terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Chuva abre cratera na pista e 'engole' carro e caminhão em Júlio Mesquita; uma pessoa morreu

A chuva que atingiu a região de Marília na madrugada desta terça-feira, 11 de fevereiro, abriu uma cratera na Rodovia Leonor Mendes de Barros (SP 333) e um caminhão e um carro foram "engolidos" pelo buraco, em Júlio Mesquita (SP). O motorista do carro morreu no local.
A Entrevias, concessionária que administra a via, confirmou a morte do funcionário, que estava trabalhando e que é da empresa o carro que caiu na cratera. Ainda conforme a empresa, um duto de água que passa sob a rodovia cedeu e causou o desabamento da pavimentação.
Já o motorista do caminhão parou próximo do local onde a cratera se abriu, no quilômetro 308, e também cedeu. O motorista conseguiu sair do veículo e não sofreu lesões, segundo a Polícia Rodoviária.
Na manhã desta terça, quando a água abaixou, a polícia e o Corpo de Bombeiros perceberam que um carro também caiu no buraco e que havia uma pessoa morta. A rodovia foi interditada em ambos os sentidos. O corpo foi retirado do local pela funerária por volta das 9h.
Um dia antes, um acidente parecido foi registrado na Rodovia Marechal Rondon (SP 300), em Botucatu. Um caminhão caiu no buraco aberto na pista, que continua interditada nos dois sentidos no quilômetro 258. O motorista foi encontrado morto a cerca de 1,3 quilômetro do lugar onde caiu.
Segundo a concessionária, para quem trafega sentido Marília - Júlio Mesquita, deve desviar pela Rodovia Transbrasiliana (BR 153), acessando a Rodovia Marechal Rondon (SP 300) no quilômetro 447, em Lins.
Já para quem segue de Júlio Mesquita para Marília deve acessar a Rodovia da Comunidade (SP 349), seguindo sentido Álvaro de Carvalho - Garça e acessando a Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP 294).
O local está sinalizado por uma equipe da concessionária, que permanecerá 24 horas, orientando e desviando o trânsito, conforme a necessidade.
A vicinal Guaimbê-Júlio Mesquita não está sendo utilizada como desvio, pois também está interditada por erosão.

Fonte: G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário