegas que o estudam dizem que devemos ficar de olho nele.
O vírus, que os pesquisadores chamam de G4 EA H1N1, pode crescer e se multiplicar nas células que revestem as vias aéreas humanas.
Eles descobriram evidências de infecção recente em pessoas que trabalhavam em matadouros e na indústria suína na China.
As vacinas contra a gripe atuais não parecem proteger contra isso, embora possam ser adaptadas para isso, se necessário.
Kin-Chow Chang, que trabalha na Universidade de Nottingham, no Reino Unido, disse à BBC: "No momento estamos distraídos com o coronavírus e com razão. Mas não devemos perder de vista novos vírus potencialmente perigosos".
Embora esse novo vírus não seja um problema imediato, ele diz: "Não devemos ignorá-lo".
Os cientistas escrevem na revista "Proceedings", da Academia Nacional de Ciências britânica, que medidas para controlar o vírus em porcos e monitorar de perto as populações trabalhadoras devem ser rapidamente implementadas.
O professor James Wood, chefe do Departamento de Medicina Veterinária da Universidade de Cambridge, disse que o trabalho "vem como um lembrete salutar" de que estamos constantemente sob o risco do surgimento de patógenos e que animais de criação, com os quais os seres humanos têm maior contato do que com a vida selvagem, podem ser uma fonte de vírus pandêmicos.

Fonte: BBC


Prazo para declarar IR 2020 termina hoje, e Receita deposita segundo lote de restituições

A Receita Federal recebe declarações de Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2020 (ano-base 2019) até as 23h59 desta terça-feira, 30 de junho. Quem não entregar a prestação de contas no prazo estará sujeito à multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido. Além disso, o Fisco deposita hoje o segundo lote de restituições para 3,3 milhões de contribuintes. O dinheiro será creditado na conta indicada no ato da declaração de ajuste anual.
Este ano, o órgão espera receber cerca de 32 milhões de declarações. O prazo original terminaria no dia 30 de abril, mas foi estendido até 30 de junho em razão da pandemia do novo coronavírus.
Segundo especialistas, quem deixou para a última hora deve entregar a declaração, ainda que precise apresentar uma retificadora depois, para não pagar multa.
No caso do segundo lote de restituição, foram incluídos 3.306.644 contribuintes, que vão receber um valor total de R$ 5,7 bilhões. É a maior devolução da história.
Entre aqueles que têm prioridade de recebimento, há 54.047 idosos acima de 80 anos; 1.186.406 pessoas entre 60 e 79 anos, além de 89.068 cidadãos com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave. Há também 937.234 pessoas cuja maior fonte de renda é o magistério.
Ainda de acordo com o Fisco, foram contempladas também mais de um milhão de pessoas sem direito à prioridade garantida por lei, que entregaram suas declarações sem pendências até 4 de março.
A Receita já informou, no entanto, que o primeiro lote (pago em 29 de maio) e esta segunda leva de devoluções depositada agora não sofreram correção. Os juros serão aplicados somente a partir do terceiro lote.
Este ano, o Fisco mudou o calendário de restituições. Em vez de sete lotes pagos de julho a dezembro — como acontecia até 2019 —, agora serão apenas cinco, liberados de maio a setembro. Com isso, o dinheiro deixou de ser creditado no meio do mês e passou a ser depositado no fim. O dinheiro fica disponível para saque por um ano.

Fonte: Yahoo


Pai mata o próprio filho de 19 anos com uma facada em Marília

A Polícia Militar prendeu um homem de aproximadamente 50 anos acusado de matar o próprio filho, de 19 anos, durante uma discussão, no distrito de Avencas, em Marília. A vítima levou um único golpe no peito e morreu antes mesmo de ser socorrido. O acusado foi preso em casa e só ficou sabendo da morte da vítima na Central de Polícia Judiciária.
Equipes do resgate do Corpo de Bombeiros e a UTI Móvel do SAMU foram mobilizadas. De acordo com a PM, os dois envolvidos estavam em um bar e, quando voltavam para a casa, bastante embriagados, passaram a discutir, momento em que o pai puxou uma faca e atingiu o peito do rapaz, identificado inicialmente como Dener Paulino.
"Ele nos disse agora há pouco, quando recordou a consciência, que tinha apenas feito um risco no peito do rapaz e ficou desesperado quando soube que havia morrido", informou o tenente Paes que está comandando a ocorrência. O homem não ofereceu resistência ao ser preso. Ele está sendo autuado em flagrante por homicídio.
De acordo com o médico do SAMU, Rodrigo Raful, assim que a UTI Móvel chegou ao local a vítima já estava morta. Uma auxiliar de enfermagem, que mora no distrito, foi a primeira a chegar e já havia constatado que o rapaz parou de respirar quando a viatura estava no meio do caminho.

Fonte: Visão Notícias


Apenas 15% das pequenas empresas conseguiram crédito durante pandemia

Entre 07 de abril e 02 de junho, cerca de 6,7 milhões de empresários tentaram obter crédito para manter pequenos negócios, mas apenas 1 milhão (15%) conseguiu os recursos, aponta levantamento elaborado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).
No início da pandemia de covid-19, 30% dos pequenos empresários buscaram algum tipo de crédito, taxa que subiu para 39% ao final da análise, composta a partir de respostas fornecidas por 7.703 empresários de 26 estados e do Distrito Federal.
A principal razão (19%) para que não tenham tido êxito junto aos bancos foi o CPF negativado,o que indica que uma pessoa está inadimplente. Ter "nome sujo" no Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados do Setor Público Federal (Cadin) ou no Serasa foi a justificativa apresentada por 11% das instituições financeiras ao negar crédito, mesma proporção relativa à falta de garantias ou avalistas.
Ainda de acordo com o levantamento, os bancos públicos, como Caixa e Banco do Brasil, foram as instituições mais procuradas pelos empresários. A maioria (41%) dos participantes da sondagem afirmou ter dívidas em aberto e em atraso, enquanto 32% declararam não ter dívidas e 27% disseram estar com o pagamento de débitos em dia.
Na última quinta-feira (25), o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse, em transmissão online, que as linhas especiais de crédito para empresas de menor porte poderão ter um bônus de adimplência. Na ocasião, ele reconheceu que a economia do país "bateu no fundo do poço".
No Brasil, os micro e pequenos empreendimentos equivalem a 99% do empresariado e respondem por mais de 52% dos trabalhadores com carteira assinada do setor privado.

Fonte: Agência Brasil


sexta-feira, 26 de junho de 2020

Neste sábado: Quina de São João vai ter prêmio de R$ 140 milhões

A Quina de São João vai pagar um prêmio estimado em R$ 140 milhões no sorteio especial que a Caixa vai realizar amanhã (27) em São Paulo a partir das 20h (horário de Brasília). As apostas poderão ser realizadas até uma hora antes do início do sorteio.
A edição especial anual, que corre como Quina 5299, tem como regra o pagamento obrigatório da bolada, o que significa que o prêmio será distribuído entre os acertadores das faixas menores caso ninguém crave as cinco dezenas.
Isso aconteceu na edição do ano passado, quando a faixa principal ficou sem vencedores. Na ocasião, 1.577 apostas diferentes que fizeram a quadra ganharam, cada uma, R$ 97.451,78. Ou seja, o prêmio total nessa faixa ficou em mais de R$ 153,6 milhões.
No caso extremo e improvável de ninguém acertar nem a quadra, o prêmio seria dividido entre os acertadores do terno, o mesmo ocorrendo para o duque.
Sem contar o prêmio do ano passado, que acabou dividido na faixa da quadra, a maior bolada em valores nominais na faixa principal da Quina de São João saiu em 2016, quando oito apostas dividiram um prêmio de R$ 143,1 milhões.
O apostador deve escolher de cinco a 15 números de 1 a 80. As apostas precisam ser feitas até uma hora antes do concurso, ou seja, as lotéricas credenciadas, serviços digitais autorizados e o site oficial da Caixa vão registrar os jogos até as 19h (horário de Brasília) de amanhã.
A aposta tem o mesmo preço de um concurso comum. Com o reajuste implementado em 10 de novembro de 2019, agora apostar na Quina custa no mínimo R$ 2 (com cinco números), mas pode chegar a R$ 6.006 (com 15). Se a aposta for feita no site, a compra mínima em uma sessão virtual é de R$ 30, mas esse valor pode incluir jogos em outras loterias.

Fonte: UOL


Gilberto Gil comemora 78 anos com show junto aos filhos músicos

No começo, as apresentações eram intimistas. Voz e violão, via Instagram, com uma qualidade de som não das melhores. Apenas os artistas sertanejos esbanjavam grandes estruturas - alguns foram até alvos de críticas, por causarem aglomerações. Passados mais de 100 dias de isolamento social e um sem-fim de lives, artistas e bandas de todos os gêneros agora montam pomposos shows virtuais para matar a saudade dos palcos e do público, arrecadar com patrocinadores e angariar doações. Gigantes da MPB também cederam à moda (passageira ou permanente?). Nesta sexta-feira, 26 de junho, um dos maiores deles faz a festa, literalmente: é com live que Gilberto Gil comemora seus 78 anos de vida.
E o baiano estará muito bem acompanhado. No sítio do clã musical, faz show com participação de Preta Gil, Nara Gil, Bem Gil, José Gil... e mediação de Bela Gil. “É inédito e curioso, pois tem toda essa coisa de ser diferente do normal. Não tem palco, é a minha casa, não tem público, mas tem a família”, declarou. O público poderá presentear o aniversariante por meio de doações via QR code, destinadas a duas instituições de apoio a profissionais da música: Apoie Um Freela e Backstage Invisível.
A celebração, batizada de Fé na festa do Gil, será às 20h, no canal do artista no YouTube. Na mesma plataforma, às 18h30 do domingo, outro monstro sagrado estreia nas lives. Milton Nascimento revisita os grandes sucessos da carreira solo e do Clube da Esquina, pelo qual estrelou recentemente uma série no Canal Brasil, resgatando os tempos de parceria com Lô Borges, Beto Guedes, Flávio Venturini e outros artistas mineiros. Também mostra o trabalho recém-lançado com Criolo, Existe amor, que teve participação do virtuoso pianista pernambucano Amaro Freitas na canção Cais.

Fonte: Diário de Pernambuco


Governo do Estado mantém quarentena rígida para a região de Garça

O governo do Estado de São Paulo anunciou nesta sexta-feira  manutenção da região de Garça na faixa vermelha do Plano São Paulo de flexibilização, que prevê fechamento do comércio em geral. O governador João Dória PSDB) anunciou ainda a prorrogação da quarentena para novo período do dia 29 de junho até o dia 14 de julho. A classificação repete definição da semana passada.
O governo apontou os índices de evolução dos casos como maior problema. É o único critério de faixa vermelha na região. Número de internações estão na faixa laranja. Evolução de óbitos e ocupação de leitos estão na faixa verde
A classificação estadual considera cinco critérios – número de leitos, taxa de ocupação de leitos, evolução dos casos, evolução dos óbitos e evolução das internações. Compara dados semanais.
As regiões de Bauru e Presidente Prudente ficam também na faixa vermelha. A capital, São Paulo, avançou para a faixa amarela, com menos restrições. O prefeito Bruno Covas afirmou que apesar do avanço as regras na capital só devem ser alteradas na próxima sexta-feira, caso a cidade mantenha o avanço.
O secretário estadual do Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, afirmou que a região deve ter nova avaliação na próxima sexta-feira, quando serão completados 14 dias da classificação na faixa vermelha.

SETORES AUTORIZADOS A FUNCIONAR NA FASE 1 (VERMELHA):

– Saúde: hospitais, clínicas, farmácias, clínicas odontológicas, lavanderias e estabelecimentos de saúde animal.
– Alimentação: supermercados, hipermercados, açougues e padarias, lojas de suplemento, feiras livres. É vedado o consumo no local.
– Bares, lanchonetes e restaurantes: permitido serviços de entrega (delivery) e que permitem a compra sem sair do carro (drive thru). Válido também para estabelecimentos em postos de combustíveis.
– Abastecimento: cadeia de abastecimento e logística, produção agropecuária e agroindústria, transportadoras, armazéns, postos de combustíveis e lojas de materiais de construção.
– Logística: estabelecimentos e empresas de locação de veículos, oficinas de veículos automotores, transporte público coletivo, táxis, aplicativos de transporte, serviços de entrega e estacionamentos.
– Serviços gerais: lavanderias, serviços de limpeza, hotéis, manutenção e zeladoria, serviços bancários (incluindo lotéricas), serviços de call center, assistência técnica de produtos eletroeletrônicos e bancas de jornais.
– Segurança: serviços de segurança pública e privada.
– Comunicação social: meios de comunicação social, inclusive eletrônica, executada por empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens.
– Construção civil, agronegócios e indústria: sem restrições.

Redação do Garca.Jor


Acesso de veículos ao bosque das cerejeiras em Garça continua proibido

Continua  proibido o acesso de veículos ao lago J.K. Williams em Garça. O parque é famoso pelo bosque das cerejeiras, que florescem nesta época do ano e atraem muitos visitantes.
Segundo a Prefeitura, pedestres poderão entrar no parque, mas não é recomendado. A decisão de fechar o lago foi tomada para evitar aglomerações e a disseminação da Covid-19.
Garça faz parte do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Marília, que foi rebaixado para a fase 1 (vermelha) do Plano São Paulo, que permite o funcionamento apenas de serviços essenciais.

Fonte : G1


Caixa é autorizada a criar mais uma loteria: a Supersete

A Caixa Econômica Federal foi autorizada a instituir mais um produto lotérico: a Supersete. Publicada o Diário Oficial da União de hoje, 26 de junho, a Portaria  nº 15.141 do Ministério da Economia informa que caberá ao banco definir a data do primeiro sorteio, bem como sua frequência e o preço das apostas, que terão, como referência, o preço a ser estabelecido para a aposta simples, de sete números.
O jogo consiste na indicação de conjunto finito de prognósticos sobre dez algarismos organizados verticalmente em sete colunas. A aposta mínima será de um número por coluna, totalizando sete prognósticos.
Caso não sejam preenchidos pelo menos sete números, o sistema de apostas preencherá automaticamente os prognósticos restantes, de forma a completar a aposta mínima de sete números – procedimento similar ao que ocorre com a aposta surpresinha, em que o prognóstico é feito a partir do fornecimento aleatório de números, pelo sistema da Caixa.
Também será permitida a aposta chamada "Teimosinha", que compreende a repetição dos mesmos prognósticos nos concursos subsequentes.
A aposta máxima será de três algarismos por coluna, totalizando 21 números nas sete colunas apresentadas no volante ou na matriz de aposta eletrônica.
Estão previstas cinco faixas de prêmio para quem acertar a partir de três dos sete números sorteados (um em cada coluna). Não havendo, em algum concurso, quem acerte qualquer faixa de premiação, o valor do prêmio ficará acumulado para quem acertar os sete números do concurso seguinte.
O recibo da aposta, popularmente conhecido como bilhete, é o único comprovante que habilita o apostador a receber o prêmio.

Fonte: Agência Brasil


Prevenção à violência contra o idoso é tema do "Junho Violeta"

A discussão sobre a violência doméstica e social muitas vezes se restringe às crianças e mulheres. No entanto, outra parcela da população vive uma situação de ampla vulnerabilidade, algo que, efetivamente, se ampliou nesta pandemia: os idosos. Essa parte da população vive numa zona de risco e tal situação deve ganhar maior visibilidade para a garantia de seus direitos e da sua proteção.
Para tanto, a Organização das Nações Unidas e a Rede Internacional de Prevenção à Violência Contra à Pessoa Idosa instituíram o 15 de junho como Dia Mundial da Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. E este mês é marcado pelo "Junho Violeta", no qual se busca dar destaque a aspectos de proteção, valorização e combate à discriminação da população da terceira idade.
Os maus tratos contra idosos se revestem de violação grave aos direitos humanos. No Brasil também é tratado como conduta criminosa. O Estatuto do Idoso, sancionado em 2003, dispõe que colocar em risco a vida ou a saúde do idoso, por meio de condições degradantes ou privação de alimentos ou cuidados indispensáveis, é crime.
No entanto, dados do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos apontam que, em 2018, o Disque 100 (Disque Direitos Humanos) recebeu 13% mais denúncias de violações contra a pessoa idosa em relação ao ano anterior. O Ministério aponta que ainda há muitos casos que não são denunciados.
A violência contra idosos pode ser definida como qualquer ato, ou ainda a ausência de uma ação, que cause danos ou incômodo à pessoa idosa. Estão entre os casos mais comuns os abusos psicológicos, abusos financeiros, negligência, abusos físicos e os abusos sexuais. As denúncias de violência contra idosos podem ser feitas pelo Disque 100, que funciona 24 horas. As ligações são gratuitas, de qualquer telefone fixo ou móvel, e a denúncia pode ser anônima.
A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social de Garça vem dando destaque para o "Junho Violeta". Um grande laço dessa cor foi instalado em frente à sede da pasta e também foi afixado um banner com orientações sobre a forma de efetuar a denúncia de maus tratos e outras formas de violência contra os idosos. A Secretaria também está aberta para receber idosos em situação de vulnerabilidade e fornecer orientações sobre a preservação de seus direitos e a garantia de sua segurança.

Redação do Garca.Jor


Tupã será contemplada com 100 novas casas populares

O prefeito de Tupã, Caio  Aoqui (PSD), esteve em São Paulo, onde assinou convênio para construção de 100 novas moradias populares para Tupã.
O investimento na construção das novas moradias será de aproximadamente R$ 10 milhões.  A conquista foi realizada com ajuda do deputado estadual Ricardo Madalena (PL), que não esteve no evento por estar se recuperado de um AVC que sofreu no mês de maio.
O prefeito foi recebido pelo diretor de Atendimento Habitacional da CDHU, Marcelo Hercolin.  Estiveram presentes acompanhando o prefeito os vereadores Alexandre Scombatti, Capitão Neves e Eduardo “Shigueru” Edamitsu.
“Gostaria de agradecer ao deputado estadual Ricardo Madalena e aos vereadores Alexandre Scombatti, Capitão Neves e Eduardo “Shigueru” Edamitsu que uniram forças para viabilizar essas novas unidades para Tupã”,  disse o prefeito Caio Aoqui.

Fonte: Rádio Tupã


Mais uma: cidade de Osvaldo Cruz proíbe soltura de fogos de artifício com barulho

A Câmara Municipal de Osvaldo Cruz aprovou por maioria, voto contrário apenas do vereador Adenilson Aparecido Barbosa "Exclusivo" (PDT), projeto de Lei "João Fernando", nº 12/2020, que proíbe a soltura e manuseio de fogos de artifício com barulho no município.
O projeto leva o nome do jovem osvaldo-cruzense que é autista e inspirou os autores, vereadores Luis Ricardo Spada Bonfim "Bitinha" (PSDB)) e Lucas Canola Hirano (PV).
"Estou particularmente muito feliz porque os colegas entenderam a necessidade da proposta em nome da vida e da saúde de portadores de deficiência, idosos, crianças e animais domésticos. A aprovação foi por maioria absoluta, o que me deixa muito contente. Agora a proposta vai à sanção ou veto do prefeito Edmar Mazucato (PSDB) e esperamos que ele também acolha o Projeto", disse Bitinha ao agradecer ao colega Lucas Hirano pela co-autoria da propositura.
 A mãe de João Fernando, a professora Branca Romanini, veio a público e agradeceu aos vereadores que votaram pelo Projeto de Lei. "Agradeço a todos os vereadores que tiveram empatia pela causa, aos profissionais de imprensa que divulgaram a história do meu filho e de nossa família e aos inúmeros manifestos de apoio recebidos. Esperamos agora pela sanção do prefeito Edmar Mazucato", disse a educadora.

Fonte: OCNet


Unimar realiza palestra sobre “O Novo Normal: o Mundo Pós-Crise”

O Programa de Pós-graduação em Direito (PPGD) da Universidade de Marília (Unimar) realiza nesta sexta-feira, dia 26 de junho, às 18h, o evento acadêmico online sobre “Os Direitos Fundamentais e o Novo Normal: o Mundo Pós-Crise”. A palestra será realizada pela docente da Faculdade de Direito da Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM), Dra. Julieta Morales Sanchez.
De acordo com o Coordenador do Projeto, Dr. Daniel Barile da Silveira, o objetivo é discutir as relações jurídicas e seus impactos sociais a partir da perspectiva dos direitos fundamentais. “Neste período de reavaliação de nossas esperanças e projetos, pensar em nosso pacto social nos ajuda a entender melhor os processos de transformação que esta pandemia produz em nossas vidas. Essas mudanças globais e o novo estilo de vida pós-pandemia fazem nascer para nós o conceito de “novo normal”, como um novo status de interação para o qual fomos lançados de forma rápida e imprevisível”, explica.
A discussão tem como tema “Os Direitos Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais no marco das políticas públicas pós-Covid “, realizado pela Dra. Julieta Moralez Sanchez com a moderação do docente da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMS), Dr. João Francisco Azevedo Barreto e o docente da Unimar, Dr. Valter Moura do Carmo.
O Coordenador do Projeto destaca ainda que os convidados vão fazer a releitura dessa perspectiva sobre a ótica dos direitos humanos. “Pensando de forma mais ampla, a nova normalidade não afeta apenas o plano dos direitos internos de um país, mas também impacta todos os direitos da humanidade, entendidos estes como aqueles direitos que gravitam no espaço transnacional”, complementa.
A Dra. Julieta Moralez conta que além de falar sobre estes direitos, ela buscará mostrar aos acadêmicos como houve descuido por parte dos governos brasileiros e mexicanos. “Vou falar sobre os Direitos Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais e como eles foram descuidados por parte dos governos e relegados sob o argumento da progressividade. São direitos que possuem vínculos diretos com a Dignidade da Pessoa Humana e que a luz dos princípios de interdependência e indivisibilidade deveriam ser tratados em pé de igualdade com os demais direitos, como o conjuntos dos Direitos Civis e Políticos. Esses Direitos serão expostos a partir do contexto do Covid-19”, ressalta.
Ainda segundo Dra. Julieta, ter estas discussões com acadêmicos são de extrema importância e o projeto é de uma extraordinária iniciativa. “O debate iniciado pela Unimar sobre os Direitos Humanos no contexto do Covid-19 é fundamental na conjuntura que vivemos, exatamente porque revela uma série de deficiências por parte dos estados e que foram retomadas a partir da pandemia. Acredito que é uma grande iniciativa a realização do projeto com intercâmbios de nível internacional, que permite escutar distintas vozes. Significa que a Universidade de Marília está comprometida com um debate atual, com a geração de propostas que possam resultar em soluções das problemáticas sociais, assim o meu mais amplo reconhecimento por essa brilhante iniciativa”, ressalta.
O projeto está sendo realizado às sextas-feiras no canal oficial do PPGD da Unimar. Na última semana, o debate teve como tema “As recomendações da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) com a Resolução 1/2020 – Pandemia e Direitos Humanos nas Américas com a palestra do docente da Universidad de Medellín na Colômbia, Dr. Felipe Calderón-Valência, e moderação do docente da Unimar, Dr. Valter Moura do Carmo e do docente da Fundação Educacional de Penápolis (Funepe), Thiago Romero.
Confira a agenda das próximas palestras:

Dia 26 de junho a partir das 18h:
“Os Direitos Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais no marco das políticas públicas pós-Covid ”
Palestrante: A docente da Faculdade de Direito da Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM), Dra. Julieta Moralez Sanchez

Dia 2 de julho às 14h:
“ Análise das medidas adotadas pelo executivo colombiano na época de Covid”.
Palestrante: A docente da Universidad Militar Nueva Granada (Colômbia), Dra. Andrea Alarcón Peña.

O Projeto “Os Direitos Fundamentais e o Novo Normal: o Mundo Pós-Crise” é aberto ao público com transmissão pelo Canal no Youtube do Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade de Marília, com direito a certificado.

Fonte: Marília Notícia


quinta-feira, 25 de junho de 2020

Autor de furto em Marília diz que "se é para o santo é para Satanás também"

Um homem de 44 anos foi preso por tentativa de furto na tarde desta quarta-feira, 24 de junho, no Centro de Marília. A identidade dele não foi divulgada.
Por volta de 15h30, a Polícia Militar foi acionada em uma loja que vende produtos religiosos na rua Paes Leme. A vítima, uma comerciante de 40 anos,  alegou que o autor chegou no estabelecimento e pediu dinheiro. A mulher teria afirmado que não dispunha de quantia naquele momento.
Segundo a polícia, o acusado vive perambulando pela cidade pedindo esmolas. Em certo momento, o homem observou que havia algumas oferendas em moedas depositadas no pé de um Santo e teria dito “Se é para o santo é para Satanás também”.
Em seguida, o indivíduo pegou algumas moedas. O marido da comerciante, ao ver a cena, desferiu um golpe na cabeça do indivíduo, causado-lhe um ferimento.
A comerciante não soube dizer a quantia subtraída da oferenda, mas foi encontrado com o desempregado R$ 0,85, que não foi possível saber se era do furto ou de alguma esmola.
A representante de uma ótica também compareceu ao plantão policial enquanto a ocorrência era registrada, afirmou que o mesmo homem tinha entrado em seu estabelecimento pouco mais cedo e começou a bagunçar a prateleira.
Quando estava saindo, o autor tentou subtrair alguns óculos que estavam em exposição e não conseguiu porque a mulher pegou uma cadeira para se defender.
O acusado permaneceu à disposição da Justiça na Central de Polícia Judiciária (CPJ).

Fonte: Marília Notícia


Receita Federal investiga esquema de fraude em deduções do IR

Cerca de 3.700 declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) dos exercícios de 2016 a 2020, de um grupo de 800 contribuintes, contêm deduções suspeitas com o intuito de reduzir o imposto devido. A investigação é feita pela Delegacia da Receita Federal em Vitória, no Espírito Santo, segundo informações divulgadas hoje, 25 de junho.
Segundo a Receita, as investigações indicam que as declarações foram preenchidas por um intermediário, que aumentaria o imposto a ser restituído dos contribuintes. “Como os contribuintes delegavam o preenchimento de suas declarações, não é possível afirmar que tinham conhecimento da ilicitude”, informou o órgão.
Os contribuintes são na sua maioria capixabas, mas foram identificados também contribuintes de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, que se usaram o serviço do mesmo intermediário.
Com base no que foi apurado até agora, estima-se que as deduções indevidas atinjam o valor de R$ 20 milhões.
Os contribuintes identificados terão suas declarações retidas em malha fiscal e serão intimados a comprovar as despesas declaradas, ainda que tenham sido informadas por terceiros.
Entretanto, enquanto não receberem as intimações, poderão se autorregularizar por meio da entrega de declarações retificadoras, hipótese em que não sofrerão a imposição de multas.
A Receita Federal alerta aos contribuintes que desconfiem de pessoas que prometem facilidades para reduzir o valor de imposto a pagar ou o aumento do imposto a restituir.
A Receita Federal informa que os declarantes podem, via internet, consultar a causa de eventuais retenções em malha e verificar os procedimentos para a correção de erros no preenchimento.
Segundo a Receita, os contribuintes que não se autorregularizarem serão chamados a prestar esclarecimentos ao fisco, podendo ser autuados pelos valores devidos, acrescidos de multas de até 150% sobre o valor do imposto apurado, além dos juros moratórios. Também poderão sofrer as sanções penais previstas para os crimes contra a ordem tributária.

Fonte: Agência Brasil


Aposta única acerta os seis números da Mega-Sena e fatura mais de R$ 43 milhões

Uma aposta única de Brasília acertou as seis dezenas do concurso 2.273 da Mega-Sena e levou o prêmio de R$ 43.269.740,25. De acordo com a Caixa, o ganhador fez uma aposta simples, com seis dezenas marcadas.
O sorteio do concurso 2.273  foi realizado na noite de quarta-feira, 24 de junho, no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. Foram sorteadas as seguintes dezenas: 15 – 16 – 20 – 38 – 40 – 58.
Já a quina registrou 48 apostas vencedoras e cada uma vai pagar R$  67.956,15. A quadra teve 3.830 ganhadores e cada um vai receber R$ 1.216,67.
O concurso 2.274, da Mega-Sena, será realizado no próximo sábado (27). A Caixa estima um prêmio de R$ 2,5 milhões.

Fonte: Midiamax


Santa Casa de Pompeia recebe emenda parlamentar de mais R$ 100 mil para custeio

A diretoria da Santa Casa de Pompeia está celebrando a conquista da verba parlamentar de R$ 100 mil que será utilizada para custeio das operações administrativas do hospital pompeiano. A conquista contou com a participação da Deputada Estadual, Maria Izabel Azevedo Noronha, mais conhecida como Professora Bebel (PT), que incluiu a instituição de saúde da cidade dentre as beneficiadas.
“Isto mostra o quanto a Santa Casa é importante para a região, diante das considerações da Deputada Estadual”, reforçou o provedor da Santa Casa de Pompeia, Alair Mendes Fragoso, surpreso com a boa notícia. “Vamos convida-la para nos conhecer e conhece-la, afinal, esse valor muito vai nos ajudar”, comemorou o dirigente de Pompeia ao utilizar a verba parlamentar para questões administrativas.
A situação do hospital pompeiano é delicada, afinal, a necessidade dos investimentos é quase que diária. “Na área da saúde sempre é preciso investir em equipamentos caros, que exigem serviços específicos tanto na instalação quanto na operação”, recordou o dirigente ao agradecer a Professora Bebel, formada em Letras pela Universidade Metodista de Piracicaba, sendo Mestre em Administração Educacional pela mesma Universidade. É professora da Rede Estadual de Ensino. Foi Conselheira do Conselho Nacional de Educação por dois mandatos. Foi membro do Fórum Nacional de Educação e do Fórum Estadual de Educação. Representou a CNTE na Rede Mundial de Pesquisas Internacional da Educação. “Para nós é motivo de orgulho ser lembrado por pessoa tão qualificada”, agradeceu Alair Mendes Fragoso.
O valor de R$ 100 mil conseguido será utilizado para atividades administrativas. Segundo o provedor da Santa Casa de Pompeia o programa de combate ao Covid-19 está dentro do planejado, diante dos casos inexistentes de grande atenção constatados no município. “A Prefeitura de Pompeia vem realizando um excelente trabalho preventivo que a população incorporou e isso ajuda muito a nossa parte, que é da internação”, explicou o dirigente que pretende avançar em algumas questões importantes do ponto de vista de gestão.
“Esse tipo de verba parlamentar é importante para um hospital como nosso que diariamente precisa resolver questões financeiras e por ser uma verba livre para uso, pode equacionar débitos e contas importantes”, explicou o dirigente que espera outras indicações de Deputados Estaduais e Federais, que enxerguem na Santa Casa de Pompeia, uma atenção especial para a região.
Maria Izabel Azevedo Noronha, Professora Bebel, é deputada estadual pelo Partido dos Trabalhadores, eleita em 2018 com 87.169 votos. Preside a Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa. É também Presidenta da APEOESP - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo de São Paulo. É membro da Executiva Nacional da CUT - Central Única dos Trabalhadores. Foi Secretária Geral da CNTE - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação.

Redação do Garca.Jor


Duartina registra primeiro óbito por covid-19

A Prefeitura de Duartina, por meio da Secretaria de Saúde, registrou o primeiro óbito de uma moradora da cidade por covid-19. A vítima é uma mulher de 50 anos, que tinha hipertensão, hipotireoidismo e era asmática. Ela esteve internada no Hospital Estadual de Bauru desde o dia 10 de Junho e morreu na manhã de terça-feira, 23 de junho.
A Secretaria de Saúde do município informa ainda que outros três pacientes de Duartina tiveram resultados positivos para o novo coronavírus. Até o momento, a cidade contabiliza 23 casos confirmados para covid-19 e, agora, o primeiro óbito registrado.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru


STF derruba liminar e Marília volta a ter fechamento de comércio e outras atividades

O vice-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Luiz Fux, atendeu um pedido da Procuradoria Geral de Justiça em São Paulo e suspendeu os efeitos da liminar concedida pelo Tribunal de Justiça para autorizar a Prefeitura de Marília a criar sua própria regulamentação de quarentena.
O requerido na ação é o desembargador Jacob Valente, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça, que concedeu a liminar para autorizar Marília a regulamentar a abertura do comércio e serviços sem depender da classificação regional do Estado.
Com apoio da liminar, a prefeitura classifica a cidade na faixa laranja, com shopping e serviços em geral abertos. O Estado coloca a cidade e região na faixa vermelha, com mais restrições.
O município de Marília consta no processo como interessado, assim como o governo do Estado. Ainda nesta noite o STF encaminhou a notificação eletrônica ao Tribunal de Justiça.
A prefeitura deve ser intimada nesta quinta e assim que isso acontecer deveria promover a nova regulamentação a partir da sexta, com fechamento das empresas não autorizadas. Mas isso ainda depende de haver a intimação oficial e da decisão formal da prefeitura em obedecer as regras do Estado.
O pedido de Suspensão da Segurança foi protocolado no dia 12 de junho e encaminhado inicialmente ao presidente do Supremo, ministro João Antonio Dias Toffoli, que é mariliense.
Nesta quarta-feira Toffoli declarou-se impedido de julgar o pedido. O caso foi repassado ao vice-presidente da corte, e o despacho divulgado nesta noite.
“Defiro o pedido liminar para suspender os efeitos da decisão proferida no Mandado de Segurança nº. 2127817-18.2020.8.26.0000, em trâmite no Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, até seu respectivo trânsito em julgado. Comuniquem-se com urgência”, diz o resumo da decisão publicado no site do STF.
Assim que cumprir seus efeitos com a notificação do desembargador e a suspensão da liminar, a medida deixa Marília oficialmente vinculada às regras estabelecidas pelo governo do Estado, o que colocaria a cidade na faixa vermelha com shopping centers e comércio em geral fechados.
Seguiram autorizadas apenas as atividades essenciais, como estava no início da quarentena: supermercados, padarias, açougues, indústrias, serviços de segurança, saúde, oficinas e construção civil, incluindo as lojas de material.

