terça-feira, 1 de outubro de 2019

Pastor condenado por latrocínio é preso na cidade de Agudos

Uma força-tarefa com equipes do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) da Capital e da DIG de Bauru prendeu, na segunda-feira (30), em Agudos, um pastor condenado a 22 anos e 6 meses por latrocínio ocorrido em 1995 em São Paulo do Potengi (RN).
A prisão do pastor João Nunes Costa, de 54 anos, ocorreu no estacionamento de uma das igrejas onde ele atuava. "Nós recebemos um pedido de apoio do DHPP de São Paulo para localizar essa pessoa. Eles sabiam só que ela estava morando em Agudos e que coordenava igrejas, mas não sabiam endereço", conta o delegado assistente da DIG de Bauru, Giuliano Travain.
"Nós realizamos a investigação de campo, identificamos os possíveis locais em que ele poderia estar e, hoje (ontem) pela manhã, veio o pessoal de São Paulo, fizemos uma força-tarefa e encontramos ele". Após o cumprimento do mandado de prisão, Costa foi levado para São Paulo, de onde seguiria para o RN. Em nota, a Polícia Civil do RN disse que o DHPP do Rio Grande do Norte também atuou nas investigações sobre o paradeiro do pastor.
"Atualmente, ele assumia a posição de líder religioso, estando à frente de 27 igrejas pelo Interior de SP, tendo acumulado um patrimônio considerável. Ele ainda é investigado pela prática de outros crimes", declara.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru


Nenhum comentário:

Postar um comentário