quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Hemocentro de Marília entra em estado de alerta e pede doações

O Departamento de Atenção à Saúde em Hemoterapia (Hemocentro) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Marília (HC/Famema) entrou em estado de alerta neste final de janeiro.
A queda no número de doadores espontâneos provocou uma baixa preocupante nos estoques de seis dos oito tipos de sangue: A+, A-, B-, AB+, O+ e O-.
Os estoques estão com volume abaixo da quantidade ideal necessária para se suprir sem risco a demanda por transfusões e cirurgias requisitadas por toda rede hospitalar da região, em que uma população de dois milhões de habitantes é atendida.
O Hemocentro pede a colaboração de todos que são aptos à doar: idade de 16 até 69 anos (adolescentes acompanhados dos responsáveis legais) e gozando de boa saúde. Não precisa pesar menos do que 50 quilos.
A assistente social do Hemocentro, Lucimara Faustino Custódio, convida também os doadores dos tipos sanguíneos que não estão abaixo do ideal necessário.
“Como a maioria dos tipos está em baixa, convidamos todos os doadores, para que a reposição seja ainda mais efetiva e garantida”.
O estoque real verificado no dia 29 de janeiro em comparação com a necessidade ideal era: 200 bolsas de A+ (o ideal seriam 240 bolsas); 15 bolsas de A- (48 bolsas); 89 de B+ (84); uma de B- (6); 21 de AB+ (24); 6 de AB- (6); 187 de O+ (240); 6 de O- (48).
Para doar, basta comparecer ao Hemocentro, das 7h às 13h, de segunda a sábado, na Rua Lourival Freire, 240, no bairro Fragata. Mais informações pelo telefone (14) 3402-1851.

Fonte: Marília Notícia


Nenhum comentário:

Postar um comentário