Fonte: Giro Marília


quarta-feira, 24 de junho de 2020

Receita Federal aponta manobras tributárias de empresários ligados a Bolsonaro

A Receita Federal multou empresários bolsonaristas por supostas manobras tributárias. A intenção seria, segundo auditores do órgão, evitar pagamento integral de impostos.
Entre as irregularidades apontadas está a simulação de operações de compra e venda de aeronaves. A Receita vê também uso de documentos falsificados para recolher contribuições previdenciárias.
Levantamento feito pela Folha mostra que oito empresários ligados ao governo devem cerca de R$ 650 milhões.
São valores cobrados pela Receita, contestados no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais). Esta é a última instância de questionamentos no Executivo.
Há também registros na PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional). Após decisões judiciais, o órgão cobra pendências transitadas em julgado e registradas na dívida ativa da União.
Segundo empresários consultados pela Folha, na gestão Bolsonaro o Carf se tornou mais amigável. Agora, o governo deixou de ter voto de desempate nas autuações superiores a R$ 5 milhões.
Antes havia a queixa de que o fisco mantinha a punição graças ao voto de minerva do então representante do Ministério da Fazenda em caso de empate no Carf. O contribuinte, nesse caso, saía prejudicado.
Em janeiro deste ano, os empresários Rubens Menin, dono da MRV Engenharia e principal acionista do canal CNN Brasil, e Salim Mattar, um dos fundadores da Localiza e hoje secretário de Desestatização e Privatização do Ministério da Economia, recorreram ao Carf de uma multa aplicada pelo fisco que, se fosse paga à vista nesta quarta-feira (24), seria de cerca de R$ 140 milhões.
No recurso, a que a Folha teve acesso, os empresários questionam a possibilidade de a Receita fazer cobrança referente a operação envolvendo um jato executivo da marca Falcon ocorrida em 2011.
Eles afirmam no processo que não são os proprietários da avião e apresentaram um contrato de aluguel com a Líder Táxi Aéreo. A empresa seria a importadora do avião usado exclusivamente por eles. Os auditores, no entanto, verificaram o pagamento de US$ 4 milhões à época feito pelos empresários à fabricante do avião, a Dassault. Para eles, o valor seria um sinal da compra.
Também foi constatado um financiamento para a aquisição do bem no Bank of America, que teria feito um pagamento pela aeronave à Dassault à vista e ficado com os US$ 4 milhões como garantia.
Salim afirmou, em nota, que a operação de aluguel do jato feita em conjunto com Menin foi legítima e “realizada de acordo com a legislação vigente”. Menin não havia respondido até a conclusão deste texto. A aeronave era usada pelos empresários, segundo os auditores, para negócios particulares e de suas empresas.
Salim comandava à época a Localiza, que também tem débitos inscritos na dívida ativa da União. Ele deixou a empresa para assumir o cargo no governo em 2019.
O secretário não respondeu às questões sobre a Localiza. A assessoria de imprensa da empresa informou que a inscrição dos débitos é indevida. “Houve um erro de digitação no preenchimento da declaração de débitos tributários federais. O valor correto já foi quitado dentro do prazo de vencimento”, disse a Localiza.
A PGFN informou que o débito foi lançado há cerca de dez dias e está pendente.
Dentre os bolsonaristas, Luciano Hang, dono das Lojas Havan, é o recordista em infrações e contestações no Carf, segundo os técnicos.
Na Receita, a Havan deve ao menos R$ 57,9 milhões. Há ainda R$ 13,2 milhões em cobrança pela PGFN e mais R$ 123 milhões parcelados pelo último Refis (programa de repactuação de dívidas tributárias).
A Havan já foi multada por ora esconder receitas, ora despesas na contabilidade como forma de gerar resultados menores de tributos a pagar.
No caso considerado mais grave, Hang teria sonegado valores devidos em contribuição previdenciária de funcionários se valendo de documento que, segundo ele, comprovaria a existência de créditos a serem compensados.
A Receita, porém, afirma que os créditos nunca existiram. Diante da suspeita de fraude de documento, o órgão encaminhou o caso para o MPF (Ministério Público Federal), em Santa Catarina.
A autuação é de 2013. Em valores corrigidos, Hang deve R$ 2,5 milhões. O empresário cometeu infração semelhante em processo de 2003. Ele foi condenado pela Justiça, mas fez acordo e se livrou da pena. Consultado, Luciano Hang não quis comentar os casos.
Na lista de empresários em disputas com o fisco e a PGFN constam ainda Flávio Rocha (Riachuelo), Junior Durski (restaurantes Madero), Edgard Corona (SmartFit) e Sebastião Bonfim (Centauro).
?Rocha afirmou que os débitos da Riachuelo e da confecção Guararapes são indevidos. “Por isso, apresentamos garantias [seguros e fianças bancárias] e exercitamos nosso direito constitucional à ampla defesa”, disse à Folha.
Os outros empresários não haviam respondido até a conclusão deste texto.

Fonte: Folha de São Paulo


"Coração Solidário": ação busca arrecadar artigos para doação a quem necessita

A empresa Itaeté Máquinas, representante da multinacional John Deere, passou a desenvolver em Garça uma campanha de caráter beneficente. Denominada de "Coração Solidário", esse ação tem vários parceiros e busca efetuar a arrecadação de alimentos, cestas básicas, agasalhos, entre outros artigos para a distribuição a pessoas carentes e instituições, principalmente diante do delicado momento vivido pelo Brasil e pelo mundo ante a pandemia do novo coronavírus.
Essa atividade tem o apoio do Rotary Club e efetuará a arrecadação até o próximo dia 11 de julho, sendo que a comunidade pode doar o que puder para a composição dos artigos para a posterior doação.
Vários pontos de arrecadação em Garça e região foram instalados na campanha "Coração Solidário", sendo que as doações poderão ser realizadas neles diariamente entre 08 e 17 horas.
Os postos credenciados são: Cimoagro, à avenida Presidente Vargas, 1.232; Café do Brasil, à avenida Presidente Vargas, 1.146; Corpo de Bombeiros, à avenida Eustachio Scalzo, 300; O Postão, à rua Manoel Joaquim Fernandes, 790; Agropecuária Paiol de Vera Cruz, à rua 13 de Maio, 84; Agrocentro Gália, à avenida São José, 325.
A Itaeté Máquinas recentemente efetuou outra ação de apoio na cidade de Garça, ao desenvolver uma atividade de higienização de algumas ruas de grande movimentação da cidade, visando minimizar os riscos de proliferação da covid-19.

Fonte: Jornal Debate


Pássaros em cativeiro irregular são identificados no Sol Nascente

A Polícia Ambiental fez uma ação em Garça nesta terça-feira, 23 de junho, e flagrou oito pássaros em cativeiro no bairro Sol Nascente.
Em realização de patrulhamento, a equipe da Ambiental fez a constatação de que em uma residência existiam oito pássaros silvestres instalados em gaiolas.
Segundo o levantamento, a casa contava com três sabiás barrancos, duas coleirinhas papa-capim, além de um canário da terra, um bigodinho e uma patativa chorona. Já que o proprietário não possuía nenhuma autorização do Ibama para a manutenção dessas aves, constatou-e que havia a criação irregular em cativeiro.
Diante do verificado, o proprietário sofreu um auto de infração ambiental, cujo valor atinge cerca de R$ 4 mil. As aves deverão ser libertas na natureza.

Redação do Garca.Jor


Terremoto que atingiu Sul do México deixa pelo menos seis mortos

O terremoto forte, de magnitude 7,4, que atingiu o litoral sul do México na terça-feira, 23 de junho, matou pelo menos seis pessoas e atingiu aldeias isoladas, além de causar tremores em prédios a centenas de quilômetros de distância na Cidade do México.
As mortes ocorreram em local próximo ao epicentro do terremoto, em Oaxaca, um estado montanhoso conhecido pelas plantações de café, arquitetura colonial espanhola e produção da bebida mezcal.
Deslizamentos de pedras bloquearam estradas sinuosas nas montanhas entre a capital do estado, a cidade de Oaxaca, e o litoral. Uma clínica e outras construções em aldeias nas colinas próximas do epicentro foram severamente danificadas, mostraram imagens nas mídias sociais.
Entre os mortos estava um trabalhador da companhia estatal de petróleo Pemex, que sofreu grave queda, informou a Agência de Proteção Civil do México. A Pemex foi forçada a fechar provisoriamente a maior refinaria de petróleo do país, em Oaxaca.
A centenas de quilômetros de distância, edifícios na Cidade do México tremeram fortemente, e as pessoas correram para as ruas quando um alarme sísmico de alerta prévio soou. Duas pessoas ficaram feridas e mais de 30 prédios na capital sofreram danos, disseram autoridades.
Em Oaxaca, várias igrejas antigas foram danificadas, incluindo uma com cúpula que estava com risco de colapso, informou a agência.
Miguel Candelaria, de 30 anos, estava trabalhando no computador, na casa de sua família, na cidade de Juchitán quando o chão começou a tremer. Ele correu para o lado de fora com os parentes, mas tiveram que parar no meio da rua porque o asfalto estava sacudindo. "Não conseguíamos andar,  rua parecia chiclete", disse Candelaria.
Terremotos de magnitude superior a 7 são de grande dimensão, capazes de provocar danos grandes e generalizados. Um terremoto de magnitude 7,1 que atingiu a região central do México em 2017 matou 355 pessoas na Cidade do México e em estados vizinhos.
A Agência Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos chegou a alertar que as costas do Pacífico do México e da América Central e do Sul enfrentavam possível alerta de tsunami, mas informou, posteriormente, que o risco havia passado.
O Serviço Geológico dos EUA disse que o epicentro do terremoto dessa terça-feira foi localizado 69 km a nordeste da cidade de Pochutla. O terremoto foi bastante raso, com apenas 26 quilômetros abaixo da superfície, o que aumenta o tremor.
Próxima do epicentro, Magdalena Castellanos Fermin encontrava-se na vila de Santiago Astata quando o terremoto ocorreu. Grandes pedras caíram da encosta e alarmaram os moradores, disse ela à Reuters por telefone. "Foi muito intenso, muito forte", afirmou.

