quinta-feira, 19 de março de 2020

Garcense que teve suspeita de Covid-19 descartada morre com insuficiência respiratória

A Prefeitura de Garça informou que morreu na tarde desta quarta-feira, 18 de março, uma mulher que terá sua morte investigada porque ela esteve entre os casos suspeitos de coronavírus da cidade que foram descartados para Covid-19 pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo. Existe a suspeita de que o quadro de insuficiência respiratória possa ter sido provocado pelo vírus H1N1.
Segundo a prefeitura, a paciente, de 66 anos, foi o primeiro caso suspeito de Covid-19, doença provocada pelo coronavírus, investigado em Garça. Ela deu entrada na rede pública de saúde no dia 28 de fevereiro, após retornar de viagem à Itália e apresentar sintomas da doença.
Segundo a prefeitura, foram cumpridos todos os protocolos de atendimento estabelecidos pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS). A mulher ficou internada em um hospital particular por já possuir problemas de saúde pré-existentes.
O exame para Covid-19 foi descartado pelo Instituto Adolfo Lutz de São Paulo no dia 4 de março. Após a melhora do quadro clínico, a paciente recebeu alta.
Porém, ela retornou para atendimento na rede pública com insuficiência respiratória na manhã desta quarta-feira e sua morte está sendo investigado pelas autoridades médicas.
O corpo da mulher foi encaminhado para o Serviço de Verificação de Óbito (SVO), de Marília, para que seja feita o exame necroscópico e os exames necessários para o diagnóstico da causa da morte, com coleta de material para a suspeita de H1N1.
A Secretaria Municipal de Saúde de Garça diz que vai esperar os resultados dos exames par se manifestar.

Fonte: G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário