terça-feira, 12 de maio de 2020

F1: Vettel vai deixar Ferrari ao final da temporada e deve ser substituído por Sainz

Sem acordo para renovação, Sebastian Vettel encerrou as conversas e deixará a Ferrari ao final de 2020: a bomba desta terça-feira, 12 de maio, na Fórmula 1 é das gigantes e, por isso, repercussões surgem de forma imediata e em grande quantidade.
Uma delas, obrigatoriamente, é de quem pode ser o substituto do alemão na escuderia italiana. E, de acordo com a imprensa italiana, um nome é de fato o favorito: Carlos Sainz.
Titular da McLaren desde 2019, o espanhol caminha para ser o companheiro de Charles Leclerc. E a razão principal seria, além do "caminho para o futuro" diferente do de Vettel, a questão financeira.
Segundo o jornal italiano 'Gazzetta dello Sport', o salário que Sainz ganharia na Ferrari se "alinharia melhor" com o do monegasco, e ainda seria mais fácil de diminuir em razão da pandemia do coronavírus.
Leclerc ganha cerca de 9 milhões de euros por temporada (cerca de R$ 56 milhões), enquanto Sainz acertaria por um valor entre 5 e 7 milhões de euros, de acordo com a publicação. Leclerc tem contrato até 2024.
Se a saída de Sainz se concretizar, o baque será grande na McLaren: Zak Brown, chefe da equipe, já afirmou anteriormente que a dupla composta pelo espanhol e por Lando Norris era o futuro do time laranja e, de acordo o jornalista italiano Franco Nugnes, do 'Motorsport', uma proposta de renovação por mais dois anos chegaria à mesa de Sainz no futuro próximo.
Sainz tem 25 anos e, em 2020, disputará sua sexta temporada na F1. Com passagens por Toro Rosso, Renault e McLaren, tem um pódio: no GP do Brasil do ano passado.

Fonte: Portal Grande Prêmio


Nenhum comentário:

Postar um comentário