quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Garça inicia projeto para implantar coleta seletiva no município

Foi realizada na noite de ontem, 18 de fevereiro, uma palestra com o objetivo de apresentar o “plano municipal de coleta seletiva em Garça”. O encontro aconteceu no auditório da Secretaria Municipal de Educação e foi detalhado com os representantes da equipe "Recicleiros" o que será necessário ser feito até que a cidade chegue ao ponto de ter os caminhões circulando e realizando a coleta seletiva.
Esse plano operacionaliza o projeto, mostrando quando tem que ser, o que tem que ser, qual a estratégia, qual o tipo de mensagem que deve ser realizada entre comunicação com a população, entre outros pontos.
Conforme explicado pela assessoria de comunicação da Prefeitura, a "Recicleiros" é uma organização brasileira sem fins lucrativos, que desde 2007 desenvolve soluções para fomentar a coleta seletiva inteligente e a reciclagem de resíduos sólidos em todo país. A equipe já está em Garça realizando reuniões com os principais atores que vão participar da implantação do projeto.
Para participar do projeto, Garça disputou espaço com municípios de todo o país. Conforme divulgado, houve mais de mil municípios inscritos em todo o Brasil. Desses, 522 foram classificados para a segunda fase. E dentre os 522, Garça foi um dos 12 selecionados para receber o projeto “Cidades + Recicleiros”. Os outros municípios são Caçador/SC, Cajazeiras/PB, Caldas Novas/GO, Campo Largo/PR, Guxupé/MG, Ji-Paraná/RO, Luís Eduardo Magalhães/BA, Santa Isabel/SP, São José do Norte/RS, Serra Talhada/PE e Três Rios/RJ.
A expectativa da Administração é que em Garça, dentro do planejamento, haja apresentação do plano municipal de coleta seletiva no próximo mês de junho.
O que o município ganha com o Cidades + Recicleiros?  Segundo ressaltado pela assessoria de comunicação, um ponto importante que todos saibam é que não há, em hipótese alguma, repasse direto de recursos para o município. Todos os investimentos serão feitos em:
1 - Desenvolvimento do plano de coleta seletiva municipal;
2 - Implementação da unidade de processamento de materiais recicláveis (obras e equipamentos);
3 - Formação e capacitação de cooperativa de trabalho que deverá receber os materiais da coleta seletiva a ser executada pelo município e realizar os serviços de separação, beneficiamento e destinação de materiais recicláveis;
4 - Assessoria técnica ao sistema de coleta seletiva (prefeitura e cooperativa) durante 24 meses;
5 - Gestão do programa durante 60 meses,
6 - Ações de comunicação para orientação e engajamento da população para o descarte seletivo.

Redação do Garca.Jor


Nenhum comentário:

Postar um comentário