Fonte: Agência Brasil


Ladrões são flagrados furtando dormentes de trilhos em Vera Cruz

Quatro homens de 29, 21, 27 e 33 anos foram presos por furto nesta terça-feira, 23 de junho, em uma estrada vicinal de Vera Cruz. As identidades deles não foram divulgadas.
Por volta de 18h25, a Polícia Militar recebeu denúncia de que indivíduos estariam em atitude suspeita pela linha férrea.
As equipes se deslocaram para averiguação e em diligências pelo local, em meio ao cafezal, encontraram um caminhão e próximo a ele dois indivíduos.
Durante abordagem e busca pessoal nada de ilícito foi encontrado, porém em vistoria veicular localizaram aproximadamente 14 barras de ferro, de dormentes dos trilhos, sobre a caçamba do caminhão. No chão havia várias barras de ferro já cortadas, totalizando aproximadamente mil metros lineares.
Em posse da informação de que outro veículo estaria envolvido, a PM saiu em diligência e localizou um carro, saindo do meio do cafezal, com outros dois indivíduos. O veículo foi abordado e os indivíduos confessaram a participação no furto.
O quarteto foi preso e encaminhado até a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de marília, onde permaneceu à disposição da Justiça.

Fonte: Marília Notícia


Distrito em Getulina registra tremor de terra de magnitude 2,2

A Defesa Civil de Getulina divulgou na terça-feira, 23 de junho, que foi registrado um tremor de terra no distrito de Macucos na madrugada de segunda-feira, 22 de junho, com 2,2 de magnitude regional (mr), que mede o impacto do tremor de acordo com a área afetada.
A informação foi confirmada junto ao Centro de Sismologia da USP. O distrito tem cerca de 1,5 mil habitantes e alguns moradores relataram à Defesa Civil que sentiram um tremor de terra de intensidade leve, com vibrações de janelas, lustres e outros objetos.
Segundo a Defesa Civil, não houve danos materiais ou feridos. Essa não é a primeira vez que o fenômeno é sentido no local.
Em 2010, o distrito registrou três tremores de terra em menos de um mês. Na época, duas casas da região apresentaram rachaduras nos cômodos e muros.

Fonte: G1


Motorista morre após passar mal em Iacri e caminhão bate em prédio de loja

Um caminhoneiro de 76 anos de idade, morreu após passar mal no centro de Iacri, por volta das 14 horas da segunda-feira, 22 de junho.
O caminhão que o motorista conduzia acabou colidindo contra o prédio de uma loja de materiais de construção localizada na entrada da cidade.
Segundo informações, o idoso conduzia o caminhão, placas de Parapuã, com uma carga de café e, antes do cruzamento com a Rua Bandeirantes para pegar a via de acesso para o trevo principal, passou mal e o veículo chocou-se contra a parede da loja de materiais para construção.
O motorista foi socorrido pela ambulância, já com parada cardiorrespiratória para o Pronto Atendimento, a equipe médica fez o procedimento de reanimação cardiorrespiratória, mais sem sucesso, vindo a óbito em seguida.

Fonte: Bastos Já


Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 45 milhões

A Mega-Sena sortia nesta quarta-feira, 24 de junho, prêmio acumulado de R$ 45 milhões. As seis dezenas do concurso 2.273 serão sorteadas, a partir das 20 horas, no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de São Paulo.
De acordo com a Caixa, o valor do prêmio principal, caso aplicado na poupança, renderia R$ 77 mil mensais.
As apostas podem ser feitas até as 19h nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet. O volante, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.
As Loterias Caixa sorteiam no próximo sábado (27) a Quina de São João, concurso especial que chega à sua 10ª edição este ano. A estimativa inicial do prêmio é R$ 140 milhões.
As apostas podem ser feitas até as 19h de sábado (27). O sorteio será realizado no Espaço Loterias Caixa, a partir das 20h.
O prêmio não acumula e, caso não haja vencedores na faixa principal, o prêmio será dividido entre os vencedores da segunda faixa (quatro números) e assim por diante.
Para apostar, a pessoa precisa marcar de cinco a 15 números entre os 80 disponíveis no volante. O preço de uma aposta simples, com cinco números, custa R$ 2.

Fonte: Agência Brasil


terça-feira, 23 de junho de 2020

Com Fundeb ameaçado, educação pode colapsar

Ergon Cugler e Pamela Quevedo

Na prática, o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) tem sido um instrumento determinante para se combater desigualdades na educação em todo o país. Sucessor do Fundef (Ensino Fundamental), o Fundeb ampliou a cooperação federativa pelo financiamento da educação em todo nível básico, representando hoje aproximadamente 60% de todo financiamento do ensino público primário, fundamental e médio do Brasil. Para se ter uma ideia, na distribuição de recursos, hoje a desigualdade entre o menor e o maior valor aluno / ano na educação pública é de 564%, valor este que, apesar de muito alto, sem o Fundo seria superior a 10.000%.
Destacando as desigualdades, é importante considerar que o Brasil é um país com quase metade (49%) das escolas sem rede de esgoto (Censo Escolar do Inep), sendo 26% sem água encanada, 21% sem coleta de lixo regular e 16% sem ao menos um banheiro. Potencializando o agravo, ainda de acordo com o Censo, 54,4% das escolas não têm biblioteca ou sala de leitura.
Após mais de uma década de existência, o atual Fundeb tem seu vencimento em 2020 previsto em lei, trazendo urgência ao debate que se acumulou nos últimos anos pautando principalmente sua constitucionalização, isto é, fazer do Fundeb uma política permanente; ainda envolvendo mais a União para o enfrentamento de desigualdades na educação pública brasileira. Porém, como é possível assegurar a existência do Fundeb e seu aprimoramento enquanto política pública se a contagem regressiva para sua extinção se acirra ao mesmo tempo que enfrentamos uma das maiores crises do século?
Dentre as narrativas em disputa, o estudo Fundeb em Foco traz elementos que contribuem com esse diagnóstico e com a construção de alternativas. Elaborado por pesquisadores do Observatório Interdisciplinar de Políticas Públicas da EACH/USP (2020), o estudo cruzou variáveis de todas proposições relacionadas ao Fundeb apresentadas nos últimos 15 anos na Câmara dos Deputados e Senado Federal, correlacionando tendências diversas do debate no Congresso Nacional.
Segundo o estudo, por exemplo, apenas 6,3% dos projetos analisados propõem (via PEC) a constitucionalização do Fundeb, tornando-o permanente, sendo esta vinculação imprescindível para o financiamento da educação a médio e longo prazo.
Quanto ao caráter redistributivo, o estudo também mostra que apenas 5% das propostas se preocupam com o custo aluno-qualidade. Vale recordar que o CAQ e CAQi (Custo Aluno Qualidade e Custo Aluno Qualidade Inicial) são instrumentos que traduzem em valores o quanto de investimento é necessário para se assegurar um padrão mínimo de qualidade por aluno / ano, ao invés de apenas distribuir o recurso arrecadado por número de matriculados, como no atual modelo do CMAA (Custo Mínimo Aluno Ano).
No que diz respeito ao financiamento e destinação de recursos, o estudo aponta que enquanto cerca de 60% dos projetos propõem nova destinação – para onde os recursos do Fundo devem ser investidos -, destes, 76% não propõem como devem ser financianciadas essas mesmas destinações. Porém, sem aprofundar o debate quanto ao financiamento da educação, o contingenciamento e os cortes seguem sendo usados como justificativa para tratar a educação como gasto e não como investimento.
Ainda segundo o estudo, mais de 84% dos projetos não se preocupam com a participação e controle social, deixando de sugerir mecanismos participativos para a democratização da discussão do Fundo. Mesmo que exista o CACS (Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundeb) federal, estadual e municipal, atualmente não existem previsões legais para a construção ou redesenho participativo do Fundo.
Todos esses debates, latentes dentre os movimentos educacionais e reivindicados historicamente, por vezes acabam secundarizados do debate nacional e tendo suas especificidades estruturais subrepresentadas institucionalmente – mais ainda diante da descontinuidade e falta de protagonismo do Ministério da Educação no que se refere às discussões sobre o Fundo.
No entanto, ainda que existam divergências ideológicas sobre o papel da educação, o Fundeb segue congregando educadores e movimentos diversos enquanto trincheira para o enfrentamento de desigualdades na educação básica brasileira. Não à toa, existe amplo consenso entre movimentos educacionais, pesquisadores especialistas e parlamentares pela aprovação da PEC 15/2015, sem contar da maturidade que a proposta acumulou ao longo do debate pelo Congresso.
Portanto, a burocracia não pode ser usada como desculpa para postergar sua votação, colocando o Fundeb em risco de ser extinto. Pelo contrário, com o cronograma eleitoral e as limitações para ações do Congresso e Executivo – mais ainda com a pandemia da Covid-19 -, é urgente votar pela aprovação de um mínimo múltiplo comum para que assegure a existência do novo Fundeb, aglutinando reflexões para além de sua constitucionalização, assim todo o debate não é perdido com mudanças de governo.
Nesse sentido, coloca-se a importância em constitucionalizar o Fundeb como política de Estado, buscando aprimoramentos constantes que não se encerram com sua constitucionalização, mas que se fortalecem ao tê-lo como fórum permanente de debate. Isto é, partir da demanda do povo, encará-lo como projeto de nação, para então financiar e distribuir os recursos necessários para uma educação de qualidade que siga ousando enfrentar desigualdades. Caso contrário, qual educação teremos se o Fundeb for extinto?

