terça-feira, 10 de março de 2020

Polícia Civil prende professor em Assis durante operação contra pedofilia

A Polícia Civil deflagrou uma operação para combater e investigar crimes de pornografia infantil e estupro de vulnerável nesta terça-feira, 10 de março. Um professor da rede municipal de Assis foi preso durante a manhã por armazenar conteúdo pornográfico envolvendo crianças no celular.
Segundo a Polícia Civil, a Operação Novatam Vitam é feita através da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) e tem esse nome pois remete à ideia de possibilitar nova vida a crianças vítimas de exploração sexual.
A operação visa cumprir mandado de prisão temporária e mandados de busca e apreensão domiciliar em Assis e Marília, para combater os crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
A investigação policial teve início a partir do registro de um boletim de ocorrência, no qual o denunciante informou que uma mulher que conheceu em um site de relacionamento começou a perguntar se ele tinha atração sexual por crianças e a enviar fotos de uma criança nua e outras em traje de banho.
A Polícia Civil identificou que a mulher era, na verdade, um professor da rede municipal, que inclusive ministra aulas para educação infantil. A linha telefônica dele estava cadastrada com dados falsos de outra professora.
A polícia constatou que o professor armazenava, em seus celulares, fotos e vídeos com cenas pornográficas e de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes. Por isso, o homem foi preso em flagrante em um hotel na Avenida Getúlio Vargas.
Os policiais também foram até o prédio da Secretaria Municipal de Educação e passaram cerca de meia hora no local. O G1 entrou em contato com a Prefeitura de Assis, que informou que está checando as informações para dar um posicionamento.

Fonte: G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário