quarta-feira, 6 de maio de 2020

Famema define retorno de aulas por meio de EAD

A Famema (Faculdade de Medicina de Marília) definiu o retorno das atividades acadêmicas na Instituição por meio de recursos de tecnologia de informação e de comunicação (TICs).
A estratégia de retomada das atividades leva em consideração o Projeto Pedagógico dos cursos de Medicina e de Enfermagem da Famema, para o período de emergência da covid-19.
O cronograma de desenvolvimento das atividades pelas TICs começa nesta quarta-feira, dia 6 de maio, com o quarto ano do curso de Medicina; a partir de 11 de maio, será a vez do primeiro ano dos cursos de Medicina e de Enfermagem, assim como também o terceiro ano do curso de Medicina; já no dia 12 de maio, início para o segundo ano dos cursos de Medicina e Enfermagem.
As atividades acadêmicas serão retomadas na Famema utilizando as TICs no formato teórico-cognitivas constantes nas estruturas curriculares dos cursos de Medicina e de Enfermagem, de acordo com o contido no Projeto Pedagógico dos cursos de graduação na vigência do período emergencial da pandemia da covid-19.
Já as atividades de aprendizagem supervisionada em serviço, as práticas profissionais em estágios e atividades em laboratórios dos cursos de Medicina e Enfermagem continuam suspensas e serão retomadas após o término do período em que se instala a situação de emergência pela pandemia da covid-19.
Portaria (Nº 045/2020) nesse sentido foi assinada pelo Diretor Geral da Famema, Prof. Dr. Valdeir Fagundes de Queiroz e publicada nesta terça-feira, dia 05 de maio, que determina o retorno das atividades acadêmicas na Instituição por meio de recursos de tecnologia de informação e de comunicação.
A Famema, dando continuidade em suas propostas para início das atividades teórico-cognitivas, através do EAD (Ensino à Distância), teve a preocupação de saber se os estudantes tinham condições de participar destas atividades no local onde se encontram durante a quarentena.
Diretores, assistentes técnicos, profissionais do Núcleo Técnico de Informação (NTI) e estudantes representantes das séries (1ª a 4ª série do curso de Medicina) e (1ª e 2ª série do curso de Enfermagem) elaboraram um questionário que foi encaminhado para todos os acadêmicos, com questionamentos referentes às condições sócio-econômicas e disponibilidade dos equipamentos necessários disponíveis para efetivação do desenvolvimento das atividades.
Os questionários foram devolvidos e foi feita a tabulação das respostas dadas pelos estudantes. Tendo obtido um resultado satisfatório, a Famema dará início gradativamente às atividades, podendo afirmar que todos os estudantes estarão participando.
De 396 estudantes, 395 responderam o questionário – 94,68% afirmaram ter as condições mínimas necessárias para a implantação provisória do EaD para a UES – Unidade Educacional Sistematizada. E 5,06% disseram não ter as condições mínimas necessárias para a implantação provisória do EaD para a UES.
Os estudantes que não possuem equipamentos com os requisitos mínimos exigidos pelas TICs, poderão participar das atividades nas dependências da Unidade de Educação da Famema, onde estão sendo montados espaços adequados, respeitando com rigor as normas do isolamento social.

Fonte: Marília Notícia


Nenhum comentário:

Postar um comentário