quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

Religioso mariliense morre atropelado; motorista se apresenta e é liberado

O presbítero Valdir Oliveira, de 52 anos, morreu atropelado na noite de terça-feira, 31 de dezembro, quando se dirigia para um tradicional culto de passagem de ano na igreja Assembleia de Deus, localizada no Jardim Cavallari, em Marília. O motorista causador do acidente fugiu e ainda não foi identificado.
De acordo com amigos, o presbítero havia acabado de estacionar o seu carro, na avenida Maria Fernandes Cavallari, e ao tentar cruzar a via pública em direção à igreja, foi surpreendido por um automóvel que estava em alta velocidade.
"Nós só ouvimos o barulho e quando corremos para fora, o irmão estava caído", disse uma testemunha
A vítima sofreu gravíssimos ferimentos, chegou a ser socorrida pela UTI Móvel do Samu ao Hospital das Clínicas, mas acabou morrendo pouco depois.
O corpo do presbítero Valdir Oliveira foi encaminhado ao Instituto Médico Legal e liberado logo após às 12 hora, sendo velado no velório do cemitério Parque das Orquídeas, onde ocorreu o sepultamento no final da tarde de quarta.
O presbítero Valdir Oliveira era divorciado e tinha perdido o pai há cerca de 20 dias e cuidava da mãe.
O motorista que causou o atropelamento, cuja identidade não foi divulgada, se apresentou nesta quarta e foi ouvido pelo delegado plantonista Sebastião de Castro, sendo liberado posteriormente. Segundo informações, ele não é habilitado e conduzia um Monza no momento do acidente, dirigindo em alta velocidade na via pública. Ainda segundo seu depoimento, ele estava acompanhado de sua esposa e uma criança. O motorista deixou o local do atropelamento, mas a PM conseguiu a identificação do veículo por meio de câmeras ao longo da avenida Maria Fernandes Cavalari. O condutor alegou que a vítima adentrou a avenida repentinamente e não houve tempo de frear o carro.

Fonte: Visão Notícas


Nenhum comentário:

Postar um comentário