Ergon Cugler é pesquisador da Universidade de São Paulo (USP), associado ao Observatório Interdisciplinar de Políticas Públicas; Pamela Quevedo é pesquisadora da USP (Universidade de São Paulo) e coordenadora do estudo Fundeb em Foco.


Senado aprova adiamento das eleições para 15 de novembro; matéria vai para Câmara

O Senado aprovou nesta terça-feira, 23 de junho, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que adia as eleições municipais deste ano em razão da pandemia do novo coronavírus.
O texto, votado em sessão remota, foi aprovado por 67 votos a 8 no primeiro turno e por 64 votos a 7 no segundo turno. Agora, a PEC segue para a Câmara dos Deputados.
Pelo calendário eleitoral, o primeiro turno está marcado para 4 de outubro, e o segundo, para 25 de outubro. A PEC aprovada pelo Senado adia o primeiro turno para 15 de novembro, e o segundo, para 29 de novembro.
O adiamento das eleições tem sido discutido pelo Congresso Nacional, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e por especialistas nos últimos meses.
O texto-base aprovado foi proposto pelo senador Weverton Rocha (PDT-MA), relator do tema. Além de transferir as eleições de outubro para novembro, a PEC permite ao plenário do TSE definir novas datas para o pleito em cidades que não tiverem condições sanitárias para votação em novembro. O texto define que a decisão pode ser de ofício, isto é, por iniciativa do TSE, ou por questionamento dos presidentes dos tribunais regionais eleitorais (TREs). As autoridades sanitárias deverão ser consultadas.
Nesses casos, a data-limite para as eleições será 27 de dezembro de 2020. O TSE deverá dar ciência do novo adiamento ao Congresso Nacional. Caso um estado inteiro não apresente condições sanitárias, o projeto define que o novo adiamento deverá ser definido por meio de decreto legislativo do Congresso. A data-limite também será 27 de dezembro de 2020.

Saiba outros pontos previstos na PEC:
Registro de candidaturas: O relator, Weverton Rocha, propôs também o adiamento da data-limite para o registro de candidaturas, atualmente prevista para 15 de agosto. Pelo texto, os partidos poderão solicitar à Justiça Eleitoral o registro dos candidatos até 26 de setembro;
Convenções: Pelo calendário eleitoral, as convenções devem ser realizadas entre 20 de julho e 5 de agosto. O TSE autorizou a realização das convenções de forma virtual, por causa da pandemia. O relatório de Weverton prevê que as convenções ocorram entre 31 de agosto e 16 de setembro. O texto também prevê a realização das convenções por meio virtual.
Prazos

Veja a seguir os prazos previstos no texto aprovado:
a partir de 11 de agosto: as emissoras ficam proibidas de transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena de cancelamento do registro do beneficiário;
entre 31 de agosto e 16 de setembro: prazo para a realização das convenções para escolha dos candidatos pelos partidos e a deliberação sobre coligações;
até 26 de setembro: prazo para que os partidos e coligações solicitem à Justiça Eleitoral o registro de candidatos;
após 26 de setembro: prazo para início da propaganda eleitoral, também na internet;
a partir de 26 de setembro: prazo para que a Justiça Eleitoral convoque partidos e representação das emissoras de rádio e TV para elaborarem plano de mídia;
27 de outubro: prazo para partidos políticos, coligações e candidatos divulgarem relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (Fundo Eleitoral), os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados;
até 15 de dezembro: para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativamente ao primeiro turno e, onde houver, ao segundo turno das eleições;
a diplomação dos candidatos eleitos ocorrerá em todo país até o dia 18 de dezembro, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas.

Fonte: G1


Pizza Beneficente busca arrecadar recursos para turma do Tiro de Guerra 02-014

Uma ação para arrecadação de recursos está sendo processada na cidade. Trata-se da "Pizza Beneficente", voltada para a arrecadação de recursos para a formatura da turma de 2020 do Tiro de Guerra 02-014.
Cupons estão sendo vendidos e cada um deles dá direito à retirada de uma pizza, sendo que o comprador poderá escolher entre as opções mista, calabresa, frango e dois queijos.
Quem adquirir a iguaria deverá fazer a retirada no dia 27 de junho, das 09h30 às 18 horas, na sede do TG, à rua Professor Edson José Puga, 260, no bairro José Ribeiro.
O valor de cada cupom é e apenas R$ 20 e eles podem ser adquirido na loja Eneas Sports, localizada à rua Carlos Ferrari, no Centro, ou com os representantes do Tiro de Guerra.

Redação o Garca.Jor


Projeto quer modificar atuais regras de contratação de estagiários em Garça

O vereador Paulo André Faneco (PSDB) deu entrada  na Câmara Municipal a um projeto de Lei que dispõe sobre vedação de contratação — nos moldes atuais — de estagiários em Garça.
Segundo a matéria, tal vedação se daria no que se refere ao nepotismo, excetuando-se se a contratação tenha se dado por meio de processo seletivo e convocação por edital.
Em sua justificativa, o vereador sustenta que o projeto visa impedir que exista a contratação direta de estagiários sem processo seletivo que sejam cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, ate o terceiro grau, inclusive, de agente politico ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento.
Essa matéria foi aprovada para deliberação e deverá ser analisada e votada pelo plenário nas próximas sessões do Legislativo garcense.

Fonte: Jornal Debate


Escola "Orane Avelino" vai passar por reforma e ampliação

A Escola Municipal de Educação Fundamental "Professora Orane Avelino de Souza", localizada no Jardim dos Eucaliptos, vai passar por um processo de reformas e ampliação.
Segundo o memorial descritivo da obra, emitido pela Prefeitura, no bloco 1 do prédio serão executadas obras no sanitário feminino, no masculino, no apoio à direção, na direção, na área de circulação, na secretaria, no arquivo, na despensa, na cozinha, no pátio, e no depósito.
No bloco 2, passarão pelo processo de melhorias a sala de aula 02 e sala de informática, no bloco 4 as salas de aula 08 e 09 e no bloco 05 as salas de aula 10 e 11.
Também haverá aumento da área coberta, reparos na instalação hidráulica e os banheiros serão adaptados às pessoas com necessidades especiais.
O projeto segue para a fase de licitação, que tem um prazo médio de 90 dias para ser finalizado.

Redação do Garca.Jor


Cerca de 30% dos contribuintes ainda não enviaram declaração do IR

A uma semana para o fim do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2020, cerca de 30% dos contribuintes ainda não acertaram as contas com o Leão. Até as 17 horas de hoje, 23 de  junho, 22.621.358 pessoas haviam enviado o documento à Receita Federal.
O total enviado equivale a 70,7% dos 32 milhões de declarações esperadas para este ano. O prazo de entrega começou em 2 de março e vai até as 23h59min59s de 30 de junho. Inicialmente, o prazo acabaria no fim de abril, mas a data foi prorrogada por dois meses por causa da pandemia de coronavírus.
A Receita Federal derrubou a exigência do número do recibo da declaração anterior e adiou o pagamento da primeira cota ou cota única para junho. Em relação às restituições, o cronograma dos lotes de pagamento, que começa em maio e acaba em setembro, está mantido.
Quem declara no início do prazo tem prioridade para receber a restituição, caso não a preencham com erros e omissões. Pessoas com mais de 60 anos, com moléstias graves ou deficiência física também recebem a restituição primeiro. A Receita Federal adiou o pagamento da primeira cota ou cota única de Imposto de Renda para junho
O programa gerador da declaração está disponível no site da Receita Federal. Quem optar por dispositivos móveis, como tablets ou smartphones, poderá baixar o aplicativo Meu Imposto de Renda nas lojas Google Play, para o sistema operacional Android, e App Store, para o sistema operacional iOS.
A declaração do Imposto de Renda é obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano passado, o equivalente a R$ 2.196,90 por mês, incluído o décimo terceiro. A multa por atraso de entrega é estipulada em 1% ao mês-calendário até 20%. O valor mínimo é R$ 165,74.
O programa gerador da declaração está disponível no site da Receita Federal. Quem optar por dispositivos móveis, como tablets ou smartphones, poderá baixar o aplicativo Meu Imposto de Renda nas lojas Google Play, para o sistema operacional Android, e na App Store, para o sistema operacional iOS.
A declaração do Imposto de Renda é obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano passado, o equivalente a R$ 2.196,90 por mês, incluído o décimo terceiro. A multa por atraso de entrega é estipulada em 1% ao mês-calendário até 20%. O valor mínimo é R$ 165,74.
As novidades para a entrega da declaração neste ano estão disponíveis na página da Receita. Entre as principais mudanças, estão a antecipação no cronograma de restituição, cujo pagamento começará no fim de maio e terminará no fim de setembro , e o fim da dedução do INSS dos trabalhadores domésticos.
Pela primeira vez, os contribuintes com certificação digital receberão a declaração pré-preenchida no programa gerador. Até agora, eles tinham de entrar no Centro Virtual de Atendimento da Receita (e-CAC), salvar o formulário pré-preenchido no computador e importar o arquivo para preencher a declaração. Neste ano, também está disponível a doação, diretamente na declaração, de até 3% do imposto devido para fundos de direito dos idosos.
Precisa ainda declarar o Imposto de Renda quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil; quem obteve, em qualquer mês de 2019, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias e de futuros.
Quando se trata de atividade rural, é obrigado a declarar o contribuinte com renda bruta superior a R$ 142.798,50. Também deve preencher a declaração quem teve, em 31 de dezembro do ano passado, a posse ou propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, com valor total superior a R$ 300 mil.

