quinta-feira, 14 de maio de 2020

Coletores de lixo podem entrar em greve em Marília

Os trabalhadores terceirizados da coleta de lixo em Marília ameaçam iniciar uma greve caso o salário devido pela empresa contratada da Prefeitura, não fosse pago na quarta-feira, 13 de maio. Eles já cruzaram os braços pelo mesmo motivo em outras ocasiões.
O pagamento deveria estar na conta dos trabalhadores até a última sexta-feira (8), quinto dia útil do mês, mas ainda não foi acertado. Eles prometem iniciar uma paralisação já nesta quinta-feira (14), caso não recebam.
Se isso se concretizar, a empresa pode ser multada em R$ 10 mil a cada dia de serviço suspenso. Em abril a Vara da Fazenda de Marília fixou multa após a Prefeitura entrar com ação contra a empresa obrigando a continuidade da coleta de lixo.
Diante da queda na arrecadação municipal, a Prefeitura atrasou o pagamento de parte de seus servidores e de aposentados, assim como de fornecedores e empresas contratadas.
O secretário da Fazenda, Levi Gomes, afirmou esta semana ao Marília Notícia que a prestadora de serviço responsável pela coleta de lixo deve receber até o próximo dia 20. Mesmo sem o pagamento do município, a responsabilidade de arcar com os salários de seus funcionários é da empresa.
O contrato de 12 meses, no valor de R$ 4,2 milhões para coleta de 40% do lixo produzido na cidade, virou disputa judicial depois que a empresa alegou inadimplência da Prefeitura e ameaçou paralisar os serviços.
O juiz entendeu, no entanto, que só pode ser considerado quebra de contrato por parte do município quando o atraso no pagamento ultrapasse 90 dias.

Fonte: Marília Notícia


Nenhum comentário:

Postar um comentário