Fonte: Agência Brasil


Mais de 20 quilos de maconha são apreendidos no trevo de acesso a Garça

A Polícia Militar apreendeu nesta terça-feira, 23 de junho, um carregamento de drogas que estava sendo levado de Marília para Bauru. Foram apreendidos diversos tabletes de maconha, crack e dinheiro. Um homem foi preso em flagrante.
A apreensão ocorreu na rodovia Comandante João Ribeiro de Barros. Os policiais militares estavam em patrulhamento próximo ao trevo de Garça quando suspeitaram de um veículo que retornou o sentido de direção ao perceber a aproximação da viatura.
Os policiais iniciaram perseguição, conseguindo interceptar o automóvel logo à frente. No porta-malas foram encontrados 21 tabletes de maconha (pesando 20,7 quilos) e três tabletes de crack (pouco mais de três quilos), além da quantia de R$ 813,00.
O condutor do veículo confessou que estava viajando de Marília para entregar os entorpecentes em Bauru. Ele foi autuado em flagrante na Delegacia de Garça.

Fonte: Visão Notícias


Bispo diocesano descarta retomada imediata de missas

O bispo diocesano de Marília, Dom Luiz Antonio Cipollini, pediu que os fiéis de toda a região reforcem com ele as orações com pedidos para fim da epidemia de coronavírus e proteção a todas as pessoas e ao dom da vida.
A manifestação foi apresentada em uma mensagem para responder os repetidos apelos pela retomada de missas presenciais nas paróquias vinculadas à Diocese.
“É uma grande preocupação minha e de todo clero esse momento do retorno às missas públicas. Porém queremos retornar com um pouco mais de segurança e também com a possibilidade de acolher as pessoas”, disse o bispo na mensagem.
Dom Luiz Antonio explica que é uma situação muito difícil imaginar a retomada das missas com fiscalização do acesso de fiéis.
“É muito difícil ter que dizer você pode entrar, você está no grupo de risco, você isso e aquilo.”
O bispo afirmou ainda que recebeu todos os apelos como mensagens de muito respeito e afirmou que a retomada das celebrações é também um desejo pessoal dele e de todo o clero, mas que o momento ainda exige cuidados.
“Por enquanto vamos tomar todos os cuidados para não sobrecarregar o nosso sistema de saúde, que habitualmente já é limitado”, afirmou.

Fonte: Giro Marília


Grande incêndio atinge galpão do Ceasa em Bauru

Um incêndio de grandes proporções atinge desde o início da tarde desta terça-feira, 23 de junho, um dos galpões do Ceasa de Bauru, na região do Núcleo Geisel, na zona leste da cidade. Uma densa fumaça negra pôde ser vista a quilômetros de distância.
Várias unidades do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o entreposto de distribuição de hortifrútis, que fica bem próximo de um grande supermercado que faz vendas no atacado e também do Hospital Estadual.
Ainda não há informações sobre possíveis vítimas e o que havia nos galpões atingidos. A Polícia Militar foi acionada para ajudar no isolamento da área, que recebe uma grande quantidade de pessoas que tentam se ver o trabalho dos bombeiros.
De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o incêndio teria começado na câmara fria do galpão 3 do entreposto, que armazena principalmente frutas.

Fonte: G1


Homem é preso após colocar veneno de barata em máscara

Um homem de 55 anos foi preso, na madrugada desta segunda-feira, 22 de junho, acusado de embeber as máscaras de proteção facial da ex-mulher com veneno de matar baratas e outros insetos, em Presidente Prudente, interior de São Paulo. A vítima acionou a Polícia Militar alegando que a casa foi invadida pelo suspeito, que a ameaçou e agrediu, além de ter danificado o imóvel. Ela tinha medida protetiva judicial contra o homem em razão de agressões e ameaças anteriores.
Durante a ocorrência, a mulher de 44 anos mostrou aos policiais duas máscaras que estavam sobre a pia, ao lado de uma lata com o inseticida. Ela acusou o ex-marido de ter usado o veneno para embeber as máscaras que ela usaria de manhã, ao sair de casa. Os policiais constataram sinais do produto nos protetores faciais, que foram recolhidos para perícia. O homem foi encontrado e detido em um carro parado a poucos metros da casa da vítima. Ele negou as acusações e alegou que estava infectado pelo coronavírus.
O suspeito foi levado a uma unidade de pronto-atendimento. O exame não detectou sintomas da doença, nem a presença do vírus no organismo do paciente. Conduzido ao plantão da Polícia Civil, já na presença de seu advogado, o homem se manteve calado. Acusado de tentativa de homicídio, além do descumprimento de medida protetiva, ele foi levado à prisão e deve passar por audiência de custódia ainda nesta segunda-feira.
O defensor informou que vai aguardar a audiência e, se mantida a prisão, entrará com pedido de habeas corpus. O inseticida supostamente usado para contaminar as máscaras tem potencial de alta toxicidade, causando irritação e queimação na pele ao contato. Se inalado de forma prolongada, causa vertigem e danos ao sistema nervoso central.

Fonte: Agência Estado


segunda-feira, 22 de junho de 2020

Comércio de Garça volta a fechar nesta terça-feira, indica Acig

A Acig (Associação Comercial e Industrial de Garça) divulgou que, devido à reclassificação da região de Marília no Plano de Contingência da covid-19, o comércio de Garça estará fechado a partir desta terça-feira, 23 de junho, até o dia 30 de junho, aguardando nova reclassificação e assim se enquadrando dentro da fase "1", do governo do Estado.
Poderão funcionar estabelecimentos de produtos essenciais como: produtos alimentícios, farmácias, açougues, padaria, indústrias, materiais de construção, postos de combustíveis, hotéis, entre outros. O decreto 9.089/2020, da Prefeitura de Garça, deverá ser divulgado nesta terça no diário oficial do município.
Bares e restaurantes só poderão trabalhar com delivery. Alguns ambientes públicos nos quais estão ocorrendo aglomerações (como praças, bosque das Cerejeiras, por exemplo) serão interditados, e os cidadãos que desobedecerem poderão ser alvos de boletim de ocorrência e receber multa da ordem de R$ 354,00.

Redação do Garca.Jor



Colégio Antares faz doação de mais de 300 quilos de alimentos ao Fundo Social

Para manter a tradição das festas juninas, o Colégio Antares de Garça realizou no sábado, 20 de maio, o “Arraiá Drive Thru”,no período entre 13 e 17 horas.
A participação das famílias ocorreu com os seus veículos, muitos deles enfeitados caracteristicamente, comparecendo em frente à sede da escola. Ao passar pelo local, os estudantes permaneciam nos carros, recebiam uma lembrança do evento e realizavam as doações.
Os alimentos arrecadados foram doados ao Fundo Social de Garça que, em conjunto com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, vai distribuí-los às pessoas que estão passando por dificuldades nesta época de pandemia.
Entre os mais de 300 quilos doados estão feijão, arroz, açúcar, macarrão, farinho de trigo, fubá, extrato de tomate, sal, óleo, leite e outros produtos.

Redação do Garca.Jor



Acig passa a realizar Campanha do Agasalho 2020

A Acig (Associação Comercial e Industrial de Garça) desenvolve mais uma ação social no município, marcando sua função social e sua presença no cotidiano da comunidade garcense. A entidade lançou a sua Campanha do Agasalho 2020, com a premissa "Doe cobertores para quem tem frio!".
A atividade é caracterizada na arrecadação de artigos para a posterior oferta a pessoas e famílias residentes no município e que não têm condições de adquirir cobertores e roupas de frio para enfrentar mais um inverno.
Mesmo diante do momento difícil enfrentado pelo país e pelo mundo como um todo, diante da pandemia do novo coronavírus, a Associação busca contar com o apoio de quem pode fazer sua oferta e dispor daquele cobertor ou artigo de frio que está guardado no guarda-roupa e que pode ser repassado a quem realmente precisa neste período de temperaturas mais baixas.
A entrega das doações poderão ser efetuadas na sede da Acig, à avenida Rafael Paes de Barros, 347, em Vila Williams, ou então nas lojas participantes de mais essa iniciativa da entidade. Tais pontos comerciais estão identificados com o cartaz dessa campanha.
Essa campanha do agasalho tem a realização da Acig, assim como o apoio da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo), assim como do Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura da Acig Garça. Outras informações sobre essa iniciativa também podem ser obtidas pelo fone 3471 0480.

Fonte: Jornal Debate